DISCRIMINAÇÃO

O dinheiro que o prefeito petralha do Recife João da Costa, sucessor de João da Frente, recebeu da Camargo Corrêa para sua campanha foi uma mincharia: apenas 200 mil reais.

Acho que a cumpanherada deveria convocar uma reunião do Diretorio Municipal do PT para protestar pela discriminação.

Afinal, Gleisi Hoffmann, também petralha e mulher do ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, recebeu 500 mil da mesma Camargo Correa quando concorreu à prefeitura de Curitiba.

O pobre do nordestino vive sendo discriminado.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.