13 março 2009SÃO JOSÉ DO EGITO



Simplesmente fantástica a belissima matéria apresentada hoje pela manhã na televisão, a propósito do centenário de São José do Egito, a cidade onde todo mundo é poeta e onde a poesia é respirada em cada canto, em cada praça, em cada beco e em cada esquina.

De norte a sul, de leste a oeste, milhões e milhões de brasileiros tomaram conhecimento da existência deste recanto encantado de mundo, já que se tratava de um programa nacional de grande audiência. Uma divulgação de incalculável valia para o município e seu turismo e para a cultura popular do nosso sertão.

Comoventes as participações do quase centenário Zé Catota e da querídissima Bia Marinho, a mais bela voz das margens do Pajeú.

Mas, teve um problema muito sério: a reportagem foi ao ar no programa Bom Dia Brasil, da satânica Rede Globo. E isto traz um dilema cruel.

O MPIZB (Manual do Perfeito Idiota Zisquerdista Brasileiro) estabelece como dogma que tudo que a Rede Globo transmite não presta e deve ser satanizado.

Eu tô aqui pensando no dilema de uma meia dúzia de zisquerdinhas que eu conheço, que curtem a nordestinidade e a boa poesia popular da Nação Nordestina mas que são obrigados, conforme o Manual, a condenar tudo que sai na Globo…

Bom, deixa pra lá.

O dilema é deles. Eu não tenho nada a ver com isto.

E viva São José do Egito ! ! !

5 Comentários

Deixe o seu comentário!


© 2007 - 2018 Jornal da Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa