ADAIL AUGUSTO AGOSTINI – ALEGRETE-RS

Luiz Berto:

Está provado que a única lei que os frigoríficos Artacho Casings, Big Frango, Breyer e Cia, BRF Brasil Foods (dona da Sadia e Perdigão), Central de Carnes Paranaense, DaGranja Agroindustrial, Fábrica de farinha de carne Castro, Frango a Gosto, Fratelli, Frigobeto, Frigomax, Frigorífico 3D, Frigorífico Argus, Frigorífico Oregons, Frigorífico Rainha da Paz, Frigorífico Souza Ramos, JBS (dona da Friboi, Seara e Swift), Mastercarnes, Novilho Nobre, Pavin Fertil, Peccin, Pecin Agroindustrial, Primor Beef, Santa Ana, Smartmeal, Sub Royal, Subway, Unidos, Unifrangos obedecem é a Lei de Lavoisier:

“Na natureza, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”.

Basta ver o vídeo:

Esta é a prova mais contundente e insofismável de que tudo (mas tudo mesmo!!!) que não é vendido ou que sobra ou seja lá de que procedência/qualidade for, mesmo podre – o que não é novidade!!! – normalmente é jogado em uma trituradora, bem misturado, e repreparado para mais uma nova venda.

Para quem ?!?!?

Para a multidão incontável de otários que acreditam, piamente, em fraudulentas marcas, em supostas inspeções sanitárias, e nas teatralizadas propagandas veiculadas por prostituídos participantes, principalmente, da Rede Goebbels.

Tais crimes (dos mais hediondos!!!) merecem, no mínimo, prisão perpétua com trabalhos forçados – por seus conseqüentes, imperdoáveis e inafiançáveis malefícios para todas as idades e camadas sociais.

Mas como há a massa (sempre presente e histericamente ativa!!!) de imbecis lambe-sacos e cheira-peidos (ideologizados, emburrecidos e, portanto, perpétuos defensores do indefensável!!!), não será surpresa se eles/elas, ainda, venham a atribuir a tais crimes um benefício para a saúde e higiene pública, exclamando, papagaiando, plenamente convictos:

“Mas que idéia genial!!!

A merda, assim, sairá pelo nosso fiofó devidamente embalada em saco plástico – bem acondicionado em papelão – e já etiquetada!!!”

E, viva a botocudosa Banânia!!!

Um baita abraço, desde o Alegrete,

1 abril 2017 FULEIRAGEM

LUTE – HOJE EM DIA (MG)

1 abril 2017 DEU NO JORNAL

UM GESTO DE BONDADE

O ex-­pre­sidente da Odebrecht Infraestrutura, Benedicto Junior, um dos 78 executivos que fez acordo de delação premiada com a Lava Jato, revelou em depoimento que a construtora fez depósitos para Aécio em uma conta bancária de Nova York operada por sua irmã e braço-direito, a jornalista Andrea Neves.

De acordo com BJ, como é conhecido o ex-executivo, os valores foram pagos como “contrapartida” ao atendimento de interesses da construtora em empreendimentos como a obra da Cidade Administrativa do governo de Minas Gerais, realizada entre 2007 e 2010, e a construção da usina hidrelétrica de Santo Antônio, no Estado de Rondônia, de cujo consórcio participa a Cemig, a estatal mineira de energia elétrica.

Andrea Neves foi uma espécie de “primeiro-ministro” do governo de Aécio em Minas Gerais, conhecida pela arrogância e autoritarismo.

Ela ainda cuida de interesses políticos do irmão e, quando ele foi governador, atuava na interlocução com empresários.

Ela foi acusada inclusive de praticar censura ao pressionar veículos de comunicação críticos à gestão do então governador.

* * *

Esta gazeta escrota já se ocupou desta guabirutagem aécio-tucaniana, a propina que o Cheirador recebeu em depósito nos Zistados Unidos

Mas vamos repisar o assunto por uma questão de bondade e caridade cristã.

Explico:

Cabeça-de-Fossa, minha querida amiga e conterrânea de Palmares, tesoureira do Comitê Municipal do PT na nossa cidade, é daquelas que tem bandidos prediletos.

Ela adora divulgar ao mundo as ladroagem de Aécio em Minas Gerais, mas nega e renega a ladroagem lulaica em todo o Brasil. E também no istranjeiro.

De modo que faço esta postagem unicamente com a finalidade de tornar feliz o final de semana da minha querida conterrânea.

Um xêro, Cabeça-de-Fossa!

E pode contar que toda guabirutagem tucana será publicada nesta gazeta escrota.

(As guabirutagens petralhas também… me perdoe, minha querida… mas faz parte: seu amigo aqui não tem predileção por qualquer tipo de ladrão…)

1 abril 2017 FULEIRAGEM

SPONHOLZ – JORNAL DA BESTA FUBANA

MORO DESMORALIZA O EVANGELHO SEGUNDO LULA

1 abril 2017 FULEIRAGEM

LUCIO – CHARGE ONLINE

CUNHA ANTECEDE LULA

1 abril 2017 FULEIRAGEM

PATER – A TRIBUNA (ES)

DORIA: “AO CONTRÁRIO DE LULA, GANHEI DINHEIRO TRABALHANDO”

Prefeito de São Paulo acusa o PT de ter praticado “o maior assalto aos cofres públicos da história”

Ao discursar na 10º Brazil Conference, promovida pelo Bank of America Merril Lynch, o prefeito João Doria afirmou que o motivo determinante de seu ingresso na vida pública foi a disposição de evitar que o PT reconquiste o poder no Brasil. “Não sou candidato a nada”, ressalvou no vídeo. “Sou prefeito e vou prefeitar, mas quero ser uma referência para que outras pessoas se movam e impeçam que o Brasil volte a ser administrado por uma gangue de criminosos que, durante 13 anos, roubou o nosso país”.

“O maior assalto aos cofres públicos da história foi promovido pelo PT”, enfatizou. “Tenho coragem de falar porque não sou político e não devo nada a ninguém. Tenho uma vida honesta, uma vida de transparência e, ao contrário do Lula, ganhei o meu dinheiro trabalhando”.

* * *

1 abril 2017 FULEIRAGEM

GENILDO – CHARGE ONLINE

PATATIVA

Elba Ramalho faz uma intepretação moderna, diferente, de Patativa, da autoria de Vicente Celestino.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

elba-ramalho

1 abril 2017 FULEIRAGEM

NANI – CHARGE ONLINE

1 abril 2017 JOSIAS DE SOUZA

COM MANDATO AMEAÇADO, TEMER SE DIZ CONVENCIDO DE QUE GOVERNARÁ ATÉ 2018

Michel Temer pertence a uma linhagem de políticos cuja primeira preocupação diante de uma tormenta é não perder a calma. Na expressão de um amigo, ele “tem nervos de gelo”. Seu mandato está pendurado num julgamento que o Tribunal Superior Eleitoral inicia na terça-feira. Mas Temer conserva o temperamento glacial. “Sua calma é enervante”, exaspera-se o amigo. Em privado, o sucessor constitucional de Dilma Rousseff diz estar seguro de que não será deposto como a ex-inquilina do Planalto. Temer declara-se convencido de que presidirá o país até 2018.

Deve-se a tranquilidade de Temer às informações que recebeu sobre o que está por vir. O julgamento do TSE será entrecortado por debates processuais e por pedidos de vista que darão ao caso uma aparência de novela. A hipótese de o veredicto sair antes do segundo semestre é nula. A chance de o processo invadir o calendário eleitoral de 2018 não é negligenciável. E a perspectiva de Temer se manter no cargo é, no momento, maior do que o risco de uma hipotética cassação. O Planalto opera para amealhar pelo menos quatro dos sete votos disponíveis no plenário do TSE.

Será o julgamento mais relevante da história da Justiça Eleitoral. Envolve a Ação de Investigação Judicial Eleitoral número 194358. Resulta da junção de quatro ações movidas pelo PSDB. Nelas, o partido sustenta que a chapa composta por Dilma e Temer prevaleceu na eleição presidencial de 2014 violando a legislação. Para o partido do candidato derrotado Aécio Neves, houve abuso de poder político e econômico. Algo que justificaria a cassação da chapa.

Como Dilma já foi despachada de volta para Porto Alegre pelo impeachment, as consequências mais graves de uma eventual condenação seriam: 1) A interrupção do mandato de Temer; e 2) A realização de uma eleição indireta na qual o Congresso escolheria o substituto. Quanto a Dilma, a pena máxima a que está sujeita é a decretação de sua inelegilidade. O que equivaleria a uma espécie de confirmação de sua sentença de morte política, já que seria banida das urnas por oito anos.

De acordo com o que apurou o blog, Temer não tem mesmo motivos para desalinhar o penteado. Relator do caso no TSE, o ministro Herman Benjamin preparou um voto a favor da cassação. Porém, antes que ele possa iniciar a leitura desse voto, serão levantadas em plenário “questões preliminares”. Uma delas refere-se ao prazo dado às partes envolvidas no processo para apresentar suas últimas alegações. A defesa de Dilma sustenta que tem direito a cinco dias. O relator concedeu apenas dois. E reafirmará sua posição em plenário.

Levada a voto, a querela deve resultar na reabertura do prazo para a formulação das alegações finais. Confirmando-se essa deliberação, será necessário resumi-la num acórdão, cuja publicação pode demorar algo como duas semanas. Será o primeiro de uma série de incidentes processuais que retardarão o desfecho do julgamento. Depois, virão os “pedidos de vista”.

O primeiro a requisitar tempo para analisar os autos, conforme já noticiado aqui, será o ministro Napoleão Nunes Maia Filho. Quando isso ocorre, não há prazo pré-determinado para a devolução do processo à pauta. Temer e seus operadores planejam usar o tempo extra de que irão dispor para consolidar a tese segundo a qual a contabilidade de sua campanha não se confunde com as arcas de Dilma, onde o Odebrecht despejou suas verbas de má origem. A tese é dura de roer. Mas os nervos de gelo de Temer já teriam derretido se ele não tivesse farejado no TSE alguma chance de êxito.

Um auxiliar do presidente recorda que ele ainda teria a possibilidade de recorrer ao Supremo Tribunal Federal contra eventual infortúnio no TSE. Mas revela-se confiante de que não será necessário.

* * * 

1 abril 2017 FULEIRAGEM

MIGUEL – JORNAL DO COMMERCIO (PE)

UMA VITÓRIA DA DEMOCRACIA CONTRA A CARA-DE-PAU

1 abril 2017 FULEIRAGEM

SPONHOLZ – JORNAL DA BESTA FUBANA

1 abril 2017 DEU NO JORNAL

DÚVIDA ATROZ

“A responsabilidade de um parlamentar federal é enorme e, por conseguinte, também a sua culpabilidade quando pratica crimes. Não pode haver ofensa mais grave do que a daquele que trai o mandato parlamentar e a sagrada confiança que o povo nele depositou para obter ganho próprio.”

Juiz Sérgio Moro na sentença em que condenou Eduardo Cunha a 15 anos de prisão

* * *

Isto em se tratando de um reles deputado federal cometendo crimes.

E o que se dizer de um Presidente da República cometendo crimes no exercício do mandato?

Seria uma “ofensa mais grave” ainda?

Hein?

Me digam-me, por favor.

Não consigo cochilar com esta dúvida atroz me aperreando do juízo.

“Eu tô de ôio nessi editô do JBF: num laiga do meu fiofó…”

1 abril 2017 FULEIRAGEM

VERONEZI – CORREIO POPULAR (SP)

VERGONHA NA CARA

Embora saiba, perfeitamente, que revolver punhal em ferimento não é lá tarefa muito inteligente e muito menos agradável, saí em busca de uma explicação para entender o porquê deste Brasil de dimensões continentais, fiel depositário das maiores reservas naturais deste planeta azul, ainda continuar sendo relegado a “país do futuro.” Numa breve e sumaríssima recorrida nos meus arquivos encontrei a resposta para tão sinistro ”mistério” que só eu “não conhecia.”

É claro que a grande causa de nos encontrarmos nesse imenso atoleiro é uma só: falta de vergonha na cara!, principalmente dos nossos ditos homens públicos. Realmente é uma catástrofe! Embora sejamos um povo “galinha”, não sei, exatamente, até quando esses velhacos esparramados Brasil afora continuarão a desafiar os limites da lei e a nossa santa paciência. Essa famigerada Constituição de 1988, por exemplo, na ótica da bandidagem oficial engalfinhada em todas as esferas de poder, não passa de mera peça figurativa. Aliás, sobre Constituição, ninguém mais opinou com maior propriedade que o cearense Capistrano de Abreu. Segundo ele, a Constituição Federal deveria conter apenas dois artigos:

“Artigo 1º – Todo brasileiro deve ter vergonha na cara”.

“Artigo 2º – Revogam-se as disposições em contrário”.

Meus amigos, não é fantástico?

No entanto, a sábia citação de Capistrano de Abreu choca-se frontalmente com a ausência de seriedade da maioria de nossos agentes públicos. Exemplos não faltam.

Conforme já exposto no primeiro parágrafo, saí a procura e reencontrei verdadeiros festivais de exemplos de desrespeito às leis que desmontam de maneira cabal, a máxima de que neste país em que vivemos vigora plenamente o Estado democrático de direito.
Para que a matéria não ficasse excessivamente extensa e por conseguinte cansativa, enumerei somente alguns poucos exemplos de verdadeiros atentados à democracia, protagonizados por agentes públicos que, por dever de ofício, dela deveriam ser os primeiros guardiões. Eis alguns deles:

1 – O MENSALÃO ”NÃO ERA QUADRILHA”

Lembram daquela leniência jurídica protagonizada pelo STF por ocasião do julgamento do Mensalão, quando livraram a cara do Zé Dirceu, Zé Genuíno (hoje bandido aposentado com quase 30 “paus” mensais) e outros tantos corruptos da organização criminosa, da acusação de formação de quadrilha? Pois é, pelo placar de 6 x 5, nossos guardiões máximos das leis absolveram os mensaleiros acima citados da referida acusação. Assim votaram os ministros do único tribunal que não tem nenhum juiz de carreira:

Pela absolvição votaram os ministros Rosa Weber, Luis Roberto Barroso, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Cármem Lúcia e Teori Zavascki. Deram voto contrário à absolvição os ministros Luiz Fux, Gilmar Mendes, Marco Aurélio Mello, Celso de Melo e Joaquim Barbosa.

2 – O IMPEACHMENT DE DILMA

O caso do julgamento do impeachment de Dilma Rousseff naquele fatídico 31 de agosto de 2016, foi vergonhoso, descarado e escancaradamente inconstitucional. A Constituição é claríssima. Reza que quem perde o cargo, perderá também os direitos políticos por oito anos, e ponto! Não deixa margem par dúbias interpretações.

Porém, num ato criminoso, Renan Calheiros antecipadamente alinhavou e costurou com os senadores petistas um acordão para salvar os direitos políticos de Dilma Rousseff. E assim foi feito.

Referendado por Ricardo Lewandowski, estava consolidado mais um estupro à Constituição da República Federativa do Brasil. E tudo ficou por isso mesmo. Ninguém sequer toca mais no assunto.

Confiram:

3 – DESRESPEITO ÀS INSTITUIÇÕES

Lula, o criminoso pentarréu e fundador da República de Ladrões vive em constantes crises de disenteria verbal pisoteando leis, agredindo os poderes constituídos a quem só reconhece quando decidem a seu favor.

Aqui ele chama o procurador da República Deltan Dallanol, de ‘moleque”.

4 – FORO PRIVILEGIADO

A quantas anda a discussão do fim do foro privilegiado, a carta de alforria dos políticos corruptos?

Lógico, não anda… Está lá congeladinha da silva nos porões da nossa maravilhosa fábrica de leis mais conhecida por Congresso Nacional, que abriga em seu seio a maior densidade populacional de malandros por metro quadrado desse globo terrestre. Sabem quando Câmara e Senado irão descongelá-la para colocá-la em tramitação?

– Quando um urubu branco pousar e cantar como galo no topo do mastro da bandeira na Praça dos Três Poderes em Brasília!

5 – A PRISÃO DOMICILIAR DA MULHER DE CABRAL

Adriana Ancelmo, mulher e comparsa de quadrilha de Sérgio Cabral, teve sua prisão preventiva substituída por prisão domiciliar. O juiz entendeu que os filhos do casal não podem ser privados simultaneamente do convívio com os pais. Tudo bem, nada contra o magistrado que seguiu a lei. Porém, no alto da minha santa ignorância fico eu a me perguntar: será que essa mesma lei se estenderá às cerca de 73% das 38.000 mulheres encarceradas em todo país e que são mães? Ah, convém lembrar que o nosso Código Penal em vigor é o de 1940. O novo está engavetado há vários anos lá na Casa dos Horrores.

E assim vai a coisa… Você nunca sabe quando sofrerá mais um golpe ou quando explodirá o próximo escândalo.

E para encerrar o assunto, deixo o vídeo abaixo que me foi enviado por um dileto amigo, cujo conteúdo nos dá um “belo” resumo desse pobre país a deriva:

1 abril 2017 FULEIRAGEM

DUKE – O TEMPO (MG)

1 abril 2017 DEU NO JORNAL

LÁ É DIFERENTE DAQUI

Enquanto a Coreia do Sul prende a ex-presidente Park Geun-hye – vinte dias após o impeachment -, no Brasil poucos entendem por que Lula, apontado pelo MPF como o chefe da quadrilha, até hoje não foi preso.

* * *

Eu mesmo estou entre estes “poucos” que não entendem porque Lapa de Corrupto ainda está livre, leve e solto.

E em plena campanha, fazendo discursos pras suas AA (Antas Amestradas)

Os juristas fubânicos bem que poderiam esclarecer este estranho fenômeno banânico para nós outros, ignorantes em Direito Impunitário

A corrupta ex-prisidenta da Coréia do Sul seguindo pra cadeia no camburão da PF de lá

1 abril 2017 FULEIRAGEM

NANI – CHARGE ONLINE


DÓRIA, UMA LUZ

É muito visível a situação difícil que passa o Brasil no momento. O que estarrece é que a cada minuto temos um acontecimento que nos força a compreender que estamos com o corpo federativo contaminado e muito doente. É como se a toda hora surgisse um problema de saúde em cada parte do nosso corpo. Os fatos nos levam a isso. Tribunais inteiros contaminados pela corrupção e o governo federal sobrevivendo sob a ameaça da espada da justiça. Todas estruturas, federal, estaduais e municipais, envolvidas em malfeitos, sem citar outros casos do dia a dia do brasileiro tais como adulteração de combustível e de alimentos, desvios de recursos para socorro da saúde pública e para a educação, de obras essenciais a vida da população e tantas mais que todos conhecem de longas datas.

Pelo que se vê e se propaga nas falas do governo, tudo vai bem com o Brasil, inclusive o presidente certo na hora certa. Ao mesmo tempo em que diz que a economia está se recuperando, aumenta-se o desemprego, fecham-se milhares de empresas. Utilizam de expertises para o aumento de impostos pelo fim da desoneração e ainda deixa o aviso de que poderá a qualquer tempo aumentar ou criar novos impostos. É claro que vai aumentar e criar porque estamos vivendo um momento crítico na nossa economia e não temos outra alternativa financeira de arrecadação em razão da queda acentuada da produção. Salva-se o setor do agronegócio que mandou para o olho da rua, via ministério da Agricultura, quem mostrou aos brasileiros o que se passava de podre em seu meio ao invés de prestigiá-lo por ser um cuidadoso funcionário.

O triste é ver que a Justiça brasileira embarcou na nau da insensatez e tem conseguido, com decisões controversas constitucionalmente e certos jeitinhos, acomodar interesses dos grupos de bandoleiros alojados no Poder. A cassação da chapa Dillma – Temer teve, como na cassação pelo Congresso Nacional da ex presidente, aquela mãozinha para salvar o presidente em exercício Michel Temer. Criaram uma separação de penas a um só corpo político. Não existe divisão de responsabilidades na composição da chapa. Ambos são votados com o mesmo voto em uma única digitação da urna. Ambos são registrados em uma única ata cartorial e por ambos assinada. Não existe maior registro de responsabilidade solidária que esta formação da chapa a qual foi dada o mesmo direito, dentro das mesmas regras legais. Desconhecer o que se passou, o padrão operacional da campanha, é uma questão de omissão, de uma ação de vontade própria porque a ele, Temer, cabia todo o direito de acompanhar a evolução dos aportes financeiros e da campanha. Dizer que o presidente será excluído da pena de inelegibilidade na cassação da chapa é uma afronta a inteligência, assim como foi a da Dillma na sua cassação, mas, vale tudo.

O desespero político dos partidos que usaram e abusaram do Poder nos últimos anos é a sombra do PSDB e sua possibilidade de voltar a presidência. Para tal, buscam de todas as formas inviabilizar candidaturas que possam afastá-los do governo com a eleição de 2018. A politicagem do senador Aécio Neves para manter viável sua candidatura e ter o apoio do PMDB está saindo pela culatra. Há, dentro do partido, lideranças de peso que não aprovam esse entranhamento e admiração e vê no senador, membro dos processos da Lava Jato, um cisco na visão para 2018.

Ao eleger João Dória no primeiro turno como prefeito de uma das maiores cidades do mundo, São Paulo, a população deu sinal e resposta de que está entendendo o lamaçal político em que chafurda o Brasil. E não é só em São Paulo que este fato ocorre, o clamor foi nacional nas eleições de 2016. É fácil perceber que não existe uma liderança de equilíbrio emocional, ético, moral e com tamanha inteligência, sabedoria, capacidade e competência de gestão na vida política brasileira no momento que o atual prefeito da capital paulista, João Dória. É focado nas realizações e seu discurso passa longe do populismo como foi no período do surgimento do Collor. Será uma batalha imensa para realizar o seu plano municipal de governo porque até mesmo dentro do PSDB, seu partido, a trincheira de adversários é grande. Serão muitos, e quantos, a tentar destruir sua imagem. Este moço no governo, seja paulista ou do Brasil, será um aporte de credibilidade e confiança, não só dos brasileiros, mas como das lideranças internacionais compostas de governos decentes. Caso não for agora o candidato do Brasil, é uma questão de tempo. O que interessa é que existe uma esperança. E eu estou acelerando com Dória, uma luz.

1 abril 2017 FULEIRAGEM

PAIXÃO – GAZETA DO POVO (PR)

WASHINGTON LUCENA – VISTA SERRENA-PB

A vida tem direção
Na sua auto rodagem
Tem toda quilometragem
Contada com atenção .
Talvez por ocasião
Ou manobra do transporte
As vezes até a sorte
Do seu carro se retira
O carro da vida vira,
Na curva cruel da morte.

Mote e glosa: Washington Lucena

* * *

Sem lápis faço e retrato
O retrato dessa terra
A chuva mudar a serra
Com verde que tem no mato
Sertanejo fica grato
Faz tudo com alegria
Com repente e cantoria
Pinto todo esse chão
Sem lápis pinto o Sertão,
Só usando poesia.

Mote e glosa : Washington Lucena

* * *

Sair da porta escura
E encontrei salvação
Reformei meu coração
Com: amor, paz e fartura
Minha casa Deus assegura
Hoje está protegida
Ele fez sobre a medida
A brecha que dar suporte
Pulei da porta da morte,
Pela janela da vida.

Mote: Luciano Leonel

1 abril 2017 FULEIRAGEM

ELVIS – AMAZONAS EM TEMPO

O POLÍTICO E O IDIOTA

Os gregos há mais de 2500 anos nos deram alguns dos exemplos mais pródigos da convivência em sociedade. A civilização helênica floresceu e por milhares de anos vem influenciando as sociedades ocidental.

Além da filosofia e das ciências, os gregos criaram as bases do que hoje chamamos de estado democrático, sociedade e civilização.

Palavras como democracia, política e idiota vêm do grego podendo ser interpretadas ainda hoje da mesma forma que eram na época de ouro da Ágora Ateniense.

Democracia vem de demos – povo e kratos – poder. Poder do povo ou governo do povo.

Como Churchill afirmou ‘a democracia é a pior forma de governo imaginável, à exceção de todas as outras que foram experimentadas’.

O regime democrático com todos os seus defeitos de representação – pois é impossível e inimaginável a implantação na sociedade moderna de um regime de decisão direta – ainda é a melhor forma de representação da vontade do povo.

As experiências de consulta ou democracia direta, postas em prática por governos populistas ou de esquerda mostraram-se ineficazes ou viciados. Por quê? Porque as decisões em assembleias privilegiam aqueles que podem mobilizar-se e dispõem de tempo para participar do ‘assembleismo’.

Como o povo, propriamente dito, precisa trabalhar, cuidar dos filhos e viver, estas assembleias acabam dominadas por pelegos dos sindicatos, vagabundos, servidores públicos e militantes. O que acaba sempre desvirtuando os encaminhamentos ao encontro das pautas destes “pseudo-democratas” de esquerda.

É claro que pela democracia ser viável apenas na forma representativa temos que enfrentar algumas armadilhas.

A primeira delas é o fato de a democracia representar a média das opiniões do grupo representado, ou seja, a democracia sempre será medíocre, no sentido de estar dentro da média. Então esperar deste regime, quando em funcionamento pleno, iluminação, elevação de espirito e superioridade decisória é algo complexo pois democracia pressupõe o pensamento médio dos representados.

Neste fator a educação é fundamental pois quando mais educado um povo melhor será sua média democrática. Há limites nesta assertiva, o que pode ser constatado em um breve passeio pelos loci onde habita a fina flor da intelectualidade brasileira, a Universidade Pública.

Ali a ignorância, a cegueira militante e a intransigência crescem de forma diretamente proporcional aos anos de estudo do individuo. Observação esta que nos faz temer pelo futuro do país já que do local onde deveria sair luz saem apenas trevas e ignorância marxista.

Também cabe destacar que a democracia representa sempre, ou deveria representar, a vontade da maioria. E esta vontade nem sempre representa as vontades das minorias, por isso todo sistema democrático deve ter uma ferramenta de freios e contra-pesos que limite o poder da maioria impedindo-a de prejudicar as ditas minorias. Estes contra-pesos e freios são a Constituição.

No caso brasileiro os anos de Lulo-petismo usaram de falhas da Constituição de 1988 para subverterem estes freios e contra-pesos tornando o Brasil um país onde prevalecem as vontades das minorias. Minorias de esquerda que fique bem claro.

O terceiro fato sobre a democracia é o fato de ser ‘representativa’, ou seja, nós o povo, elegemos pessoas que nos representarão e representarão nossas vontades no governo e nos órgãos públicos. Ai mora o problema, nosso maior problema, a qualidade de nossos representantes.

O que nos leva ao outro termo POLÍTICA e POLÍTICOS. Para os gregos política vem do termo politeía, que indicava todos os procedimentos relativos à pólis, ou cidade-Estado.

Por extensão, poderia significar tanto cidade-Estado quanto sociedade, comunidade, coletividade e outras definições referentes à vida urbana. Ou seja, política é arte de viver, de conduzir os assuntos na Pólis (cidade, estado ou sociedade), em resumo política é a arte de governar.

Político então é o cidadão que investido do Poder do Povo (democracia) deve proceder o governo ou condução dos assuntos da Pólis (sociedade). Político é o cidadão investido na função pública (funcionário público) que deve agir em prol do bem da Pólis e dos Demos (povo) que a priori são de quem emana seu poder.

Ai vem o segundo problema, os políticos em geral tendem a agir mais em prol de si mesmos do que em prol do povo. Ainda mais quando surge um balcão de negócios como o que o PT criou em suas gestões.

A novidade neste caso foi a institucionalização da corrupção e da defesa dos interesses individuais, a inserção de um fator novo, o chamado projeto bolivariano de poder. E, principalmente a total submissão aos próceres da República Lulo-petista, que resultou numa realidade paralela e na total negação dos atos criminosos do dirigente máximo do partido e da ORCRIM, o Nove-dedos.

Então nossos políticos resolveram aproveitar a ‘onda’, receber sua parte, locupletar-se e ignorar o ‘golpe’ petista então em curso. Mas nossos políticos só fizeram isto porque nos consideram…

Idiotas! Isso mesmo idiotas.

Idiota vem do grego idiótes, que significa homem privado em oposição ao homem público (político). Idiota para os gregos era o homem que devido aos seus afazeres privados não tinha tempo para a vida pública e para a política.

Com o tempo passou a designar aqueles que não eram ou não estavam aptos ao serviço público. E por não poderem ser servidores públicos eram chamados de… idiotas, parece-nos um pouco de Brasil.

Nosso Brasil onde os servidores públicos ainda são reis e marajás e podem dedicar-se aos deleites de greves e protestos contra o governo, sem preocuparem-se com a chance de perder o emprego, sem se preocuparem com cortes de salários e principalmente sem terem de se preocupar em prestar o ‘Serviço ao Público’.

Ai fica fácil ser engajado, fazer greve e fechar ruas na quarta-feira tornando a vida do idiota (aquele que não é servidor público) um inferno maior ainda.
Os idiotas pagam impostos, elegem os políticos, dedicam-se a vida privada sustentando com seu trabalho e suor os ‘digníssimos’ servidores públicos que lhes recompensam com uma régia banana.

É neste ponto que deixamos de ser idiotas (no sentido de cidadão dedicado a vida pública) para sermos idiotas no mais moderno sentido da palavra, ou seja estúpidos.

Só que há um detalhes, as ruas. As ruas da Pólis (sociedade), onde vivem os demos (povo) e de onde emana o kratos (poder) do qual usurpam e vilipendiam os não-idiotas, políticos e servidores públicos.

E, nós os idiotas (cidadãos privados) que pagamos as contas vamos tomar as ruas da Pólis, de novo, e expulsar no grito e na porrada estes sem-vergonhas que nos creem idiotas, no sentido de estúpidos. Mostraremos a eles quem são os estúpidos.

No grito, na força e na porrada!

1 abril 2017 FULEIRAGEM

MICHELÂNGELO – CHARGE ONLINE

1 abril 2017 FULEIRAGEM

THIAGO LUCAS – CHARGE ONLINE

70 DIAS E NADA

O grande (1,88m) presidente Donald Trump tomou posse em 20/01/2017. No seu discurso inaugural declarou que aquela cerimonia não seria apenas uma troca de presidentes, ou de partidos que estava governando os EUA, era a passagem do poder de Washington DC de volta para o cidadão americano. Que toda opulência do governo não estava refletida em melhores condições para o povo. E que a prosperidade conquistada pelos políticos contrastava com o fechamento de fabricas e empregos naquele país. Foi enfático quando disse: “Isso começa a mudar hoje, aqui e agora. O país é de vocês”.

Quando ouvi Trump falando acreditei que ele tivesse um programa pronto e uma equipe preparada para entregar o prometido. Os homens indicados eram pessoas de sucesso em seus respectivos meios. Mas, nada disso vem se confirmando passados 70 dias da posse.

Uma de suas principais bandeiras, a revogação do programa de assistência de saúde “Obamacare”, está virando uma grande armadilha para Trump e os republicanos. Com tanta ênfase na mudança a ser implementada era de se esperar que um novo esquema estivesse preparado para funcionar com economia de recursos e eficiência superior ao plano dos democratas. Mas, não é isso que estamos vendo.

Ninguém se entende no partido de Trump e parece que o presidente continua mandando recados indiretos via Twitter ao invés de assumir suas decisões. Onde anda aquela coragem que ele procura transmitir quando fala? Trump no Twitter: “Vejam o programa de JudgeJeanine, na FoxNews hoje as 21hs”. No programa indicado por Trump a apresentadora sugeriu que o presidente da Câmara, Paul Ryan renunciasse ao cargo, colocando nele a culpa pelo fracasso das negociações para substituir o Obamacare. No minimo deselegante a atitude de Trump. O Partido Republicano não consegue união para aprovar seus programas e Trump é inflexível para compor com os Democratas, como insinuou o pateta Paul Ryan. Ele está aprendendo que governar um país é completamente diferente de administrar suas empresas. Trump está se isolando, chamando pra briga as diversas facções dos Republicanos que não apoiam incondicionalmente seus desejos.

Enquanto Trump esita e não consegue por para funcionar o programa que ninguém conhece, ou não existe,o Dólar enfraquece em relação às moedas de economias desenvolvidas e os emergentes entre eles Brasil tiram proveito da busca por taxas de juros mais altas. Segundo o Institute of International Finance, na semana de 15 a 22/03 os emergentes (ou submergentes) receberam US$ 6,5 bilhões, maior fluxo para esse destino desde 2013, sendo que US$ 4,5 bi foram para titulos de renda fixa.

A imprevisibilidade de Trump e sua turma provoca grandes oscilações no mundo, uma gripe na economia americana pode significar uma pneumonia no Brasil. Por enquanto nada de trumponomics, a euforia dos mercados está passando e em seu lugar começa a dar uma certa frustração com a ausência de medidas concretas. Em 20/01 o presidente disse: “O tempo de conversa fiada acabou. Agora é hora de ação”. Até agora nada.

1 abril 2017 FULEIRAGEM

AMARILDO – A GAZETA (ES)

1 abril 2017 A PALAVRA DO EDITOR

RECORDAR É VIVER (E SE MIJAR-SE DE TANTO SE RIR-SE…)

Linda esta manchete aí de cima, sobretudo levando-se em conta os acontecimentos recentes no sofrido e massacrado país vizinho.

Vale a pena reler esta matéria, publicada setembro de 2005 naquele jornal reacionário e golpista chamado Folha de S. Paulo:

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu publicamente a política do presidente venezuelano Hugo Chávez, durante solenidade de assinatura de um acordo entre as estatais de petróleo brasileira e venezuelana (Petrobras e PDVSA), Lula disse que a Venezuela teria democracia “em excesso”.

O presidente referia-se ao fato de que Chávez teria ganho eleições, feito uma Constituição, um referendo para ele mesmo e, depois, ganho novamente as eleições.

“Eu não sei se a América Latina teve um presidente com as experiências democráticas colocadas em prática na Venezuela”, disse Lula, ao comentar que ninguém poderia acusar a Venezuela de não ter democracia. “Poder-se-ia até dizer que tem em excesso”.

Segundo Lula, o presidente Chávez chegou a ser “demonizado” no Brasil, e “apanhou como pouca gente apanhou”, mas é um companheiro do Brasil e da integração da América do Sul. “Hoje [Chávez] é um presidente que, a cada dez palavras que fala, cita a integração, porque é nisso que nós acreditamos”, completou.

Eu chega se mijo-me todinho de tanto se rir-se-me quando recordo certos fatos do passado recente.

Eu e o fubânico zisquerdista Teimoso Renitente.

1 abril 2017 FULEIRAGEM

NANI – CHARGE ONLINE

O GOLPE NA VENEZUELA APRESSARÁ A QUEDA DO LIBERTICIDA

O assassinato da democracia vai antecipar o despejo do tiranete que conversa com um passarinho

Maduro: ditador assumido 

“Não existem presos políticos nas democracias: em nenhum país verdadeiramente livre alguém vai para a prisão por pensar de modo diferente”, resumiu o estadista costarriquenho Oscar Arias, ex-presidente da República premiado com o Nobel da Paz, ao esclarecer por que enxergava uma ditadura em Cuba e outra em trabalhos de parto na Venezuela. ” Cuba pode fazer todos os esforços retóricos para vender a ideia de que é uma ‘democracia especial’. Cada preso político nega essa afirmação. Na Venezuela, cada preso político é uma prova irrefutável de autoritarismo”. Em ambas as nações, completou Arias, todos os prisioneiros foram encarcerados sem julgamento ou julgados por um sistema de independência questionável e sofreram punições excessivas sem terem causado danos a qualquer pessoa”.

Em Cuba, o Poder Judiciário foi sepultado no momento em que Ernesto Ché Guevara se transformou no Único Juiz: não duraram mais que três minutos milhares de julgamentos que terminavam com a condenação à morte no paredón de outro réu proibido de exercer o direito de defesa. A Venezuela optou por emascular a Corte Suprema com a nomeação de vassalos sabujos. A ilha-presídio inventou um Congresso que só tem espaço para militantes comunistas indicados pelo Executivo. A pátria do socialismo bolivariano acaba de superar a criatividade cubana: nesta quinta-feira: o Judiciário de araque decidiu fechar a Assembleia saída das urnas e substituir deputados eleitos pelo voto popular por malandros de toga escolhidos pelo tiranete Nicolás Maduro.

O sucessor de Hugo Chávez perdeu a vergonha de vez e mostrou a cara do ditador. Planejado para liquidar a oposição a Maduro, o assassinato da democracia será lembrado daqui a muitos anos como o ato que precedeu a queda do liberticida que conversava com um passarinho.

1 abril 2017 FULEIRAGEM

JORGE BRAGA – O POPULAR (GO)

JOSÉ SILVA – CAMPO GRANDE-MS

VOTO EM LISTA

Sr. Editor,

Ôooooba!

Agora vamos poder escolher a quadrilha que irá nos roubar, assaltar, vilipendiar. Tudo isso para o nosso bem.

Até que enfim, colocaram ordem na bagunça.

Hoje você vota num bandido de um partido, seus familiares e amigos elegem outros bandidos de outros partidos, e a esculhambação só toma jeito quando os eleitos se unem e formam uma só quadrilha.

Agora a coisa vai ficar bunitinha: ao invés de votar no bandido, poderemos eleger a quadrilha de preferência e ser feliz para sempre.

Nossa eterna gratidão aos probos integrantes do Congresso Nacional, que nos presentearam com essa prosopopeia, digna de um cleptocracia ampla, geral e irrestrita.

É metendo a mão, com a ajuda dos meliantes e delinquentes eleitos, que iremos construir uma grande nação de trambiqueiros.

1 abril 2017 FULEIRAGEM

SPONHOLZ – JORNAL DA BESTA FUBANA

FEMINISMO! RAZÃO, IDEOLOGIA OU BURRICE?

Deus criou Adão, e Adão sentiu-se sozinho. Para acabar com a sua solidão, de uma de suas costelas, Deus criou Eva. Formou-se, então, o primeiro casal. Daí, depois de provarem o fruto proibido, foram expulsos do paraíso e surgiu a humanidade.

A mulher feita de uma costela do homem? Machismo bíblico? Não, apenas uma alegoria para mostrar uma diferença um tanto quanto óbvia. Existe piu piu e periquita, ou não?

Isso claro que é uma metáfora, mas mostra uma verdade histórica. Cada gênero tem o seu papel na criação, ou seja, o homem e a mulher são diferentes, porém inseparáveis.

Essa diferença, desde a pré-história, é tanto na fisiologia quanto na função.

Mas alguns querem igualar o inigualável. Negar a essência do ser humano.

Até o início do século XX, essa diferença era praticada de forma natural. Nenhum dos gêneros questionava o que era direito ou dever de um ou de outro. Houve alguns movimentos no início daquele século que questionaram direitos das mulheres, a maioria justos, mas nenhum questionou igualdade.

Veio a Primeira Guerra Mundial. Praticamente todos os homens em idade de combater foram convocados. As mulheres foram obrigadas a sair dos seus lares para substituir os homens nas linhas de montagem das fábricas em esforço de guerra. Quando finalmente a paz voltou, muitas permaneceram nos seus postos de trabalho, pois não havia homens suficientes para substituí-las. Milhões haviam morrido.

Surgiu, então, um questionamento. Se podemos trabalhar como os homens, por que não podemos votar? Justo. O voto da mulher foi acertadamente permitido. Em alguns países logo, em outros um pouco mais tarde, mas no Ocidente todas as mulheres viraram eleitoras.

Acabada a frágil paz na Europa, veio a Segunda Guerra Mundial. E lá se vão novamente as mulheres para as fábricas. Dessa vez, para ficar, idependentemente se havia ou não homens que as substituíssem.

Nesse ponto, cabe uma explicação. Desde a revolução industrial, mulheres sempre trabalharam em fábricas, até em minas de carvão, eu sei. Tecelagens, por exemplo, eram formadas por mulheres. Raros ou nenhum eram os homens que trabalhavam como operários nesse tipo de fábrica. Mas eram mulheres pobres, necessitavam, não tinham escolha e eram exploradas como qualquer trabalhador homem, que na época, também o eram. Mulheres de classes mais altas não trabalhavam porque não era a cultura, porque não queriam.

Antes de me chamarem de machista preconceituoso, leiam o resto do texto.

Mas mulheres ganhavam menos! Meia verdade. Como disse acima, na revolução industrial havia postos que só eram ocupados por mulheres, não havia mistura, então, como comparar?

Nas guerras, quando as mulheres assumiram postos dos homens, era esforço de guerra, ganhavam menos ou nem ganhavam. O dinheiro estava todo voltado para o conflito, que é caro. Acaba com o tesouro de qualquer país.

Novamente a paz, os homens voltaram aos seus postos. Proporcionalmente, morreram menos do que na primeira guerra. Mas mesmo assim, ou faltou mão de obra, ou não se quis trocar, ou tinham mulheres mais competentes.

Aí entra uma tese que é minha, nunca corri atrás pra ver se é verdade. Se algum leitor puder contestar com fatos, agradeço.

Aproveitando-se do esforço de guerra, e tendo que manter algumas mulheres na linha de produção, agora como contratadas efetivas, os industriais mantiveram ou pouco aumentaram os salários das mulheres, e tiveram que voltar a contratar os homens. Só que eles haviam voltado do inferno, viram o Nazismo, o Fascismo e o Comunismo e não aceitariam mais trabalhar por migalhas e nem por jornadas abusivas. Nasceu daí a tal da diferença salarial.

Hoje, não creio que exista mais. Muito se fala, mas não se prova. Algum leitor sabe de alguma mulher que ganha menos do que um homem na mesma função? Sabe de alguma repórter de algum jornal, que escreve sobre feminismo, que ganhe menos do de seu colega homem de redação?

Hoje, as mulheres disputam os cargos em total igualdade com os homens. Vale o conhecimento e a competência, não o sexo. Estou errado?

Mas a revolução industrial passou, as guerras mundiais passaram, o mundo é outro, e como bem disse Alvin Toffler, veio a terceira onda. E com a terceira onda, difundiram-se as verdades, as meia-verdades e as falácias. A minoria atuante se sobrepôs à maioria apática. E surgiu o Feminismo.

Não quero falar aqui do feminismo como ele deve ser e concordo, claro que as mulheres têm e devem ser tratadas com respeito, todos nascemos e fomos cuidados por uma. Sem elas, nenhum homem ou mulher estaria nesta Terra, mas generalizar a violência contra a mulher é uma coisa ridícula. Generalizar a diferença de tratamento, seja na família ou no trabalho, também.

Meu Deus, até elogio virou assédio sexual. A depender das ditas feministas de hoje, daqui a alguns anos, concepção só se dará por inseminação artificial. Ou a humanidade será extinta.

E, agora sim, quem quiser que me chame de preconceituoso, mas essas feministas, que não se depilam, que mostram os seios e até defecam na rua, que usam a cruz católica como vibrador a céu aberto, já as chamam de feminazes, e eu concordo, não merecem nem um mínimo de respeito. Pelo menos o meu; quiçá pena.

Essas mal amadas, carentes de tudo, de vida – qualquer psicólogo vai concordar-, querem estabelecer uma agenda (se eu falar de esquerda, vira clichê) de protestos e reivindicações contra toda uma sociedade que não acredita e nunca vai acreditar nas insanidades que elas tentam colocar como verdades. Coitadas! A carência (ou burrice?), realmente faz as pessoas esquecerem da lógica e partirem para os devaneios.

Não me batam por isso, ou me batam, mas hoje a Europa está sofrendo do mal da baixa natalidade. Por que será? Outra teoria minha?

Mulheres galgando postos cada vez mais altos – nada contra- , mas deixando a maternidade para segundo ou nenhum plano. Trocando a maternidade pelo sucesso no trabalho, pelo dinheiro. Está certo? Deus mandou que o homem crescesse e se multiplicasse. Deus que se dane! Homem pra quê?

Aí, na hora de reformar a previdência, por exemplo, as ditas feministas são contra a igualdade de idade com os homens. Elas trabalham e cuidam dos filhos, jornada extra. Que filhos?

Além disso tudo, querem ter o direito de abortar. E o direito da vida daqueles que elas conceberam? Que tal o direito de parar de foder?

Vamos fazer o seguinte – já está acontecendo -, importar população para renovar nosso país. Aí trazemos aqueles muçulmanos, que vem de onde nenhuma mulher é respeitada, aliás as feministas sempre esquecem de tocar nesse assunto nos protestos, para dar continuidade à nossa população.

Quando a imigração dominar o mundo, o feminismo acaba. Allahu Akbar!

Parabéns, feministas!

1 abril 2017 FULEIRAGEM

J. BOSCO – O LIBERAL

1 abril 2017 DEU NO JORNAL

CORTE IRRISÓRIO

* * *

Tá pouco.

Tá muito pouco mesmo.

Para que se consolide o projeto Vem, Lula – ardentemente defendido pelo fubânico petista Ceguinho Teimoso -, o corte tem que ser maior.

Quanto mais analfabeta e sem educação a população banânica, mais votos pro PT. Uma coisa implica diretamente na outra.

O corte precisa ser de, pelo menos 20 bilhões de reais na educação pra que o sonho de uma nova eleição de Lula se concretize. E para que este sonho se torne realidade, tenho a intenção de botar esta gazeta escrota totalmente a serviço da campanha do nosso probo e incorruptível líder.

O Departamento de Marketing e Faturamento Por-Fora do JBF já começou a trabalhar nas linhas gerais da campanha, produzinho jingles e cartazes.

Sendo o nosso cartaz aprovado pelo Diretório Nacional do PT e, mais ainda, sendo Lula o vitorioso, tenho certeza que esta gazeta escrota vai sair da miséria e não faltarão grandes empreiteiros dispostos a abarrotar os nossos cofres, atualmente cheios de teias de aranha, ao invés de cheios de dinheiro

Com a vitória de Lula, o JBF publicará anúncios da Petrobras todos os dias.

Uma parceria entre a nossa maior estatal nas mãos do PT e esta gazeta escrota, daria certo que só beiço de bode.


© 2007 Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa