23 agosto 2016 FULEIRAGEM

SPONHOLZ – JBF

sc

Compartilhe Compartilhe

23 agosto 2016 DEU NO JORNAL

USO INDEVIDO

besta

O ministro das Relações Exteriores, José Serra, chamou de “besta” e “malfeito” o documento com pedido de explicações sobre o processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff enviado pela Comissão Interamericana de Direitos Humanos, que faz parte da Organização dos Estados Americanos (OEA).

* * *

Este vampiro careca, ministro de Temer, não pediu qualquer autorização ao Complexo de Comuniações Besta Fubana pra usar a palavra “besta”.

Acabei de enviar mensagem pra ele fazendo um veemente protesto.

“Malfeito” mesmo é o fucinho dele.

VAMPIRO JOSÉ SERRA-1-

“Levei um esporro danado do Editor daquela gazeta escrota…”

Compartilhe Compartilhe

23 agosto 2016 FULEIRAGEM

NICOLIELO – JORNAL DE BAURU

AUTO_nicolielo

Compartilhe Compartilhe
ARGEMIRO SILVA – OSASCO-SP

Aliguria porcina – (Tuada niversitária)

Fumu dá banhu na porca,
Só qui a porca num quiria.
Quantu mais banhava a porca,
Mais a porca sincardiiia.

Pa pegá a dita porca
Nem quêra sabê di nada.
Distruímo tuda a horta
Pirsiguinu a porcaraaada.

Fumu dá …

Nóis in déiz num dava conta,
Rezemo inté pra Jesóis.
Num é qui intão, já di repente,
Tava uns porcu atráis di nóóóis.

Fumu dá …

Bem mais dumas cincu hora
Levâmu nessa aventura.
Já us cânteru da horta
Paricia sipurtuuura.

Fumu dá …

Finarmente, tudus porcu
Um a um foi si intreganu
Tão cansadu qui elis tava
Qui já dêitava roncaaanu.

Fumu dá …

A úrtima qui arriô
Foi a porca pirsiguida.
Mar em banhu si falô
Levantô lôca da viiida.

Fumu dá …

Pôis as pata na cintura
Cumu quem vai dá ua bronca.
Chamô nóis di nômi feiu
Lá na língua qui ela rooonca.

Fumu dá …

Afinar, meiu di finínhu,
Foi tomá banhu, cum mágua.
Pôis dois dedu nu fucinhu,
Que era pra aquentá a ááágua.

Fumu dá …

A água não si aquentô,
Pruquê tava mais qui quenti.
Entônci ela se alembrô
Qui fártava iscová us deeente.

Fumu dá …

Dispois veiu ôtra discurpa,
Discurpa esfarrapada:
Num quiria ninguém pertu
Pa num vê ela pelaaada.

Fumu dá …

Cumu essa num colô,
Prussiguiu co falatório.
Inté qui ênfim inventô
Qui ia ali nu miquitóóório.

Fumu dá …

Num deixâmu ela saí
Nem pa falá co migué.
Si quisé fazê as coisa
Qui faça ondi estivééé.

Fumu dá …

Qui faça ondi estivé,
Qui ninguém simporta não.
Dispois di tanta sujêra,
Só dá medu é du truvããão.

Fumu dá …

Nessas ártura inté u pádi
Foi chamá seu sacristão.
Viéru us dois ca água benta,
Prontu pa levá u caxããão.

Fumu dá …

Num sendu u casu di intêrro,
Rezô déis ave-maria,
Benzeu doze veiz ca água
I mais a porca si incardiiia.

Fumu dá …

Um pastô e um seu ermão
Faláru qui era u diabu.
A porca deu meia vórta,
I nissu mi aparéci u raaabu.

Fumu dá …

Cumu nem sempri funciona
Rogá qui lhi parta um raiu
Nois despáchemu a porcona
Lá pa casa du mangaaaiu.

Fumu dá …

Mas cumu ela era amiga
Di quem ti vê quem ti viu
Foi pará extraviada
Lá na puta (pausa) qui pariiiu.

Êta mundão bão!!!

Compartilhe Compartilhe

23 agosto 2016 FULEIRAGEM

DÁLCIO – CORREIO POPULAR (SP)

dalcio

Compartilhe Compartilhe
“VAI TRABALHAR, VAGABUNDO!!!”

Pois o assunto hoje em relevo é a reforma da Previdência, velha cantilena sempre renovada em verso, prosa e mentiras por sucessivas governanças. Não sou especialista nessa área, portanto, relevem meus devaneios e escorregões, ainda que sejam muitos. É apenas a visão de um pacato cidadão que anda por demais cansado, desconfiado e anojado, por ter sido assaltado, surrupiado e enganado por 13 anos e 5 meses por uma organização criminosa travestida de governo.

E por falar em reforma da Previdência, lembrei-me do que disse o então presidente da República, Fernando Henrique Cardoso, em 11 de maio de 1998, sobre os aposentados. Naquela ocasião, ele afirmou que quem se aposentava com menos de 50 anos era “vagabundo”. Porém, ele próprio se aposentou aos 37 e vários de seus ministros também se aposentaram com pouco mais de 40 anos. Depois, veio o “caçador de marajás” para acabar de vez com as mordomias e deu no que deu. Lá se vão quase 20 anos e nada mudou. Os políticos em geral continuam sem o menor pudor mentindo, multiplicando seus privilégios, debochando do cidadão e, via legislação, acenando para o trabalhador com o lencinho de “vai trabalhar vagabundo!” Reveja no vídeo abaixo a épica declaração de FHC, quando o mesmo chamou os trabalhadores comuns aposentados(não os políticos) de “vagabundos:

Contudo, não quero ver meu país transformado numa Grécia da vida. Se realmente forem necessárias as mudanças preconizadas pela governança, que o façam. Mas, sinceramente, desconfio que essa suposta falência previdenciária tão alardeada, não passa de conversa para boi dormir, já que o cerne do problema, segundo estudiosos sobre o assunto, é consequência de má gestão, dinheiro desviado, falcatruas e outras ‘cositas’ mais. Outra coisa, não acredito naquela estorinha de que a expectativa de vida do brasileiro é semelhante à do cidadão europeu. É sempre assim: esses vampiros que habitam as cavernosas entranhas do poder acham muito mais fácil chupar o sangue dos idosos, obrigando-os a trabalharem até quando já estiverem com os dois pés na cova do que atacarem as verdadeiras causas da referida questão.

Como já afirmei, não sou togado no assunto, portanto, posso estar redondamente enganado, só escrevendo besteiras.

Tudo bem…, se for necessário, aumentem o tempo da idade de aposentadoria e ferrem de vez os que realmente trabalham. Mãos a obra! Mas que tal iniciar essa empreitada com um rigoroso “pente fino” nas centenas de milhares de aposentadorias fraudulentas e uma reforma administrativa que retire as vergonhosas mordomias dos políticos brasileiros? Comecem por moralizar o Congresso Nacional e a presidência da República que é uma vergonha, um disparate, um ninho de marajás, uma verdadeira farra! Um escárnio com o erário! O que cada parlamentar custa para essa saqueada nação, é uma verdadeira fortuna. E a coisa não para por aí. Por exemplo: lá garçom ganha mais que médico, e um ascensorista (operador de elevador) ganha muito mais que um piloto de combate da FAB. Lá deputados e senadores acumulam e desfrutam privilégios que nenhum outro cidadão desse planeta azul tem. Levam vida de lorde. A Câmara dos Deputados, por exemplo, tem cerca de 7.000 funcionários e somente o gasto com pessoal em 2015 chegou a 4,5 bilhões de reais.

Clique aqui e confira uma relação de 250 nobres deputados e senadores aposentados. Nessa lista você encontrará grandes homens públicos, como o mensaleiro José Genuíno (que mesmo condenado, preso e após ter renunciado ao cargo de deputado, está aposentadinho da silva), Ideli Salvatti (aposentada proporcionalmente com UM mandato de senadora), Roberto Jefferson, Eduardo Suplicy, Pedro Corrêa, Pedro Simon, Delfim Neto e outras figuras mais. Quem tiver estômago forte, dê uma olhada e tire suas próprias conclusões.

Se esses vampiros que habitam as cavernosas entranhas do poder acham mais fácil chupar o sangue dos mais fracos do que cortarem privilégios e gerir a coisa pública com moralidade, que o façam. Mas, antes gostaria muito de saber, por exemplo, por que esses devedores da Previdência abaixo relacionados ainda não quitaram suas dívidas para com o referido órgão!? Não somei, mas só no olho dá pra ver que são mais de 120 bilhões de reais.

Devedor Total da dívida

1) VALE……………………………………41.911.420.544,00
2) PARMALAT……………………………24.910.000.000,00
3) PETROBRAS………………………….15.623.897.167,60
4) RAMENZONI S/A……………………9.732.949.519,82
5) DUAGRO AS………………………….6.563.456.873,16
6) VIACAO AÉREA SP……………….. 6.216.347.913,46
7) BANCO BRADESCO……………….4.871.203.789,55
8) V. AÉREA RIO-GRAN………………4.658.477.814,88
9) AMERICAN TABACOS………………4.078.625.061,28
10) CONDOR – FACTORING……….. 4.074.209.425,55

Fonte: Ministério da Fazenda

Como diria o filósofo: se for necessário fazer uma reforma na Previdência, que comecem pelo começo.

Compartilhe Compartilhe

23 agosto 2016 FULEIRAGEM

DUKE – O TEMPO (MG)

duke

Compartilhe Compartilhe

23 agosto 2016 A PALAVRA DO EDITOR

EM BOAS COMPANHIAS

A página Diário do Poder, assinada pelo jornalista Cládio Humberto, é uma das mais lidas e mais acessadas deztepaiz.

Sobretudo no mundo político-administrativo e por todos que se interessam pelo dia-a-dia desta incrível Banânia.

Pois hoje, terça-feira, a página de Cláudio Humberto traz uma publicidade da página Estante Virtual, especializada na venda de livros já lidos e usados, na qual aparecem dois dos meus livros, O Romance da Besta Fubana e a Guerrriha de Palmares.

E ao lado de boas companhias: do sucesso mundial do colunista fubânico José Paulo Cavalcanti, a biografia de Fernando Pessoa, e do romance do Cristovam Buarque, A Ressurreição do General Sanchez

Fiquei ancho que só a porra!

quatro livros

Compartilhe Compartilhe

23 agosto 2016 FULEIRAGEM

IOTTI – ZERO HORA (RS)

iotti

Compartilhe Compartilhe
CÍCERO CAVALCANTI – GOIÂNIA-GO

Aqui um arrazoado da grande sabedoria do grande filósofo Che Guevara.

Humanista humanista e bondoso participante da revolução do proletariado de Cuba.

1. “Louco de fúria, mancharei de vermelho meu rifle estraçalhando qualquer inimigo que caia em minha mãos! Com a morte de meus inimigos preparo meu ser para a sagrada luta, e juntar-me-ei ao proletariado triunfante com um berro bestial!”

2. “O ódio cego contra o inimigo cria um impulso forte que quebra as fronteiras de naturais das limitações humanas, transformando o soldado em uma eficaz máquina de matar, seletiva e fria. Um povo sem ódio não pode triunfar contra o adversário. “

3. “Para mandar homens para o pelotão de fuzilamento, não é necessário nenhuma prova judicial … Estes procedimentos são um detalhe arcaico burguês. Esta é uma revolução!”

4. “Um revolucionário deve se tornar uma fria máquina de matar motivado pelo puro ódio. Nós temos que criar a pedagogia do Paredão!”

5. “Eu não sou o Cristo ou um filantropo, velha senhora, eu sou totalmente o contrário de um Cristo … eu luto pelas coisas em que acredito, com todas as armas à minha disposição e tento deixar o outro homem morto, de modo que eu não seja pregado numa cruz ou qualquer outro lugar. “

6. “Se qualquer pessoa tem qualquer coisa boa para dizer sobre o governo anterior, para mim é bom o suficiente matá-la.”

7. Che queria que o resultado da crise dos mísseis em Cuba fosse uma guerra atômica. “O que nós afirmamos é que devemos proceder ao longo do caminho da libertação, mesmo que isso custe milhões de vítimas atômicas”.

8. “Na verdade, se o próprio Cristo estivesse no meu caminho eu, como Nietzsche, não hesitaria em esmagá-lo como um verme.”

9. “Deixe-me dizer, correndo o risco de parecer ridículo, que o verdadeiro revolucionário é guiado por grandes sentimentos de amor.”

10. “É muito triste não ter amigos, mas é ainda mais triste não ter inimigos.”

Compartilhe Compartilhe

23 agosto 2016 FULEIRAGEM

CAZO – COMÉRCIO DO JAHU (SP)

AUTO_cazo

Compartilhe Compartilhe

http://www.neumanne.com/
JORNAL DA TV GAZETA

Compartilhe Compartilhe

23 agosto 2016 FULEIRAGEM

CHICO CARUSO – O GLOBO

chico_caruso_-_23-08-2016

Compartilhe Compartilhe

23 agosto 2016 DEU NO JORNAL

MORIBUNDO BANÂNICO

O ex-presidente Lula está uma fera com o prefeito Fernando Haddad que, nas primeiras propagandas da campanha, faz questão de se manter longe do PT.

Em suas aparições na TV, Lula quer aparecer com o logo do PT atrás dele – e Haddad é radicalmente contra.

* * *

Nem o PT está suportando mais o PT.

Esta quadrilha vai tomar uma lavada da porra nas próximas eleições municipais.

lh

“Num dá mais não, cumpanhero Nove Dedos: o PT está moribundo em todo eztepaiz banânico; e em São Paulo já está morto”

Compartilhe Compartilhe

23 agosto 2016 FULEIRAGEM

MOISÉS – BLOG DO MOISÉS

sc3b3-sei-que-nada-sei

Compartilhe Compartilhe
URUBU MALANDRO

Altamiro Carrilho executa magistralmente um clássico da MPB de autoria da dupla João de Barro (Braguinha) e Louro (Lourival Inácio de Carvalho).

Compartilhe Compartilhe

23 agosto 2016 FULEIRAGEM

ALPINO – BLOG DO ALPINO

14067717_1269214636435585_1058335708005337512_n

Compartilhe Compartilhe

23 agosto 2016 DEU NO JORNAL

OPORTUNIDADE PARA LIMPAR O CURRÍCULO

Alguns senadores que vêm elogiando a atuação de Ricardo Lewandowski no impeachment dizem que o presidente do Supremo pode estar querendo entrar para a história como o magistrado que viabilizou o impedimento de Dilma Rousseff, não como o que tentou salvar o PT e aliados no processo do mensalão.

Eles dizem que seria uma espécie de limpeza de biografia.

* * *

A banda decente do Brasil espera com ansiedade que Wandoskinho queira mesmo limpar sua biografia.

Basta ajeitar a bimba pra enfiar no olho do toba de Dilma, a ex-gunvernanta de Banânia.

E apagar do seu currículo as canetadas escandalosas que deu em favor da quadrilha vermêio-istrelada.

livrandowski

“Tu te prepara jumenta presidenta gerenta inocenta: vou enfiar uma pajaraca sextavada, sem pena e sem cuspe, no meio do olho do teu furico”

Compartilhe Compartilhe

23 agosto 2016 FULEIRAGEM

PATER – A TRIBUNA (ES)

AUTO_pater

Compartilhe Compartilhe

23 agosto 2016 A PALAVRA DO EDITOR

RELEMBRANDO PINTO DE MONTEIRO

Tempos bons aqueles…

Tempos em que não havia esta viadagem do puliticamente correto.

Assis Chateaubriand, o Roberto Marinho dos anos 50/60, levou um grupo de poetas violeiros aqui da Nação Nordestina pra se apresentar no Sudeste.

Naqueles tempos, o Rio de Janeiro se chamava Guanabara.

Entre os poetas estava o genial Pinto de Monteiro.

Na volta da viagem, alguém perguntou pro saudoso cantador, já dando a deixa pra um improviso:

Diga lá, Pinto Velho
O que viu na Guanabara.

E ele respondeu na bucha:

O que eu vi na Guanabara
Foi nêgo descendo morro
Desastre no meio da rua
Gente no pronto socorro
Ladrão batendo carteira
E mulher puxando cachorro.

Esta história me foi contada pelo grande amigo Orlando Tejo.

pintodomonteiro

Pinto de Monteiro (Nov/1895 – Out/1990)

Compartilhe Compartilhe

23 agosto 2016 FULEIRAGEM

WALDEZ – AMAZÔNIA JORNAL (PA)

AUTO_waldez

Compartilhe Compartilhe
JARBAS MARIZ – MULHER DO ANIBAL

Compartilhe Compartilhe

23 agosto 2016 FULEIRAGEM

MIGUEL – JORNAL DO COMMERCIO (PE)

migueljc

Compartilhe Compartilhe

23 agosto 2016 DEU NO JORNAL

GINÁSTICA PRIQUITAL

vagina

* * *

É cada notícia da porra!

Alguém pode me dizer como é que se pode treinar um priquito pra levar vara??

Vejam as explicações das doutoras em Bucetologia:

Para os que nunca ouviram falar de pompoarismo, aqui vai uma explicação simples sobre a ginástica íntima: trata-se de uma técnica que treina a musculatura vaginal e o assoalho pélvico – região entre a parte de baixo da vulva e o ânus.

E qual a razão de aprendê-la?

As especialistas no assunto ouvidas pelo UOL garantem que a prática dos exercícios melhora a vida sexual em diversos aspectos, além de trazer benefícios para a saúde da mulher, como a prevenção da incontinência urinária e de infecções reincidentes.

Pronto, caríssimas leitoras da comunidade fubânica: tudo mastigadinho e bem explicado.

O Departamento de Planejamento do Complexo de Comunicações Besta Fubana já está estudando a possibilidade de instalar uma academia pra treinar as bacurinhas das viciadas que teimam em acessar esta gazeta escrota.

Aguardem.

Compartilhe Compartilhe

23 agosto 2016 FULEIRAGEM

DUKE – SUPER NOTÍCIA (MG)

duke2

Compartilhe Compartilhe
INSTRUMENTISTAS BRASILEIROS

altamiro-carrilho

Altamiro Carrilho (Dez/1924 – Ago/2012)

Altamiro Carrilho gravou mais de cem discos, compôs cerca de duzentas canções, tendo se apresentado em mais de quarenta países difundindo o choro brasileiro, além de ser considerado por críticos e especialistas da área como um dos maiores flautistas da história do instrumento.

01 – Brasileirinho – (Waldir Azevedo) – Altamiro Carrilho (flauta) – 1992

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

André Penazzi iniciou a carreira artística atuando em boates e cabarés como pianista e em 1949 começou a atuar como organista e, entre 1962 e 1964 lançou a série de três discos intitulados “Órgão…Samba…Percussão) interpretando com sua orquestra, sambas que se destacavam na época.

02 – Só vou de mulher – (Haroldo Barbosa e Luis Reis) – André Penazzi (órgão) – 1960

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Alberto Calçada, nos anos 50, fazia acompanhamento no acordeão para diversas duplas sertanejas e entre 1958 e 1960 lançou, acompanhado por seu conjunto, a série de LPs intitulados “Cascata de Valsas” com três discos.

03 – Saudade de Matão – (Jorge Galati) – Alberto Calçada e Seu Conjunto (acordeão) – 1959

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Sidney foi um pianista que no final dos anos 50 e início dos anos 60 atuou no cenário musical brasileiro com bastante sucesso. Já, Astor, foi importante maestro e sua orquestra ficou famosa pela força dos metais. Seus LPs “Isto é Dança” volumes 1,2 e 3 fizeram muito sucesso nesse período.

04 – Palavras de amor – (Paulo Borges) – Sidney com Astor e Orquestra (piano) – 1961

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Dilermando Reis foi um dos mais importantes violonistas brasileiros. Atuou como instrumentista, professor de violão, compositor e arranjador, tendo deixado uma obra vultuosa e versátil composta por guarânias, boleros, toadas, maxixes, sambas-canção e principalmente valsas e choros.

05 – Abismo de rosas – ( Américo Jacomino(Canhoto) – Dilermando Reis (violão) – 1958

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Fred Williams, considerado o segundo grande sucesso de gaitista no Brasil, logo depois de Edu da Gaita. Um de seus grandes sucessos foi “Baião da Serra Grande” em parceria com Palmeira, da dupla Palmeira e Biá, lançado em 1957 em LP que contém, além de outros, o sucesso aqui apresentado.

06 – Gosto que me enrosco – (Sinhô) – Fred Williams (gaita) – 1957

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Ângelo Apolônio, Poly, multiinstrumentista (violão, cavaquinho, bandolim, banjo,contrabaixo, viola e guitarra havaiana). Começou sua carreira artística na década de 30, quando passou a acompanhar cantores populares da época. Gravou cerca de 45 discos 78 rpm e mais de 40 Lps.

07 – Ave Maria – (Erotides de Campos) – Poly e Seu Conjunto (guitarra havaiana) – 1961

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Jacob do Bandolim, músico, compositor e bandolinista de choro. São de sua autoria clássicos como, Vibrações, Doce de Coco, Noites Cariocas, Assanhado e Receita de Samba. Alcançou popularidade ao montar o conjunto Época de Ouro no início da década de 60, que permanece em atividade até os dias de hoje.

08 – Lamentos – (Pixinguinha) – Jacob do Bandolim (bandolim) – 1951

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Moacir Silva ou Bob Fleming foi saxofonista e produtor musical. Tocou nas orquestras dos maestros Fon Fon e Zacarias e teve mais de 30 discos lançados. Seu apelido, Bob Fleming, foi idéia do produtor Nilo Sérgio.

09 – Meu nome é ninguém – (Haroldo Barbosa e Luiz Reis – Bob Fleming (sax) – 1962

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Waldir Azevedo foi músico e compositor, mestre do cavaquinho e autor do choro “Brasileirinho“. Foi o pioneiro que retirou o cavaquinho de seu mero papel de acompanhante no choro e o colocou em destaque como instrumento solo, explorando de forma inédita as potencialidades do instrumento.

10 – Pedacinhos do céu – (Waldir Azevedo) – Waldir Azevedo (cavaquinho) – 1951

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Dominguinhos foi instrumentista, cantor e compositor. Exímio sanfoneiro, teve como mestres Luiz Gonzaga e Orlando Silveira. Teve em sua formação musical influências de baião, bossa nova, choro, forró, xote e jazz.

11 – Baião caçula – (Mario Filho e Felipe Tedesco) – Dominguinhos (sanfona) – 1980

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Mazinho Quevedo, cantor, compositor e instrumentista. É considerado um dos maiores violeiros do Brasil. Marcus Biancardini aprendeu a tocar viola por volta dos seus 15 anos e atualmente também é considerado um dos grandes da viola caipira.

12 – Barranca do rio e Pout-pourri caipira – Mazinho Quevedo e Marcus Biancardini (viola caipira) – 2000

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Compartilhe Compartilhe

23 agosto 2016 FULEIRAGEM

ELVIS – AMAZONAS EM TEMPO

AUTO_elvis

Compartilhe Compartilhe
BOA NOITE GENETON

Vinte e três de Agosto de dois mil e dezesseis

Por falta de aumentativo para denominar o trabalho do jornalista Geneton Morais (1956/2016), fico com: “de altíssimo nível”. Mas, tão alto, tão alto, que ultrapassou a fronteira das alturas e partiu.geneton

O jornalismo brasileiro está bem mais pobre.

No principiar deste ano de 2016, exatamente domingo, 03 de janeiro, Geneton passou aqui em casa, em Itabaiana, (indo pra fazenda da família que fica próximo), e, não me encontrando, deixou um bilhete.

Posteriormente tratamos do assunto: incluir um fragmento da canção Bolero de Isabel (de minha autoria), na trilha sonora do documentário Boa Noite Solidão. Um belíssimo filme gravado em Solidão PE, que, como disse bem dito, “extrapola o mero registro jornalístico e passa a ser uma aventura pessoal.”

Boa Noite Solidão procura entender pessoas, que, por livre escolha, nunca deixaram a cidade de Solidão, no sertão pernambucano, (lugarejo próximo a Afogados de Ingazeira), e se destacam por características incríveis.

Pra ficar só num exemplo, mostra um homem semi-analfabeto que construiu um veículo de carga (com jeitão de caminhão) com peças de oito carros diferentes. Hoje, entre outras coisas, presta serviços de abastecimento d’água à comunidade. O documentário foi exibido e reprisado pela Globo News.

Eu, orgulhoso de tê-lo conhecido, e, ancho feito peru fazendo roda, digo, digo e redigo: sou um homem de sorte: Tenho um trisco de uma música minha, num filme dirigido por Geneton Marais Neto, que trata com zelo a imagem do homem do Sertão.

Compartilhe Compartilhe

23 agosto 2016 FULEIRAGEM

MOISÉS – BLOG DO MOISÉS

smartphone-2

Compartilhe Compartilhe

23 agosto 2016 DEU NO JORNAL

JÁ VAI TARDE

O senador Magno Malta já avisou seus colegas que cantará para Dilma, no plenário, no próximo dia 29, o refrão do sucesso da dupla Kleiton e Kledir:

“Deu pra ti, baixo astral
Vou pra Porto Alegre, tchau”

Dilma, se afastada, viajará de imediato para Porto Alegre, onde está sua filha, genro e netos e onde possui também um apartamento.

* * *

Num gosto de aplaudir e apoiar pulítico profissional.

Mas, neste caso, é impossível deixar de concordar com o senador capixaba.

Volta, Dilma!

Volta pra Porto Alegre! (coitados dos gaúchos…)

Compartilhe Compartilhe

23 agosto 2016 FULEIRAGEM

NANI – CHARGE ONLINE

nani2

Compartilhe Compartilhe

23 agosto 2016 DEU NO JORNAL

O BRASIL IRREAL DE TEMER

jorge-oliveira

Não vamos nos deixar iludir: a nossa tímida recuperação econômica deve-se principalmente ao fato do banimento do PT do poder que deixou a classe empresarial e o povo em geral mais esperançosos e otimistas quanto ao futuro do país. Contribuem também para isso o afastamento da Dilma da presidência, a operação Lava Jato – que intimida os corruptos – e a perspectiva do fim da influência do PT na máquina pública. Portanto, ainda não podemos atribuir ao Temer e a sua equipe essa reação discreta da economia. Até agora, o presidente só gastou. Gasta bilhões com o aumento dos salários do servidores públicos e ameaça gastar – veja só! – muito dinheiro com a publicidade estatal no próximo ano.

É espantoso saber que o governo projeta torrar em 2017 mais 20% em publicidade institucional, como apurou o jornalista Ivanir Bortot, do site “Os divergentes”. Isto quer dizer o seguinte: Temer vai liberar para divulgação oficial a bagatela de 350 milhões de reais. É isso mesmo, 350 milhões de reais! Em um país em crise, não deixa de ser uma afronta ao contribuinte que um governo, que pretende economizar e enxugar as empresas estatais, destine mais recursos à publicidade do que a administração corrupta da Dilma que fez a festa das agências e da mídia com 290 milhões de reais e, mesmo assim, está sendo apeada do poder.

Nesse pacote de bondades, o governo vai destinar R$ 800 mil à capacitação dos servidores da Secom. Analisando assim, friamente, parece uma quantia irrisória, mas não é. É o seu dinheiro, contribuinte, que vai ajudar o pessoal da secretaria de Comunicação a se qualificar, como se o órgão fosse uma escola de ensino profissionalizante. É assim, pingando um real aqui e outro acolá, que o governo perde a noção dos gastos. Afinal de contas quem paga por tudo isso é o idiota do brasileiro que vê seus impostos irem para o ralo no entra e sai de governo.

Temer precisa agir com mais rigor quanto aos gastos públicos. Com pulso e determinação para evitar escorregar nas armadilhas dos burocratas que derretem o dinheiro do contribuinte com a mesma frieza dos ar-condicionados de suas salas refrigeradas. Não conheço nenhum país do mundo que gaste tanto em publicidade oficial como o Brasil para alegria da mídia e das agências de publicidades, muitas internacionais, que se instalam por aqui de olho nas verbas públicas milionárias. O culto à personalidade é típico de déspotas de terceiro mundo que gastam somas milionárias para mostrar um país irreal.

O dinheiro da publicidade e dos cartões corporativos bem que poderia estar em outras rubricas para ajudar o país a sair da crise econômica e recuperar os empregos na faixa perigosa de mais de 11 milhões de desocupados. Limitar os gastos públicos que cresceram mais de 50% acima da inflação ao longo das duas últimas décadas, como quer Meirelles, não vai isoladamente resolver o problema do déficit fiscal, enquanto o governo não cortar na carne. E cortar na carne significa reduzir o número de comissionados, acabar com os cartões oficiais, reduzir as passagens aéreas dos servidores privilegiados, acabar com ministérios inúteis, auditar e fiscalizar todas as obras superfaturadas da administração petista, incentivar a indústria e o comércio e reduzir impostos para gerar mais emprego e renda.

Até agora o governo não mostrou austeridade para conter seus gastos. Não se sabe até hoje qual a economia gerada com o fim de alguns ministérios, não se conhece uma decisão ousada de Temer para colocar o país nos trilhos. O que existe de verdade é um oba-oba de reuniões políticas incansáveis para gerar factoides otimistas sobre o país. Ah, você há de dizer: ainda está cedo. Não, um bom administrador se conhece em 48 horas. Se ele não se mostrar eficiente nos primeiros dias, certamente caminhará à sombra da incompetência e da má gestão.

O Brasil pós-Dilma precisa mostrar a sua cara.

Compartilhe Compartilhe

23 agosto 2016 FULEIRAGEM

JARBAS – DIÁRIO DE PERNAMBUCO

AUTO_jarbas

Compartilhe Compartilhe

23 agosto 2016 A PALAVRA DO EDITOR

UM TROCADALHO DO CARILHO!

Bacurinha, tabaca, boca-de-forno e priquito.

Estes são alguns dos inúmeros sinônimos de buceta aqui na Nação Nordestina.

A propósito de “priquito” escutem este genial trocadilho na música “A capital do Equador é Quito“, interpretada por Zenilton, seu autor.

Uma excelente terça-feira para toda a comunidade fubânica!!!

Compartilhe Compartilhe

23 agosto 2016 FULEIRAGEM

JORGE BRAGA – O POPULAR (GO)

AUTO_jb

Compartilhe Compartilhe

23 agosto 2016 MEGAPHONE DO QUINCAS


CARTAGENA, UM MUSEU A CÉU ABERTO

Foto 1 - Torre do Relogio - Cidade Amuralhada
Cartagena das Índias – a Cidade Amuralhada

A vontade de conhecer Cartagena das Índias, no litoral da Colômbia, fora despertada há algum tempo. Os depoimentos sobre a beleza da histórica cidade e as conveniências de uma viagem internacional rápida e razoavelmente econômica pesaram na decisão.

Cartagena da Índias, Capital do Departamento de Bolívar, é banhada pelo Mar do Caribe.

Na primeira panorâmica, disse para Eva, minha companheira de viagens e de cotidiano: “É uma Olinda espanhola”. A cidade brasileira é dois anos, apenas, mais nova que Cartagena, que foi fundada em 1 de junho de 1533.

Museu a céu aberto, Cartagena foi um dos portos mais importantes da América. É desse período que vem a maior parte do seu patrimônio artístico e cultural.

A partir de su fundación en el siglo XVI y durante toda la época colonial española , Cartagena de Indias fue uno de los puertos más importantes de América. [ 9 ] De esta época procede la mayor parte de su patrimonio artístico y cultural.Tal qual Olinda, Cartagena (a Cidade Amuralhada) é Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade.

A Cidade Velha ou Amuralhada é totalmente cercada por uma larga muralha, cheia de baluartes, que lhe serviu de proteção por séculos.

Dividida em quatro bairros: Centro, San Diego, La Matuna e Getsêmani tem as construções mais bonitas, que nos carregam para a época colonial, o casario e suas sacadas, a lojas típicas de alimentação, roupas e de venda de esmeraldas, assim como os restaurantes situadas no centro. San Diego, onde ficamos, é mais residencial.

Foto 2 - Comida trivial colombiana

Comida trivial de primeira: em tudo tem abacate, ovos e galinha

Na rua estreita onde estava nosso hotel, o Abril II, ficava a residência que Gabriel Garcia Marques tinha na cidade, um casarão na esquina, já nas proximidades da Baía de Cartagena.

Boa parte das fortificações e muralhas que foi construídas para proteger a cidade dos constantes ataques de piratas contra a Coroa Espanhola está de pé na cidade amuralhada.

Foto 3 - Ruas estreitas de Barranquila

Ruas estreitas, becos, casario colonial: beleza e relaxamento

Um balneário moderno

Fora da parte histórica, Cartagena é um belíssimo balneário com áreas residenciais luxuosas, prédios modernos, shoppings, com ar de cidade do século 21, oferecendo o que de mais confortável e sofisticado há nos grandes centros balneários do Caribe e outras partes do mundo.

Quinta cidade do país, atrás de Bogotá, Cali, Medellin e Barranquilla, Cartagena tem hoje mais de 1 milhão de habitantes.

Suas praias urbanas não são boas e, como Olinda, recebem toneladas de pedras que formam diques para a proteção das praias.

Os grandes mergulhos, praias de boa balneabilidade e a beleza da natureza estão entre as centenas de ilhas em volta da cidade, com acesso por barcos, lanchas e pequenas embarcações.

Foto 4 - praia urbana de Cartagena

Praia urbana de Cartagena

Semana que vem, mais Colômbia, outras cenas e cenários de Cartagena.

Compartilhe Compartilhe

22 agosto 2016 FULEIRAGEM

ADNAEL – CHARGE ONLINE

AUTO_adnael

Compartilhe Compartilhe

22 agosto 2016 A HORA DA POESIA

ENQUANTO TO PERMITE A MOCIDADE – Abade de Jazente

Enquanto to permite a mocidade,
Teu Pai disfarça, tua Mãe consente,
E enquanto, Nize, a moda o não desmente
Nos brincos gasta a flor da tua idade.

Joga, dança, conversa, e a variedade,
Que causa tanta prenda, assombre a gente;
Deixa-te ver, que o Século presente
Hoje chama ao pudor rusticidade.

Os corações de quem te aplaude enlaça:
desfruta o tempo: e tem por aforismo
Que o gosto é fugitivo, a sorte escassa

Engolfa-te de amor no doce abismo;
Busca o prazer; a vida alegre passa;
Logra-te enfim; que o mais é fanatismo.

* * *

Nota da Editoria:

Paulino António Cabral de Vasconcelos (1719/1789), melhor conhecido por Abade de Jazente, foi um poeta português.

Clique  aqui para saber mais.

Paulino_António_Cabral,_Abade_de_Jazente

Compartilhe Compartilhe

22 agosto 2016 FULEIRAGEM

AMARILDO – A GAZETA (ES)

amarildo_-_22-08-2016

Compartilhe Compartilhe

22 agosto 2016 DEU NO JORNAL

EXPLICAÇÃO

A pergunta, que bomba na internet, não quer calar:

Como os Estados Unidos têm mais de mil medalhas olímpicas e nenhum ministro do Esporte?

AUTO_jbosco-6

* * *

É porque lá naquele país não existe um partido denominado “dos trabalhadores” exercendo a prisidência.

Simples assim.

Compartilhe Compartilhe

© 2007 Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa