UM ALGUÉM (Ao Mestre, in memoriam.)

Quis um alguém para construir maturidade
Estando ao meu lado, na alegria e tristeza
Indo ao intenso da busca de cada verdade
Alternando, no estar e ser, doçura e firmeza.

Um alguém para ser meu aluno e professor
Nas trilhas dum amplo buscar do Universo
E, caindo ou levantando juntos, por amor
De almas e corpos dados ao todo imerso.

Um alguém para apreciar além da lucidez
Para construir o aprendizado em sensatez
Que, de mim, também o alicerce e abrigo…

Mas não tenho ninguém, só um amor tão forte
Que parece discutir com o tamanho da morte
E da solidão que, neste momento, está comigo.

1 Comentário

Deixe o seu comentário!


© 2007 - 2018 Jornal da Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa