BOATO

Em privado, alguns setores do governo manifestam preocupação com a “retórica de campanha” que atrasa e/ou contamina as ações de combate à crise. O exemplo mais citado é o do pacote habitacional, no forno desde janeiro e portador de uma promessa – a construção de um milhão de casas- que o próprio Lula já sabe ser impossível de cumprir. Outro é a demora em reconhecer publicamente que não haverá dinheiro para pagar os reajustes combinados antes da crise com os servidores federais, eleitorado do PT. O problema, na avaliação dos descontentes, é que da forma como o governo está hoje organizado tudo passa por Dilma Rousseff. E a ministra está no palanque.

* * *

Vejam bem: estas avaliações são de “alguns setores do governo”.

Não tem qualquer cabimento o boato dando conta de que isto é coisa criada na redação do JBF.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.