Arquivos de 1 de Fevereiro de 2017

HORAS RUBRAS – Florbela Espanca

Horas profundas, lentas e caladas Feitas de beijos sensuais e ardentes, De noites de volúpia, noites quentes Onde há risos de virgens desmaiadas … Oiço as olaias rindo desgrenhadas… Tombam astros em fogo, astros dementes, E do luar os beijos languescentes São pedaços de prata p’las estradas… Os meus lábios são brancos como lagos… Os …

Continue lendo