17 fevereiro 2017 FULEIRAGEM

SPONHOLZ – JORNAL DA BESTA FUBANA

JACINTO SILVA – NO CORAÇÃO DA GENTE – NOSSA HOMENAGEM

Sebastião Jacinto da Silva, de nome artístico Jacinto Silva.
Nascido em Palmeira dos Índios – AL em 23 / 08 / 1933
Falecido em Caruaru – PE em 19 / 02 / 2001

Em 2010 Jacinto Silva recebeu um tributo à altura do papel que desempenhou na música brasileira em geral e em particular na nordestina. Num Cd em que nomes feito Spok, Margareth Menezes, Silvério Pessoa, Targino Gondim, Cajú e Castanha, Maciel Melo, para citar apenas alguns, participam, é uma homenagem ao forrozeiro alagoano, que morou a maior parte de sua vida em Pernambuco.

* * *

01 – Aboio de um vaqueiro – (Jacinto Silva) – Spok

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

02 – Aquela rosa – (Jacinto Silva) – Margareth Menezes

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

03 – Teste para cantador – (Jacinto Silva) – Jacinto Silva & Silvério Pessoa

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

04 – Minha professora – (Jacinto Silva) – Targino Gondim

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

05 – Cante Cantador – (Jacinto Silva / João Silva) – Flávia Wenceslau

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

06 – Moleque de rua – (Manoel Alves / Agenor Farias) – Cajú e Castanha

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

07 – Plantação – (Jacinto Silva / Janduhy Finizola) – Maciel Melo

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

08 – É tempo de ciranda – (Onildo Almeida) – Isaar

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

09 – Justiça Divina – (Onildo Almeida) – Tiago Araripe

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

10 – Coco de praia – (Jacinto Silva) – Flor de Cactus

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

11 – Filosofia do forró – (Jacinto Silva) – Josildo Sá

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

12 – Pisa maneiro – (Jacinto Silva) – Xangai

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

13 – Gírias do Norte – (Jacinto Silva / Onildo Almeida) – Elba Ramalho

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

14 – Coco do Gago – (Jacinto Silva) – Tom Zé

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

15 – Imaginação – (Jacinto Silva / Idevaldo N. Marques) – Petrúcio Amorim

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

16 – Fonte de Luz – (Jacinto Silva / José R.Souto Maior) – Aurinha do Coco

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

17 fevereiro 2017 FULEIRAGEM

NANI – CHARGE ONLINE

17 fevereiro 2017 DEU NO JORNAL

MANCHETE DA SEXTA-FEIRA – IMPUNES

* * *

Como disse o colunista fubânico José Nêumanne Pinto – na postagem que está imediatamente abaixo desta -, ser julgado pelo STF é garantia de impunidade.

Lindbergh e Collor: dois guabirus amigos, dois tolôtes do mesmo pinico

17 fevereiro 2017 FULEIRAGEM

NICOLIELO – JORNAL DE BAURU (SP)

SER JULGADO NO STF É GARANTIA DE IMPUNIDADE

17 fevereiro 2017 FULEIRAGEM

AMARILDO – A GAZETA (ES)

17 fevereiro 2017 DEU NO JORNAL

CHEGOU AO ORIENTE

O herdeiro da Samsung, uma das maiores empresas de eletrônicos do mundo, foi preso na Coreia do Sul.

Ele foi detido por causa da participação em um grande escândalo de corrupção nacional, que levou até ao impeachment da presidente sul-coreana, Park Ún-Rê.

Os promotores acusam o grupo de pagar mais de US$ 37 milhões em propina para organizações não-governamentais ligadas a uma amiga da ex-presidente.

* * *

37 milhões de dólares pixulecados pra amiguinhos da ex-presidenta…

A parecença me lembrou uma certa republiqueta latrino americana.

Quer dizer, então, que a Lava Jato chegou à Coréia do Sul?

Que notícia boa.

Só não vai conseguir chegar nunca à pobre e fudida ditadura da Coréia do Norte cumunista.

Lee Jae-Yong, o cambalacheiro sul-coreano indo pro xilindró; o nome começa com “L” mas ele tem dez dedos nas mãos e ficou rico vendendo televisão

17 fevereiro 2017 FULEIRAGEM

JULIO – CHARGE ONLINE

SEBASTIÃO DA SILVA E MOACIR LAURENTINO: UMA GRANDE DUPLA EM CANTORIA

Moacir Laurentino e Sebastião da Silva improvisando num Quadrão Perguntado:

* * *

Sebastião da Silva e Moacir Laurentino trabalhando o mote

Nordeste só é nordeste
do São Francisco pra cá.

Sebastião da Silva

Acho linda as melodias
de Sivuca, o sanfoneiro,
do sertão ao chão brejeiro,
as produções e poesias,
do fole de Abdias,
filho de Taperoá,
Genaldo, do Ceará,
caboco, cabra da peste.
Nordeste só é nordeste
do São Francisco pra cá.

Moacir Laurentino

Irrigaram Petrolina,
embora com pouca chuva,
hoje em dia a sua uva
tem mais que na Argentina,
os frutos têm vitamina,
da uva ao maracujá,
de Pau D’Arco a Camará,
do Mororó do Agreste.
Nordeste só é nordeste
do São Francisco pra cá.

Sebastião da Silva

Manuel Xudu, violeiro,
filho dessa região,
dos poemas de Cancão,
das estrofes de Granjeiro,
também Pinto de Monteiro,
de Silvino Pirauá,
Odilon Nunes de Sá,
poeta pra todo teste.
Nordeste só é nordeste
do São Francisco pra cá.

Moacir Laurentino

Nordeste que não enrica,
não é terra valorosa,
que só tem planta verdosa,
juazeiro e oiticica,
o sul da gente critica,
Rio Grande e Paraná,
mas do jeito que ele está,
é sujeito à fome e peste.
Nordeste só é nordeste
do São Francisco pra cá.

Sebastião da Silva

O petróleo sergipano,
carne de sol em Caicó,
nosso sal de Mossoró,
e o sisal paraibano,
a pesca do oceano,
turismo que aí está,
e no norte do Quixadá,
sertanejo ainda investe.
Nordeste só é nordeste
do São Francisco pra cá.

Moacir Laurentino

É o Cariri pelado,
é o cinzento sertão,
na quentura do verão,
deixa o mato sapecado,
não tem um rio de nado;
do jeito que a coisa está,
talvez muita gente vá,
daqui para o sudoeste.
Nordeste só é nordeste
do São Francisco pra cá.

Sebastião da Silva

Se houvesse irrigação
e uma boa açudagem,
não teria desvantagem
nos períodos do verão,
teria muito algodão,
que a produção ainda há,
mas do jeito que está,
na seca ninguém investe.
Nordeste só é nordeste
do São Francisco pra cá.

Moacir Laurentino

Em São Paulo tem riqueza,
em Brasília tem distrito,
o nordeste é esquisito,
não tem água pra represa,
Paraná e redondeza,
conheço o café de lá,
tem café do Paraná,
gosto do café que preste.
Nordeste só é nordeste
do São Francisco pra cá.

* * *

Sebastião da Silva e Moacir Laurentino em cantoria improvisada

Moacir Laurentino

A meu filho dar estudo,
e o curso superior,
para avistar mais na frente
o meu menino doutor
dizendo: não me envergonho
do meu pai ser cantador.

Sebastião da Silva

Seja ou não seja doutor,
quero criar meus guris,
com moral e com capricho,
honrando o nosso País,
que às vezes anel de doutor
não faz ninguém ser feliz.

Moacir Laurentino

Ir à missa na matriz,
morar num canto escondido,
ir caçar à tardezinha,
com espingarda de ouvido,
e um cacete de jucá,
pra dar carreira em bandido.

Sebastião da Silva

Queria ser prevenido,
pra manhã do meu roçado,
com inverno todo ano,
com muita ração pra o gado,
e um cavalo bom de boi
pra nele eu andar montado.

17 fevereiro 2017 FULEIRAGEM

J. BOSCO – O LIBERAL

17 fevereiro 2017 COMENTÁRIOS SELECIONADOS

BANDIDOS PREDILETOS

Comentário sobre a postagem MANCHETE DA QUINTA-FEIRA – GUABIRUTAGEM FAMILIAR PMDEBAICA

Macau:

“Cadê Goiano?!!

Ele só defende o Ladrão Mor e Vaca Peidona?”

* * *

“Sequiessê uma cara de priquito da porra. Vôte!”

17 fevereiro 2017 FULEIRAGEM

VERONEZI – CORREIO POPULAR (SP)

17 fevereiro 2017 FULEIRAGEM

FRANK – A NOTÍCIA (SC)

CLÃ LOBÃO: TRADIÇÃO DE PAI PRA FILHO

17 fevereiro 2017 FULEIRAGEM

MYRRIA – A CRÍTICA (AM)

OS MARCHISTAS – Os Marchistas

17 fevereiro 2017 FULEIRAGEM

DUQUE – SUPER NOTÍCIA (MG)

TAVA CAGANDO!

Visitei esta semana meu querido cliente e amigo o advogado Alcides Rodrigues de Sena – que já emplacou 96 anos e vive com o mesmo entusiasmo e bom humor – no seio de família numerosa, com a esposa, D. Anunciada, e um monte de netos e bisnetos, em seu solar tipicamente espanhol, em Goiana.

Dr. Alcides

E como sempre, sob meu estímulo, soltou histórias incríveis provocadoras de boas risadas. Contou-me ele mais uma, que aliás, publiquei em seu livro: “Pedaços da Alma, Filigranas do Coração”.

O traficante e maconha não atendeu aos pedidos da Polícia para abrir a porta e teve a casa invadida. Procura inútil. Nada foi encontrado. Justificou depois, em juízo, a demora em abrir a porta porque estava no banheiro obrando, pelo que deu várias descargas.

O Processo correu e o Juiz arrolou a esposa como Informante.

– Minha senhora, o que seu marido estava fazendo naquela noite, no banheiro e dando descargas tão prolongadas?

Senhora simples, de hábitos rurais, vestido de chita, corpo bem coberto, humilde e tímida. Ela olhou para o Juiz com certo espanto face à pergunta que lhe foi dirigida e disse com a maior simplicidade:

– Seu Juiz, pelo que sei ele estava cagando!

E o Juiz, diante da risadaria na audiência, nem duvidou da seriedade da Informante, porém anunciou que arranjaria um sinônimo para aquela expressão xula: “Estava satisfazendo suas necessidades fisiológicas”, solicitando a concordância da esposa do suposto traficante, para a mudança, ao que ela concordou mas reafirmou:

– Doutor Juiz não sei mesmo o que o senhor quis dizer, mas que ele tava cagando, tava!

17 fevereiro 2017 FULEIRAGEM

FERNANDO – JORNAL DA CIDADE DE BAURU (SP)


© 2007 Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa