ENGANADOR

Prevendo a derrota da senadora Ideli Salvatti (PT-SC) na disputa pela presidência da Comissão de Infraestrutura do Senado, o presidente Lula pediu a ela, na véspera da sessão, para desistir da disputa e evitar o desgaste.

* * *

Ele não “previu” a derrota da cumpanhera Ideli.

Ele sabia da derrota com antecedência, pois já havia negociado-comprado os votos necessários pra eleger o amigão Fernando Collor, a mais nova conta de um rosário governista onde já brilham Sarney, Romero Jucá, Lobão, Renan e Jáder Barbalho.

Ainda acreditando que persistem aqueles velhos tempos pré-poder, a bovina Ideli (aliás, galinácea), disse ao cumpanhero Lula que não havia como recuar porque se achava confiante.

Provou na carne, bem na titela, a nova(?) face da ética petralha.

587.jpg

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.