10 maio 2017 A PALAVRA DO EDITOR

OFERTA IRRECUSÁVEL

E o orçamento que tenho aqui em mãos, pra deixar esta gazeta escrota no ponto – revitalizada e pronta pra ser lida em celulares e outras engenhocas -, fica em um décimo do preço do aluguel deste jatinho.

Atenção Diretório Nacional do PT e empreiteiros Corruptores Ativos de Lula:

Se vocês cobrirem este orçamento pra deixar o JBF muderninho, boto o jornal inteiramente a serviço da guabirutagem vermêio-istrelada conluiada com o empresariado banânico.

Num demorem não, por favor. Aguardo retorno imediato.

Chupicleide tá rezando pra que vocês aceitem a minha proposta.

Tenham pena de um pobre blogue fudido e mal pago!

10 maio 2017 FULEIRAGEM

SPONHOLZ – JORNAL DA BESTA FUBANA

Num oferecimento do sabonete Eucalol

10 maio 2017 JOSIAS DE SOUZA

FINGE SER UMA COISA E SUA REPUTAÇÃO É OUTRA

Em foto de 2001, Lula cozinha no sítio ”Los Fubangos”, às margens da represa Billings, em São Paulo

Uma pessoa pode mudar. Pode até mudar radicalmente, de hábitos, de estilo, de orientação política, de amigos – mesmo que uma mudança de Olívio Dutra e Francisco Weffort para Emílio Odebrecht e Léo Pinheiro possa parecer exagerada. Mas Lula jamais imaginou que estaria prestando depoimentos como o desta quarta-feira. Sentado numa cadeira de réu, no centro de uma sala de audiências da Justiça Federal, na frente de um juiz linha dura, inquirindo-o sobre crimes como corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Tempos atrás, a encrenca talvez tenha aparecido para Lula num pesadelo. É possível que ele tenha acordado no meio da noite, alvoroçado. Pode até ter concluído que a migração do modesto sítio ‘Los Fubangos’, em Riacho Grande, no ABC Paulista, às margens da represa Billings, para a aprazível propriedade de Atibaia, equipada com todos os confortos que o departamento de propinas da Odebrecht pode pagar, não era um bom prenúncio. Mas decerto Lula voltou a dormir, imaginando que não, bobagem, nada de ruim aconteceria com ele. Aconteceu! E foi muito além do sítio e do tríplex.

Noutros tempos, dirigido Duda Mendonça e João Santana, Lula ostentava uma certa superioridade moral. Diante das câmeras de Sergio Moro, a moral perdeu o sentido. O interrogatório desta quarta trata do caso do tríplex do Guaujá, reformado e reservado pela OAS. Mas flutuam na atmosfera da 13ª Vara Federal de Curitiba, como fantasmas de um filme de terror: a planilha com os saques em dinheiro destinados ao “Amigo”, os milhões de agradecimentos travestidos de honorários de palestras, as ordens secretas para destruir provas. Tudo a indicar que Lula virou o que ninguém que o admirou no passado imaginou que ele viraria.

Lula gosta de citar sua mãe, dona Lindu, para informar que foi graças aos ensinamentos dessa “mulher analfabeta” que aprendeu a “andar de cabeça erguida por esse país.” Obviamente, Lula não ouviu quando a mãe rogou: “Cuidado com as companhias, meu filho.” Sua história seria outra se continuasse convivendo com gente como Olívio e Weffort. Presidente, poderia ter convivido com certas pessoas protocolarmente. Todo mundo entenderia. Mas ir atrás do Collor, adular o Renan, entregar cofres a apadrinhados do Sarney…

É natural que, na falta de dona Lindu, a Justiça tenha que assumir a função de mãe de Lula, impondo-lhe castigos inevitáveis. Há pouco mais de um ano, em janeiro de 2016, falando a um grupo de blogueiros companheiros, Lula jactou-se: “Não sou investigado!” Já estava rodeado de suspeitas. Mas alardeava: “Se tem uma coisa de que me orgulho é que não tem, nesse país, uma viva alma mais honesta do que eu.”

Lula continua fazendo sua pose predileta – a pose de vítima. Arrasta multidões de petistas e simpatizantes à capital paranaense para cultuá-lo. Vive uma experiência paradoxal: com os pés fincados no palanque, discursa com a voz estalando de autoridade moral. Mas no interior da sala de audiências da 13ª Vara Federal de Curitiba o que Lula chama de reputação é a soma de todas as ilegalidades esmiuçadas num processo. Ocorre a seguinte incongruência: Lula acha que é uma coisa. Mas sua reputação já é outra. Mudou muito o personagem. E não deixou endereço. Bons tempos aqueles em que Lula podia ser encontrado no sítio ‘Los Fubangos’, nos finais de semana.

10 maio 2017 FULEIRAGEM

ALPINO – YAHOO NOTÍCIAS

O CIRCO ARMADO POR LULA TEM UM CULPADO NO PICADEIRO

Lula é recepcionado por militantes e apoiadores nos arredores da Justiça Federal em Curitiba antes de depoimento ao juiz Sergio Moro – 10/05/2017

É compreensível que Lula e sua trupe de bacharéis tenham feito o diabo para adiar até o fim dos tempos o primeiro encontro com Sérgio Moro. E foi tão previsível quanto a mudança das estações do ano a tentativa do bando, tão logo se consumou o fiasco da tentativa de fuga, de transformar Curitiba em picadeiro, tribunal em palanque e depoimento de réu culpado em discurseira de perseguido político de botequim.

O ex-presidente que, ao contrário de Getúlio Vargas, saiu da história para cair na vida, não tem álibis nem atenuantes para os muitos crimes que cometeu. Sobretudo por isso, o que está em curso nesta quarta-feira não pode ser reduzido a um duelo entre um defensor da Justiça e um fora da lei. O que se vê é o confronto entre dois brasis. De um lado, está escancarado o Brasil do passado, uma velharia agonizante que até agora só condenava os lulas à perpétua impunidade. Do outro lado se vislumbra o Brasil do futuro, que está nascendo graças à Lava Jato. Neste país em trabalhos de parto, todos são iguais perante a lei.

O circo armado por Lula para escapar de punições judiciais merecidíssimas transformou em certeza a suspeita que vinha crescendo entre jornalistas do mundo inteiro: o ex-presidente que se fantasia de pai dos pobres é o chefe do maior esquema corrupto da história. O depoimento de hoje vai aguçar, entre os que conhecem as duas ofensivas contra a impunidade institucionalizada, a sensação de que a Lava Jato tem tudo para ir muito além das fronteiras expandidas pela Operação Mãos Limpas.

A imprensa italiana, por exemplo, tem tratado como reprise de quinta categoria as reações desesperadas, patéticas ou apenas ridículas dos políticos envolvidos até o pescoço nas bandalheiras. É coisa de cobra mal matada. É medo de cadeia, hoje epidêmico entre a turma do foro privilegiado.

O que nenhum jornalista de qualquer país entende é a proteção oferecida por ministros do Supremo Tribunal Federal a bandidos de carteirinha. Por que, em vez de estender-lhes a mão, o STF não ajuda a manter algemados os pulsos dos ladrões irrecuperáveis? Essa é a pergunta que mais tenho ouvido na Itália. Essa é certamente a pergunta que se fazem neste momento milhões de brasileiros decentes.

10 maio 2017 FULEIRAGEM

NICOLIELO – JORNAL DE BAURU (SP)

INTERCÂMBIO POÉTICO

Para qualquer enrascada
Que surgir em sua vida.
Força, ação e coragem
São as portas de saída.

Ademar Rafael Ferreira

Armadilhas surgem na vida,
Precisamos de muita atenção.
Muitas delas deixam feridas
Marcadas no coração.

Carlos Costa

Eu tenho a opinião
Que quando a fé nos anima
Até nosso coração
Acelera a autoestima.

Wellington Vicente

Enquanto estiver por cima
Leve a vida com decência
Pra na mudança de clima
Não sofrer por consequência.

Gregório Filomeno de Menezes

Observe que a prudência
Nos leva a portos seguros
Enquanto a incoerência
Nos deixa sempre em apuros.

Danizete Lima

10 maio 2017 FULEIRAGEM

GENILDO – CHARGE ONLINE

10 maio 2017 JOSELITO MÜLLER

LULA VAI DEPOR USANDO CAMISA DO CORINTHIANS

CURITIBA – Após ver vários pedidos de sua defesa negados pelo juiz Sérgio Moro na ação em que é réu, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu apelar e anunciou na tarde de hoje que comparecerá vestido com a camisa do Corinthians em seu depoimento, na esperança de ser ajudado pelo juiz.

“SEI QUE A FUNÇÃO DE CADA JUIZ É SER IMPARCIAL, MAS PODE SER QUE ELE ME AJUDE QUANDO ME VEJA COM A CAMISA DO TIMÃO, COMO É HABITUAL ACONTECER DENTRO DAS QUATRO LINHAS, COMO FOI O CASO DAQUELA VITÓRIA SOBRE O SÃO PAULO MÊS PASSADO COM UM GOL IMPEDIDO DO JÔ”, DECLAROU O EX-PRESIDENTE SE REFERINDO À PARTIDA VÁLIDA PELO CAMPEONATO PAULISTA, QUE DECIDIU VAGA DA FINAL.

O depoimento do ex-presidente tem gerado bastante expectativa, uma vez que milhares de simpatizantes do petista estão se mobilizando para protestar nas imediações do prédio da Justiça Federal de Curitiba, onde será a audiência.

“POR UM LADO É ATÉ BOM ESSE PESSOAL TER VINDO, PORQUE AQUECEU O COMÉRCIO DE PÃO COM MORTADELA LOCAL”, AFIRMOU UM COMERCIANTE.

10 maio 2017 FULEIRAGEM

GILSON – CHARGE ONLINE

CAMILO – SANTO ANDRE-SP

Pô Berto,

agora os casados em Santo André-SP não podem combinar o programa sem verificar se não tem um fiscal (amarelinho) por perto.

A multa pode entregar o sujeito para a patroa!

R. Meu caro leitor, isto é uma tremenda duma sacanagem.

Um cidadão honesto, trabalhador, pagador dos seus impostos, bom pai de família, excelente esposo, não pode mais nem sair pra raparigar no seu automóvel que é impiedosamente multado.

Esta anotação “conversando com garotas de programa” é de uma canalhice monumental.

Viadagem mesmo é o nome da secretaria municipal, escrita lá no cabeçalho da multa: “Mobilidade Urbana“.

Cuida-se aqui daquela expressão que os muderninhos inventaram pra designar o velho, o antigo, o tradicional vai e vem, o deslocamento, a ida e vinda, o passeio, a viagem de ônibus, o deslocamento pela cidade.

Enfim, mais uma afrescalhação mudernosa.

E que este guarda de trânsito dedo-duro vá se lascar!

10 maio 2017 FULEIRAGEM

NANI – CHARGE ONLINE

10 maio 2017 HORA DA POESIA

O QUE TU ÉS… – Florbela Espanca

És Aquela que tudo te entristece
Irrita e amargura, tudo humilha;
Aquela a quem a Mágoa chamou filha;
A que aos homens e a Deus nada merece.

Aquela que o sol claro entenebrece
A que nem sabe a estrada que ora trilha,
Que nem um lindo amor de maravilha
Sequer deslumbra, e ilumina e aquece!

Mar-Morto sem marés nem ondas largas,
A rastejar no chão como as mendigas,
Todo feito de lágrimas amargas!

És ano que não teve Primavera…
Ah! Não seres como as outras raparigas
Ó Princesa Encantada da Quimera!…

10 maio 2017 FULEIRAGEM

QUINHO – ESTADO DE MINAS

O ÚLTIMO DOS BRICS

Lulla se considerava a alma-viva mais honesta desse país. Hoje ele mudou um pouco sua opinião e considera-se agora a única alma-viva honesta no Brasil. Todos mentem para incriminá-lo e considerar o PT uma organização criminosa. Segundo o “Nine” a justiça não busca a verdade, pois a verdade só ele conhece. Os procuradores e juízes perdem tempo ouvindo as centenas de testemunhas que apenas mentem para ajudar na construção da pós-mentira e condená-lo como é o desejo “deles”. O circo está montado, segundo Lulla, estão apenas construindo o cenário para o grand finale.

Esse sujeito seria até divertido se não fosse um mau caráter. Lulla nasceu para ser cachaceiro e contar piadas no boteco. Pra isso ele seria bom. Como presidente da república não conseguiu construir nada além de medíocre.

No período em que governou o Brasil junto com seus comparsas o mundo experimentou um momento de crescimento econômico global poucas vezes acontecido, mas o Brasil tirou muito pouco proveito dessa maré alta. Os números abaixo (The World Bank) mostram que comparando o crescimento acumulado do PIB brasileiro com alguns países vizinhos e outros emergentes na mesma época, nossa taxa de crescimento deixou a desejar.

Crescimento acumulado 2003 – 2010 Lulla

China 133
Índia 72
Argentina 64
Peru 62
Rússia 46
África Sul 45
Colômbia 43
Paraguai 41
Bolívia 40
Chile 38
Equador 38
Brasil 37
Austrália 28
México 20

Crescimento acumulado 2011 – 2015 Dilma

China 46
Índia 39
Bolívia 31
Paraguai 28
Peru 26
Colômbia 25
Equador 25
Chile 21
México 15
Austrália 14
África Sul 11
Argentina 7
Rússia 7
Brasil 6

Se Lulla foi ruim, Dilma conseguiu ser ainda pior. Nos números apresentados não estão registrados -3,6% de 2016, porque Temer assumiu com o carro desgovernado e virou cumplice no desastre.

Ainda tem gente achando que os 13 anos de PT não foram suficientes para concluir que eles foram incapazes de entender que para distribuir renda é preciso criar riqueza.

10 maio 2017 FULEIRAGEM

FERNANDO – JORNAL DA CIDADE DE BAURU (SP)

EM TEMPOS DE ASSAR PALHA

A História recente e a atual serão contadas no futuro – e não sabemos como será interpretada e relatada.

Do que conhecemos do passado, a cada dia nos surpreendemos com novas constatações, visões, opiniões, certezas e palpites.

Não surpreenderia se algum estudioso afirmasse que quem inventou a lâmpada foi, na verdade, Chico Severino; que a nossa independência ainda depende de ratificação de acordo pelo Congresso Nacional; ou que quem descobriu o Brasil foi, na verdade, Cristóvão Colombo, pois, parodiando, não se pode descobrir um santo sem descobrir o outro…

Talvez um Historiador do futuro afirme que foi graças a um Ato Heróico do grande Eduardo Cunha que o Brasil teve seus rumos mudados, ao decidir aceitar o pedido de “impeachment” de Dilma Roussef, tirando a hegemonia de um partido político que impedia o País de crescer.

Outro poderá transferir esse mérito aos deputados que tiveram a coragem e a hombridade de antecipar seus votos favoráveis ao processo de impeachment e dedicá-los aos seus filhinhos, esposas e mãezinhas.

E haverá, talvez, algum, que garanta que o Senado, sim, foi o grande libertador e, ao mesmo tempo, o cotemporizador humanitário, decidindo “impichar” a presidente mas garantindo-lhe contraditoriamente os direitos cidadãos.

Pode ser que algum, mais, ou menos, arguto, verá nas páginas dos registros um presidente da Câmara dos Deputados oportunista e vingativo, uns deputados piegas e incoerentes e um Senado desonesto, por aplicar pena a um acusado declarando ao mesmo tempo, tacitamente, que não houve crime.

Um dos historiadores poderá fazer uma nota de rodapé sobre um incrível personagem que teve em suas mãos a oportunidade de passar à História mas que por si só apagou-se – referindo-se a “um tal” de Waldir Maranhão. E dirá que ele, ocupando interinamente a presidência da Câmara, teve a lucidez e ousadia de impedir a perpetração de uma infâmia, anulando oficialmente a “sessão do impeachment”, porque “ocorreram vícios que tornaram nula de pleno direito a sessão em questão”, mas que, doze horas após, ele mesmo anulou a sua própria anulação.

Analistas do futuro inquirirão se, uma vez anuladas a sessão, anularam-se, a partir daí, todas as conseqüências do processo, irreversivelmente, sabendo-se, inclusive, que a anulação da sessão foi fundamentada no ato anulador, ao passo que a revogação da anulação não o foi… e outras filigranas que tais, e quem sabe eles decidam, assim, para a posteridade, que o “impeachment” não valeu.

Historiadores se perguntarão se, afinal, um julgamento de “impeachment” é político ou “jurídico”, na medida em que atenda apenas aos interesses oportunistas do momento, para tirar uma autoridade do poder, ou na medida em que observe a existência ou não de crime de responsabilidade para que seja sentenciado.

E ainda se perguntarão: – Se Dilma pôde ser alijada, mesmo que isso sabidamente viria a determinar problemas políticos, sociais e econômicos ao País, por que é que, na hora em que o afastamento de Temer estava para ser julgado, a possibilidade da ocorrência de tais problemas passou a ser cogitada como elemento determinante para que seu afastamento não ocorresse?

Aconteça o que acontecer, o certo é que os historiadores ficarão muito surpresos ao analisarem nossos tempos e sentenciarão: – Não era uma época de políticos sérios.

Assim sentenciado, omitirão seus nomes, que ficarão apagados para todo o sempre, e nossos tempos passarão em brancas nuvens para a total desimportância.

Bem feito!

Só que não acaba por aí. Talvez, em um próximo capítulo, divagaremos, também, sobre como a História interpretará os próximos julgamentos de Lula. Todavia, neste caso, o buraco é mais em baixo – a História terá de julgar o próprio Poder Judiciário!

10 maio 2017 FULEIRAGEM

RICO – VALEPARAIBANO (SP)

10 maio 2017 DEU NO JORNAL

NAS ASAS DA AMIZADE

O jatinho que levou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de São Paulo para Curitiba na manhã desta quarta-feira está registrado em nome de uma empresa de Walfrido Mares Guia, ex-ministro do petista, que já foi alvo de investigações da Polícia Federal. A Samos Participações, com sede em Belo Horizonte, chegou a ter seus sigilos bancário e fiscal quebrados durante as investigações do chamado “mensalão mineiro”, operado por Marcos Valério de Souza, o mesmo do mensalão petista, que estouraria anos depois.

A história dos dois mensalões, como se sabe, é um curioso ponto de contato entre o PSDB e o PT. O primeiro beneficiou a campanha do tucano Eduardo Azeredo ao governo de Minas, em 1998. E o segundo, menos de uma década depois, serviu para comprar, com recursos ilícitos, apoio parlamentar ao governo Lula. Ambos tinham Marcos Valério como operador.

Walfrido dos Mares Guia, o dono do jato usado por Lula, é outro ponto de convergência entre os dois casos: de aliado histórico dos tucanos, ele passou a amigo dileto de Lula após o petista assumir a Presidência da República, em 2003. Durante as investigações do mensalão mineiro, a Polícia Federal encontrou indícios de que a Samos, a empresa de Walfrido em nome da qual o jatinho Citation está registrado, injetou recursos no esquema operado por Marcos Valério.

* * *

Minha querida amiga Cabeça-de-Fossa, tesoureira do Diretório Municipal do PT em Palmares, me telefonou agora há pouco pra dizer que achou o lindo o jatinho prefixo PR-BIR que transportou Lula de São Paulo a Curitiba.

Segundo ela, PR é um prefixo que significa “Presidência de República”, o cargo que é ocupado até hoje por Lula no coração dos brasileiros. Este prefixo foi colocado de propósito no lindo aviãozinho que está sempre à disposição do melhor prisidente que Banânia já teve desde o seu descobrimento.

Cabeça-de-Fossa, que é obcecada pelo tema “Mensalão Mineiro” – e vive a repetir que os corruptos tucanos estão impunes até hoje -, ficou emputiferada porque esta notícia aí de cima relacionou a corrupção tucana com a corrupção petista.

Duas coisas bem distintas, segundo garante minha querida amiga petista.

“Nós roubamos pra dar ao povo”, foi o que ela me disse, parodiando outro grande ídolo seu, o prisioneiro pulítico Zé Dirceu.

10 maio 2017 FULEIRAGEM

FRANK – A NOTÍCIA (SC)

10 maio 2017 A PALAVRA DO EDITOR

ALGUMAS CERTEZAS

Os itens abaixo relacionados foram publicados na página O Antagonista.

Segundo apurou o Departamento de Inteligência deste gazeta escrota, todos estes itens foram elaborados na Sala de Guerra da Globo.

A SGG, como vocês sabem, foi revelado ao mundo aqui no JBF. (confirme clicando aqui).

* * *

O que interessa saber no interrogatório de hoje?

O interrogatório de Lula parte com algumas certezas:

1 – A OAS participou de um cartel para roubar a Petrobras, montado quando Lula era presidente da República e operado por pessoas ligadas a ele.

2 – A empreiteira pagou propinas ao PT para obter contratos junto à estatal.

3 – O receptador da propina era João Vaccari Neto.

4 – A pedido de João Vaccari Neto, a OAS destinou a Lula uma cobertura no Guarujá.

5 – Fez-se de tudo para ocultar o negócio.

6 – A empreiteira reformou a cobertura especialmente para Lula e sua mulher.

7 – Fez-se de tudo para ocultar essa reforma.

8 – O valor da cobertura e da reforma foi descontado da propina destinada pela OAS ao PT, segundo a própria OAS.

Isso tudo já foi provado (com depoimentos de delatores, planilhas de pagamentos, registros de encontros, mensagens de celular, contratos rasurados, notas fiscais em nome de laranjas, fotografias, projetos de arquitetos).

O que interessa saber no interrogatório de hoje?

A versão de Lula sobre seu relacionamento com os outros dois protagonistas dessa história: Léo Pinheiro, presidente da OAS, e João Vaccari Neto, seu tesoureiro particular, de acordo com o relato de Renato Duque, operador da propina petista dentro da Petrobras.

Roberto Moreira, diretor de incorporação da OAS, e Léo Pinheiro, presidente da OAS, em visita ao triplex-propina de Lula, quando o imóvel estava sendo reformado

10 maio 2017 FULEIRAGEM

S. SALVADOR – ESTADO DE MINAS

10 maio 2017 JOSIAS DE SOUZA

“SE QUISEREM CONDENAR O LULA, HAVERÁ RESISTÊNCIA”, DECLARA PRESIDENTE DO PT

Rui Falcão, presidente do PT, referiu-se à manifestação que o partido fará em Curitiba, nesta quarta-feira, como uma “festa da democracia e de defesa do presidente Lula”. O dirigente petista tratou o ato a ser realizado no dia do depoimento de Lula a Sergio Moro como uma espécie de avant-première do que ainda está por vir. Insinuou que haverá uma insurreição no país se o juiz da Lava Jato um dia ousar impor a Lula uma sentença condenatória.

Dirigindo-se à militância que compareceu na noite de sexta-feira à abertura da etapa paulista do 6º congresso do PT, Rui Falcão declarou: “…Que no dia 10 eles saibam muito bem: se quiserem condenar o Lula, se quiserem continuar com essa campanha, haverá resistência no país inteiro.”

Ele enumerou os movimentos, entidades e partidos que se dispõem a contestar no asfalto uma sentença de Moro contra Lula. “Nessa resistência, não estarão apenas os militantes do PT. Estarão as lideranças do movimento popular, os sem-terra, os sem-teto, os líderes sindicais, a CUT, outras centrais, os partidos de esquerda – como o PCdo B -, irmanados para garantir a democracia no Brasil.”

No Brasil de Rui Falcão, o regime só será democrático se forem observadas duas pré-condições: “A democracia, hoje, significa diretas-já e Lula presidente.” Ele já admite que parte dos brasileiros enxerga Lula como corrupto. Mas atribui a percepção a “delações forjadas” e à Rede Globo.

“Há setores da população que, de tanto martelarem na Globo, de tanto incluírem coisas nas novelas, começam a colocar em dúvida a honestidade do presidente Lula”, disse Falcão, dando asas à sua construção mental: “Eles querem acabar com os direitos, querem acabar com a aposentadoria. Para isso, é preciso destruir alguém que não permitirá que isso ocorra.”

Não há no palavrório de Rui Falcão à militância nenhum vestígio de algo que se pareça com uma contestação objetiva às acusações que pesam contra Lula. O companheiro aperta o botão do ”complô”, pisa no acelerador do ”golpe” e segue em frente: ”…Nos últimos três anos, estão tentando demostrar que o presidente Lula não é honesto, que está acumpliciado com a corrupção, que o PT é uma organização criminosa. Mas nada disso se provou até agora. Então, como é que o Moro vai fazer? Vai inocentar o Lula por que não tem provas? Vai condenar o Lula com base em convicções?”.

O petismo já havia se enrolado na bandeira da “resistência” quando deputados e senadores armavam o cadafalso do impeachment. Dilma Rousseff foi enviada de volta para Porto Alegre. E nem Falcão resistiu. Mas agora, disse ele à militância companheira, tudo será diferente:

“Nós fomos golpeados no impeachment e a nossa capacidade de reação foi pequena, porque nós não estávamos preparados para o golpe. Agora, nós temos que ter consciência de que há um outro golpe em curso. E esse nós temos que barrar. E se barra o golpe é com mobilização, com luta, com capacidade de enfrentamento. E isso a militância do PT nunca se recusou a fazer. Portanto, companheiros, luta, vigilância, argumentação…”

10 maio 2017 FULEIRAGEM

NÉO CORREIA – CHARGE ONLINE

10 maio 2017 A PALAVRA DO EDITOR

FALA RICARDO BOECHAT!

Faço minhas as palavras do jornalista.

Fala, Boechat!

10 maio 2017 FULEIRAGEM

PATER – A TRIBUNA (ES)

PATRÍCIA BERTO – BRASÍLIA-DF

Pai,

olha que bacana esse vídeo feito por uma fabricante de veículos.

Um filmete sobre idosos que já não podem mais dirigir.

Beijo

R. Minha filha, você deixe de anarquias com seu pai.

Eu não sou idoso!

Eu apenas estou um tanto gasto e usado.

Fui muito usado durante toda minha vida, como você sabe.

Chega fazia fila de aproveitadoras querendo me usar!

Renovei minha carteira de motorista no final do mês passado.

Veja aqui a nova data de validade: abril de 2020.

De modo que este vídeo que você me mandou, com o comercial de Nissan em homenagem aos anciãos que não podem mais dirigir carros, não me atinge de modo algum, sua lesa!

Diga pro seu marido, meu querido genro André, que eu sou capaz de dirigir aquela moto super potente dele, especial pra competições e eventos, melhor do que ele!!!

E, para encerrar, veja abaixo uma foto que foi feita hoje pela manhã, quando estávamos indo deixar o seu irmão João no colégio.

A foto foi tirada num trecho da Avenida 17 de Agosto, uma das mais movimentadas da zona norte do Recife.

Sua querida madrasta Aline, que tirou a foto, está aqui do meu lado mandando um beijão pra você!

O melhor motorista de Recife, sem uma única anotação na carteira, se amostrando no trânsito

10 maio 2017 FULEIRAGEM

MOISÉS – BLOG DO MOISÉS


A JARARACA E O CAVALO MARINHO

Águia domina jararaca e espera sua reação: reage pô!

Final de 1959. Eu já completara 16 anos de idade. A cidade: Fortaleza, capital do Ceará, estado da Federação onde o preconceito racial é mais acirrado e, na maioria das vezes, praticado sem qualquer subterfúgio. Fui vítima – embora faça muito tempo que ocorreu, ainda lembro. Deus deve ter “lubrificado” a cabeça da autora. Estou vivo e continuo negro. Dela, nunca mais ouvi falar – nem sei se ainda vive.

Pois, naqueles tempos, por preconceito ou não (mas acho que sim), diziam aos quatro cantos que, em 60 (1960), negro iria virar macaco. A ignorância gerou ansiedade na grande maioria dos afrodescendentes daquelas paragens.

Chegou 60 e acabou 60. Não vi nenhum negro virar macaco – pelo menos que seja dependente da minha árvore genealógica. A teoria de Darwin perdeu credibilidade – pelo menos com os negros, felizes por continuarem negros e não macacos. Não aconteceu a teoria da evolução.

Eis que, 27 anos depois de 1960, a Avenida Presidente Vargas, no Rio de Janeiro, provavelmente recebeu a maior concentração humana entre todas que aconteceram no Brasil. Era a formatação e a formalização pública que transformava o anseio de milhões na realidade da luta pelas “Diretas Já”.

Tempos depois, o brasileiro voltou a votar para eleger seu Presidente. Fernando Collor, Fernando Henrique e, no dia 1 de janeiro de 2003, 43 anos depois, finalmente o negro virou macaco. Sim, o negro/macaco trocou a sua liberdade das selvas e das matas pelas bananas sociais, elegendo o então “Sassá Mutema” da nossa história, Luís Inácio da Silva para Presidente da República.

No princípio, tudo bem. Hoje, finalmente nos assemelhamos com a letra da música de Márcio Greyck: “Aparências, nada mais; Sustentaram nossas vidas; Que apesar de mal vividas têm ainda; Uma esperança de poder viver; Quem sabe rebuscando essas mentiras; E vendo onde a verdade se escondeu”.

Fim do primeiro período de 4 anos. Veio a reeleição, e, terminada essa, veio a eleição da candidatura preferencial. E aí começou a faltar as bananas e o macaco acordou para se juntar ao índio, que, àquela altura queria algo mais que apito.

Relembrado e dito isso, hoje, em Curitiba, tudo pode acontecer. Inclusive nada. Mas, não tenhamos dúvidas: o Brasil não é um País de idiotas e tem outra geração além da que vive de pão e mortadela ou caçando Pokémon. E a gente de bem espera que tudo seja como tem que ser.

Que a águia domine a jararaca – devolvendo-lhe o próprio veneno.

“Jararaca: serpente peçonhenta. Jararaca é um nome popular e comum dado a várias espécies de serpentes do gênero Bothrops. As principais espécies são: jararaca-verde, jararaca-da-seca, jararaca-do-norte, jararaca-ilhoa, jararaca-da-mata, jararaca-cruzeira e jararacuçu. As jararacas vivem em várias regiões da América Central, América do Sul e México. No Brasil, por exemplo, existem várias espécies de jararaca. Os habitats principais são cerrados e florestas.

Existe grande variedade com relação a cores e tamanho. Dependendo da espécie de jararaca, podem atingir de 70 cm a 2 metros de comprimento. O tamanho médio das jararacas é de 1,20 cm. Grande parte das espécies possui vida noturna e terrestre. As jararacas são vivíparas (dão a luz a filhotes). Alimentam-se principalmente de pequenos roedores, sapos e lagartos. As jararacas são serpentes peçonhentas, ou seja, produzem veneno. O veneno das jararacas é potente e pode levar o indivíduo picado a morte, caso não haja socorro médico e aplicação de soro antiofídico.” (Transcrito do Wikipédia).

Cavalo-marinho (espécie rara encontrada em Porto de Galinhas, Pernambuco)

Pensando que é “dono de tudo” (quando, na verdade, não é dono nem de si próprio), o Homem continua depredando e acabando com tudo. Menos mal quando o faz para sobreviver e “enganar” suas necessidades fisiológicas por horas – quando mata para comer.

Tanto quanto muitas espécies vivas que estão sobre a Terra, o Cavalo-Marinho está sofrendo uma séria ameaça de extinção em mares e habitats brasileiros.

No dia 22 de julho de 2014, o Repórter e colunista Antônio Roberto Rocha, em matéria assinada, divulgou no Jornal TRIBUNA DO NORTE, circulante em Recife-PE, apresentou um importante trabalho que vem sendo desenvolvido pelo Projeto Hippocampus. Vejam:

Porto de Galinhas aproveita cavalos-marinho como atração turística

O Projeto Hippocampus, realizado no balneário de Porto de Galinhas, está de casa nova.

Há vários aquários de água salgada, que têm como objetivo a proteção e a reprodução dos cavalos-marinhos que habitam o litoral pernambucano.

Desde 2001, o projeto acompanha a história de vida da população de cavalos-marinhos no manguezal de Maracaípe, além de promover estudos em outros locais de Pernambuco e do Brasil.

Além de suas atividades voltadas para a análise do habitat desses animais, a entidade também é uma das únicas no Brasil a desenvolver um constante trabalho de educação ambiental junto às comunidades locais e de turistas, desencorajando a pesca proibida e o comércio de cavalos-marinhos como peixes ornamentais ou souvenirs.

O horário de visitação do Hippocampus é de terça-feira a sábado, das 9h às 12h50 e das 14h30 às 16h50. O ingresso custa R$ 5. Mais detalhes: Projeto Hippocampus

“Hippocampus é um gênero de peixes ósseos, pertencente à família Syngnathidae, de águas marinhas temperadas e tropicais que engloba as espécies conhecidas pelo nome comum de cavalo-marinho.

Os cavalos-marinhos caracterizam-se por terem uma cabeça alongada, com filamentos que lembram a crina de um cavalo, e por exibirem mimetismo semelhante ao do camaleão, podendo mudar de cor e mexer os olhos independentemente um do outro. Nadam com o corpo na vertical, movimentando rapidamente as suas barbatanas. Algumas espécies podem ser confundidas com plantas marinhas, como corais ou anêmonas marinhas. Geralmente medem entre 15 e 18 centímetros, mas podem medir desde 13 a 30 centímetros, dependendo da espécie, com peso entre 50 e 100 gramas. Vivem em águas de regiões de clima temperado e tropical.

Todas as espécies de cavalos-marinhos estão em perigo de extinção. Uma das causas é pesca predatória e a destruição de hábitat. Outra causa é o captura frequente deles para serem usados como peça de decoração ou simplesmente serem criados em um aquário.

Existem duas espécies brasileiras de cavalos-marinhos, o Hippocampus erectus e o Hippocampus reidi.” (Transcrito do Wikipédia).

10 maio 2017 FULEIRAGEM

ELVIS – AMAZONAS EM TEMPO

BETO CÃO – NATAL-RN

Caro Berto.

Dizem, as boas línguas, que o PCC e outras organizações criminosas vão pedir para participar da sessão de hoje, na condição de AMICUS CURIAE do famigerado Lula.

Preocupados com a honra da organização, pretendem levar um bom chicote para açoitar o depoente cada vez que ele violar o código “ROUBAR, SIM!, MENTIR, NÃO!!!”

Saudações

R. Os analfabetos assim feito eu – que não sabem o que danado é “Amicus Curiae” -, aqui vai a explicação, conforme tá lá no Wikipédia: 

“Amicus curiae ou amigo da corte ou também amigo do tribunal (amici curiae, no plural) é uma expressão em Latim utilizada para designar uma instituição que tem por finalidade fornecer subsídios às decisões dos tribunais, oferecendo-lhes melhor base para questões relevantes e de grande impacto.”

Meu caro, se os mortadeleiros da vagabundagem remunerada do PT, da CUT e do MST vão levar chicotes pra Curitiba, eu não tenho certeza.

Mas banheiros químicos pros cagões eles já instalaram.

Quem tá pagando a conta, eu não tenho a menor ideia.

Tu sabes???

10 maio 2017 FULEIRAGEM

SPONHOLZ – JORNAL DA BESTA FUBANA

10 maio 2017 JOSIAS DE SOUZA

TRF: ESPERTEZA DA DEFESA DE LULA ENGOLE O DONO

Lula tentou adiar o encontro com Sergio Moro, marcado para hoje, porque seus advogados, por esperteza, imaginaram ter enxergado uma oportunidade no Tribunal Regional Federal da 4ª Região. Normalmente, o pedido de adiamento seria submetido ao crivo do desembargador João Pedro Gebran Neto, que já se revelou um magistrado duro de roer. Mas Gebran está em férias. E os advogados de Lula decidiram tentar um bote. A única coisa que obtiveram foi a confirmação de um velho ensinamento de Tancredo Neves: “A esperteza, quando é muita, come o dono.”

O juiz federal Nivaldo Brunoni, que substitui Gebran Neto, indeferiu o pedido dos defensores de Lula num despacho que exala ironia. Depois de requisitar à Petrobras um papelório que tem pouco ou nada a ver com o processo, os advogados do pajé do PT reivindicaram mais tempo para percorrer os cerca de 5 mil documentos enviados pela estatal.

”Veja-se que a juntada de documentação pela Petrobras foi requerida pela própria defesa”, realçou o juiz. “Ainda que em certa medida impertinente ao processo, porquanto não relacionada aos contratos indicados na denúncia, foi facultada pelo juízo de primeiro grau a sua obtenção para posterior juntada ao processo, inclusive com o comparecimento pessoal na sede da empresa.” Foi como se o doutor Nivaldo Brunoni recitasse outro ensinamento de Tancredo: ”Eles criam os fantasmas e depois se assustam com eles.”

Para desassossego da banca que defende Lula, o juiz arrematou o seu despacho nos seguintes termos: ”Não se desconsidera que a existência de milhares de páginas para exame demanda longo tempo, mas foge do razoável a defesa pretender o sobrestamento da ação penal até a aferição da integralidade da documentação por ela própria solicitada, quando a inicial acusatória está suficientemente instruída.”

Quer dizer: além de não conseguir o pretendido adiamento, a defesa de Lula enfiou dentro do processo uma manifestação vinda do tribunal de segunda instância informando que “a inicial acusatória está suficientemente instruída.” Significa dizer que, vencida a fase dos depoimentos e das chamadas alegações finais, Sergio Moro poderá produzir uma sentença. Espera-se que Lula tenta algo a oferecer além da esperteza dos advogados.

Atualização feita às 18h39 desta terça-feira (9): o mesmo juiz Nivaldo Brunoni indeferiu o pedido da defesa de Lula para gravar, com equipe própria, as imagens do interrogatório de Lula. O magistrado considerou a petição inusitada e ilógica. ”As gravações de audiência já passam de uma década e, até hoje, nunca transitou por este tribunal inusitado pedido, tampouco notícia de que a gravação oficial realizada pela Justiça Federal tenha sido prejudicial a algum réu”, anotou.

* * *

10 maio 2017 FULEIRAGEM

RONALDO – JORNAL DO COMMERCIO (PE)

A CONFISSÃO DE LULA?

Lula e o PT vivem um dilema, enquanto ele tenta de todas as maneiras escapar da cadeia e manter o patrimônio arrolado as nossas custas eles (o PT) tentam sobreviver politicamente às eleições de 2018.

Para terem sucesso só há um caminho, manter o mito vivo. O mito de Lula, o salvador dos pobres, Lula o invencível, Lula nos braços do povo. E para isto, para manter o mito vivo, ele e eles não medem esforços, dinheiro e mentiras.

Só que o dinheiro acaba rápido, ainda mais quando se está alijado do poder e com as torneiras das empreiteiras fechadas pela Lava-jato.

As mentiras, cada vez mais descaradas e descuidadas, atentam contra a lógica e não convencem mais quase ninguém. O povo deixou de ser burro, as redes sociais minimizam a ação dos ‘formadores de opinião’ e os pseudo-intelectuais estão sendo reconduzidos a suas insignificâncias, em breve se limitarão a vociferar bobagens sem sentido somente dentro dos muros das Universidades Públicas que os abrigam.

Portanto o esforço delle (os dois eles são propositais), deles, dos militontos, da imprensa a soldo e do resto da catrefa e canalhada tornou-se uma tarefa hercúlea.

Mas eles continuam plantando estórias e versões, tentando enganar incautos e inflamar sua corja. Mantendo assim vivo o discurso dos presos políticos, do perseguido dazelites. Hoje não cola mais.

Mas este discurso poderá sim ser ressuscitado e colar no futuro. Temos de deixar as coisas bem claras para enterrar de vez esta sucia que acabou com o país.

Lula não é burro, sabe que politicamente acabou, mas tenta cacifar-se como ‘elegível’ para tentar negociar uma saída menos danosa para a sinuca de bico que se enfiou pela própria safadeza.

O PT tenta sobreviver agarrado com e pelas esquerdas brasileiras e por outros (sindicalistas, servidores públicos, movimentos sociais) que de forma simbiótica com o partido parasitaram o país por longos 13 anos.

Mas Lula não tem saída, ou melhor, tem apenas uma saída. Este caminho, esta saída não vai safar-lhe da cadeia, nem preservar o patrimônio do qual se adonou, mas poderia salvar o mito.

Para isto Lula deveria estar imbuído de grandeza cívica e CONFESSAR seus mal-feitos, seus crimes, fazer um mea culpa ante o Brasil. Deixando detratores e seguidores de bocas abertas. Não o fará não tem caráter ou hombridade para isto.

Um Estadista, um homem cívico ou um patriota o fariam. Mas não Lula. Lula é um corrupto, vagabundo e egoísta que a vida toda só pensou no seu bem estar. É um parasita, aproveitador que gosta do bom e do melhor, só isso.

Nunca teve senso cívico, noção de dever patriótico, honradez, caráter ou um mínimo amor pelo Brasil. Apenas aproveitou as oportunidades que os incautos lhe deram e infelizmente logrou-nos ao alcançar o cargo de mandatário máximo de nossa sofrida pátria. Pior nos desdenhou impingindo goela abaixo aquela senhora desqualificada chamada Dilma.

Lula nos fez de bobos, riu da nossa cara, escarrou naqueles que puseram em suas mãos o futuro. Tivesse um traço de Estadista na alma ou pingo de vergonha na cara assumiria o que fez e o que deixou fazer e confessaria tudo.

Não os têm! Não o fará!

Tivemos sim no Brasil Estadistas, homens que tinham defeitos e virtudes e que no final mostraram-se grandes homens em um ato digno. Atos estes muitas vezes esquecidos em nossa história oficial, por nossos historiadores, sempre mais preocupados em formar militância e idolatrar terroristas como Marighela.

Dom Pedro II, grande Estadista, absteve-se de lutar por seu trono após o golpe da proclamação da República para evitar um banho de sangue. Se tivesse resistido dificilmente perderia o trono.

Getúlio Vargas, em que pesem grandes feitos na área eleitoral e trabalhista (hoje defasados e necessitando mudanças mas fundamentais à época), também estava sob a mira da oposição e da sociedade, agonizava no Poder ao qual havia voltado nos braços do povo após ser deposto em 1946. Era acusado de corrupção, de ser mandante de assassinatos, de querer implantar uma nova ditadura. O que fez?

Foi homem! Honrado, mostrou o homem cívico, o Estadista que era e deu sua vida pelo Brasil. Se tivesse resistido teria sido deposto e preso, colocariam-no na prisão e seria esquecido ou pior lembrado como corrupto. Mas sacrificou-se pelo país, com a vida. Deixou a vida para entrar na história.

Virou lenda! Ele sim o maior presidente que o Brasil já teve (e olha que não sou Getulhista).

Outros tentaram como Jânio que jogou e perdeu. Renunciou para voltar fortalecido, nos braços do povo. Esqueceu de combinar e o povo virou-lhe as costas. Desta burrada adveio a ditadura militar e outras mazelas.

Dilma, aquela senhora, ela também poderia ter renunciado e poupado o país de um agravamento agudo da crise. Mas não! A teimosia, a arrogância e a burrice lhe foram péssimos conselheiros e ela tentou resistir condenando todo o país e aqui estamos. Mas não perde por esperar pagará por seus atos junto ao seu criador em Curitiba, em breve.

E Lula? Como disse, se fosse um estadista, se tivesse senso cívico ou patriotismo, se fosse homem…confessaria.

Assumiria seus erros, de seus pares e partido. Com seu testemunho apaziguaria o Brasil, iniciaria uma grande mudança no país. Seria o grande passo rumo ao futuro, transformando esta numa grande Nação.

Se confessasse Lula tornar-se-ia o grande Estadista e Líder que nunca foi, nem será!

Mas não o fará! Pois não tem o estofo dos grandes homens, é um rato.

Terá sua chance amanhã diante de um grande homem, diante de um homem de caráter e senso cívico invejáveis. Terá sua chance amanhã ante Sérgio Moro.

Mas não o fará! Não é homem, não tem moral, não tem senso cívico vai se comportar como a ratazana egoísta que sempre foi.

Pensará no seu lado, como sempre, danem-se os outros.

Vamos Lula! Faça-me morder a língua. Faça-me admitir que errei ao julgá-lo. Pelo bem do Brasil, CONFESSA!

Duvido!

10 maio 2017 FULEIRAGEM

AMARILDO – A GAZETA (ES)

O ENCONTRO MARCADO

Hoje é o dia que o ex-presidente Lula tanto lutou para adiar: chegou a hora da jararaca beber água. Rejeitado pelo Tribunal Regional Federal o pedido para que houvesse novo adiamento do encontro marcado, o juiz Sérgio Moro recebe o depoimento de Lula sobre seu relacionamento com a empreiteira OAS, o apartamento tríplex do Guarujá e o sítio de Atibaia.

Há um Carnaval fora de época em Curitiba. Segundo a Polícia Federal, 60 ônibus de petistas chegaram à cidade. Há também o pessoal do MST de Foz do Iguaçu, que foi chegando aos poucos. E os parlamentares: metade da bancada de deputados federais (cerca de 30 em 58), nove senadores de um total de 11. Não se sabe exatamente quem pagou os ônibus, as refeições dos militantes, seus símbolos de luta (facões e foices em quantidade foram apreendidos pela Polícia curitibana). Já sobre o pagamento de passagens aéreas, hospedagem e alimentação dos dirigentes petistas não há qualquer dúvida: quem paga os caríssimos parlamentares é nosso caro leitor.

Gleisi Hoffmann em Curitiba

Gilberto Carvalho, que fez parte dos governos de Lula e Dilma, diz que a militância petista está em Curitiba apenas para manifestar solidariedade a Lula, e que não haverá qualquer tumulto. Mas há gravações do dirigente de um partido de ultraesquerda a respeito da boa oportunidade de iniciar uma rebelião popular em Curitiba. E o senador Tião Viana sugeriu a Lula que desacate Sérgio Moro, para ser preso e politizar de vez o julgamento.

Dia D…

Lula enfrenta uma situação difícil no depoimento: os empresários Emílio Odebrecht, Marcelo Odebrecht, José Carlos Bumlai e Léo Pinheiro, da OAS, mais o marqueteiro João Santana e sua esposa Mônica Moura, fizeram delações que o deixam mal. Delação não é prova; é apenas uma pista para facilitar as investigações. Mas, se as delações forem mentirosas, seus autores estarão sujeitos a pesadas penas, das quais só estariam livres se tivessem contado a verdade. Por isso, boa parte dos petistas recomendou que se tentasse transferir a discussão jurídica para o lado político, em que Lula se apresentasse como candidato à Presidência perseguido pelas elites. É o que vem sendo feito: Lula e seus defensores conseguiram até, algumas vezes, irritar o juiz Sérgio Moro, para caracterizá-lo como inimigo.

…Hora H

Do ponto de vista da defesa, a politização do caso é correta, até porque Lula tem insistido num único argumento para defender-se: o de que nada do que usufrui é de sua propriedade, pertence a amigos que o convidam. Mas há um obstáculo: se condenado na primeira instância pelo juiz Sérgio Moro, num julgamento que pode ocorrer rapidamente (o depoimento de hoje é um dos últimos do processo), e tiver a sentença confirmada pelo Tribunal Regional Federal, em segunda instância, poderá ser preso imediatamente; e, de qualquer forma, como “ficha suja”, será inelegível. A defesa de Lula apostou nos adiamentos, para que a candidatura seja oficialmente lançada antes do julgamento do recurso. Ficaria difícil, politicamente, condená-lo: pareceria que a condenação só teria como objetivo impedir que ele se candidatasse. Mas, se a condenação em segunda instância for mais rápida, seria impossível sacramentar a candidatura.

Relembrando

O colunista Ricardo Noblat, repórter que há muitos anos acompanha a movimentação política em Brasília, conta a seguinte história: “Em dezembro de 1989, poucos dias após a eleição do presidente Fernando Collor de Melo, o deputado Ulysses Guimarães (PMDB-SP), ex-condestável do novo regime, almoçava no restaurante Piantella, em Brasília, quando entrou a cantora Fafá de Belém, amiga de Lula. ‘Como vai Lula?’, perguntou Ulysses. Fafá passara ao lado dele o domingo da sua derrota para Collor. E contou: ‘Lula ficou muito chateado, mas começamos a beber e a comer, os meninos foram para a piscina e ele acabou relaxando’. Ulysses quis saber: ‘Tem piscina na casa de Lula?’ Fafá explicou: ‘Tem, mas a casa é de um compadre dele, o advogado Roberto Teixeira’. Ulysses calou-se. Depois comentou com amigos: ‘O mal de Lula é que ele parece gostar de viver de obséquios’. Na mosca!”

Roberto Teixeira e Lula: bons amigos

Só Lula? E Aécio?

Renato Duque, ex-diretor da Petrobras, citou em sua delação premiada uma série de histórias altamente desfavoráveis a Lula. Mas não falou só de Lula: disse que ganhou o cargo (no qual comandou alentado esquema de propinas, pixulecos e acarajés) após uma disputa que foi resolvida pelo então chefe da Casa Civil e homem-forte do Governo Lula, José Dirceu.

Segundo Duque, Dirceu disse que o candidato que concorria com Duque não poderia ser nomeado, porque era uma indicação de Aécio Neves, do PSDB. E Aécio já tinha conseguido dele, Dirceu, a nomeação de um aliado na Petrobras, então não levaria outro cargo. Aécio Neves. Pois é.

10 maio 2017 FULEIRAGEM

SPONHOLZ – JORNAL DA BESTA FUBANA

* * *

Nota do Editor:

Sponholz, um dos maiores chargistas brasileiros e cujos trabalhos são publicados em grandes páginas deste país, colocou meu nome ao lado do dele quando assinou esta charge aí de cima.

Fiquei ancho que só porra!!!!

Obrigadão do fundo do coração, seu cabra arretado!

10 maio 2017 A PALAVRA DO EDITOR

ENQUETE FUBÂNICA – RESULTADO

O Data Besta informa os números de mais uma pesquisa inútil patrocinada por esta gazeta escrota.

A Editoria do JBF, comovida e feliz, agradece aos 167 participantes que deram sua peruada.

Os que não votaram que se preparem: Chupicleide vai rogar uma praga da porra!!!

10 maio 2017 FULEIRAGEM

MICHELÂNGELO – CHARGE ONLINE


© 2007 Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa