EMERGENTES À NEGAÇÃO DO NADA

Surgimos, em natural, pela cabeça
Empunhados encéfalos de mesma cor
A diferença, tópica, acaso aconteça
Não desvia o cerne da alegria e dor.

Somos, pois, da mesma massa, feitos
Nuas almas cruas vivas resplandecentes
Misto de alicerces erguidos e desfeitos
À busca da (i)lógica das trilhas viventes.

Há vista na régua do tempo dos prazos
Há maior presente que o pensamento?
Sendo sim, esqueceram de nos avistar…

Somatização do dado agarrado aos azos
Estando a consciência do conhecimento
Em linha que sabe do espaço a deambular.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!


© 2007 - 2018 Jornal da Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa