19 agosto 2017 FULEIRAGEM

SPONHOLZ – JORNAL DA BESTA FUBANA

DIFICULDADE PARA XINGAR

Comentário sobre a postagem O EXTERMINADOR SEM FUTURO

Sergio L. Soares:

“Estou com dificuldade de escrever sobre o 9-DEDOS.

O mínimo que consigo escrever de palavrões do mais baixo calão e os maiores impropérios jamais lidos por linha (uma média de uns 5/6 megapalavreados – FDP é o mais educado).

Por isso me abstenho.

Vou fazer meu vudu para exterminar esse f%*$&% do FY##!*5fh*¨%.”

* * *

19 agosto 2017 FULEIRAGEM

MÁRIO – A TRIBUNA DE MINAS

ADAIL AUGUSTO AGOSTINI – ALEGRETE-RS

Tu já ouviste falar que adicionar algumas gotas de água a um copo de whisky pode abrir os sabores e o aroma da bebida?

Parece algo que um desses entusiastas esnobes diria, e que tu nunca tentarias, mas a ciência confirma: é verdade.

Químicos da Universidade Linnaeus, na Suécia, agora revelaram o mecanismo por trás disso.

A pesquisa foi publicada na revista Scientific Reports.

O motivo

Bjorn Karlsson e Ran Friedman dizem que o melhoramento do sabor ocorre porque as moléculas de álcool e aquelas que determinam o gosto do uísque tendem a ficar juntas.

Primeiro, os cientistas desenvolveram simulações de computador que separavam o whisky em seus elementos mais básicos: água e etanol, ou álcool.

Eles então simularam como as moléculas interagiam em diferentes concentrações com guaiacol, uma molécula comum no whisky escocês (puro malte) que lhe dá um gosto “defumado”.

A conclusão: água e álcool não se misturam uniformemente.

E as moléculas de guaiacol tendem a se ligar às moléculas de álcool.

Adicionando água

Em baixas concentrações de álcool, as moléculas criadoras de sabor e as moléculas de álcool se aglomeram na superfície do copo, perto do ar.

Já em maiores concentrações de álcool, as moléculas associadas com o sabor se espalham pelo copo.

Os pesquisadores pensam que a posição dessas moléculas de sabor no copo tem um grande impacto no cheiro e sabor do whisky.

Se as moléculas estão bem na superfície, elas são a primeira coisa que você experimenta na língua. Os compostos também são mais propensos a sair da superfície como um gás, aumentando o aroma da bebida.

Diluição

Karlsson diz que isso ajuda a explicar por que o whisky é diluído antes do engarrafamento.

Diretamente do barril, a bebida pode ser composta de até 65% de álcool em volume, embora normalmente seja diluída até cerca de 40% antes do engarrafamento.

Uma vez que você está experimentando o whisky na sua casa, a adição de algumas gotas de água pode continuar a aumentar a concentração de moléculas de guaiacol na superfície, potencialmente melhorando o seu sabor.

Quanta água tu deves adicionar?

De acordo com Karlsson, é impossível dizer um número absoluto.

Mesmo que suas pesquisas apontem para uma razão pela qual o sabor pode ser melhorado por meio da diluição, as preferências são pessoais, e é “muito difícil dizer algo em geral”.

Além disso, o whisky está dentre os produtos mais complicados em termos de composição química – nesta pesquisa, os cientistas selecionaram um componente como um modelo para um grupo de muitos encontrados no whisky.

Esse componente – que produz um sabor forte em certas bebidas de malte – tem semelhanças químicas com outras moléculas usadas para saborear vários whiskies, como a vanilina.

Portanto, há uma probabilidade bastante alta de que outros componentes se comportem da mesma maneira.

A única dica que os pesquisadores salientam é que tu provavelmente não deves colocar muita água na bebida.

Se ela ficar muito diluída, há o risco de tu não detectares o seu sabor, ao invés de melhorá-lo.

Faça testes para descobrir quanta água é ideal para ti. [NPR, Gizmodo, Phys]

19 agosto 2017 FULEIRAGEM

ZÉ DASSILVA – DIÁRIO CATARINENSE

19 agosto 2017 DEU NO JORNAL

MAIS UMA DE BOCA-DE-BUCETA

O ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes mandou soltar nesta sexta-feira (18), novamente, o empresário Jacob Barata Filho e o ex-presidente da Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do RJ, Lélis Teixeira.

Barata Filho e Teixeira foram presos no começo de julho na Operação Ponto Final, um desdobramento da Lava Jato.

Eles estão envolvidos num esquema de corrupção no setor de transportes do Rio de Janeiro, com a participação de empresas e políticos do estado, que movimentou R$ 260 milhões em propina.

A decisão de Gilmar Mendes derruba uma ordem de prisão do juiz Marcelo Brêtas, da Justiça Federal do RJ, desta quinta-feira (17).

Neste mesmo dia, Gilmar Mendes havia determinado, pela primeira vez, a soltura de Barata Filho e Teixeira. Mas eles não chegaram a ser soltos, porque Brêtas expediu novas ordens de prisão contra os envolvidos, por outros crimes.

* * *

Apenas isto: 260 milhões em propina, pagos pela dupla de corruptores ativos que Boca-de-Buceta mandou libertar.

Enquanto isto, a situação do estado do Rio de Janeiro…

Ah, deixa pra lá.

Vocês já sabem da merda em que o mega-corrupto Sérgio Cabral deixou o Rio.

O prisioneiro Cabral, enjaulado por grossa ladroagem, é aquele que contou com a participação ativa de Lula em sua campanha.

Ministro Gilmar Boca-de-Buceta

Agora, aqui entre nós: é impressionante o esforço de Boca-de-Buceta pra aparecer no noticiário.

Quando não acontece nada, ele inventa. 

Só pra “brilhar” diariamente nas manchetes.

Dá canetada até mesmo pra libertar bandidos de grosso calibre pixulecal.

Ele goza mais quando se vê na televisão do que quando está furunfando na cama.

Vôte!!!

19 agosto 2017 FULEIRAGEM

PATER – A TRIBUNA (ES)


COMPLETUDE

Eu ficava simplesmente impressionada com a fala mansa dele. E não era só isso que me deixava ainda mais atenta, o tom do voz não se alterava , era tranquilo, pacífico, bem condizente com a personalidade dele; não se irritava facilmente, nem dificilmente na verdade. O mais complicado dos problemas era motivo para se superar e não descabelar como a histérica aqui. Deve ser por isso que essa fala mansa me acalmava ao mesmo tempo em que eu a desejava como qualidade minha, e desejava ansiosamente, típico da minha personalidade.

Quem disse que gosto de me desesperar diante de qualquer infortúnio? O ‘qualquer’ era dele, claro, sempre diminuindo o que eu achava exageradamente ‘grande’. Mas, ainda ficava atenta pois insisto: não é só a mansidão da voz, mas sua expressão… Não havia marcas na testa, sabe? Aquelas que insistem em aparecer quando algo nos gera preocupação ou mesmo dúvida, seus ombros se mantinham alinhados mesmo com tanto peso sobre eles, sua boca mantinha-se num sorriso constante e por trás dele a sinceridade de quem realmente sentia-se feliz em situações mais adversas.

Acho que ele nem me via a notá-lo. Tinha virado meu mais novo vício: descobrir que ‘raio’ de mansuetude era aquela. Podia passar horas a olhar sua expressão suave. Tirou-me dos devaneios a respeito desta brandura ao me perguntar ‘O que olhas tanto? Estás aflita com algo que disse?’. Levitei! Nem respondi, apenas me deixei levar pela melodia suave de sua voz a me levar a qualquer lugar em que eu encontrasse essa serenidade.

De certa forma o fez, me envolveu em sua vida, calmamente… Fiquei irritada, confesso. Nosso primeiro beijo foi após várias músicas, o segundo encontro só aconteceu por inquietude minha e o namoro…. ah, o namoro, apenas foi acontecendo com a tranquilidade que lhe é típica. E me envolvi, mas não me contaminou, ruim ou bom? Não consigo decidir. Desejo desesperadamente a serenidade dele, mas não sei onde colocaria esta tempestuosidade que nos move e me guia e me faz acordar para vê-lo naquela calmaria…

Completamo-nos? Acho que sim. O alvoroço que causo vai de encontro com a serenidade dele que nos acolhe; e nos mistura. Uma mistura boa, dá samba, sambinha suave e ritmado… aquele que nos aproximou desde o primeiro encontro.

19 agosto 2017 FULEIRAGEM

AMARILDO – A GAZETA (ES)

SAULO LARANJEIRA

19 agosto 2017 FULEIRAGEM

VERONEZI – GAZETA DE PIRACICABA (SP)

19 agosto 2017 DEU NO JORNAL

A CORDA QUER FAZER DOAÇÃO À CAÇAMBA

A socialite Roberta Luchsinger, de 32 anos, que prometeu doar R$ 1 milhão ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, não paga o condomínio do apartamento onde mora, em um bairro nobre de São Paulo, desde dezembro de 2014.

Segundo a advogada que defende os interesses do prédio, a dívida já está em R$ 232 mil. “Ela não constituiu advogado para esse processo, que correu à revelia. Nós já estamos na fase de avaliação pericial. O apartamento deve ir a leilão em breve”, disse a advogada Ana Beatriz Cardoso de Souza.

O edifício, localizado em Higienópolis, tem um apartamento em cada um dos 11 andares. Os outros moradores estariam “loucos da vida” com a notícia da doação ao ex-presidente – já que o não pagamento da dívida tem recaído sobre eles.

Primeiro Roberta prometeu doar R$ 500 mil ao ex-presidente, cujos bens foram bloqueados pelo juiz federal Sergio Moro no processo referente ao tríplex do Guarujá. Quando outro juiz determinou que antes a socialite pagasse uma dívida de R$ 62 mil com uma loja de decoração, ela disse que dobraria o valor da doação.

O advogado da NP Decorações, Humberto Carlos Barbosa, afirmou que Roberta não aceitou negociar a dívida com a loja, que existiria desde 2013. Segundo ele, seu cliente foi pego de surpresa com a notícia da “doação”.

* * *

Esta vaca é filiada ao PCdoB e pretende se candidatar a deputada.

Certamente terá o apoio de Jandira Grelão e de Kim Jong-Un

Lula e a sua doadora trambiqueira formam uma parelha perfeita. Um dupla que é um retrato sem retoque da República Federativa de Banânia.

Lula é a corda e a caloteira é a caçamba.

As declarações que a vaca botou na internet, e que falam em “perseguição contra Lula“, se casam admiravelmente com a teoria do Ceguinho Teimoso sobre a “desconstrução” de Lapa de Canalha.

Aliás, a caloteira convoca os “juristas de plantão” para ajudá-la neste esforço donativo. Tenho certeza que Ceguinho Teimoso, um devoto luleiro extremado, vai colocar sua experiência advocatícia a serviço dela.

Vejam só quão volumosa foi a diarreia desta vaca:

“É incrível como o Judiciário, em qualquer instância, se transformou em um instrumento de luta política contra Lula e todos que o apoiam!”.

“A partir de agora, baseado na decisão do juiz que quer me impedir de doar para o Lula, confirmando assim a perseguição contra o presidente, deveria ser proibida qualquer doação, seja a quem fosse. A começar pelas empresas que doam ao Doria por exemplo, será que estão todas ok? Será que esse juiz não gostaria de pegar e fazer essa análise?!! Juristas de plantão, o que pode ser feito? Se não pode para um, não pode para outro…”

Lula Nove-Milhões (do PT) e Roberta Proletária (do PCdoB): uma dupla que é o retrato cagado e cuspido das zisquerdas banânicas

19 agosto 2017 FULEIRAGEM

J. BOSCO – O LIBERAL (PA)


É PRECISO A VERDADE

O Brasil precisa muito da verdade, deixar de lado as mentiras que são passadas ao povo brasileiro todo santo dia. Não é mais possível continuar a viver se organizando pensando com base em informações mentirosas, propostas ardilosas e enganadoras que são transmitidas diariamente pelo governo e o Congresso Nacional. Estes ardis já têm ramificações em toda a estrutura dos Poderes da Nação. Até mesmo o Supremo Tribunal Federal tem tomado atitudes que confrontam com a boa conduta que deveria ter e transmitir a população. Decisões realizadas pelas turmas tem mostrado a tendência, e forte, de que a política está determinando os votos dos seus membros. Articulam-se para criar escape aos malfeitores que desmantelaram o País. Pressupõe-se que dedicam simpatias aos senhores meliantes e, principalmente, ao chefe do bando, o ex presidente e seu grupo. Agem com cautela e se utilizam de todos as chicanas jurídicas para o favorecimento dessas pessoas que levaram, não só o dinheiro que estava dentro do cofre, mas toda a economia do Estado brasileiro.

Utilizando-se da mídia que é dependente do dinheiro público para sobreviver, dada a carência de cultura do povo que, em razão, não é mercado consumidor dos seus produtos, o governo federal, mesmo os estaduais e municipais, realiza um festival de mídia com propostas de reformas que são verdadeiras obras de ficção. Partem, seus estudos, de bases que não se sustentam na aceitação popular e mesmo aos mais sensatos membros que ainda existem no parlamento do Brasil. As reformas, sempre são “reformadas” no nascituro e ao final descaracterizadas. Aí estão as reformas da Previdência, Trabalhista e Política como exemplos. Esta última beira a irracionalidade e, de forma clara, a crença dos parlamentares que neste País pode-se tudo, até intitular o eleitor brasileiro de idiota e otário. Os 3,6 bilhões para campanha foi a maior aberração apresentada entre muitas outras e que ainda tentam fazer vigorar, como o Distritão e a sorrateira tentativa da permissão de doação com sigilo, já recusada por ser um escândalo. Escondem a verdade de que todas as linhas das reformas são bem pensadas armadilhas para manter a população sob controle. Mentem deslavadamente ao povo brasileiro. Este ainda acredita e tem fé que o juiz Sérgio Moro irá dar um mínimo de decência ao Brasil, mesmo solapado por Gilmar Mendes e várias trupes. O ministro encontrou caminho na busca de mídia para visibilizar sua provável candidatura ao governo de Mato Grosso.

A mentira que contam aos brasileiros está em todos os setores da vida no Brasil. Propagam o desenvolvimento com dados enganosos que tentam levar a população a acreditar que estamos bem. A inflação está em queda, não pela relação de mercado, mas pela falta de consumidor que abandonou forçosamente as compras. Queda nos juros para salvar o sistema financeiro que perdeu tomadores de empréstimos. Desde há muito tempo, idos de 2003, escrevia, apesar de sofrer até ameaças, de que o Brasil não poderia ser sustentado a base de crédito. Nossa população era e é desprovida de bases consistentes para nos evoluirmos e chegarmos ao patamar de povo desenvolvido, mas as mentiras vigoraram com os petistas e fizeram escola.

A mentira de que a economia está reagindo é a pior das farsas, pior do que a da educação. Temos, segundo o empresômetro, cerca de 20 milhões de empresas, mas 76,8% são Micro Empreendedores Individuais, 16,4% são Micro Empresas e 6,9% as demais categorias. O pequeno empresário, o maior empregador do País, tem medo de investir e empregar mais, pois não existe uma política econômica séria e estável. Estabilidade só para o setor público de Brasília e dos altos escalões com seus mega salários e penduricalhos todo final de mês. O que esperar em termos de avanço econômico em um cenário desse? O governo cria ilusões para se viabilizar em 2018. Hoje vemos como Roberto Campos foi maltratado pelo povo brasileiro, mambembes economistas e os intelectuais de botequim, que resolvem os problemas da Amazônia em mesa de chopp do Garota de Ipanema ou no Baixo Gávea.

É fácil perceber que todo o dinheiro da Nação está sob controle de poucos empresários e de restrito grupo político que mantém a política brasileira sob rédeas. São 81 Senadores e 513 Deputados Federais e apenas um pequeno grupo deles comanda, por décadas, toda a articulação política brasileira. Pense nisso eleitor e verá que a tal renovação dos políticos tão desejada e manifestada em pesquisas dificilmente acontecerá, pois no Congresso todo mecanismo para a permanência dos usurpadores do Poder está em plena montagem com a chamada Reforma Política. O Brasil precisa se divorciar da mentira e amasiar com a verdade.

19 agosto 2017 FULEIRAGEM

LUCIANO MESKYTA – CHARGE ONLINE

19 agosto 2017 REPORTAGEM

APOSENTADORIA IRREGULAR

Na manhã de 1 de setembro de 2016, o ex-ministro da Previdência Carlos Gabas e uma secretária pessoal da ex-presidente Dilma Rousseff entraram pela porta dos fundos de uma agência da Previdência na Asa Sul, em Brasília. No dia anterior, o Senado havia formalmente cassado o mandato de Dilma Rousseff. Gabas, já ex-ministro do moribundo governo petista, chamou a atenção dos funcionários da agência ao surgir na porta e logo se isolar na sala do chefe da agência. O que o ex-ministro da Previdência faria ali? Vasculhando o sistema do INSS, um grupo de servidores logo descobriu algo errado: no intervalo de poucos minutos que o ex-ministro e a secretária de Dilma estiveram na agência, o processo de aposentadoria da ex-presidente foi aberto no sistema e concluído sigilosamente. Graças ao lobby de Gabas e a presença da secretária, que tinha procuração para assinar a papelada em nome da petista, em poucos minutos, Dilma deixou a condição de recém-desempregada para furar a fila de milhares de brasileiros e tornar-se aposentada com o salário máximo de 5.189 reais. Ao tomar conhecimento do caso, o governo abriu uma sindicância para investigar a concessão do benefício.

Nesta sexta-feira, Veja obteve as conclusões dessa investigação. No momento em que o PT trava uma luta contra a reforma da previdência, os achados da sindicância não poderiam ser mais desabonadores à ex-presidente petista. Segundo a investigação, aposentada pelo INSS desde setembro do ano passado, Dilma Rousseff foi favorecida pela conduta irregular de dois servidores do órgão que manipularam o sistema do INSS para conseguir aprovar seu benefício e ainda usaram influência política para conseguir furar a fila de benefícios. Despacho assinado pelo ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, aplica punições ao ex-ministro Carlos Gabas, responsável por Dilma ter furado a fila do INSS, e à servidora Fernanda Doerl, que manipulou irregularmente o sistema do INSS para regularizar o cadastro da petista.

Por ter usado da influência de ex-ministro da Previdência para furar a fila de agendamentos do INSS a fim de acelerar o processo de aposentadoria de Dilma, Carlos Gabas foi suspenso do serviço público por 10 dias. Servidor de carreira do órgão, Gabas está cedido para o gabinete do petista Humberto Costa (PE), líder da minoria no Senado. Com a punição assinada pelo ministro Osmar Terra, ele não poderá trabalhar nesse período e terá o salário descontado em folha. “As apurações demonstraram que as ações do indiciado (Gabas) contribuíram para agilizar a concessão do benefício, assegurando seu deferimento em condições mais favoráveis ou benéficas que o usual”, registra o relatório final da sindicância: “O servidor atuou como intermediário junto à repartição pública, fora das exceções permitidas em lei, em atitude incompatível com a moralidade administrativa”, complementa

Examinando a papelada apresentada pela ex-presidente Dilma Rousseff ao INSS e os procedimentos adotados pela servidora no sistema do órgão, os integrantes da sindicância concluíram que Fernanda Doerl considerou, para efeitos de cálculo de tempo de serviço de Dilma, informações que a ex-presidente não comprovava com documentos. Como todo brasileiro que procura o balcão dos mortais no INSS costuma aprender de maneira dolorosa, não ter documentos é uma falha que inviabiliza a concessão de aposentadoria. Para Dilma, no entanto, isso não foi um problema. O cadastro de Dilma foi aprovado em um dia mesmo sem contar com todos os papeis necessários. “A não observância à norma legal e regulamentar nos autos presentes, foi materializada na medida em que se deixou de exigir documentação necessária para a alteração cadastral da segurada Dilma Vana Rousseff”, diz a sindicância. Para se ter uma ideia do favorecimento que Dilma teve, dados do INSS mostram que os brasileiros que estão com toda a documentação regular esperam pelo menos 90 dias – entre apresentação e a concessão – para obter o benefício. Números atualizados nesta semana mostram que pelo menos 400.000 brasileiros estão com processos de aposentadoria represados no INSS nessa situação.

Segundo o regulamento do INSS, ao verificar que a papelada de Dilma Rousseff estava irregular, a servidora do INSS deveria ter se recusado a proceder com o benefício. Aos constatar as falhas, Fernanda Doerl, que levou a pena de advertência por não ter atuado com “zelo”, “dedicação” e sem “observar as normas legais” no episódio, tinha a obrigação, diz a sindicância, de “alertar (Dilma) acerca das impropriedades e que o seguimento do pleito só se daria a partir da apresentação, por completo, de todo o contexto documental exigido e necessário”.

Ironicamente, apesar de apontar irregularidades e reconhecer condutas impróprias no caso dos servidores, a sindicância justifica as penas brandas aplicadas alegando que não verificou “intenção clara” dos investigados em beneficiar Dilma Rousseff. Já sobre a própria ex-presidente a sindicância limita-se a cobrar a devolução de 6.188 reais, referentes a um mês de salário que teria sido pago irregularmente pelo INSS. Apesar da concessão irregular de aposentadoria por falta de documentos, a sindicância constatou que o valor do benefício da petista é compatível com o determinado. Dilma Rousseff está recorrendo para não ter que devolver o dinheiro.

Para justificar a aplicação de advertência a Fernanda Daerl, os integrantes da sindicância registram que a servidora, embora tenha atuado de maneira displicente, não agiu de má-fé. “Foram demonstrados o descumprimento das normas regulamentares e a falta de zelo da servidora. Por outro lado, não há qualquer indício de que tenha havido má-fé da servidora. Não houve qualquer contato indevido entre a indiciada e a segurada (Dilma) ou qualquer preposto seu”, registra o relatório. Já Gabas, teve a punição atenuada por ter “bom comportamento e bons antecedentes” enquanto servidor.

Ao prestar depoimento na sindicância, Gabas negou que tivesse favorecido Dilma Rousseff ao cuidar pessoalmente do processo na agência da Previdência em Brasília. Gabas alegou aos investigadores que “o atendimento diferenciado de pessoas públicas era comum e tinha o objetivo de assegurar a integridade física e moral dos demais segurados”. Já Fernanda Daerl sustentou durante todo o processo que agiu de acordo com a lei e que se guiou por normas do INSS para aprovar os dados cadastrais de Dilma.

Transcrito da revista Veja

19 agosto 2017 FULEIRAGEM

LUSCAR – CHARGE ONLINE

TRÊS DÉCADAS SEM GONZAGÃO

Homenagem da cidade de Campina Grande-PB ao “Rei do Baião”

O dia 2 de agosto transcorreu sem nenhuma alusão à memória do maior ídolo do cancioneiro popular nordestino. Isso mesmo, em 1989 falecia em Recife, aos 77 anos de idade, o nosso Rei do Baião. Sem percebermos, já se passaram 28 anos da ausência de Luiz Gonzaga no meio artístico nacional… Quase três décadas.

Não custa nada relembrar um pouco da trajetória do pai adotivo de Gonzaguinha. Luiz nasceu numa sexta-feira 13, no mês de dezembro de 1912, na fazenda Caiçara, área urbana do município de Exu, em Pernambuco.

Januário, seu pai, deu-lhe o nome Luiz homenageando Santa Luzia, cuja data a ela dedicada coincidiu com a do nascimento do menino. Quanto a tocar acordeão, ele aprendeu com o pai ainda criança.

Um desencanto amoroso fez o rapaz deixar a casa de Januário e Mãe Santana para ingressar no Exército, onde permaneceu por nove anos. Deixou a caserna quando morava no Rio de Janeiro para se dedicar à música. Luiz nunca renegou suas origens e se manteve fiel ao gênero musical que o consagrou.

A jornalista Ana Krepp, da Revista da Cultura, assim resumiu a carreira musical de Gonzagão: “O rei do baião pode ser também considerado o primeiro rei do pop do Brasil. Pop, aqui, empregado em seu sentido original, de popular. De 1946 a 1955 foi o artista que mais vendeu discos no Brasil, somando quase 200 gravados e mais de 80 milhões de cópias vendidas”.

O cineasta Breno Silveira, diretor da película Gonzaga – De pai para filho, filmada em 2012, enfatizou: “Comparo Gonzagão a Michael Jackson. Ele desenhava as próprias roupas e inventava os passos que fazia no palco com os músicos”.

Luiz Gonzaga também compunha. Parcerias com Zé Dantas e Humberto Teixeira resultaram em sucessos estrondosos na sua carreira. É difícil esquecer músicas como A Letra I, Acauã, A-bê-cê do Sertão, Asa Branca, Cintura Fina, Feira de Gado, Lorota Boa, No meu Pé de Serra e Respeita Januário, dentre dezenas de outras joias de sonoridade ímpar responsáveis pela construção da identidade musical nordestina. O apelido “Lua” foi-lhe posto pelo violonista Dino Sete Cordas.

Nas músicas de Gonzagão o Nordeste é exaltado com sentimento e inteligência em letras que traduzem os costumes, as tradições, a arte e a vida de dificuldades daqueles que habitam a região mais atingida pela seca sistêmica, em nosso território.

Além do colorido musical do baião, Luiz Gonzaga divulgou para o Brasil outros ritmos com o xaxado, o forró e o xote, além de instrumentais como o zabumba e o triângulo. Alegria foi a marca musical de sua obra. Porém, ele também soube dar recados bem-humorados ao perceber seu estilo musical ser superado.

Isso ficou patente no final dos anos 50. Luiz “Lua” Gonzaga, até então campeão na venda de discos no país, começou a perder espaço para o Iê-iê-iê e para a Bossa Nova. Ao conhecer o trabalho de Zé Clementino – compositor cearense -, encomendou-lhe uma música para enquadrar a nova onda de “cabras” de cabelos grandes, pulseiras, medalhões nos pescoços, calças justas, saltos altos e fivelões.

O resultado foi o “Xote dos Cabeludos”, caracterizado pela agradável sutileza paquidérmica. É ouvir e conferir a beleza de sonoridade e poesia contidas no trabalho do Rei do Baião, predicados esses tão em falta na MPB de hoje.

19 agosto 2017 FULEIRAGEM

SPONHOLZ – JORNAL DA BESTA FUBANA

THE PLATTERS

Only You” de Buck Ram & Ande Rand, sucesso de 1955 nas vozes dos The Platters.

18 agosto 2017 FULEIRAGEM

SIMANCA – A TARDE (BA)

ORIGEM DA CHUVA

Na cúpula divina
do claro céu sereno
um garotinho urina
azul-de-metileno.

Ora, às vezes a fina
uretra do pequeno
constringe-se e, mofina,
nega o líquido ameno.

É quando o céu se turva,
a superfície curva
zangado fecha à luz

e sobre nós despeja
a mijada sobeja
do Menino – Jesus

18 agosto 2017 FULEIRAGEM

DUKE – O TEMPO (MG)

18 agosto 2017 DEU NO JORNAL

O EXTERMINADOR SEM FUTURO

Eliziário Goulart Rocha

Riscos de linchamento moral nas redes sociais à parte, todos os brasileiros são livres para expressar sua opinião. Em uma democracia, pensamentos divergentes não são apenas permitidos, mas altamente desejáveis. Redes sociais abrigam pessoas de diferentes classes econômicas, níveis culturais, regiões, credos, etnias e estilos de vida. É natural, portanto, que as opiniões colidam e nem sempre se pautem pela lógica, pelo bom senso e pela compostura.

Mas, quando se trata de gente muito bem informada – sobretudo jornalistas -, espera-se um discernimento acima da média. Pessoas assim não podem alegar falta de informação para embarcar em papo furado de empresários malandros e políticos enrolões. Cair na conversa mole da viva alma muito viva é como acreditar no patriotismo de esleys safadões. Neste caso, quem sobe voluntariamente a bordo de uma canoa afundada por excesso de safadeza está consciente do que faz.

Jornalista defendendo com fervor um homem com vários processos por corrupção nas costas já soa bastante estranho. Mas o que torna tal atitude um ato da mais absoluta sandice é o fato de que o personagem em questão, ainda em seus delírios de imperador do pântano, coloca entre suas prioridades na sonhada volta ao poder justamente o extermínio da liberdade de expressão.

Em discurso na faculdade de direito da UFRJ no último fim de semana, Lula retomou um de seus temas prediletos: calar a imprensa. “Eu errei quando não fizemos a regulação da mídia. Eles têm que saber que têm que trabalhar muito para não deixar eu voltar a ser candidato. Se eu for candidato, eu vou ganhar e vou fazer a regulação da mídia”, ameaçou o exterminador sem futuro. “Não vou morrer até voltar a governar com vocês este país”, exaltou-se o homem sempre embriagado de poder.

“Eles”, no caso, são todos os jornalistas que não se curvaram à seita, nem estão a soldo de projetos pessoais de poder. Para estes, censura e perseguição. Para a mídia amestrada, verbas e cargos. Talvez alguns sejam apenas ingênuos, mas ingenuidade está longe de ser virtude neste ofício.

18 agosto 2017 FULEIRAGEM

PATER – A TRIBUNA (ES)

SURTO DE SINCERIDADE

Gleisi Hoffmann resume o que aconteceu ao Brasil depois da chegada ao poder do bando de meliantes que preside

“Prevalece no Brasil uma classe dominante que se apropria do Estado para interesse próprio, usa o público para o privado e, assim, o Estado é capturado para
manter privilégios”.

Gleisi Hoffmann, presidente do PT, conhecida entre os distribuidores de propinas da Odebrecht pelos codinomes Amante e Coxa, resumindo o que fez em parceria com o maridão Paulo Bernardo e demais integrantes do bando disfarçado de partido político cuja chefia assumiu há poucas semanas.

18 agosto 2017 FULEIRAGEM

SPONHOLZ – JORNAL DA BESTA FUBANA

DOIS GRANDES POETAS REPENTISTAS NORDESTINOS E UM FOLHETO MEDICINAL

Os poetas Otacílio Batista e Diniz Vitorino improvisando em Martelo Agalopado, numa peleja memorável que retrata muito bem a genialidade do cantador nordestino:

* * *

Um folheto de José Quaresma Parnaíba

O PODER DAS FRUTAS

Seu sistema imunológico
Precisa ser reforçado
E a nossa mãe Natureza
Tem um estoque sagrado,
De vitaminas e sais,
Pronto para ser usado.

Evite certas doenças
Com dieta alimentar.
A Natureza tem meios
Para as mesmas evitar,
Pois prevenir é melhor
Do que se remediar.

Cada fruta dessas tem
Seu valor nutricional,
Fibras e sais minerais,
O poder do natural,
Carboidratos, vitaminas
Ferro, cálcio sem igual.

O ABACATE, pode crer
É fonte de energia,
Tem baixo colesterol
É verdade, todavia
Jamais causa malefício
Assim como se dizia.

O ABACAXI contém
Vitaminas A, B e C
Protege da infecção
Por substâncias conter,
Deixa a garganta saudável
Boa voz você vai ter.

ACEROLA é velha amiga
Rica em vitamina C,
Além do suco gostoso,
Também vai nos defender
Da indesejada gripe
Ela imuniza você.

BANANA, prata ou maçã,
De qualquer variedade
É uma fruta barata
E alimenta de verdade.
É bastante nutritiva
Tem no campo e na cidade.

Clique aqui e leia este artigo completo »

18 agosto 2017 FULEIRAGEM

CAZO – COMÉRCIO DO JAHU (SP)

EDVALDO ASFORA – MACEIÓ-AL

Berto,

Publique esta nota que recebi hoje de manhã.

Obrigado

Circula nas redes sociais e Whatsapp um aviso aos alagoanos sobre o próximo dia 20:

“Feche a porta, tranque o portão, solte os cachorros, ligue a cerca elétrica e alarme, guarde economias e cartões de crédito, feche seu comércio: Lula estará em Penedo, Arapiraca e Maceió”.

R. Eu só lamento uma coisa, caro leitor:

É que o Palanque Ambulante não queria levar a sua sucessora, a destrambelhada Vaca Peidona, para acompanhá-lo nesta campanha banditífera que contaria a legislação eleitoral do país.

Seria lindo a gente ver os dois serem enxotados debaixo de vaia aí nas Alagoas.

18 agosto 2017 FULEIRAGEM

BRUM – TRIBUNA DO NORTE (BA)

18 agosto 2017 A PALAVRA DO EDITOR

O INSTITUTO DATA BESTA INFORMA

Estes são os números da última Enquete Fubânica.

Semana que vem tem mais.

Um excelente final de semana pra todos os nossos leitores!

18 agosto 2017 FULEIRAGEM

LUSCAR – CHARGE ONLINE


www.cantinhodadalinha.blogspot.com
PAIXÃO PELO VERSO

Esse meu verso rimado
Eu trouxe lá do sertão
Para ficar aprumado
Botei metrificação
Para não ficar sem sal
Cumpro sempre o ritual
Rogo a musa inspiração.

Cuidados eu tenho sempre
Para não escorregar
Porém se eu quebrar o pé.
O remédio é consertar
Se de versos eu entendo
Procuro lendo e relendo
Erros para restaurar.

Atenção e paciência
Quem verseja deve ter
Pois a pressa é inimiga
De quem bem quer escrever
Vale a pena matutar
Com cada verso flertar
P’ra magia acontecer.

Tudo que faço na vida
Eu só faço com paixão
Cada verso é um suspiro
Que brota do coração
Para a regra não quebrar
Eu consigo me entregar
Mas sem perder a razão.

18 agosto 2017 FULEIRAGEM

VERONEZI – GAZETA DE PIRACICABA (SP)

18 agosto 2017 DEU NO JORNAL

O PREÇO DO OVO DISPAROU

Os cuzinhos não estão dando tranquilidade aos coxinhas

Há poucos dias ovaram Dória na Bahia.

Agora, ovaram Bolsonaro no interior de São Paulo.

Em consequência desta guerra omeletada, o preço do ovo disparou na feira.

Vôte!

18 agosto 2017 FULEIRAGEM

MYRRIA – A CRÍTICA (AM)

NENHUMA LÁGRIMA

18 agosto 2017 FULEIRAGEM

SPONHOLZ – JORNAL DA BESTA FUBANA

ÁLBUM DE FOTOGRAFIAS

Hoje eu encontrei um álbum de fotografias que há muito tempo eu não via.

Estava dentro de uma caixa, apertado em cima de fotos muito antigas também, soltas, espalhadas, como ficara a vida.

Tinha aquela cor envelhecida das coisas que ficam esquecidas.

Comecei a folheá-lo, rostos e corpos sucedendo-se, meus amigos velhos, meus velhos amigos, que saudade.

E entre tios e tias você me sorria.

Havia também as imagens queridas de meu pai, de minha mãe, dos meus avós, do meu avô e da minha avó com o cachorro deitado aos seus pés, quase em baixo da cadeira em que ela se sentava.

Muitos anos vão passando em um só dia, enquanto as folhas lentamente eu corro.

Vejo também meus primos e minhas primas… Meu Deus! Tanta gente que eu queria rever e não revejo, porque todos sumiram no mundo num lampejo!

Sumiram assim como você, que ainda mora nos meus sonhos, mas que também ficou perdida nos desvios e agora é só mais alguém na igualdade dos rebanhos desta vida.

Você me olha e me sorri. Mas sei que nunca mais vou rever esse sorriso, porque cada um de nós fez as suas próprias escolhas.

É difícil viver com elas, essas escolhas que temos que fazer, pelas quais ganhamos e perdemos, perdemos e ganhamos, mas não sabemos nunca se o saldo é positivo, se seguimos os rumos certos para nós e para aqueles que amamos.

Agora eu choro. E enquanto sua foto aliso, com carinho, vou fechando o álbum de fotografias, vou fechando o passado junto com estas folhas.

Guardo o tempo dentro da caixa.


© 2007 Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa