O líder dos sem-terra em Pernambuco, Jayme Amorim, tomando as dores dos companheiros que assassinaram quatro seguranças de uma fazenda invadida no município de São Joaquim do Monte, no Agreste pernambucano, resolveu minimizar a declaração em que o presidente Lulla rotulou de “inaceitável” a desculpa de legítima defesa usada pelos assassinos.

O talzinho, com a empáfia características desses comandantes do MST, preferindo creditar a admoestação de Lulla ao fato de que o presidente estaria “desinformado”, afirmou: “Lula conhece a luta da reforma agrária e sabe a importância dela para o país. Certamente não explicaram para ele as condições de como tudo aconteceu. Não há outra explicação”.

Parece piada!

Quer dizer que o presidente Lulla, aquele que sempre se esconde atrás da cínica desculpa de que não sabe de nada para fugir das responsabilidades pelos infames atos praticados por seus aloprados “cumpanheros”, quando resolve admitir que sabe alguma coisa, e resolve “dar uma dura” no MST, pelo infame ato praticado, é imediatamente desqualificado pela liderança do movimento, sob a alegação de que está falando sem ter conhecimento dos fatos.

Se bobear, Lulla é que vai acabar “levando uma dura” do MST.

1 Comentário

Deixe o seu comentário!


© 2007 - 2018 Jornal da Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa