23 novembro 2017 FULEIRAGEM

NANI – CHARGE ONLINE

23 novembro 2017 DEU NO JORNAL

UMA SELEÇÃO PRESIDIÁRIA DE PRIMEIRA LINHA

A ex-primeira-dama do Rio de Janeiro Adriana Ancelmo deixou a prisão domiciliar em seu apartamento no Leblon no fim da tarde desta quinta-feira (23) para voltar para a cadeia.

Ela será conduzida por policiais federais para o presídio José Frederico Marques, onde está seu marido, Sérgio Cabral, o ex-governador Anthony Garotinho, a ex-governadora Rosinha Matheus e o presidente licenciado da Alerj, Jorge Picciani.

* * *

Diz a sabedoria popular que o casal que caga de coca unido na prisão, permanece unido.

O que achei arretado é o time de guabirus que está trancafiado no mesmo presídio:

Sérgio Cabral
Adriana Ancelmo
Anthony Garotinho
Rosinha Garotinho
Jorge Picciani

Uma seleção do caralho.

É pra arrombar a tabaca de Xolinha!!!

O Rio de Janeiro continua lindo!!!

23 novembro 2017 FULEIRAGEM

AROEIRA – O DIA (RJ)


www.cantinhodadalinha.blogspot.com
ENQUANTO NÃO ROUBAM MEU VERSO

Nunca vi tanta quadrilha
Nunca vi tanto ladrão
Do jeito que coisa anda
Só vejo uma solução
Sei que não vai demorar
Político despachar
Lá de dentro da prisão.

Vejo a coisa ficar feia
E sem ser original
Repito nesses meus versos
Que a polícia Federal
Trabalhando sem engodo
Vai mesmo passando o rodo
Está pegando geral.

Desta vez não adiantou
Pirraça de Garotinho
Foi direto pra cadeia
Encangado com Rosinha
Que apesar de ser a Rosa
Não teve vida cheirosa
Foi política daninha.

Nesse Rio de Janeiro
Quem tá solto tá cassado
Na língua não bota freio
O Cabral engaiolado
Numa atitude infeliz
Já ameaçou juiz
E ficou mais complicado.

Temos Jorge Picciani
E Paulo Melo também
Vendo o sol nascer quadrado
E mais gente ainda vem
Denunciaram Crivella
O Pezão ainda apela
Não sei se vai se dar bem.

Hoje se chama quadrilha
O que um dia foi partido
A descrença é total
Chama-se membro bandido
O eleitor desta nação
Que vota e apoia ladrão
Tá cada vez mais fodido.

23 novembro 2017 FULEIRAGEM

ZOP – CHARGE ONLINE

SE SAINDO

23 novembro 2017 FULEIRAGEM

PATER – A TRIBUNA (ES)

23 novembro 2017 CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

ZÉ MANÉ – SALVADOR-BA

Berto

Veja o vídeo abaixo:

Agora está explicado porque nunca entendemos o que a Anta Peidona, esticadora de vento, dizia.

Deve ter aprendido a trabalhar bêbada com o lapa de canalha!

Abraço,

R. A propósito deste “work alcoolic” da Vaca Peidona, veja o comentário de Augusto Nunes na postagem logo abaixo.

Esta babacuda, esta descerebrada, esta débil mental que vive cagando pela boca, tinha mesmo que ser um poste de Lula e tinha mesmo que ter sido eleita e reeleita presid-Anta de uma terra chamada Banânia.

Uma terra que tem o eleitorado mais politizado e esclarecido do Planeta Terra.

Uma Vaca Peidona cuja idiotice é o retrato cagado e cuspido das zisquerdas deste país arrasado.

23 novembro 2017 FULEIRAGEM

J. BOSCO – O LIBERAL (PA)

WORK ALCOOLIC

23 novembro 2017 FULEIRAGEM

JEAN – FACEBOOK


STAND-UP COM POESIA

PODE SER QUE SIM, PODE SER QUE NÃO

Se uma brisa suave
Roçar o seu rosto
Pode ser que não seja
O que você deseja,
Uma carícia, um beijo…
Pode te dar desgosto
Pode não ser o esperado
Pode ser mau-olhado
Ou até um encosto.
Pode até ser que sim
Pode até ser que não.

CONTENTO-ME COM TÃO POUCO

Um mar de amor,
Uma praia somente
Uma choupana ao lado
Uma folha de parreira
Uma lua durante a noite
Um sol durante o dia
Uma mulher eu já tenho
Nem, faz falta o paraíso
Se eu me cansar desta vida
Pode deixar, eu aviso.

BIG-BANG

Contento-me
Com tão pouco
Só você, despida
Nem precisa
Estar vestida
Uns beijos
Uns abraços
Uns amassos…
Minha mão
Na tua mão
A outra mão
Não sei aonde.
O tempo fecha
Ninguém recua
Eu nu, tu nua
De repente
Aquele show
Big-bang
Formou-se
O verso.

RECONCILIAÇÃO

Toda vez que eu morro
Reconcilio-me com a natureza,
Toda vez que brigamos,
Renasço das cinzas.

23 novembro 2017 FULEIRAGEM

NANI – CHARGE ONLINE

ZÉ QUALQUER E CHICA BOA

23 novembro 2017 FULEIRAGEM

AMORIM – CHARGE ONLINE

23 novembro 2017 DEU NO JORNAL

LIDERANÇA INCONTESTÁVEL

Embora não admita publicamente, a cúpula do PT avalia que dificilmente Lula conseguirá disputar a Presidência da República em 2018.

A despeito disso, dirigentes do partido informaram a aliados que a candidatura do ex-presidente será mantida até as últimas consequências.

Dá-se de barato no petismo que o TRF da 4ª Região, sediado em Porto Alegre, confirmará a sentença do juiz Sergio Moro que condenou Lula a 9 anos e meio de cadeia.

Nessa hipótese, a Lei da Ficha Limpa o impediria de disputar eleições.

O PT se equipa para guerrear na Justiça.

* * *

Para espantar esta terrível hipótese, Lula alijado da disputa, é só a cúpula vermêio-istrelada contratar o fubânico luleiro Ceguinho Teimoso como advogado da causa.

Bacharel com Mestrado em Ciências Petêlhas e com PhD em defensoria luleira, Ceguinho vai derrubar todos os obstáculos e fará com que Lula, sem qualquer dúvida, entre na disputa pra tentar, mais uma vez, administrar Banânia no modo arrombativo-larapial.

Num existe um defensor de corruptos melhor do que este incansável fubânico petista, adepto intransigente da teoria do Meu Ladrão de Estimação.

Tenho certeza que Ceguinho vai fazer Lula disparar nas pesquisas!

23 novembro 2017 FULEIRAGEM

CLAYTON – O POVO (CE)

23 novembro 2017 DODDO FELIX - GORJEIOS


LYANDRA

A indiazinha Lyandra
chegou com a venta arranhada
em consequência de queda,
porque é muito levada.

Está sempre em movimento
igualmente carrapeta.
Curiosa, mexe em tudo
sem respeitar etiqueta.

Ela algumas vezes lembra,
quando aporta à nossa casa,
pitomba em boca de velho
ou formiguinha de asa.

Se deixar ela sozinha
vira bagunça o lugar,
pois em sua agitação
tudo que vê quer pegar.

A pequenina Lyandra
é sapeca até demais.
Com as suas travessuras
tira o sossego dos pais…

É o xodó da família…
Um encanto de menina.
Orgulho de todos nós
essa joia pequenina.

23 novembro 2017 FULEIRAGEM

FERNANDO- JORNAL DA CIDADE DE BAURU (SP)


http://orlandosilveira1956.blogspot.com.br/
A FARRA DOS SINOS

O sino da igreja faz sua algazarra diária. São dezoito horas em ponto. Ele convoca os fiéis para a missa das seis com o entusiasmo típico dos pentecostais, embora esteja dependurado na torre de uma igreja católica. Deve ser da corrente carismática, o sino. Salvo engano, entusiasmo maior que o badalar das dezoito horas só aos domingos de manhã. Missa das dez. A alameda que leva à igreja ganha, então, um contingente considerável de transeuntes – homens e mulheres de fé variada, mas todos arrumadinhos. Nesse dia, Juvenal, por exemplo, toma banho, troca a roupa que usara ao longo da semana e passa fixador nos poucos fios de cabelo que ainda lhe restam. Uca só depois da cerimônia. Está certo, o Juvenal. Não tem cabimento entrar tocado na igreja. É questão de respeito, ora.

Sempre que o sino soa chamando os fiéis uma dúvida passageira me acomete. Vou, não vou? Vou, não vou?

Claro que eu não vou, nunca fui de missa. Participei de algumas, evidentemente, quase sempre meio contrariado: batizado e crisma (dos filhos e dos filhos dos amigos), casamento de colegas de repartição, missa de sétimo dia de gente que fora próxima. Eventos assim. Nem por isso desgosto de igrejas. Ao contrário. Mas só as visito fora dos horários de culto, quando estão vazias. Não consigo rezar com gente ao meu redor. Nem com cantoria. Meu pai sempre me dizia que Deus se manifesta no silêncio. Penso que ele estava certo. Nessas horas, à minha maneira, converso com Ele, arrisco um Pai Nosso entre dois sinais da cruz. Sei lá. Acho que Deus me entende. Até aonde me recordo, nunca me faltou. Doenças, mortes e perda de emprego fazem parte da vida, são inevitáveis. Pode ser excesso de otimismo de minha parte – vai saber -, mas penso que Ele releva essa minha falta de jeito.


© 2007 Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa