14 fevereiro 2017 FULEIRAGEM

NICOLIELO – JORNAL DE BAURU (SP)

14 fevereiro 2017 FULEIRAGEM

ALPINO – BLOG DO ALPINO

14 fevereiro 2017 JOSIAS DE SOUZA

TEMER E PMDB OUVIRÃO DE NOVO O RONCO DA RUA

O período pré-carnavalesco não fez bem a Michel Temer. Seu governo entoa um samba com dois puxadores: Henrique Meirelles e a caciquia do PMDB. O enredo ficou confuso. A ala da economia não orna com a da política. O carro alegórico das reformas não combina com uma comissão de frente que desfila fantasias parecidas com aquelas que levaram Dilma e o PT ao rebaixamento.

As contradições reacenderam o ceticismo da plateia. Que começa a programar seu próprio desfile. Nesta segunda-feira (13), os movimentos que organizavam atos pró-impeachment se juntaram para preparar nova manifestação. Será no último domingo de março, dia 26. A pauta prestigia o samba de Meirelles, defendendo as reformas previdenciária e trabalhista. E rosna para o baticum do PMDB, em eterna conspiração contra a Lava Jato.

Ainda não se viu nenhum líder de movimento de rua enrolado na bandeira do ‘Fora, Temer.” Mas convém não cutucar a rua com o pé. Em comunicado conjunto, os movimerntos anotaram: “Nosso mote será: Brasil sem partido, pois não queremos um STF que se dobre às vontades deste ou de qualquer outro governo, agindo com lentidão para salvar os que têm foro privilegiado, utilizando-se dele para escapar da Justiça.”

Também nesta segunda-feira, o ministro Herman Benjamin, do Tribunal Superior Eleitoral, divulgou despacho que fez acender uma luz amarela no painel de (des)controle do Planalto. Relator da ação que pede a cassação da chapa Dilma –Temer, Benjamin indeferiu pedido da defesa da ex-presidente petista para que fossem realizadas novas diligências. Sustentou que esse tipo de providência pode estender o processo “ao infinito, sem possibilidades concretas de conclusão.”

Lendo-se a justificativa de Benjamin de trás para a frente, fica claro que o ministro quer encerrar a encrenca, submetendo seu voto à consideração do plenário do Supremo. Os autos estão fornidos. Realizaram-se perícias no papelório de gráficas que simularam prestação de serviço à campanha de Dilma, quebraram-se sigilos bancários e fiscais, ouviram-se 42 testemunhas.

Se quiser, o relator Herman Benjamin pode votar a favor da lâmina, contra a permanência de Temer no Planalto. Não lhe faltam independência nem matéria-prima. Suponha que um voto aziago de Benjamin venha à luz até o final de março. Dependendo de como Temer e seus correligionários do PMDB se comportarem até lá, as ruas, que já pararam de abanar o rabo para o govenro, podem acabar mordendo.

14 fevereiro 2017 FULEIRAGEM

LUSCAR – CHARGE ONLINE

CARNAVAL DIVINAL

Recife já vive a efervescência do Carnaval. Um Frevo-de-bloco da autoria de Edgar Moraes. Frevo-de-bloco é a forma mais poética, lírica e tocante do gênero frevo. Interpretação do Coral Feminino.

14 fevereiro 2017 FULEIRAGEM

IOTTI – ZERO HORA (RS)

14 fevereiro 2017 COMENTÁRIOS SELECIONADOS

LUGAR CERTO PARA FAZER TURISMO ZISQUERDAL

Comentário sobre a postagem LOUVRE

Lena P.T. da Silva:

“Eu, que sou uma militante esquerdista coerente com meus ideais, só faço turismo em Cuba.

Havana é melhor do que Paris para se fazer um tour inesquecível.

O Louvre, que é lugar de coxinhas, perde longe para o Museu da Revolução em Havana.”

* * *

Museo de la Revolución: embora guarde coisas do passado, os carros estacionados na frente do museu em Havana são modelos de último tipo e da mais avançada tecnologia automobilística

14 fevereiro 2017 FULEIRAGEM

SPONHOLZ – JORNAL DA BESTA FUBANA

14 fevereiro 2017 DEU NO JORNAL

POLICIAIS MILITARES ESTÃO VULNERÁVEIS À POLÍTICA EXTERNA

Quando os Estados Unidos preparavam seus agentes da CIA para desembarcar no Brasil, no período pré-ditadura, no início da década de 1960, visavam instrumentalizar a Polícia Militar contra os invasores comunistas. O governo norte-americano via neles seus inimigos externos, que ameaçavam ocupar a América do Sul depois da revolução cubana. É desse tempo o agente Dan Mitrione, que se instalou em Belo Horizonte como instrutor da tropa da PMMG. A ideia dos EUA era que a insurgência ao regime vigente do João Goulart florescesse dentro das corporações com a anuência dos governadores já comprometidos com o golpe militar. Portanto, é sabido, desde essa época, que os PMs são manipuláveis a qualquer ação política externa.

Os sinais de que havia um princípio de rebelião dentro dos quarteis chegaram, sim, à cúpula da segurança do Espirito Santo. Na sexta-feira e no sábado, que antecederam o movimento, as mulheres dos PMs procuraram o secretário de Segurança Pública, mas ele certamente não imaginou o alcance da desordem. As mulheres saíram de lá, para frustração de todas, sem um entendimento. Nesses dois dias, o governador Paulo Hartung hospitalizou-se para se submeter a uma cirurgia, daí a covardia dos militares ao promover a rebelião e o aquartelamento com o Chefe do Executivo ausente.

No início, a Segurança Pública Imaginou se tratar de um movimento inconsequente, fácil de ser contido, mas a insatisfação militar já havia sido detectada pelo serviço de inteligência, segundo entrevista de PH à Folha de S. Paulo. Ele não imaginava, portanto, que iria assistir na convalescença um motim de tamanha consequência no seu estado e uma nova modalidade de greve no país, onde as mulheres é que dão as cartas frente às baionetas. Elas deixam que seus maridos saiam de casa para trabalhar mas os impedem de cumprir as suas tarefas, deixando-os reféns dentro dos quarteis. E quem tinha a obrigação de desobstruir o caminho não podia fazê-lo porque estava aquartelado sob a mira delas. É uma situação sui-generis de um movimento que protege os PMs grevistas das penalidades previstas em lei.

É difícil não acreditar que por trás de tudo isso não existam as mãos manipuladoras de incentivadores do caos, invejosos da situação econômica e social do estado. Na crise nacional dos presídios no país, o Espirito Santo apareceu na mídia como exemplo de um dos estados mais avançados e modernos no tratamento de presos. É destaque pela austeridade de um governo que não desperdiça o dinheiro e mantém as contas organizadas e o salário do servidor rigorosamente em dia. Um coronel ganha em torno de R$ 18 mil e um solado até R$ 3.600,00, uma remuneração acima dos padrões da maioria dos outros estados. E o governador Paulo Hartung é referência de administração pública no país.

É curioso saber que o movimento explodiu quando o governador se recolheu em São Paulo para se submeter a uma cirurgia. Os grevistas – e os seus insufladores – tinham plena consciência das limitações do Secretário de Segurança Pública, um executivo leal, sério, mas sem a experiência política e da caserna, que preferiu, no primeiro momento, subestimar os intermediários dos PMs na negociação salarial.

O estranho, porém, é como, de uma hora para outra, surgiram tantos malfeitores no Estado? Mais de cem homicídios, saques ao comércio e assaltos e roubos de carros em pleno luz do dia que parecia uma ação orquestrada. De que forma agiram as guardas municipais, policiais treinados e armados para combater o crime na Região Metropolitana? O Fantástico mostrou que em Vila Velha a situação não foi extrema. A Guarda Municipal estava preparada e foi às ruas para combater a delinquência e socorrer a população que se sentiu mais segura. Os próprios guardas anunciavam em carros de sons pelas ruas que estavam circulando para proteger os moradores da cidade. Ali, os danos foram menores.

A insurgência mostrou ao país que o Espirito Santo tem um governo que sabe agir com energia e com rapidez quando se trata de garantir a segurança do seu povo. Mas pode errar se demitir centenas de policiais em retaliação à paralisação. Corre o risco de transformar esses homens em sofisticados criminosos fora da polícia. Existem, evidentemente, outras maneiras de puni-los pela omissão que provocou o vandalismo no estado.

14 fevereiro 2017 FULEIRAGEM

S. SALVADOR – ESTADO DE MINAS

14 fevereiro 2017 DEU NO JORNAL

CULPA DO EMPLUMADO

Estudo inédito do Banco Mundial aponta que o número de pessoas vivendo na pobreza no Brasil aumentará entre 2,5 milhões e 3,6 milhões até o fim deste ano.

Denominados de “novos pobres” pela instituição internacional, porque estavam acima da linha da pobreza em 2015 e já caíram ou cairão abaixo dela neste ano, eles são na maioria adultos jovens, de áreas urbanas, com escolaridade média e que foram expulsos do mercado de trabalho formal pelo desemprego.

* * *

Sem duvidamente, isto é culpa do gunverno FHC.

A herança maldita que o PT herdou do tucano, deu muito trabalho pra acabar com a pobreza e o desemprego.

Mas ele, o desemprego, foi extinto totalmente já no primeiro gunverno Lula, conforme garante o fubânico Ceguinho Teimoso.

Os desempregados e coçadores de saco serão, no mínimo, 2,5 milhões até o final do ano, podendo chegar a 3,6 milhões.

É gente lascada que só a porra!

14 fevereiro 2017 FULEIRAGEM

NANI – CHARGE ONLINE


www.cantinhodadalinha.blogspot.com
QUADRÃO PERGUNTADO

– O Brasil vai sair dessa!?
– Só mesmo vendo pra crer
– E se isso não ocorrer
– O povo é quem sofre à beça
– E a crise que atravessa!?
– Vem de longe meu irmão;
– De quem é a culpa, então?
– Do político safado.
Isso é quadrão perguntado
Isso é responder quadrão!

Bastinha Job

– O Brasil vai tomar jeito?
– Nisso não posso apostar.
– Se o povo se revoltar?
– Ele está em seu direito.
– E quem rouba é perfeito?
– É safado e é ladrão.
– Já tem gente na prisão?
– Tem, mas falta um bocado.
Isso é quadrão perguntado
Isso é responder quadrão!

Dalinha Catunda

14 fevereiro 2017 FULEIRAGEM

FRANK – CHARGE ONLINE

FADO DE VILA BOA – Maria Eugênia e Pádua

14 fevereiro 2017 FULEIRAGEM

SINOVALDO – JORNAL NH (RS)


Mundo Cordel
A BALANÇA E O ESPELHO

PRIMEIRO ATO

– Você é um mentiroso compulsivo – acusou a balança.

– Minto apenas para quem não quer ver a verdade – respondeu o espelho.

SEGUNDO ATO

Cansada das mentiras do espelho, a jovem decidiu levar mais a sério as duras advertências da balança. Em poucos meses emagreceu dez quilos.

TERCEIRO ATO

Depois de meses seguindo as orientações da balança, a esbelta jovem estava convencida de que o espelho não a poderia mais enganar:

– Espelho, espelho meu. Reconheça que estou mais bonita assim, magra.

– Bonita sim. Magra não – respondeu ele, secamente.

Em um canto do quarto a balança praguejava: ‘Vingativo!”

EPÍLOGO

Deitada na cama, a jovem definhava. A vida consumida pela anorexia.

– Você sabe que a culpa é sua – disse a balança ao espelho.

Mas ele nada respondeu. Apenas refletia um misto de remorso e prazer.

14 fevereiro 2017 FULEIRAGEM

VERONEZI – CORREIO POPULAR (SP)

14 fevereiro 2017 COMENTÁRIOS SELECIONADOS

A QUADRILHA ANTERIOR E A QUADRILHA ATUAL

Comentário sore a postagem RONALDO – JORNAL DO COMMERCIO (PE)

Hélio de Araújo Fontes:

“Essa charge é bem ilustrativa do que ocorre no país nos dias que correm.

Um enorme iceberg (a Lava-Jato) ameaça a caravela que representa a quadrilha que, depois de apear do poder a quadrilha anterior, ora nos governa.

Acontece que se a sociedade que saiu às ruas para ajudar a desfenestrar a quadrilha anterior, não voltar às ruas para exigir respeito e apoiar decisivamente a Lava-Jato, a manobra para desmonte da operação será vitoriosa.

A equipe que atua na Lava-Jato já começou a ser desfeita, por medidas como promoções e remoções de delegados da PF para longe de Curitiba.

Medidas legislativas e aprovação do novo ministro para o STF dão a visível noção de que jatos de água quente começaram a ser lançados no iceberg, com a clara intenção de derrete-lo. E o farão, se a sociedade não se mexer.

Depois não adianta chorar.”

* * *

14 fevereiro 2017 FULEIRAGEM

TACHO – JORNAL NH (RS)


© 2007 Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa