29 setembro 2016 A HORA DA POESIA

ORGULHO – Maria Braga Horta

Passas na rua indiferente e mudo
e indiferente e muda eu também passo:
– como se, em nós, não nos dissessem tudo
os corações frementes de embaraço…

Sei que sentiste nalma o golpe agudo
que o meu desdém lançou no teu fracasso.
E tu bem sabes como está desnudo,
com o teu desprezo, este meu peito de aço…

Sabemos bem o mal que nos fazemos!
Finjo não ver-te e finges não me ver,
fazendo mútuo e imaginário esbulho.

Mas o que é certo é que ambos compreendemos
que o teu orgulho em vão me faz sofrer
e tu sofres em vão com o meu orgulho!

1933

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 FULEIRAGEM

MARIANO – CHARGE ONLINE

mariano

Compartilhe Compartilhe
CAUSO DO GORILA

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 FULEIRAGEM

MÁRIO ALBERTO – BLOG DO M.ALBERTO

marioalberto

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

ACUNHÂNCIO TORQUEMADA – RECIFE-PE

Eu admiro o saguim
Pela sua agilidade;
Salta de galho em galho,
Com grande facilidade;
É um pequeno acrobata
Exibindo liberdade.

SAGUIM

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 FULEIRAGEM

ADNAEL – CHARGE ONLINE

auto_adnael

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

LUIZ PERA – RIO DE JANEIRO

Bacana ver o Lula ajudando a Jandira Feghali aqui no Rio.

É a mesma coisa de um gambá tentando dar banho em um porco.

gamba-e-porco

R. Você falou em apenas dois animais, caro leitor.

O gambá e o porco.

Mas esqueceu que o prestígio de Lapa de Mintiroso tá alto pra cachorro!

cachorro-mijando-em-lula

Pergunte pra Ceguinho Teimoso que ele vai confirmar o que estou dizendo. 

Aliás, pergunte logo antes que o delinquente vá se hospedar no hotel cinco istrelas de Curitiba, gentilmente escoltado pelos camareiros da Polícia Federal…

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 FULEIRAGEM

PELICANO – TRIBUNA (SP)

auto_pelicano

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 COMENTÁRIOS SELECIONADOS

O MAIOR DO PLANETA TERRA

Comentário sobre a postagem 10 COISAS SOBRE A RELAÇÃO ENTRE O PT E O PSDB

Goiano:

“Lula ter inveja de FHC?

– ABSURDO!

Lula foi considerado O Cara por todo o mundo!

Foi mais festejado aqui dentro e lá fora do que qualquer outro presidente da república do Brasil.

Tem sido citado como exemplo de cabra macho realizador, defensor dos fracos e oprimidos!

FHC pode ter sido um bom presidente, mas Lula foi bem melhor, e sabe disso )*(“

* * *

O “Cara” está à frente e acima de todos os estadistas de Banânia e do Planeta Terra.

frases

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 FULEIRAGEM

SAMUCA – DIÁRIO DE PERNAMBUCO

auto_samuca

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

HEBER CRUZ – MANAUS-AM

Prezado Berto,

Veja como é linda essa lista dos 10 candidatos mais rejeitados desta nossa linda nação.

E nos dá um alívio pois mostra evolução no QI dos eleitores.

Matéria publicada na revista Veja, reproduzindo pesquisa do Ibope.

rejeitados

R. Quatro petralhas (Haddad, João Paulo, Raul Pont e Tadeu Veneri) mais dois zisquerdóides radicais (Jandira e Pantaleão), num total de 10, são os campeões em rejeição.

Ganharam Medalha de Ouro em suas cidades.

(Este último, o Panta-Bobão, é aqui do Recife. Curiosidade: Panta-Bobão tem um índice de rejeição que só perde pro petralha João Paulo)

São muito poucos idiotas com alto índice de rejeição.

Muito poucos mesmo. 

Apenas seis tabacudos babaquinhas.

Deveriam ser, pelo menos, uns 13 (Argh!) nesta lista de dez…

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 FULEIRAGEM

NANI – CHARGE ONLINE

nani2

Compartilhe Compartilhe
ZÉ QUALQUER E CHICA BOA

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 FULEIRAGEM

CAZO – COMÉRCIO DO JAHU (SP)

auto_cazo

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 COMENTÁRIOS SELECIONADOS

QUE FALEM AS GRALHAS

Comentário sobre a postagem CASO CELSO DANIEL: UM CRIME QUE CHOCOU O PAÍS E AS INVESTIGAÇÕES ASSOMBRARAM O PT

Renato de Souza:

“O que não me convence nessa história toda é o fato do crime ter acontecido num estado governado pelo PSDB e o ocorrido não ter sido devidamente apurado e esclarecido pela polícia QUE ESTAVA SOB O COMANDO DESSE PARTIDO.

Esse, para mim, é o escândalo maior.

Ninguém fala claramente sobre isso. Nunca se questionou e cobrou o governador à época do assassinato.

Quais as “tenebrosas transações” que levaram todos os jornalistas a esconderem esse fato? A não cobrarem explicações mais verossímeis do então governador? Ou do Secretário de Segurança?

Se a vítima fosse de outro partido e o governador fosse do PT as gralhas ficariam caladinhas?”

* * *

gralha_azul

Gralha da cor azul-tucano com o bico fechadinho…

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 FULEIRAGEM

EDRA – DIÁRIO DE CARATINGA (MG)

auto_edra

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

ARAEL M. DA COSTA – JOÃO PESSOA-PB

Caríssimo Editor,

Às vezes dou um chato de galocha, fela da puta registrado e militante, que resolve falar mal de quem não merece ou atazanar quem está quieto.

Tal aconteceu, agora, quando rememorei um lido nesse hebdomadário escrôto, de autoria de José Narcélio, sobre nosso Jackson do Pandeiro, em que ele cita, dando a entender a autoria de Jackson, a embolada “Como tem zé na Paraíba“.

Manifestado meu espírito cri-cri e lembrando que, menino safado, conheci o Jackson do Pandeiro ainda engraxate no Ponto de Cem Réis, no centro da cidade de João Pessoa e cantor dos programas de auditório da PRI-4 Rádio Tabajara da Paraíba, nos finais de semana, antes que aquela famosa emissora que falava de Pernambuco para o Mundo o cooptasse e catapultasse para Oropa, França e Bahia.

Procurei confirmar essa autoria, que para mim, pertenceria a Gordurinha, mas o Dicionário da MPB, de Ricardo Cravo Alvim (viva os pais dos burros, que têm como se salvar em sua ignorância), que me esclareceu que essa música – sucesso inconteste do cantor, é de autoria de Manézinho Araújo e Catulo de Paula

Daí, esta minha aporrinhação ao estimado escriba, sem maiores sacanagens.

Axé. Avohai.

R. Não custa nada alertar os nossos leitores que a coluna de José Narcélio a que se refere o estimado leitor Arael foi aquela publicada no último sábado, 24, com o título de Jackson do Panheiro, meu conterrâneo .

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 FULEIRAGEM

PAIXÃO – GAZETA DO POVO (PR)

paixao

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 GORJEIOS - Doddo Felix


MEU PAI

Era o meu pai, em sua singeleza,
um artista completo, hábil em tudo!
Praticamente nunca teve estudo,
mas tinha inteligência e sutileza.

Um prato a mais sempre houve em sua mesa
pra quem chegasse, fosse culto ou rudo.
Foi com certeza um homem, sobretudo,
capaz de ações e gestos de grandeza.

Sabia entabular boas conversas
e exerceu profissões as mais diversas,
porém riquezas não acumulou.

Durante toda a vida deu exemplo
de retidão, que ainda hoje eu contemplo…
Foi a herança maior que ele deixou.

Bom Jardim 23/05/2011

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 FULEIRAGEM

IOTTI – ZERO HORA (RS)

iotti

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 A PALAVRA DO EDITOR

LUIZ GONZAGA CANTA AS CIDADES BRASILEIRAS (4) – ARCOVERDE

Uma parceria de João Silva e Luiz Gonzaga, o Rei do Baião.

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 FULEIRAGEM

TACHO – JORNAL NH (RS)

tacho

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 A PALAVRA DO EDITOR

PROFECIA

antonio_palocci_1-1

Lendo o noticiário sobre a fantástica fortuna do rato petralha Palocci, homem forte de Lapa de Roedor, me lembrei de um vídeo profético, feito pra campanha eleitoral do PT em 2002.

Vejam como o destino é cheio de artimanhas:

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 FULEIRAGEM

J. BOSCO – O LIBERAL

auto_jbosco

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

PEDRO MALTA – RIO DE JANEIRO-RJ

Berto

Será que existe algum leitor dessa gazeta da bixiga lixa que não goste de água de coco?

agua-de-coco

R. Existe sim, meu caro colunista.

Existe gente na comunidade fubânica que não gosta de água de coco.

Aqui neste antro tem gente pra todos os gostos.

É linda esta praia retratada na foto que você nos mandou.

Onde é mesmo que fica?

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 FULEIRAGEM

FERNANDO – JORNAL DA CIDADE DE BAURU (SP)

290916g

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 REPORTAGEM

CASO CELSO DANIEL: UM CRIME QUE CHOCOU O PAÍS E AS INVESTIGAÇÕES ASSOMBRARAM O PT

Prefeito de Santo André e escolhido para coordenar a campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Celso Daniel foi sequestrado ao sair de um restaurante e morto em circunstâncias misteriosas em janeiro de 2002. O caso chocou o país. As investigações também: seguindo um estranho roteiro, a procura pelos assassinos esbarrava sempre em evidências de corrupção. E mais mortes. Sete pessoas ligadas ao crime morreram em circunstâncias também misteriosas, entre acusados, testemunhas, um agente funerário, um investigador e o legista do caso. Para a polícia, Celso Daniel foi vítima de crime comum: extorsão mediante sequestro, seguido de morte. Essa também é a versão do PT. Já familiares afirmam desde o início do caso que a morte do prefeito é um crime político em torno de um esquema de propina em Santo André que era do conhecimento da cúpula petista – o embrião de esquemas mais sofisticados de corrupção colocados em prática depois que o PT chegou ao poder.

Era noite de 18 de janeiro de 2002 quando o Celso Daniel voltava de um jantar em uma churrascaria nos Jardins, na região central da capital paulista. O petista estava em um Mitsubishi Pajero blindado, dirigido por um amigo, o empresário Sérgio Gomes da Silva, conhecido como Sombra, quando foi perseguido por três carros. Na altura do número 393 da rua Antônio Bezerra, na zona sul de São Paulo, o carro foi fechado e diversos disparos atingiram seus pneus e vidros traseiro e dianteiro, na direção do motorista. Em seguida, sete homens armados levaram Celso Daniel. Sombra permaneceu no local. Dois dias depois do sequestro, no fim da manhã do domingo, 20 de janeiro, o prefeito foi encontrado morto na Estrada das Cachoeiras, na região de Juquitiba, a 78 quilômetros de São Paulo. O corpo tinha marcas de onze tiros, além de sinais de tortura. Dos disparos, oito podem ter provocado a morte de Celso Daniel, sendo um deles no rosto.

051019-233x300Sérgio Gomes da Silva era a única testemunha, já que dirigia o carro em que estava Celso Daniel. Na época, o empresário chegou a participar da reconstituição do crime e afirmou que o câmbio e a trava do veículo falharam na hora em que foi fechado pelos outros três carros, o que impossibilitou a fuga e permitiu aos bandidos abrirem a porta para levarem o prefeito. Uma análise da perícia feita no carro, porém, concluiu que ele não tinha defeitos elétricos ou mecânicos e, segundo os peritos, se houve falha, ela foi humana. “Sombra” tornou-se um dos principais suspeitos de ser o mandante do crime.

Após quase três meses de investigação, a Polícia Civil de São Paulo concluiu o inquérito sobre o assassinato de Celso Daniel, classificando a morte como crime comum e pedindo a prisão de seis integrantes de uma quadrilha da favela Pantanal, na Zona Sul da capital paulista: Itamar Messias Silva dos Santos, Rodolfo Rodrigo de Souza Oliveira, Marcos Roberto Bispo dos Santos, José Edson da Silva, Ivan Rodrigues da Silva e Elcyd Oliveira Brito. Um menor de 17 anos também foi apreendido – ele confessou ser o autor dos disparos contra o petista.

Em depoimento à polícia, os suspeitos afirmaram que planejaram o sequestro de um empresário e o perderam de vista. Para não perder a viagem, seguiram a Pajero em que estava o prefeito e o levaram por acreditar que ele teria dinheiro. Segundo a quadrilha, Sérgio Gomes da Silva, o Sombra, não foi sequestrado porque parecia ser o motorista. Eles ainda afirmaram que, ao saber da identidade de Celso Daniel, o líder do grupo ordenou que ele fosse solto, mas os outros criminosos entenderam que a ordem era matá-lo. A conclusão da polícia de que o crime teve motivação comum não agradou aos familiares do prefeito, que apontaram diversas inconsistências no inquérito e pediram a retomada das investigações. O Ministério Público entrou na apuração, adotando outras hipóteses, como crime passional, que foi descartada, e crime político. O ponto de partida foi o laudo feito no corpo de Daniel, no qual havia marcas de tortura.

160406-233x300Segundo João Francisco Daniel e Bruno Daniel, irmãos de Celso Daniel, o prefeito foi assassinado porque tinha um dossiê com informações sobre a corrupção em Santo André (SP) e ameaçava delatar todo o esquema. De acordo com o depoimento dos dois, o PT cobrava propina de empresas que prestavam serviços à prefeitura e desviava dinheiro para contas pessoais e para o financiamento de campanhas eleitorais. Ainda segundo a versão dos familiares, dois petistas do alto escalão puxavam o fio de todas as operações: José Dirceu e Gilberto Carvalho. Em 24 de janeiro de 2002, cinco dias após o assassinato do prefeito, a empresária Rosângela Gabrilli, dona de uma empresa de ônibus em Santo André (SP), procurou o Ministério Público para denunciar que os donos de companhias rodoviárias da cidade eram obrigados a contribuir com uma caixinha para o PT. O valor do mensalão seria proporcional à quantidade de ônibus que cada empresário possuía, à razão de 550 reais por veículo. Notas fiscais e extratos bancários mostravam que um dos maiores beneficiados pelo esquema era o empresário Sérgio Gomes da Silva.

Além dele, outros dois nomes ligados a Celso Daniel – Klinger Luiz de Oliveira Sousa, ex-secretário de Serviços Municipais de Santo André, e Ronan Maria Pinto, sócio de “Sombra” -, também eram indicados por Rosângela. O MP de Santo André, no entanto, reuniu indícios de que Celso Daniel não só sabia do esquema de corrupção como se beneficiava dele. Além disso, a relação entre as pessoas que trabalhavam na prefeitura de Santo André era das mais amigáveis e, dessa forma, não havia indícios que sustentassem a tese de que Celso Daniel, indignado com o esquema, rompesse com seus companheiros e ameaçasse delatar as operações.

Transcrito da revista Veja

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 FULEIRAGEM

MIGUEL – JORNAL DO COMMERCIO (PE)

miguel_-_29-_09-_2016

Compartilhe Compartilhe

http://www.musicariabrasil.blogspot.com
RELEMBRANDO LINDA RODRIGUES

linda-rodrigues

Linda ainda hoje é considerada uma das cantoras que mais celebraram a chamada fossa ou dor-de-cotovelo

Linda Rodrigues trazia seu adjetivo até em seu nome artístico como é possível atestar a partir da foto acima. Cantora e compositora, a artista carioca nascida em 1919 como Sophia Gervasone é considerada por muitos como uma das maiores celebrantes da chamada canção “dor-de-cotovelo” ao longo dos anos em que atuou em discos e espetáculos. Vale lembrar que o seu primeiro registro fonográfico ocorreu em 1945 pela gravadora Continental. Neste primeiro 78 rotações a artista gravou os sambas “Enxugue as lágrimas” (Elpídeo Viana e Correia da Silva) e “Abaixo do nível” (Osvaldo dos Santos e Odaurico Mota). No ano seguinte a marcha “Atchim” (J. Piedade e Príncipe Pretinho) e o samba “Claudionor” (Cândido Moura e Miguel Bauso). Ainda nos anos de 1940, período que antecede sua forte representatividade a um gênero, a cantora chega ainda a gravar ritmos distintos como a rumba “Jack! Jack! Jack!” (canção de autoria de Haroldo Barbosa e Armando Castro) e o samba “Mais um amor, mais uma desilusão” (composição do paulista de Jacareí José Maria de Abreu).

A década seguinte vem como a mais representativa de sua carreira a partir de alguns registros fonográficos que entrariam para a história da artista como uns dos seus maiores sucessos. De início, em 1951, grava pelo selo Star, o samba canção “Os dias que lhe dei” (composto pelo carioca Newton Teixeira e Airton Moreira) e o samba “Raça negra” (feita a quatro mãos pela compositora Ailce Chaves e por Paulo Gesta). No ano seguinte registra o samba “Lama” (de autoria de Paulo Marques e Alice Chaves), tal canção viria a ser não apenas o maior sucesso da carreira fonográfica da artista, mas também um dos sambas-canções mais celebrados no repertório, digamos, de fossa. Neste mesmo ano a cantora também fez o registro do bolero “Nossos caminhos“.

Ao longo dos anos de 1950 fez inúmeros registros fonográfico, dentre os quais, em 1953, pela gravadora Sinter, o samba “Sombra e água fresca” (Geraldo Mendonça e Russo do Pandeiro), a marcha “Bambeio mas não caio” (Elvira Pagã, Ailce Chaves e Paulo Marques), o samba “Sereno cai” (Raul Sampaio e Ricardo Galeno), a marcha “Tá tão bom” (Três Amigos), o samba “Ninguém me compreende” (de autoria do alagoano José Fernandes de Paula, o Peterpan), o samba-canção “Vício” (de sua autoria e José Braga que também se tornou um grande sucesso de sua carreira).

Pela gravadora Todamérica ainda registrou a marcha “Rico é gente bem” (Rebelo, Rupp e Ari Monteiro), o samba “Folha de papel” (Paulo Marques, Sílvio Barcelos e Ari Monteiro), os sambas-canções “Farrapo humano” (de sua autoria e Ailce Chaves), “Queimei teu retrato” (Noel Rosa e Henrique Brito), “Pianista“, (Irani de Oliveira e Ari Monteiro) e “Comentário barato” (Jaime Florence e J. Santos). Sem contar os sambas “Violeta” (Mirabeau e Dom Madrir), “Recompensa” (Tito Mendes, Nilo Silva e Osvaldo França), “Chorar pra que” (Aldair e Silva Jr.), “Quando o sol raiar” (o capixaba Mirabeau, Sebastião Mota e Urgel de Castro), “Sereno no samba” (Aldair e Dora Lopes) e “Tem areia” (esta última composta por Linda e por José Batista, e registrada na RCA Victor em 1959 juntamente com a “Marcha da folia” feita por ela, Aldacir e Silva Jr.).

Ao longo dos anos de 1960, já com a carreira sedimentada a partir de suas singulares interpretações, gravou os sambas-canções “Negue” (Adelino Moreira e Enzo de Almeida Passos), “Tenho moral” (de sua autoria e Castelo), “Companheiras da noite” (samba-canção de sua autoria, Ailce Chaves e William Duba). É dessa década também o LP “Companheiras da noite” no qual interpretou diversos sambas-canções, dentre eles, “Lama“, “Negue“, e “Cigarra Noturna“.

Deixo aqui para os amigos leitores duas canções que fazem parte do gênero que deu projeção ao nome da artista falecida em 1997. A primeira trata-se do clássico “Lama“, de autoria de Paulo Marques e Ailce Chaves e gravada na Continental em 10 de abril de 1952, com lançamento em maio-junho do mesmo ano, sob n.o 16559-A, matriz C-2839:

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

A segunda trata-se do samba-canção “Mais um amor, mais uma desilusão“, de exclusiva autoria de José Maria de Abreu, gravado na Continental por Linda Rodrigues em primeiro de julho de 1948 e lançado entre esse mês e o de setembro do mesmo ano, disco 15926-B, matriz 1901. Regravado um ano mais tarde por Orlando Silva:

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 FULEIRAGEM

SPONHOLZ – JBF

auto_sponholz

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 COMENTÁRIOS SELECIONADOS

AXIOMA

Comentário sobre a postagem O FLAGRANTE DO DIA

Carlos Eduardo:

“Faz algum tempo eu aprendi que é impossível encontrar numa mesma pessoa três características: petismo, inteligência e honestidade.

No máximo você combina duas dessas possibilidades.

Ou o cabra é petista e honesto, mas aí não é inteligente.

Ou o cabra é inteligente e petista, mas aí não é honesto.

Mas se o sujeito é honesto e inteligente ele nunca será petista.

Esse corruPTo aí (Palocci) não é burro, mas não sabe o que é honestidade de modo algum, o que confirma o axioma.”

jpt

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 FULEIRAGEM

NANI – CHARGE ONLINE

nani

Compartilhe Compartilhe
CONTRASTES DA VIDA

Por conta do meu rotineiro trabalho, mais uma vez, lá ia eu ao Forum Rodolfo Aureliano (Recife), mais conhecido como Forum da “Joana Bezerra”, por conta do ponto de referencia do viaduto que ostenta este nome.

Fui no 2º andar ver o andamento de um processo sobre um modesto inventário de um cliente na vara de sucessões. Em seguida teria que me deslocar para uma audiência em uma das varas criminais para oitiva de testemunhas (acredite: o rapaz – camelô – responde processo por vender CDs piratas).acnt

Tudo fica no mesmo andar, interligados mas em corredores opostos. Ala sul, varas de sucessões. Ala norte, varas criminais.

ALA SUL

No corredor da ala sul – varas de sucessões. Membros de ricas famílias tradicionais, traçando ali as ultimas divisões dos bens deixados pelo portento “de cujos” (falecido, cujos bens estão em inventário). Notória a presença de advogados e de bancas de renomes e seus opulentos clientes. Senhoras bem trajadas, penteadas e maquiadas. Impossível não se aperceber da indisfarçável ostentação, tanto visual quanto olfativa.

Uma irrepreensível mostra de roupas e ternos de grife, aromas de excelentes perfumes franceses, como se tivesse a apontar o “inquestionável” poder aquisitivo visivelmente predominante.

O mais puro desfile de jóias, óculos, relógios, iphones e tabletes de última geração. É um luxo só.

ALA NORTE

Varas criminais . Visual de bastante contraste.

Nesse corredor, presença de policiais que conduzem os acusados/indiciados – algemados ou desalgemados – somados a presença de seus familiares, quase sempre de predominância, como não diria nosso editor, afrodescendentes, aguardam o desenrolar das audiências dos seus, em confortáveis longarinas colocadas ao longo dos corredores.

Os sobrenomes podem até soar como de origem aristocrática, mas, como dizem por ai, é a tal história, sobrenome de família é igual colesterol, tem o bom e o ruim.at

No aludido corredor, o contraste já começa pelo visual: crianças aos montes, alguns de colo chorando, gritos de mães advertindo crianças peraltas, vestimentas pra lá de modestas. Presença de parentes e amigos em números consideráveis. Pai, mãe, tias, primos, sobrinhos. Não raras vezes presenciamos bate-bocas e escaramuças com familiares das concubinas. (ninguém é de ferro).

O aroma exalado não agrada aos olfatos mais refinados. Jóias, relógios, tênis, smartphones – quase todos originais chineses – (estes desbancaram os paraguaios, que nem o “MAD IN” cravavam nas mercadorias), completam o quadro contrastante em relação ao corredor oposto.

Quanto ao meu caso nesta ala, as duas testemunhas contra o camelô eram dois policiais civis que efetuaram a apreensão dos CDs piratas.

Após algumas perguntas e considerações de ambas as partes, mesmo sem muita eficácia, fiz ver ao magistrado, promotor e estagiários presentes, que os agentes que testemunharam contra o vendedor de produtos piratas, que eles estavam trajando e usando tenis, camisas polo, relógios e óculos. Todos da mais pura grife pirata.

Reinando o mais absoluto silêncio e diante do visível desconcerto dos policiais, o Excelentíssimo Sr. juiz, encerrou a audiência e agradeceu a presença de todos.

Este contraste existe e continua por aí, diariamente nos fóruns da vida.

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 FULEIRAGEM

DUQUE – O TEMPO (MG)

duke

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 DEU NO JORNAL

UM DOMINGO QUE SERÁ NEFASTO PROS GUABIRUS

O vídeo gravado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para o horário eleitoral do candidato do PT a prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, foi rejeitado em pesquisas qualitativas.

Por causa do teste, a participação do líder petista na propaganda na televisão é incerta.

Lula gravou o seu depoimento para campanha de Haddad na última segunda-feira pela manhã.

A aparição do ex-presidente na propaganda havia sido acertada em um almoço com Haddad, na semana passada, no Instituto Lula.

* * *

Se “pesquisa qualitativa” é o que estou pensando, ou seja, uma pesquisa feita com gente de qualidade, gente que raciocina e gente que gosta da ética, é claro que Lapa de Canalha teria mesmo que ser rejeitado.

O fato é que o petralha Haddad está tomando no frande e vai se fuder no próximo domingo.

Vai levar uma pajaraca de grosso calibre no furico vermêio-istrelado!

Meus parabéns pro eleitorado de São Paulo!

lhd

“É melhor tu não aparecer em São Paulo, cumpanhero Lula. Eu já tô fudido, e se tu participar da minha campanha, aí eu acabo de me lascar”

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 FULEIRAGEM

CLAYTON – O POVO (CE)

clayton

Compartilhe Compartilhe

EU TE AMO

Eu te amo, antes, durante e depois
E você nem precisa fazer nada
Eu te amarei, então, por nós dois
É só você, deixar-se ser amada

Pensar, em outro alguém, nem pensar
Não aprovo, não me move, nem me apraz
Se não sou o alguém que tu procuras
Serei teu fiel vassalo e muito mais

Amar assim, meu Deus! Quem me dera
No outono, no verão e no inverno….
Antes, durante e depois da (prima) vera

Nasci poeta, cresci poeta, quem diria
Entre versos e entre rimas me criei
É normal que me apaixone por poesia

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 FULEIRAGEM

CHICO CARUSO – O GLOBO

chico_caruso_-_29-09-2016

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

OLAV SCHRADER – RIO DE JANEIRO-RJ

Estimado Luiz Berto,

Que estas linhas o encontrem em boa saúde e inspiração!

Queria lhe pedir que ajude a divulgar a nossa petição pública contra a realização de um dos maiores festivais de música eletrônica do mundo em área de proteção ambiental da Quinta da Boa Vista, São Cristóvão, RJ, e no seu entorno de frágil patrimônio histórico nacional tombado que assim fica perigosamente ameaçado de destruição.

Há de se levar em conta que, exatamente ao lado deste mega evento ao ar livre, está o Zoo, onde todos os animais sofrerão coletivamente grave agressão durante dias e noites inteiros de imensa festa rave. Os níveis de stress que os animais, muitos ameaçados de extinção, sofrerão em sua completa exposição temerária ao evento poderiam ser até mortais.

Dezenas de milhares de famílias que habitam esta área densamente povoada serão igualmente aviltadas.

Pedimos socorro!

Pedimos o cancelamento deste evento que ninguém sabe ao certo dizer como (e quem?) autorizou.

Segue link da petição pública: (clique aqui para entrar)

Obrigado!

R. Pronto, caro leitor: está dado o recado.

Espero que você tenha sucesso na sua luta.

Abraços e uma excelente quinta-feira.

Compartilhe Compartilhe

29 setembro 2016 FULEIRAGEM

ALPINO – BLOG DO ALPINO

14390800_1329017707121944_2910600001797524983_n

Compartilhe Compartilhe

© 2007 Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa