24 abril 2017 A PALAVRA DO EDITOR

COLABORANDO COM A CIÊNCIA QUE ESTUDA A MENTE HUMANA

Aécio Neves, segundo documentos, processos, provas e delações, é tão corrupto e canalha quanto Lula da Silva.

Todavia, existe gente no mundo que esculhamba Aécio e, paralelamente, defende Lula.

Gente que, ao mesmo tempo que dá por verdadeiras as acusões contra Aécio, brada, grita e esbraveja que as acusações contra Lula são calúnias, falsidades e mentiras.

Gente que considera verdadeiras as declarações de Marcelo Odebrecht contra Aécio e que diz que são mentirosas as revelações de Léo Pinheiro sobre Lula.

Pergunto: qual o nome da doença mental que ataca esta gente?

Hein?

Peço ajuda aos fubânicos especialistas no assunto, doutores médicos psiquiatras.

O resto da comunidade peruadora e inxirida desta gazeta escrota também está convidada a se manifestar.

24 abril 2017 FULEIRAGEM

PATER – A TRIBUNA (ES)


http://pinheirochumbogrosso.blogspot.com.br
JACK PALANCE – ACREDITE SE QUISER!!!

O ator norte-americano Jack Palance, nome artístico de Vladimir Palahniuk, um gigante de 1,93m de altura, que se vivo fosse estaria perto do seu centenário (morreu em 2006 aos 87 anos), célebre por seus papéis de “vilão” em Hollywood e vencedor do Oscar de melhor ator coadjuvante em 1991. Ele nasceu na Pensilvânia. Antes de virar ator, foi lutador de boxe profissional. Palance se tornou conhecido no Brasil, o qual é lembrado pelo público e fãs pela atração “Acredite se quiser!!!” (Ripley’s Believe It or Not!”), que exibia casos bizarros nos anos 80, na extinta TV Manchete. O sucesso foi tamanho que, à época, chegou até a ser contratado pela gestão da então prefeita petista Luíza Erundina para divulgar as ações da prefeitura paulistana, num comercial inspirado na série.

Um fato pitoresco acontecido com o ator grandalhão no começo do ano de 1992, quando foi receber a estatueta pelo papel do caubói Curly Washburn na comédia “Amigos, sempre amigos” (City Slickers, 1991). Palance surpreendeu os presentes na cerimônia ao fazer flexões com apenas um braço mesmo já tendo 73 anos na época. O caso rendeu uma piada de Jô Soares durante a entrevista que o apresentador fez com o ator americano, também em 1992. Jô propôs em seu programa que Palance fizesse “algumas abdominais”. Palance respondeu no ato: “se você fizer comigo…”

Como se vê, pelo nome de batismo como costumamos dizer ele tem ascendência ucraniana. Falava fluentemente 6 idiomas: inglês, ucraniano, russo, espanhol, italiano e francês. Possui uma estrela na Calçada da Fama, devido ao seu trabalho na TV americana, localizada em 6608 Hollywood Boulevard. Há quem diga que o bom ator com semblante severo, por ter sua face desfigurada se devesse aos golpes recebidos como boxeador que foi, mas na verdade a desfiguração foi causada por um acidente de avião, quando ele tomava aulas de pilotagem no ano de 1942, o que provocou sérias queimaduras. Jack Palance passou por diversas cirurgias plásticas para minimizar as marcas deixadas pelo acidente.

Jack Palance personifica esplendidamente o revoltado líder apache, criando um Toriano amedrontador. Palance que não sabia montar em cavalos feito Anthony Stefen, em O Último Guerreiro(faroeste de índio), monta seu cavalo sem sela e até que se sai bem. Palance faria inúmeros outros bons westerns em sua carreira e receberia um Oscar de Melhor Ator Coadjuvante em 1991 justamente interpretando um cowboy no western-comédia “Amigos, Sempre amigos”. Nesse mesmo filme de índio o Último Guerreiro (filme muito cruel), Charlton Heston interpretou Ed Bannon com visível má vontade, tendo declarado que este era um dos filmes que preferia não ter feito. Este tipo de atuação é que levou parte da crítica a considerá-lo um canastrão.

Outro grande papel de Jack Palance como ator coadjuvante foi ele interpretando Fidel Castro, numa excelente Biografia que mostra o papel fundamental de Ernesto “Che” Guevara (Omar Sharif) durante a revolução cubana. Che – Causa Perdida” (1969) foi a primeira biografia cinematográfica da Revolução Cubana. O filme mostra a trajetória do guerrilheiro na luta contra a ditadura, desde sua chegada à Cuba, passando pelos conflitos ideológicos entre ele e Fidel Castro (Jack Palance), até a hora de sua morte em uma emboscada na Bolívia.

O filme em que Jack Palance interpreta o papel de Fidel Castro mostra a Reconstrução ou a relação mantida por Guevara e Fidel, a versão cinematográfica de Richard Fleischer tem a presença de Omar Sharif no papel-título. Desde a reunião dos dois líderes de suas diferenças até a saída da ilha por Che Guevara. Apesar de ter sido filmado em 1969, só apareceu no Brasil em 1975 em razão do regime militar vigente naquela época. O filme é uma revisão da história a partir de uma perspectiva americana, contextualizado nos anos após a presidência de John F. Kennedy e do incidente na Baía dos Porcos.

Assista ao trailer de trechos exibidos como anúncio do filme Che! – Causa Perdida – que está sendo projetado logo abaixo, tendo como pano de fundo uma excelente melodia de Carlos Puebla, cantor, compositor e guitarrista, muito conhecido como “El Cantor de la Revolución Cubana”, intitulada Hasta Siempre Comandante – Até Logo Comandante (Versão tradicional). Vale a pena conferir a seleção de 4 e 6 minutos dos vídeos abaixo.

24 abril 2017 FULEIRAGEM

SIMANCA – A TARDE (BA)

24 abril 2017 JOSELITO MÜLLER

PROPINA HONESTA

BRASÍLIA – Com a credibilidade cada vez mais abalada por contas das delações premiadas que afirmam que as campanhas do ex-presidente Lula e da ex-presidenta Dilma tiveram caixa 2, o diretório nacional do Partido dos Trabalhadores publicou nota na tarde de hoje na qual afirma que “em nosso caixa 2 só havia dinheiro de propina honesta”.

Segundo o documento, toda propina recebida foi declarada à Receita Federal, que deduzia os impostos devidos.

“AO CONTRÁRIO DOS NOSSOS ADVERSÁRIOS, QUE COMETIAM ILÍCITOS DE MODO ILÍCITO, TODOS OS NOSSOS ESQUEMAS DE CORRUPÇÃO ESTAVAM DE ACORDO COM A LEI”.

A nota também faz referência à declaração feita pelo ex-presidente Lula, de que ele seria a alma mais honesta do país.

“A DECLARAÇÃO, AINDA QUE NÃO POSSA SER PROVADA COMO UMA VERDADE ABSOLUTA, TEM GRANDE PROBABILIDADE DE SER VERDADEIRA, (53% DE CHANCE, PARA SER MAIS ESPECÍFICO), SEGUNDO O RESPEITÁVEL INSTITUTO DE PESQUISA DATAFOLHA.

24 abril 2017 FULEIRAGEM

ALPINO – YAHOO NOTÍCIAS

JERRY ADRIANI – NOSSA HOMENAGEM

Jerry Adriani – (Jan/1947 – Abr/2017)

* * *

01 – Olhos feiticeiros (Occhi di sole) – (versão: Rossini Pinto) – 1967

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


02 – Hit Parade do meu coração – (Marc Aryan/ versão:Rossini Pinto) – 1969

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


03 – Deixe o mundo girar – (Luiz Keller / H.Cochran) – 1968

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


04 – Querida – (Don´t Let Them Move) – (C.Howard/G.Garret/versão:Rossini Pinto) – 1965

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


05 – Coração de cristal – (Francis Smith/Larry Smith/versão:Rossini Pinto) – 1969

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


06 – Ninguém poderá julgar-me – (Prette/Panzeri/Pace/versão:Nazareno de Brito) – 1966

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


07 – Ainda gosto dela – (Plínio / Serran) – 1971

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


08 – Que destino tenho eu – (Roberto Bernardes / Renato Barros) – 1968

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


09 – Quem não quer – (Wadey/Hayes/Grainger/versão:Rossini Pinto) – 1967

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


10 – Por teu amor – (S.Karliski/versão:Rossini Pinto) – 1967

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


11 – Vivendo sem você – (J.Glaser/versão:Rossini Pinto) – 1967

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


12 – Doce, doce amor – (Mauro Motta/Raulzito) – 1971

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


13 – És meu amor – (Fred Garrity/versão:Rossini Pinto) – 1967

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


14 – Um copo de vinho – (Pedro Lujan/Oscar Toscano/versão:Rossini Pinto) – 1971

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


15 – O quanto eu te quero – (Herrera/Ibarro/Ornelas/versão:Rossini Pinto) – 1969

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


16 – Um grande amor – (Foster/Cogan/versão: Roberto Nunes) – 1965

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


17 – Cheque sem fundo – (Blue Suede Shoes) – 1990

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


18 – Dói no coração – (Don´t Be Cruel) – 1990

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

24 abril 2017 FULEIRAGEM

CLAYTON – O POVO (CE)

LULA FALA DE SERGIO MORO

24 abril 2017 FULEIRAGEM

RONALDO – JORNAL DO COMMERCIO (PE)

A VIOLA NOS VERSOS DOS REPENTISTAS

João Paraibano (1952-2014)

“Das coisas que eu mais preciso
Deus me deu três, eu aceito
O chão para os meus pés
A viola presa ao peito
E um castelo de sonhos
Pra ruir depois de feito.”

João Paraibano

* * *

“Me orgulho por ser dono
Da viola que comprei
Não dou, não troco e nem vendo
Que se fizer isto eu sei
Que estou vendendo a segunda
Mãe dos filhos que criei.”

Zé Viola

* * *

“Viola que me ensinou
A consertar coisas tortas
Ressuscitando esperanças
Que achei que estivessem mortas
Viola pra mim tem sido
A chave de muitas portas.”

Luciano Leonel

* * *

“Venho desde inocente
Nesse grande labirinto,
Passei por muitas torturas,
Passei momentos faminto,
Porém cantando no pinho,
Esqueço as dores que sinto.”

Sebastião da Silva

* * *

“Alcancei o que mais quis
E arranjei conhecimento,
Afinando as 7 cordas
Tocando o meu instrumento,
Eu sinto a marca divina
Ligada em meu pensamento.”

Moacir Laurentino

24 abril 2017 FULEIRAGEM

GENILDO – CHARGE ONLINE

24 abril 2017 DEU NO JORNAL

SORRIDENTE PARELHA

Os marqueteiros João Santana e Mônica Moura prestam depoimento na sede do Tribunal Regional Eleitoral em Salvador, na Bahia, nesta segunda-feira (24), no processo que pede a cassação da chapa de Dilma e Temer por abuso de poder político e econômico na eleição presidencial de 2014.

Segundo informações da assessoria do TRE-BA, o depoimento começou às 9h e está sendo feito ao Ministro do Tribunal Superior Eleitoral Herman Benjamim, que está na capital baiana.

* * *

João Santana/Mônica Moura.

Temer/Dilma.

Eu acho linda esta parelha de casais.

Uma parelha que é a cara cagada e cuspida de Banânia na última década.

Uma parelha de casais que está sempre alegre e sorridente.

Rindo dos tabacudos que votaram nas chapas presidenciais do PT.

Sobrou e esborrou dinheiro pra todos!!!!

E riem com muito gosto!!!

24 abril 2017 FULEIRAGEM

HERINGER – CHARGE ONLINE

ISMAEL MONTEIRO – CURITIBA-PR

Confrades fubânicos, santa irmandade banânica,

Aqui na capital paranaense já está tudo pronto para o depoimento do ex-presidente Lula.

Até a mesa onde ele vai sentar para depor já está no ponto.

Vejam:

R. Caro leitor, veja só que coisa interessante:

Se existe mesmo uma coisa chamada premonição, a existência desta coisa pode ser comprovada pelo flagrante abaixo.

Trata-se de uma foto feita nos anos 60/70 do século passado.

24 abril 2017 FULEIRAGEM

FERNANDO – JORNAL DA CIDADE DE BAURU (SP)


http://www.fernandogoncalves.pro.br
POR MAIS PROFISSIONALIDADE FUTURA

Quando das atividades por mim desenvolvidas Brasil afora, divulgando as linhas principais de um desenvolvimento profissional compatível com os novos e desafiadores tempos modernos, tenho recomendado muito fraternalmente, aos diversos níveis profissionais das instituições visitadas, uma consistente reflexão sobre uma experiência biológica denominada A Síndrome do Sapo Fervido, frequentemente levada a cabo na área biológica. Ela tem servido para despertar em todos uma inadiável Reengenharia Profissional Individualizada, oportuníssima num cenário nacional cada vez mais crítico, onde a criatividade vem se tornando fator indissociável da competência e do compromisso para com uma dinâmica profissional que objetive um casamento, o mais perfeito possível, entre retorno positivo dos investimentos aplicados e satisfação profissional auferida. A experiência biológica é a seguinte: um sapo é colocado num recipiente, com água da sua própria lagoa, ficando estático durante todo o tempo em que a água é aquecida até ferver. O sapo não reage ao aquecimento gradual da temperatura da água, morrendo quando a água principia a ferver. O sapo morre inchadinho e feliz.

Inúmeros profissionais, alguns até com boa folha de serviços prestados em tempos que já não mais voltam, lamentavelmente estão com um comportamento muito similar ao do Sapo Fervido. Não estão percebendo as mudanças que se estão processando velozmente, achando sempre que tudo está bom, que a amizade com os “homens de cima” vai suprir suas deficiências de relacionamento ou relevar suas práticas de antigamente, suas principais muletas. E por não saberem “enxergar” que a era do paternalismo já cedeu vez a uma época de muita profissionalidade, terminam fazendo um estrago dos diabos em suas próprias carreiras, “morrendo” inchadinhos, teimando em esconder o lixo debaixo do tapete, não percebendo que “um pequeno buraco pode afundar um grande navio”. Ou buscando tapar ingenuamente o sol com a peneira, quando o mais oportuno seria “levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima”, assimilando pra valer o pensar da Cora Coralina, uma mulher arretadamente ótima e também poeta, que um dia escreveu que “a verdade não envelhece, o caminho não tem fim, a vida sempre se renova”.

Que procedimentos deveriam ser adotados para que uma Reengenharia Profissional Individualizada surtisse efeitos positivos, beneficiando profissionais e organização? Declino algumas posturas individuais que muito contribuiriam para a superação dos ibopes gerenciais negativos de inúmeros:

a. Comece por pequenos gestos, mas comece, enfatizando a descoberta de novos caminhos, as eternas lamentações sendo apenas um mote para não enfrentar novos desafios;

b. Lembre-se sempre que o valor maior está no envolvimento pessoal, na capacitação, no relacionamento e na influência para fazer as coisas acontecerem;

c. Jamais se deixe iludir pela sensação de ser apenas uma agulha no palheiro;

d. Uma cabeça estratégica é bem melhor que uma mente saudosista, posto que “quem vive de passado é museu”;

e. Experimente dar o primeiro passo, nem que seja para participar acanhadamente das discussões de alguma palestra, ou ler algo sobre novas posturas comportamentais, semente de criatividade;

f. Evite “gastar todo o seu gás”, matutando como fazer sua ideia tornar-se concreta, cansando-se antes de dar o primeiro passo;

g. Observe com mais atenção o que está acontecendo no seu derredor, descobrindo as potencialidades ainda não detectadas.

As “dicas” acima, possuem embasamento teórico em “mandamentos sagrados” deixados pelos que experimentaram na própria pele os dissabores provocados por desagradáveis desatrelamentos, ficando para trás por negligência, desatenção, comodismo ou desprofissionalidade aguda. Refletir sobre cada um dos “mandamentos” abaixo, seguramente fortalecerá o interior profissional de cada um:

1. O que nos faz sobreviver e nos manter interessados, como espécie humana, é o hábito de aprender;

2. O segredo para uma profissionalidade contemporânea é a percepção plena de que somos eternamente inconclusos;

3. Realizam mais coisas as pessoas que aprenderam a pensar regularmente;

4. O verdadeiro aprendizado é aquele consubstanciado numa voraz curiosidade, vivenciada nas oportunidades surgidas;

5. Sozinhos jamais lidaremos com a Vida e com o Mundo;

6. É sempre muito sensato pedir as graças de Deus, posto que ELE é inteligente e sabe infinitamente muito mais do que nós;

7. Uma auto-estima deficiente somente favorece o surgimento de pernósticos e pusilânimes “ispecialistas”;

8. O sucesso é um conjunto integrado de várias coisas ao nosso alcance, todas elas abordadas de maneira correta, sem precipitações nem pirações;

9. A função de toda administração micro e macro é fazer com que todos sejam bem sucedidos;

10. Difícil é reconhecer de pronto um arrogante, posto que ele não mostra esse tipo de comportamento para aqueles que são importantes para ele, principalmente os superiores hierárquicos.

Finalmente, para não torrar miolos, alguns princípios pessoais ajudam a refletir melhor sobre procedimentos profissionais, num dia-a-dia cada vez mais desafiador:

a. Manter sempre uma atitude crítica;

b. Entender em definitivo que só aprende quem tem dúvidas;

c. Desconfiar positivamente dos seus atos e princípios, para contínuas ultrapassagens;

d. Estar seguro de que quanto mais preparado, mais claras são as ideias;

e. Buscar aprender com outras pessoas, comprovando possuir inteligência e capacidade de assimilação;

f. Perceber que só os desinformados e tolos caem no conto da varinha mágica;

g. Desconfiar, mas desconfiar mesmo, dos donos da verdade, dos que se imaginam saber tudo, descobridores de receitas infalíveis;

h. E jamais esquecer que uma das melhores formas de aprender é errar.

No mais, é continuar seguindo adiante, injetando sempre anticorpos nos estilos pessoais de aprender, desaprender, reaprender e apreender. E como o volume dos conhecimentos está duplicando a cada meia década, profissional é aquele que aprende a desaprender com facilidade, para aprender um pouco mais, usando sua intuição criadora para promover o crescimento da organização, das pessoas que nela trabalham e de si próprio, o seu melhor amigo, logo abaixo do Criador.

24 abril 2017 FULEIRAGEM

CHICO CARUSO – O GLOBO

TABELA CONFUSA

Kátia Abreu quer ter certeza de que Vanessa Grazziotin custou o triplo no balcão da Odebrecht

“Eu quero saber quem buscou, onde foi entregue, quero o endereço, nomes, filmagem, uma prova de que a senadora ou seu marido saíram com sacola de dinheiro”.

Kátia Abreu, senadora do PMDB do Tocantins, contemplada na delação da Odebrecht com uma doação de R$ 500 mil, em defesa da senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), acusada de receber da mesma empreiteira R$ 1,5 milhão em propinas, exigindo provas cabais de que a colega valia três vezes mais que a declarante.

Kátia Abreu

24 abril 2017 FULEIRAGEM

S. SALVADOR – ESTADO DE MINAS

CONTRASTE – Anderson Braga Horta

Recordas-te? o calor daquele ninho antigo,
que a natureza armou à nossa frente, veio
dar um céu mais suave e um solo mais amigo
à minha solidão de inverno triste e feio.

Não te lembras? ali, fugindo o olhar alheio,
das serpes da malícia e da inveja ao abrigo,
eu sorvia a beleza harmônica, em teu seio,
das tenras ilusões que murcharão contigo.

Há nos beijos sensuais que um puro amor desfere
um não-sei-quê de eterno e imaculado e santo,
de uma vaga dolência astral de miserere…

Pois assim meu amor tem os quentes delírios,
os aromas carnais das flores do amaranto,
e a pureza serena e espiritual dos lírios.

24 abril 2017 FULEIRAGEM

DUKE – SUPER NOTÍCIA (MG)

24 abril 2017 A PALAVRA DO EDITOR

FILOSOFOFANÇAS INFANTIS

“Pai, a fraqueza do homem são as suas emoções”.

Depois do susto, ao ouvir esta frase de João, fiquei um bom tempo escutando ele me explicar porque a fraqueza do homem são as suas emoções.

Uma teoria rápida e sintética, segundo a qual nós viveríamos bem mais tranquilos se não fosse a torrente de emoções que assola o nosso dia-a-dia.

Deu inclusive exemplos, como é o caso do amor entre pai e filho…

Um mês e pouco após esta, e já tendo me refeito do susto, ele veio com outra frase:

“Pai, o que é que você acha mais magnífico: a natureza ou a tecnologia?”.

Fiz um exercício danado pra explicar que podemos viver em paz e no bom rumo, se soubermos casar estas duas coisas em nosso benefício.

Se soubermos usufruir das duas com serenidade e sabedoria, da natureza e da tecnologia.

Isto tudo assucedeu-se no final do ano passado, lá nas proximidades do Natal.

Quando foi neste final de semana, durante o feriadão patriótico, fomos ao xopis centis.

E lá, como sempre, o nosso programa foi tomar um saboroso café com leite, no Café São Brás, enquanto o João se deliciava com o seu leite maltado.

Aí aparece Wagner Montes, um radialista muito conhecido aqui no Recife e em todo o estado de Pernambuco. Ele estava com Beatriz, sua linda filhinha.

Conversamos abobrinhas, fizemos alguns minutos de fuxico e a conversa foi encerrada com um convite que Wagner me fez: participar do programa “Mesa de Bar“, que ele apresenta, um líder de audiência na Rádio Jornal aos sábados pela manhã.

Aceitei o convite, nos despedimos e, imediatamente, o João me olhou sério e aconselhou:

– Cuidado para a fama não lhe subir à cabeça…

Eu e Aline seguramos o riso pra não quebrar a solenidade do momento e respondi pro meu filho que ele ficasse tranquilo: a minha fama é muito pequena e ainda não é suficiente pra subir à cabeça e me deixar abestalhado.

E continuamos fazendo o nosso delicioso lanche.

24 abril 2017 FULEIRAGEM

AMARILDO – A GAZETA (ES)


http://www.forroboxote.com.br/
O BARULHO DO SILÊNCIO

O silêncio das alturas é tão intenso que arranha meus ouvidos. Estou no cume da montanha e, de cima, vejo tudo o que os olhos não deixam ver. Sinto o cheiro da alegria em cada pássaro que se atreve a tão alto voar. Eles farejam risos e beliscam grãos de felicidade que só encontram nos pomares próximos do céu. Aqui, até a chuva que desabita os sertões parece pintada com as cores da paz e cada gota se colore com a cor da paz se mistura numa aquarela de intensas cores outras, também de paz. Aí, o sabor do saber toma conta de minha alma até então ignorante e passo a perceber o quanto pequeno somos, o quanto frágeis estamos na base, sem escadas, sem apoio. Voar. Tivéssemos asas assim o faríamos, todos os dias. Mas temos apenas pernas, fracas, impotentes para que o eventual percurso desejado se repita no dia-a-dia. É sentar, contemplar e dizer obrigado à mãe natura. E ali demorar-se, por quanto tempo der, sem calendários, sem relógios, sem ninguém. Numa conversa íntima com Deus.

24 abril 2017 FULEIRAGEM

ANTONIO LUCENA – BLOG DO NOBLAT

MIOLO MOLE

Renan confirma que medo de cadeia queima neurônios e faz mal ao juízo

“Tem bastado ao Ministério Público, para acusar – lançando dezenas de parlamentares na vala comum da corrupção -, que o criminoso, acuado, cite os nomes desejados e, como recompensa, abiscoite isenção de penas e regularize o patrimônio roubado. Presenciamos, portanto, o envenenamento da democracia pelo açodamento em desmoralizar homens públicos de bem, condenados antes mesmo do processo se instaurar, afrontando o poder eleito”.

Renan Calheiros, garantindo num dialeto ainda não catalogado por estudiosos de idiomas que o regime democrático será mortalmente envenenado se a Justiça, baseada nas investigações da Lava Jato, insistir em mostrar a políticos bandidos que a lei agora vale para todos.

23 abril 2017 FULEIRAGEM

J. BOSCO – AMAZÔNIA JORNAL (PA)

CÍCERO TAVARES DE MELO – RECIFE-PE

Caro Editor Luiz Berto:

Veja que história de determinação impressionante essa do senhor Djalma de Araújo que, aos 93 anos veio a concluir o curso de Direito no campus III da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), em Guarabira, no Brejo paraibano.

Ele apresentou o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) no dia 10 e vai receber uma homenagem na colação de grau da turma, que acontece no dia 31 de maio. A UEPB também vai conceder a ele o título de aluno honorário da instituição.

Já aposentado ele concluiu o ensino fundamental e depois o ensino médio. Aos 88 anos, decidiu entrar no curso de direito na Universidade Estadual da Paraíba, quando procurou a coordenação do campus e começou a frequentar as aulas como aluno especial. Ele começou o curso em 2012.

Djalma vai receber o título de aluno honorário da UEPB durante a cerimônia de colação de grau das turmas concluintes, no dia 31 de maio. O idoso também vai ser homenageado pela turma concluinte de direito, com quem ele participou das aulas nos últimos cinco anos.

Para a orientadora do senhor Djalma de Araújo, a professora Juliana Linhares, a conclusão do curso por parte do idoso é motivo de muita satisfação. “Quando a emoção não cabe dentro do peito e não se encontra a palavra certa para agradecer. Assim me senti ao presenciar Djalma Araújo defender seu TCC. Momento esse que guardarei para sempre e contarei, com muito orgulho, para meus filhos e netos”, diz a professora.

Essa determinação do senhor Djalma, mesmo com 93 anos, me lembrou aquele Comercial da Casa Lux Ótica, que ficou tão popular que se tornou um axioma, algo muito falado pelo povo: Quando a gente não quer, qualquer desculpa serve.

R. Caro colunista, este cabra é um veio macho que só a gôta serena.

Ô paraibano arretado!

Ele merece uma salva de palmas.

23 abril 2017 FULEIRAGEM

VERONEZI – GAZETA DE PIRACICABA (SP)

SIMÃO LEITE, UM CABRA DO PAJEÚ

Simão Leite, era comerciante em Itapetim, casado com Madalena, irmã de Louro, Dimas e Otacílio Batista e pai de Charliton Patriota, ex-secretário de cultura de São José do Egito, gente boa a competente.

Seu Simão, como era conhecido, tinha um caminhão que ele mesmo dirigia carregando as mercadorias que comercializava nas feiras, lá pelo Pajeú .

Naquela época, era comum o motorista do caminhão carregar também passageiros entre uma cidade e outra. Primeiro pela dificuldade de transporte, depois, era mais uma fonte de renda que se agregava ao comércio, que geralmente era do ramo de tecidos.

Seu Simão, era um homem sereno e de boa paz. Isso até que alguém pisasse nos seus calos. E foi o que aconteceu num sábado, já de tardezinha, quando voltava pra Itapetim, depois de uma feira em São José do Egito.

A feira não tinha sido grande coisa, mas pelo menos o caminhão ia lotado, o que já era alguma coisa. O problema é que, no meio dos passageiros, ia um bebinho, não se sabe de onde, nem pra onde ia, nem ele mesmo. Parece que subira no caminhão de seu Simão só pra perturbar, “acanaiar”, como dizem os matutos dali.

Nos solavancos do caminhão, peitava nos passageiros e, o que era pior, foi não foi, batia no teto da cabine fazendo com que o motorista parasse. Todo mundo esperava que aquele imprudente descesse e ele nem aí, só fazia rir, como todo bebinho que se preza.

Se tinha uma coisa que qualquer motorista detestava, era alguém bater na cabine em cima da sua cabeça.

Seu Simão parava e ninguém descia e isso foi uma, duas e, na terceira vez, acabou a paciência. Seu Simão já desceu com um tinta e oito na mão :

– Desça daí de cima, seu bebo féla da puta, que eu quero atirar em você!

E o bebinho, na maior tranquilidade:

– E que revólver safado é esse seu, que num alcança aqui em cima?

23 abril 2017 FULEIRAGEM

MIGUEL – JORNAL DO COMMERCIO (PE)

PERGENTINO L. ANDRADE – FORTALEZA-CE

Alô Berto.

Em dois dias Fortaleza teve 21 ônibus queimados por vândalos, por ordem de presidiários membros das gangues PCC (Primeiro Comando da Capital) e GDE (Guardiões do Estado).

Veja notícia clicando aqui e também clicando aqui.

O cobrador de um dos ônibus incendiados, que é cadeirante, teve 90 por cento do corpo queimado num desses ataques e foi socorrido em estado grave.

Leia clicando aqui

A população foi a grande prejudicada, pois todos os coletivos que circulavam em Fortaleza e cidades vizinhas foram recolhidos às garagens durante a maior parte do dia 19 deste mês de abril, a noite inteira e quase todo o dia seguinte.

Sinceramente, o que você acha que essa corja nojenta e seus asseclas merecem?

R. Caro leitor, permita-me fazer um correção às suas palavras.

Não se trata de “corja nojenta“.

Cuida-se aqui de pobres miseráveis excluídos, que estão entre aqueles poucos, pouquíssimos, uns 1.313, quando muito, que Lula não conseguiu resgatar da miséria.

Coisa que ele deverá fazer quando voltar em 2018, segundo garante o fubânico petista Ceguinho Teimoso.

Agora, quanto ao que eu acho, conforme você perguntou:

Eu acho que nós devemos nos unir à deputada vermêia-icarnada Maria da Novena, destacado nome do Partido dos Trabalhadores – e nos unir também às organizações que lutam pelos Direitos dos Manos -, para aplaudirmos o trabalho destes esforçados militantes.

Aplaudirmos e louvarmos a sua árdua luta na expropriação de bens da burguesia e dos ricos reacionários de Fortaleza, que tem como distração nos momentos de laser passear de ônibus pela capital alencarina.

É o que eu penso.

 

23 abril 2017 FULEIRAGEM

SINOVALDO – JORNAL NH (RS)

BABAÇÃO DE OVO

Comentário sobre a postagem TÁ DANDO PAU

Maurício Assuero:

Só pode ser obra da CIA, do FBI ou dessa corja de políticos corruptos envolvidos na lava jato.

A cobertura dessa Gazeta Escrota deixa esse bando de ladrão preocupado porque o JBF não recebe ajuda financeira da Odebrecht (feito uma Carta que deveria ser Capital) e com isso não pode ser acusado de cúmplice dessa ladroeira deslavada.

Esse nobre editor, não deveria ser chamado de editor, mas sim de EDITODOS…

Erguei-vos fubânicos de todos os créditos em defesa da moralidade!!!!!!

* * *

O Editor do JBF, que engole mais corda do que cacimbão do agreste, todo ancho com a puxada de saco do leitor

23 abril 2017 FULEIRAGEM

REGI – AMAZONAS EM TEMPO

23 abril 2017 EVENTOS

PARA OS FUBÂNICOS DO RECIFE – MÚSICA CLÁSSICA ANTIGA E PERNAMBUCANA

Que a música clássica produzida em Pernambuco é item cultural raro, todos sabem. A música clássica pernambucana do período Barroco tardio (séc. XVIII), mais ainda. Porém ela existe, foi bastante pesquisada, e é hoje foco de um belo projeto incentivado pelo Funcultura e realizado pela Gárgula Produções, com regência do maestro Sérgio Dias: a gravação de um CD com todas as composições do mais antigo compositor pernambucano de obra identificada, Luiz Álvares Pinto (1719-1789), que será lançado no próximo dia 25 de abril no Teatro de Santa Isabel.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

* * *

Dia: 25 de abril de 2017
Hora: 19h
Local: Teatro de Santa Isabel
Entrada: Gratuita (retirada do ingresso no mesmo dia)
Informações: fone do teatro: 81 3355-3323 fone produção: 81 9-8763-5556 (zap)

23 abril 2017 FULEIRAGEM

NANI – CHARGE ONLINE

O ANO VAI COMEÇAR

A instabilidade é tão grande que sequer sabemos como poderá estar o País na semana que vêm ou após uma nova série de delações premiadas.

É muito difícil estabelecer um cenário de desenlace da crise política mais grave – e longa – da história republicana. Nada indica uma solução a curto prazo. Por outro lado, o seu prolongamento impede a recuperação econômica, isso depois do terrível triênio (2014-2016). Paradoxalmente, o governo obteve importantes vitórias no Congresso Nacional, aprovando medidas consideradas impopulares com relativa facilidade.

O momento de “nem paz, nem guerra” mantém o País em compasso permanente de espera. A cada semana somos apresentados a mais uma faceta do projeto criminoso petista de poder. Os vídeos dos depoimentos são estarrecedores. Tanto delatores como delatados, em momento algum, pediram desculpas pelos crimes cometidos. Tentam buscar alguma justificativa histórica – como se fosse possível – para o maior desvio de recursos públicos da história da humanidade.

O Brasil corre o risco de entrar em 2018 – um ano eleitoral – com o espetáculo das delações apresentando novos fatos e personagens, como em um interminável filme. A aceleração dos julgamentos da Lava Jato, especialmente, poderá ser o ponto de inflexão. E o marco poderá ser a condenação de Lula, acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, no primeiro processo (há mais quatro, até o momento).

A relativa paralisia política do primeiro quadrimestre deverá ser interrompida já no início de maio, no dia 3, quando do depoimento de Lula ao juiz Sergio Moro. A temperatura política vai subir. Manifestações vão ocorrer na área próxima ao tribunal e não devem ser descartados possíveis confrontos entre os manifestantes e entre esses e as forças de segurança.

A tática petista será a de, internamente, na audiência, desqualificar os procedimentos adotados pelo juiz Moro, e, externamente, buscar um embate, sempre à procura de um cadáver. A aproximação do PT com partidos mais à sua esquerda, como a Causa Operária, é um claro sinal de que pretende enfrentar o Estado democrático de Direito. O ano político de 2017, finalmente, começou.

23 abril 2017 FULEIRAGEM

ANTONIO LUCENA – BLOG DO NOBLAT


© 2007 Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa