9 março 2009 A PALAVRA DO EDITOR

VISITA DO CARDEAL NATAN

Em visita Ad Limina ao seu Papa, esteve no Recife neste final de semana o Cardeal Natan, da arquidiocese de Brasília.

Da capítal pernambucana o cardeal seguiu viagem para Campina Grande, Paraíba, onde residem seus familiares.

Levei-o ao Mercado da Madalena, onde teve encontro com outros membros do Sacro Colégio Cardinalício da ICAS e com vários artistas e poetas, todos fiéis da Igreja Sertaneja.

Ontem, domingo, fomos almoçar no Restaurante Terraço: a família papal, Fábio da Passa Disco, e sua esposa Cila, e o Cardeal Natan.

Natan reafirmou a sua gula insaciável, comendo feito um cavalo faminto a deliciosa peixada que a gente pediu. Além dos camarões e patolas de siri que vieram de tira-gosto.

Uma curiosidade interessante é que no Terraço trabalho um garçom que é meu leitor, apaixonado pelo Romance da Besta Fubana, do qual Natan é personagem, na figura do General Presidente Natanal. Mário, o garçom, ficou alegre que só pinto no lixo e a gente registrou o encontro numa foto para a posteridade.

A foto está reproduzida a seguir.

nt-1.jpgnt-2.jpg

No Mercado da Madalena: Cardeais Hermes Wagner, Natan, Evilácio e Papa Berto I

nt-3.jpgnt-4.jpg

Poeta Chico Pedrosa ladeado pelos cardeais Natan e Evilácio / Cardeal Natan e Papa Berto I no Terraço

nt-5.jpgnt-6.jpg

Fábio, Cila e Natan com a Família Pontifícia

nt-7.jpgnt-8.jpg

O personagem General Natanael, o leitor Mário e o autor Luiz Berto

9 março 2009 A PALAVRA DO EDITOR

NA LATA

Hoje pela manhã eu dei uma nota aqui com o título de “Até que enfim“.

Era uma notinha pequena e eu vou repetir:

Diante da impopularidade cada vez maior das ações violentas do Movimento dos Sem-Terra (MST), aliado natural do PT, e do temor de que isso afete a imagem eleitoral do governo Lula, o Palácio do Planalto está buscando junto aos ministros do Supremo Tribunal Federal um aval para confrontar os sem-terra e combater as invasões de propriedades.

Quando acabei de botar a nota no ar, fui ler o noticiário nacional e já estava nos jornais a resposta do MST ao Presidente Lula.

Vejam só:

Um grupo de 300 mulheres da Via Campesina, ligada ao MST, invadiu o saguão e quebrou a porta de vidro do Ministério da Agricultura, hoje pela manhã. Neste momento elas então dentro do prédio e, segundo a assessoria do movimento, protestam contra modelo de desenvolvimento adotado pelo governo brasileiro para o agronegócio e contra empresas que demitem e não geram riquezas para o Brasil. Além disso, reivindicam a reforma agrária. Todo ano elas comemoram o dia internacional da mulher depredando algum patrimônio.

mgn.JPG

CARDEAL PAULO CARVALHO – RECIFE-PE

Sua Santidade Papa Berto l.

É dever do Sacro Colégio da ICAS tomar séria e enérgicas providências no sentido de salvaguardar a honra e a disciplina da Igreja.

O Cardeal Zelito Nunes ficou atracado a um barril de cachaça, em Areia-Pb. e jurou que só sairia dali quando tomasse todo conteúdo do mesmo.

Foi necessário usar a força, e o auxílio do corpo de bombeiros da região que em última instância, teve que usar como recuso o choque elétrico para que o Cardeal soltasse o barril.

Sabemos da generosidade e da capacidade de perdão do Papa Berto l que não usará a excomunhão neste caso, assim como fez Dom Dedé com os médicos que salvaram a vida da menina grávida de gêmeos. Beber pode, o que não é direito é querer levar o barril pra casa e prejudicar a produção do precioso líquido. Sugerimos uma punição como: Ficar sem beber por um período de 30 dias, mesmo sabendo do risco do mesmo não suportar o castigo e pirar de vez.

R. Punir este cabra fazendo-o ficar um mês sem beber é uma pena mais cruel que a excomunhão de Dom Dedé.

Não é por acaso que ele é conhecido pelos colegas de sarjeta como “Zelitro”.

Eu, confesso, não teria coragem de assinar um decreto tão malvado. O Cardeal Zelito teria crises de abstinências tão fortes que, possivelmente, não chegaria a ver seu filho nascer. E Madre Lelê ficaria viúva neste vale de lágrimas…

Vamos condená-lo à pena da vergonha pública, estampando a foto dele agarrado ao barril.

Mas, pensando bem, com a cara-lisa que ele tem, esta pena não vai fazer qualquer efeito…

Vou pensar em outra coisa.

zelitro.jpg

PADRE ALLAN SALES – RECIFE-PE

Santíssimo e pândego Papa Berto I.

Mando para ser compartilhado com nossos leitores um texto do nosso amigo de Brasília Alfredo Bessow, jornalista gaúcho que é poeta nativista e adora alfinetar a santa madre quando ela pisa na bola.

Aqui vai o texto.

* * *

A Igreja Católica e a Inquisição – Alfredo Bessow

Alicerçada sobre as bases do Cristianismo – ainda que desavergonhadamente negando a própria palavra de Deus, na medida em que inventou uma Bíblia para justificar suas próprias verdades a Igreja Católica é um ente que vive no Séc. XXI com a visão de quem continua no tempo da Inquisição. Sobre esta, cabe aqui destacar: ela foi mais criminosa do que o próprio nazismo, que Roma sempre apoiou e defendeu. Perto do que foi a Inquisição – seis séculos de terror e obscurantismo – o nazismo foi fichinha. É aterrador ver a omissão dos ‘pensantes’ sobre o período de trevas no qual viveu a humanidade, quando em nome de um Deus sanguinário, matou-se por todas as razões.

Mas a vetusta e ignóbil igreja não se emenda. E diante de um presidente vaselina como Lula, vai impondo suas sandices. A Igreja Católica é um ente que prima pelo elevado grau de esclerose institucional. Como ficar calado diante das besteiras que fala um tal de José Cardoso Sobrinho, valendo-se de algo tão estapafúrdio como o Código Canônico que, em suas entrelinhas, deve apoiar a pedofilia. José Cardoso, que responde pela Igreja Católica em Pernambuco, está expondo o seu negócio – sim, a Igreja Católica é um excepcional negócio, pois recebe doações e recursos públicos e não precisa prestar contas, é uma empresa que não paga imposto de renda e ainda é a maior proprietária de terras urbanas no País – a um risco: de ser cada vez mais medíocre.

Clique aqui e leia este artigo completo »

BISPO BERNARDO – MACEIÓ-AL

Meu Bom Pastor,

antigamente o nome disso era sac…mas, deixa a Chuplicleide analisar.

Com os respeitos do Bispo

R. Meu caro, eu desconfio que estas fotos são do carnaval do ano passado. Mas continuam atualíssimas.

O falecido Henry Kissinger já dizia que o poder é afrodisíaco.

De modo que o governador bahiano está aproveitando enquanto é tempo, já que o mandato dura apenas 4 anos e ele tem tesão suficiente pra xumbregar com duas ao mesmo tempo. Ao deixar o poder, o negócio muda.

Carnaval baiano: Camarote Expresso 2222

camaroteexpresso2222.jpg

camaroteexpresso22222.jpg

Fátima Mendonça (mulher de Jaques Wagner (PT), governador da Bahia), o governador e Flora Gil (mulher de Gilberto).

O amor é lindo!!!

BISPO HARDY GUEDES – NATAL-RN

EFEITOS DA MAROLINHA

Caro Berto,

Estou enviando matéria que recebi agora há pouco, do VALOR ECONÔMICO, através de Pequenas Empresas Grandes Negócios.

É um reflexo da crise, que havíamos previsto.

Acho que o governo está esperando que os estragos sejam maiores, para tomar alguma providência efetiva.

Um abraço

* * *

Pedidos de recuperação judicial seguem aumentando

Sem créditos no mercado e submetidas a juros mais altos, o número de empresas que entrou com pedido de recuperação judicial quase quadruplicou neste primeiro bimestre em comparação com o mesmo período do ano passado, segundo dados da Serasa Experian. Foram 135 pedidos entre janeiro e fevereiro de 2009 e apenas 34 no mesmo período do ano passado. Os números também vêm crescendo comparando-se o início da crise até agora – à exceção de fevereiro que registrou leve queda decorrente do menor número de dias úteis no mês. Em novembro de 2008, foram 39 pedidos de recuperação judicial, seguidos de 46 pedidos em dezembro, 74 em janeiro deste ano e 61 em fevereiro.

Clique aqui e leia este artigo completo »

CARDEAL JESSIER QUIRINO – ITABAIANA-PB

MASCENA, FULÔ E BERTO TÊM RAZÃO

A história explanativa e esmiuçada do Cachete foi boa feito coisa que mulher esconde.

As falas mais jerimum com bode, foram as do George Mascena e Mundinho Fulô: Didáticas, cobrativas de passagem e até se completam.

E, no antes de tudo, o Papa Berto tem razão: isso é negócio de americano.

Outra: essa onda de pressão boa ser doze por oito; segundo o meu cumpade Biu Penca Preta, é pressãozinha safada e, também, coisa de americano. É só pra vender remédio de baixar a dita.

Segundo ele, pressão macha, desenrolada, amundiçada, fubanizada, espandongada, acaba-novena e calção-de-couro é dezoito por catorze o resto é palha.

Agradeço a providência de um consistório e vinte porções de “sois phoda!!” pra cada um

Em tempos de excomunhão aos magotes
me assino: JESSIER QUIRINO

9 março 2009 A PALAVRA DO EDITOR

COMUNIDADE E SOBREVIVÊNCIA

Sob a ótica da sociologia uma comunidade representa um agrupamento caracterizado por uma forte coesão, alicerçado no consenso espontâneo de seus indivíduos, e sob leis por eles estabelecidas a serem respeitadas e cumpridas.

Nas sociedades livres, ou seja, sob um regime comum de democracia, esse mesmo conceito de comunidade persiste. Coexistem a lei e as liberdades individuais, desde que uma delas se equilibre com a outra em seus pretendidos termos.

Nosso caso, a vida brasileira, foge a um mínimo padrão de equilíbrio possível estabelecido. Nem estamos aqui tão espontâneos, e nem estamos aqui tão respeitados. Não quero fugir de nossas premissas mais básicas: nossos deveres como agentes participadores na gênese legislativa, no arcabouço de leis que nos dê suporte de boa convivência. Na realidade estamos sobrevivendo a uma selva humana, com nossas leis desrespeitadas. Resta-nos, para tal sobrevivência, matar ou morrer. Estamos assistindo a morte de nossos semelhantes por agentes livres que escolheram matar. E, sonolentos, estamos à espera da foice que nos alcançará na alcova, ao invés de estarmos esperando-a nos jardins gradeados e cercados com redes elétricas e outras geringonças em nossa casamata. A comunidade nos faz viver em harmonia, mesmo nem tão perfeita, porém, seu desequilíbrio nos faz sobreviver sob o pavoroso inimigo. E neste momento as armas estão com eles. Ainda há tempo para revertermos o escore.

9 março 2009 A PALAVRA DO EDITOR

PARECENÇA

Recebi do grande artista Santana, o Cantador estes duas fotografias:

santanna2.jpgcharles_bronson.jpg

Acho que é muita pretensão do finado Charles Bronson ficar por ai querendo ser parecido com os artistas aqui da Nação Nordestinia.

9 março 2009 DEU NO JORNAL

UM TEXTO DE PAULO CALDAS

CATÓLICOS ACOMODADOS

Já tive a chance comentar sobre o comportamento do arcebispo de Olinda e Recife, quando da sua posição contrária à distribuição da chamada pílula do dia seguinte pelas autoridades de saúde. Naquela oportunidade, acrescentei: se eu fosse católico já teria encabeçado um abaixo-assinado para mandar esse bispo para longe daqui.

A rigor, a culpa é dos católicos praticantes (única religião no mundo que abriga segmento não-praticante), que se acomodam diante das idiossincrasias desse religioso.

Não há qualquer movimento para tira-lo do cargo. Ninguém prega uma faixa, afixa cartaz, vai às ruas exigir sua renuncia. O que ouvimos são vozes isoladas, caso do médico católico e praticante Assuero Gomes e mais meia dúzia de fiéis.

Como é que um cidadão de fé, que professa os ditames da igreja, formado dentro do catolicismo, aceitando dogmas e cumprindo rituais, se curva passivamente diante das cretinices desse arcebispo?

O conservadorismo está levando o catolicismo para o buraco. Vivemos na era do culto ao corpo e da sensualidade e os padres não podem ter mulher, nem por necessidade biológica. Vivemos a era do capitalismo e o padre não ganha dinheiro, vivemos a era do status e os padres perderam espaços. Já não se inauguram obras bentas pelos sacerdotes, também não se benzem instalações de qualquer empresa. Até as missas de formatura,hoje, são compartilhadas nos cultos ecumênicos. Ninguém no mundo quer ser padre, os seminários tradicionais estão fechados.

Enquanto isso, vendendo esperança, os evangélicos avançam nesse vazio e a igreja católica se apega com picuinhas, perseguindo curas progressistas e se atendo a temas controversos na tentativa de impor a autoridade perdida.

BISPO HARDY GUEDES – NATAL-RN

Caro Papa Berto,

Em virtude dos acontecimentos recentes, envolvendo as discussões acerca do aborto da menina de nove anos, grávida do padrasto que a estuprou, escrevi o texto abaixo.

Saudações

* * *

A EX-COMUNHÃO DE “DEUS”!

“E julguei os mortos, que estão mortos, mais felizes que os vivos que ainda estão em vida. E mais felizes que uns e outros o ABORTO que não chegou à existência, aquele que não viu o mal que se comete debaixo do sol.” (Eclesiastes IV, 2-4)

Segundo a posição da igreja católica, através de um de seus porta-vozes, o arcebispo de Olinda e Recife, Dom José Cardoso Sobrinho, “Quem cometeu o aborto é um crime mais grave ainda, porque é tirar a vida de alguém inocente, indefeso.”

A CNBB emitiu nota dizendo: “Diante da complexidade do caso, lamentamos que não tenha sido enfrentado com a serenidade e o tempo necessário que a situação exigia. Além disso, não concordamos com o desfecho final de eliminar a vida de seres humanos indefesos”, diz a nota.

Penso que a igreja católica vai acabar falando sozinha, vez que adota posições absurdas, contrárias ao bom-senso, à lógica e à Ciência.

No caso da menina do interior de Pernambuco, estuprada pelo padrasto e grávida de gêmeos, posicionar-se contra o aborto é se arvorar no direito de decidir quem deve ou não deve morrer. E esse direito, igreja nenhuma tem. Porque a gravidez da menina era sabidamente de risco, ainda mais por se tratar de dois fetos que ela, sem o corpo devidamente amadurecido para isso, teria de alimentar até o parto. Sem contar que o próprio aborto, em tais condições de gravidez, se não induzido, poderia ocorrer naturalmente, a qualquer tempo, com riscos muito maiores.

Clique aqui e leia este artigo completo »

PADRE LÚCIO – BELO HORIZONTE-MG

Venerável Papa,

Li o artigo abaixo e o julguei muito próprio para o momento em que o tema excomunhão tem sido muito debatido.

Analise com sua Papal sapiência a conveniência de publicá-lo no nosso JBF.

Saudações clérigas,

Nota: Sugiro que recomende a todo o clero da ICAS que se identifiquem como sendo da Igreja Sertaneja, para que sejam evitadas desconfortáveis suspeitas de co-autorias.

* * *

Retorno às trevas – Alberto Dines

Um dia antes, entre compungida e devota, a quase-candidata Dilma Rousseff leu a Bíblia e participou do show-missa bizantino do Padre Marcelo Rossi. Nesta sexta-feira, no Espírito Santo, o presidente da República deixou o script de lado, esqueceu as conveniências políticas e a estratégia de agradar a todos e fez um veemente protesto contra a excomunhão dos médicos que fizeram o aborto na menina estuprada pelo padrasto. “Neste aspecto, a medicina está mais correta do que a Igreja”, proclamou o presidente.

Neste aspecto e em muitos outros. E não apenas a Igreja católica: as religiões, todas as religiões, estão redondamente enganadas ao imaginar que a humanidade ainda não passou pelo Renascimento e o Iluminismo e que o processo civilizatório deteve-se no tempo.

Clique aqui e leia este artigo completo »

9 março 2009 A PALAVRA DO EDITOR

SINAL DOS TEMPOS

Ontem, durante convenção do PTB, o locutor do evento anunciou o Senador Fernando Collor com esta frase:

“Com vocês, o presidente da Comissão de Infraestrutura do Senado, presidente do PTB de Alagoas, ex-presidente do Brasil e agora gerente do PAC!.”

Este locutor sabe das coisas…

ACUNHÂNCIO TORQUEMADA – RECIFE-PE

Fazer uma pobre criança
Cultivar negra semente?
Só um bispo demente
É capaz de tal lambança.
É arrancar-lhe a esperança
Da vida que Deus lhe deu,
E ao monstro que lhe ofendeu
Prestar apoio e conforto.
Tem que ser contra o aborto
Um aborto que nasceu.

LUISELZA PINTO – TERESINA-PI

EMERGENTES À NEGAÇÃO DO NADA

Surgimos, em natural, pela cabeça
Empunhados encéfalos de mesma cor
A diferença, tópica, acaso aconteça
Não desvia o cerne da alegria e dor.

Somos, pois, da mesma massa, feitos
Nuas almas cruas vivas resplandecentes
Misto de alicerces erguidos e desfeitos
À busca da (i)lógica das trilhas viventes.

Há vista na régua do tempo dos prazos
Há maior presente que o pensamento?
Sendo sim, esqueceram de nos avistar…

Somatização do dado agarrado aos azos
Estando a consciência do conhecimento
Em linha que sabe do espaço a deambular.

9 março 2009 DEU NO JORNAL

NUM TINHA PRECISÃO

O “DNA político” dos 43 dirigentes dos grandes fundos de pensão estatais brasileiros mostra uma forte relação com partidos políticos, notadamente o PT, sendo que um dos elementos dessa ligação pode ser medido objetivamente: 56% desses diretores fizeram doações financeiras a candidatos nas últimas quatro eleições. O presidente nacional do PT, Ricardo Berzoini, foi o destinatário de quase um terço delas.

* * *

Num precisava fulanizar.

O bom é fazer a denúncia genérica e manter o suspense.

SEU PEDRO – GUANAMBI-BA

E os danos morais à PM da Bahia?

“Nunca perca a fé na humanidade, pois ela é como um oceano. Só porque existem umas gotas de água suja nele, não quer dizer que ele esteja sujo por completo”. (Mahatma Gandhi)

Uma vez assistir o meu avô, ao folhear um jornal do dia, refletindo sob a notícia de um crime desses do tipo que causam repugna, dizer: “Mas já se passaram quinze dias!”, fechou as páginas e continuou sua rotina. Hoje a comunicação é expressa; falta um minuto para o cadáver tomar rigidez e o mundo todo já sabe quem morreu! No crime do colarinho branco, ou dos ombros estrelados, a notícia corre com o mesmo vigor e, de tão recente, faria com que vovô já não folheasse o jornal do dia, pois de tudo saberia através da televisão, ou dos sites, que não foram prestar continências e escancararam em um segundo a imagem do coronel para todo Brasil.

Tantas informações sobre corrupção, e agora nos meios que deveriam vigiar e prender os corruptos provoca conflitos mentais nos que ainda acreditam em um mundo com um lado sério. Em quem não poderia imaginar que um Comandante da Polícia Militar do Estado da Bahia, na verdade ex, fosse corrupto a tal ponto de lesar sua própria instituição, envergonhando-a! É bom lembrar que os fatos se deram antes de ser exonerado e ir para a reserva remunerada.

Clique aqui e leia este artigo completo »

9 março 2009 A PALAVRA DO EDITOR

PIONEIRISMO

Nunca antes na história deste país a imagem da bimba de um presidente havia sido publicada na imprensa.

O Jornal da Besta, pioneiro como sempre, apresenta a foto da pajaraca presidencial durante mijada de Lapa de Asno, após 4 doses de 51 e 6 copos de cerveja Skol.

O próximo a ser mostrado mijando atrás da moita será o meu colega Bentão. Aguardem.

pdll.jpg

POETA DEDÉ MONTEIRO – TABIRA-PE

Dom Dedé, pra ser Dom, é muito fraco…
Ou devia dizer fraco demais?
Não tem nem um tostão do DOM DA PAZ
Que do céu tá ouvindo o meu pitaco!
No Sertão, caiu dentro dum “buraco”…
No Recife, cassou uma porção…
Gosta muito de “movimentação”,
Mas, coitado, só dá pra levar vaia…
TODA VEZ QUE ESSE DOM LEVANTA A SAIA
SAI PORRADA, CASTIGO E EXCOMUNHÃO.

9 março 2009 DEU NO JORNAL

TRANSPARÊNCIA

Depois de reassumir o controle bancada do PMDB, remover desafetos do caminho e instalar Fernando Collor na presidência da Comissão de Infraestrutura do Senado, Renan Calheiros pretende expandir seu domínio à Comissão Mista de Orçamento. Indicará para comandá-la o aliado Almeida Lima (PMDB-SE). Apelidado de “Microfone”, esgoelou-se em defesa de Renan ao longo do escândalo que o derrubou da presidência da Casa em 2007.

Sempre poderosa, a comissão terá especial importância neste ano, por definir as prioridades do governo num cenário de queda de arrecadação. Dali sairá o Orçamento do ano eleitoral de 2010, estratégico para as chances presidenciais de Dilma Rousseff.

* * *

De fato, este é um governo transparente. A gente enxerga tudo de longe.

3029.jpg

9 março 2009 DEU NO JORNAL

ATÉ QUE ENFIM

Diante da impopularidade cada vez maior das ações violentas do Movimento dos Sem-Terra (MST), aliado natural do PT, e do temor de que isso afete a imagem eleitoral do governo Lula, o Palácio do Planalto está buscando junto aos ministros do Supremo Tribunal Federal um aval para confrontar os sem-terra e combater as invasões de propriedades.

* * *

Ufa! Já tava passando da hora.

Mesmo sendo um ato descaradamente eleitoreiro, sem qualquer interesse de cumprir a lei, apenas defender a popularidade de Mula Pomposa, mesmo assim já é um avanço.


© 2007 - 2018 Jornal da Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa