VICIANDO O POVO

O cartão Bolsa Família estava sendo usado como garantia de pagamento de drogas em ‘bocas’ (posto de venda) de maconha na Parnaíba, região norte do Piauí. Uma operação conjunta realizada pelas polícias Militar e Civil encontrou diversos cartões na casa de um traficante. Ele contou aos policiais que os cartões tinham sido deixados por viciados como garantia de pagamento da droga comprada fiado. No dia da liberação do dinheiro do Bolsa Família, o traficante a acompanhava o dono do cartão até uma casa lotérica, onde o dinheiro era sacado, e o vendedor da droga recebia a sua parte.

* * *

Tem um baião por nome de “Vozes da Seca”, que fez muito sucesso nos anos 50/60 na voz de Luiz Gonzaga. É uma parceria dele com Zé Dantas.

Tem um trecho da música que diz que uma esmola prum sujeito sadio ou faz vergonha ou “vicia o cidadão”.

Depois de ler a notícia acima, eu vim a entender como é que pode uma pessoa viciar com uma esmola.

Veja a íntegra da letra:

Vozes da Seca – Composição: Luiz Gonzaga / Zé Dantas

Seu doutô os nordestino têm muita gratidão
Pelo auxílio dos sulista nessa seca do sertão
Mas doutô uma esmola a um homem qui é são
Ou lhe mata de vergonha ou vicia o cidadão

É por isso que pidimo proteção a vosmicê
Home pur nóis escuído para as rédias do pudê
Pois doutô dos vinte estado temos oito sem chovê
Veja bem, quase a metade do Brasil tá sem cumê

Dê serviço a nosso povo, encha os rio de barrage
Dê cumida a preço bom, não esqueça a açudage
Livre assim nóis da ismola, que no fim dessa estiage
Lhe pagamo inté os juru sem gastar nossa corage

Se o doutô fizer assim salva o povo do sertão
Quando um dia a chuva vim, que riqueza pra nação!
Nunca mais nóis pensa em seca, vai dá tudo nesse chão
Como vê nosso distino mercê tem nas vossa mãos

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.