21 abril 2017 FULEIRAGEM

MYRRIA – A CRÍTICA (AM)

21 abril 2017 FULEIRAGEM

DUKE – O TEMPO (MG)

SINUCA DE BICO

Em outubro de 1993 eu cobria, como jornalista do Country Club, uma das apresentações do “astro do bilhar”, José Rui de Mattos Amorim, mais conhecido como “Rui Chapéu”, que se apresentava a convite do Presidente Dr. Rostand Paraíso, tendo ao meu lado para as explicações à boca pequena, o taquista e artista plástico Halmiro – Almiro Antonio Barreto da Silva.

Halmiro (esq.), artista plástico, um dos granes taquistas do Recife, ao lado deste colunista

Iniciada a apresentação, um “distinto” se agarra ao microfone para a transmissão, postando-se como Mestre de Cerimônias.

Para cada jogada o locutor improvisado, com voz de Abílio de Castro, anunciava com entusiasmo, a modalidade, nem sempre inédita para Lulinha, Ivanildo, Dega, Almiro, Mário Celestino, e outros jogadores inveterados.

Em dado momento foi anunciado que “Rui Chapéu” resolveria uma situação difícil, e jamais vista em Pernambuco: uma “Sinuca de bico”. Aquela que iria finalizar sua apresentação.

Silêncio e expectativa. Ouve-se, então, a voz fanhosa de um espectador vindo lá dos cafundós de juras, que irrefletidamente indagou ao locutor desejoso de saber o que era aquele termo – “sinuca de bico”:

– Que diabo de jogada é essa?

Ao que, de pronto, mais depressa que mijada de bode, “Dega” – Edgar Campelo Cavalcanti – sócio-proprietário do Country, jornalista, dono da coluna “O Chute do Dega”, atento e oportunista como sempre, foi ao microfone e sem clemência disparou:

– Estou descontente com tua mulher, mas também não tenho nada melhor em vista!. É uma “Sinuca de bico”.

Fechou-se a cena.

21 abril 2017 FULEIRAGEM

SPONHOLZ – JORNAL DA BESTA FUBANA

21 abril 2017 A PALAVRA DO EDITOR

MEMÓRIA BANÂNICA

A notícia abaixo foi publicada no dia 21 de abril de 2003.

Há exatos 14 anos.

Como o tempo passa ligeiro…

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), participam hoje, em Ouro Preto, da solenidade comemorativa de 21 de Abril, que homenageia a Inconfidência Mineira. Durante o evento, que será presidido pelo governador, o presidente Lula será condecorado com o Grande Colar da Inconfidência, honraria concedida apenas a chefes de Governo.

Um guabiru condecorando outro guabiru.

Um era gunvernador e o outro era prisidente.

Coisas de Banânia mesmo.

Esta linda dupla odebrechtiana merece uma salva de palmas.

21 abril 2017 FULEIRAGEM

AMORIM – CHARGE ONLINE

21 abril 2017 HORA DA POESIA

SONETO – Carlos Pena Filho

Por trás do musgo silencioso e espesso,
que cresce no teu ventre desolado,
nasce um mundo obscuro e inusitado
que eu não sei se mereço ou desmereço,

Sei apenas que às vezes, quando teço
canções noturnas do prazer frustrado,
sou, nem sei por que sombras,
exilado para além do meu fim e meu começo.

Esse teu mundo, concha que é morada
de anêmonas e polvos, é mais raro
que a luz de Deus na noite abandonada.

E é por isso talvez que não se entrega
e me deixa a esperar teu corpo claro
de fêmea esquiva que ao prazer se nega.

21 abril 2017 FULEIRAGEM

PATER – A TRIBUNA (ES)

21 abril 2017 JOSIAS DE SOUZA

COM LULA À BEIRA DO ABISMO, PALOCCI SE APRESENTA PARA O PAPEL DE SABONETE

21 abril 2017 FULEIRAGEM

NANI – CHARGE ONLINE

21 abril 2017 DEU NO JORNAL

OS CORRUPTOS BANÂNICOS TAMBÉM SÃO HUMORISTAS

Lava Jato quer “desmoralizar homens de bem“, declarou o senador Renan Calheiros.

Para o senador peemedebista, a condução da investigação tem ferido os direitos da democracia.

Renan ainda disparou contra a atuação do MPF.

* * *

Ou seja, a saneadora Operação Lava Jato, que pratica “abuso de autoridade“, quer desmoralizar homens qualificados, probos, éticos e honestos, assim feito Renan, Vaccari, Lobão, Jucá, Palocci e Lula.

Quando tomou conhecimento da declaração do colega guabiru Renan, o guabiru Lula, que já havia tomado 13 lapadas da cachaça Havana, presenteada pela OAS, quase se mijou-se de tanto se rir-se.

Lula declarou à reportagem do JBF que “nóis corrupito tomém sabemo fazer piada“.

E deu uma gaitada que quase rebentou os ouvidos do Chupicleide, que estava com o telefone nos zouvidos fazendo a entrevista.

Essa foi foda: nóis homi de bem“, rinchou Lula, debochando da declaração do colega de ladroagem Renan.

E terminou a entrevista mandando um grande abraço pra todos estes bestas que falam mal dele e que pensam que as antas do seu curral vão deixar de acreditar nos tolôtes que ele caga pela boca.

21 abril 2017 FULEIRAGEM

REINALDO – CHARGE ONLINE

A CASA CAIU

21 abril 2017 FULEIRAGEM

ALPINO – BLOG DO ALPINO

GRANDES MOTES, GRANDES GLOSAS E UM FOLHETO DE LEANDRO GOMES DE BARROS

V

Zé Cardoso glosando o mote:

Essa roupa de couro empoeirada
É a prova que vim lá do sertão.

A lembrança do campo, ainda carrego,
Porque foi minha única faculdade.
No momento que eu entro na cidade,
Eu me sinto perdido e não lhes nego:
Eu sei dar nó de porco, dou nó cego,
Mas um nó de gravata, eu não dou não.
Mas, caindo uma corda em minha mão,
Num segundo tá feita uma laçada.
Essa roupa de couro empoeirada
É a prova que vim lá do sertão.

* * *

Andrade Lima glosando o mote

Duas doses de saudade
Deixam a gente embriagado.

Não tem conhaque que faça
Meu peito se embriagar
Mas, já vi gente tombar
Sem beber essa desgraça.
Pois pior do que cachaça
Encontrei bem do meu lado
Senti meu peito apertado
E pra falar a verdade:
Duas doses de saudade
Deixam a gente embriagado.

A saudade é muito forte
Pode crer meu camarada.
Que quem sente essa danada
Parece que vê a morte.
Embarquei nesse transporte
E foi triste o resultado.
Não morri, mas fui trancado
E a Deus pedi piedade.
Duas doses de saudade
Deixam a gente embriagado.

* * *

Dedé Monteiro glosando o mote:

A vida só tem sentido
Enquanto houver ilusão.

Entrei na maré do vício
Sem conhecer suas águas,
Tentando afogar as mágoas
Do meu cruel sacrifício.
Quis me arrepender no início,
Mas faltou disposição…
Fiquei procurando, em vão,
O que nem tinha perdido…
A vida só tem sentido
Enquanto houver ilusão.

* * *

Rafael Neto glosando o mote:

Me afoguei na maré da sedução
Quando o barco do amor perdeu o rumo.

Já cruzei muitos mares caudalosos,
Porém nesse eu quase perco a vida.
Nesse barco a passagem é só de ida
Nos prazeres dos mares ondulosos,
Meus desejos carnais são poderosos
Pra tirar minha vida do seu prumo,
E pra viver ou morrer eu mesmo assumo,
Que o culpado de tudo é a paixão
Me afoguei na maré da sedução
Quando o barco do amor perdeu o rumo.

* * *

Salomão Rovedo glosando o mote:

Pobre cu que não tem sorte
Solta um peido a merda vem.

Um ataque agudo e forte
Bem pior que dor-de-parto
Rasga violento e farto
Pobre cu que não tem sorte.
Mais forte que a dor-da-morte
E dor-de-viado também
Castiga sempre alguém
Como fosse dor-de-corno
A tripa faz um contorno
Solta um peido a merda vem.

* * *

Dimas Bibiu glosando o mote:

Todo dia muda a cor
Do quadro da minha vida.

Preso a forte nervosismo
Sinto duras agressões
Me tangendo aos empurrões
Para os confins do abismo
Por falha no organismo
Meu coração já trepida
Minha mente poluída
Passa um filme de terror
Todo dia muda a cor
Do quadro da minha vida.

Para os trabalhos normais
Me considero indefeso
Ontem suspendi um peso
Que hoje não posso mais
Já demonstrando os sinais
Duma coluna pendida
Que só será corrigida
Se a idade também for
Todo dia muda a cor
Do quadro da minha vida. Clique aqui e leia este artigo completo »

21 abril 2017 FULEIRAGEM

BRUM – TRIBUNA DO NORTE (RN)

JACOB FORTES – BRASÍLIA-DF

SONHO INFIEL

Compulsando um jornal do Ceará deparei com uma pitoresca história, evidentemente engendrada pela mente engenhosa do poeta Lourival Batista a quem parabenizo pela invencionice. Peço licença ao autor para recontá-la prometendo não macular o original, porém, aplicarei uma demão do meu particular estilo, tendente a adornos e temperos jocosos. Reconto para saciar este meu vezo incomum de considerar-me repórter cultural/literário; cada qual com sua mania:

João Tertuliano ganhou o apelido de “João teimoso” pela teimosia de jogar no “bicho”, renitentemente. Certa feita João ouvira, em sonho, uma voz que lhe dizia:

– João, amanhã cedinho você ouvirá o nome do bicho a ser sorteado.

João despertou ardendo em expectativa de lhe suceder o prometido em sonho e, a primeira coisa que ouviu foi o vozear do vizinho transmitindo ordens a um empregado:

– José Leão, acorde que o galo já cantou, calce as botas de couro de camelo para evitar mordida de cobra. Leve o touro e a vaca águia, ponha ambos no roçado. De volta traga o burro, ou o cavalo, e vá à casa do compadre João Carneiro, Rua Coelho Neto, esquina com Pavão Misterioso, número vinte e quatro. Tenha cuidado com o cachorro, valente igual a urso, inclusive mordeu o elefante do circo. Tenha moderação com o compadre, pois ele é zangado feito tigre. Peça-lhe emprestado o macaco, a chave borboleta e o alicate jacaré. Ponha tudo na bolsa de couro de avestruz. Volte ligeiro, como a um gato. Passe no armazém e traga a ração dos perus.

Psicologicamente embaraçado com o excesso de palpite, nesse dia João Teimoso não jogou. O sonho, ao que se pode inferir, se recusou ao cumprimento do seu papel profético. Aliás, nos sonhos, e em tudo mais de natureza onírica, radicam elevados índices de insegurança, para não falar em atraiçoamento. Mesquinhos, mutilados, vão, fúteis ou pérfidos, a meu parecer ainda é preferível sonhar. Sonhos cavam abismos, mas também consolam, aconchegam o peito. Ainda hei de dissertá-los!

21 abril 2017 FULEIRAGEM

SANTO – CHARGE ONLINE

21 abril 2017 A PALAVRA DO EDITOR

TEM PRA TODOS OS GOSTOS

Quem quiser preencher o tempo nesta sexta-feira coçadeira de saco, tenho uma excelente sugestão:

Tente identificar cada um dos ladrões que estão nesta foto-montagem aí de cima.

E quem quiser ver a matéria com detalhes (vela a pena) é só clicar na ilustração.

Depois de dar o clique, o leitor vai se deparar com uma linda lista de ladrões, guabirus, corruptos, canalhas, bandidos, quadrilheiros e safados de todas as variedades e tendências.

Tem pra todos os gostos!!!

E em ordem alfabética!

Uma coisa chiquérrima.

Um excelente final de semana pra todos vocês, bando de fuxiqueiros!

21 abril 2017 FULEIRAGEM

BENETT – GAZETA DO POVO (PR)


© 2007 Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa