EXCOMUNGANDO O MUNDO TODO

Mandei uma mensagem pro nosso colunista Padre Eduardo Bezerra, perguntando se ele tava vivo ou morto, pois já fazia dias que não dava notícias.

E a gente sentindo falta de sua coluna, Sobre as Cidades, um espaço de lucidez dentro da doidice que é o JBF.

E ele me respondeu desse jeito:

Caro Papa,

quanta satisfação (até porque, como diria a senhora Margarida de Paulista: prazer é só na cama!!!)

Estou um pouco sumido das colunas por motivos de força maior. Escrevo a qualificação do meu mestrado o qual apresento até o final deste mês. Entretanto, estou com uma lista considerável de assuntos para escrever para vossa santidade no momento que esta loucura passar. Mesmo assim não deixo a Besta não. Vez em quando deixo uma bobagem lá. É melhor que o portal da UOL.

Bem, agora estou organizando a campanha: Me excomunga, Dom Dedé.

Como designer, vou fazer uma marca para a campanha e uma camisa, a qual faço questão de dar um exemplar de presente para o nobre Papa da ICAS.

Grande abraço e em breve estarei enchendo seus olhos com esta bostagem que insistes em aceitar deste réles padre.

Eduardo Bezerra
Padre da ICAS

Pronto.

Esta lançada a campanha Me excomunga, Dom Dedé, para a qual o Jornal da Besta dará a maior força.

Aguardo ansioso o recebimento da minha camiseta.

Adesões podem ser feitas aqui mesmo.

E, para inspirar Padre Eduardo, republico foto da queda que Dom Dedé levou por ocasião dos funerais do bispo de Afogados da Ingazeira.

Dom Dedé escorreu e caiu de cu trancado na cova feita dentro da catedral da cidade. O JBF foi o único órgão que deu a notícia e publicou as fotos do venturoso incidente.

Parecia até um chamado do Cão, puxando o bispo do Recife pras profundas do Inferno antes do tempo regulamentar.

Veja:

dom-dede.JPG

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.