Sua Santidade Papa Berto l.

É dever do Sacro Colégio da ICAS tomar séria e enérgicas providências no sentido de salvaguardar a honra e a disciplina da Igreja.

O Cardeal Zelito Nunes ficou atracado a um barril de cachaça, em Areia-Pb. e jurou que só sairia dali quando tomasse todo conteúdo do mesmo.

Foi necessário usar a força, e o auxílio do corpo de bombeiros da região que em última instância, teve que usar como recuso o choque elétrico para que o Cardeal soltasse o barril.

Sabemos da generosidade e da capacidade de perdão do Papa Berto l que não usará a excomunhão neste caso, assim como fez Dom Dedé com os médicos que salvaram a vida da menina grávida de gêmeos. Beber pode, o que não é direito é querer levar o barril pra casa e prejudicar a produção do precioso líquido. Sugerimos uma punição como: Ficar sem beber por um período de 30 dias, mesmo sabendo do risco do mesmo não suportar o castigo e pirar de vez.

R. Punir este cabra fazendo-o ficar um mês sem beber é uma pena mais cruel que a excomunhão de Dom Dedé.

Não é por acaso que ele é conhecido pelos colegas de sarjeta como “Zelitro”.

Eu, confesso, não teria coragem de assinar um decreto tão malvado. O Cardeal Zelito teria crises de abstinências tão fortes que, possivelmente, não chegaria a ver seu filho nascer. E Madre Lelê ficaria viúva neste vale de lágrimas…

Vamos condená-lo à pena da vergonha pública, estampando a foto dele agarrado ao barril.

Mas, pensando bem, com a cara-lisa que ele tem, esta pena não vai fazer qualquer efeito…

Vou pensar em outra coisa.

zelitro.jpg

11 Comentários

Deixe o seu comentário!


© 2007 - 2018 Jornal da Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa