FINALMENTE

Justiça Federal bloqueou os bens da Associação Nacional de Cooperação Agrícola (Anca), braço formal do MST, e de um ex-presidente da entidade. O juiz da 14 Vara Cível Federal, José Carlos Francisco, em sua decisão liminar, não descartou responsabilizar outros possíveis envolvidos, inclusive o MST, no curso do processo. O juiz também sugere que a União pode ser implicada porque tinha o dever de fiscalizar a aplicação dos recursos.

* * *

Finalmente, a justiça está começando a sair da letargia que a impedia de enxergar as óbvias delinquências dos marginais do MST. E o acoitamento do governo luleiro.

Neste caso específico, o larápio Adalberto Floriano Greco Martins, ex-presidente da Anca, recebeu quase 4 milhões de reais do governo federal para “alfabetização de jovens e adultos”. E desviou todo o dinheiro para custear mordomias de dirigentes estaduais do MST.

O Juiz botou sem pena e sem vaselina.

O leitor do JBF que tiver paciência e interesse, pode ler a íntegra da liminar aqui:

http://www.jfsp.jus.br/noticias/2009/mar/090309ANCA.pdf

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.