DISPARADA

Jair Rodrigues nasceu em fevereiro de 1939.

Encantou-se há três anos, em maio de 2014, aos 75 anos de idade.

Neste vídeo, ele canta a música Disparada, de Geraldo Vandré:

26 maio 2017 FULEIRAGEM

AMORIM – CHARGE ONLINE

CÍCERO TAVARES DE MELO – RECIFE-PE

Caro editodos Luiz Berto:

Recentemente, em a PALAVRA DO EDITOR, PRISÃO DOMICILIAR PAJARACAL, o nobre editor fez referência a uma música desse brega-cult cearense chamado Falcão. Oportunidade Única, a casa do caralho onde Lapa de Ladrão ficar quando for para prisão domiciliar!

NINGUÉM SE ILUDA!

Por trás da figura brega, da voz de taquara rachada, está um severo crítico das situações político-sociais!

Esta música mesmo é uma crítica ao sistema habitacional brasileiro, leia-se Programa Minha Casa Minha Dívida. Intensificada na gestão Lulão e Dilmão, dois bandidões!

O Falcão é um gênio.

Ele foi capaz de criticar abertamente os movimentos LGBTs, e ninguém teve cérebro para perceber isso e chamá-lo de homofóbico!!!

Qualquer dúvida, ouçam HOLLYDAY FOI MUITO e A SOCIEDADE NÃO PODE VIVER SEM AS PESSOAS.

26 maio 2017 FULEIRAGEM

SPONHOLZ – JORNAL DA BESTA FUBANA

26 maio 2017 JOSELITO MÜLLER

AÉCIO NEVES SE FILIA AO PT

BRASÍLIA – Em encontro realizado na tarde de hoje na Granja Comari, o ex-presidente do PSDB, Aécio Neves, surpreendeu seus correligionários ao anunciar sua filiação ao Partido dos Trabalhadores.

O anúncio se deu após o ex-tucano se reunir o o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva.

“O COMPANHEIRO AÉCIO TEM MUITO A CONTRIBUIR COM O PT, INCLUSIVE PODE NOS AJUDAR A ENSINAR COMO COMBATER A CORRUPÇÃO”, DECLAROU LULA.

Na saída, Aécio foi ovacionado por membros da CUT e do MST, que o chamavam de guerreiro do povo brasileiro.

“ISSO DEMONSTRA MAIS UMA VEZ QUE A LAVA JATO SÓ TEM COMO OBJETIVO PREJUDICAR O PT E SEUS LÍDERES, COMO É O CASO AGORA DO COMPANHEIRO AÉCIO NEVES”, DECLAROU SERGINHO DO DCE, ESTUDANTE DE 51 ANOS, QUE SE FEZ PRESENTE AO LOCAL.

26 maio 2017 FULEIRAGEM

NICOLIELO – JORNAL DE BAURU (SP)

O FAROESTE CABOCLO DOS IRMÃOS BATISTA

Nesta quarta-feira, o site BHAZ publicou um vídeo em que a história de Joesley e Wesley Batista é contada com uma paródia da música Faroeste Caboclo, da Legião Urbana. Vale a pena assistir para entender um pouco mais a trajetória dos donos da JBS:

26 maio 2017 FULEIRAGEM

DUKE – JORNAL O TEMPO (MG)

NO TEMPO DO MEU PAI

Hoje, dia 26 de maio, é o aniversário de um amigo muito querido, uma figura humana pela qual tenho um carinho muito especial. Trata-se de Maciel Melo, jovem de 55 anos de idade, um dos maiores nomes da cultura nordestina contemporânea. Vamos ouvi-lo cantando um belíssimo samba de latada intitulado “No tempo do meu pai“. Uma composição cuja letra é do colunista fubânico Xico Bizerra  e a música é da dupla Anastácia-Dominguinhos.

Parabéns, seu cabra malasombrado!

Maciel Melo e este Editor tietando o amigo

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

26 maio 2017 FULEIRAGEM

MÁRIO – TRIBUNA DE MINAS

MUITA ARTE, MUITO AMOR

Comentário sobre a postagem BEIJO DO DESENLUTO

Paulo Maia:

“E agora?

Arte não é coisa de disputa (embora tantos a confundam com esporte)… mas é de se provocar: qual dos poetas descreveu quem ama mais???

No mesmo dia Vinícius de Moraes em SONETO DO AMOR TOTAL na coluna HORA DA POESIA x Jessier Quirino em BEIJO DO DESENLUTO…

É muita ARTE…

É muito AMOR…”

* * *

Jessier Quirino e Vinicius de Moraes

26 maio 2017 FULEIRAGEM

SPONHOLZ – JORNAL DA BESTA FUBANA

DEZ MESTRES DO IMPROVISO E UM FOLHETO DE LANDRO GOMES DE BARROS

Manoel Xudu

O homem que bem pensar
Não tira a vida de um grilo
A mata fica calada
O bosque fica intranqüilo
A lua fica chorosa
Por não poder mais ouvi-lo

* * *

Valdir Teles

Pai vinha de São José
Com uma bolsa na mão
Minha mãe abria a bolsa
Me dava a banda de um pão
Porque se desse o pão todo
Faltava pro meu irmão.

* * *

Nonato Costa

Quem compete com os anos perde a luta
Sem nenhum artefato de defesa,
Pois o fórum de Deus ganha a disputa
Decretando a falência da beleza,
As madeixas caindo a pele verte,
Não tem creme hidratante que conserte,
E nenhum tipo de plástica que ajude,
Na agência bancária do futuro
O presente começa a pagar juro
Do empréstimo que fez na juventude.

* * *

Mariana Teles

O levantar da cabeça
É sempre a melhor saída
Passar por cima dos baques,
Molhar com pranto a ferida,
Sem cansar, nem pedir pausa,
Na queda se enxerga a causa
Dos recomeços da vida!

* * *

João Paraibano

Branca, preta, pobre e rica,
Toda mãe pra Deus é bela;
Acho que a mãe merecia
Dois corações dentro dela:
Um pra sofrer pelos filhos;
Outro pra bater por ela.

* * *

Zé Melancia

Já fui cantador destemido
Cantador de alta classe…
Já cantei face a face
Com poeta garantido…
Com rima e verso medido,
Na matéria e em repente,
Quem fui eu antigamente,
Quem estou sendo hoje em dia,
Só resta da melancia
A casca e uma semente

* * *

Cícero Vieira da Silva

Nasci numa cordilheira
Numa casa muito ruim,
As telhas eram de capim
E a porta era uma esteira;
No pé de uma ladeira
Foi onde fizeram ela
Se um gato subisse nela
Só faltava derribar…
Antes da chuva chegar
Já chovia dentro dela.

* * *

Otacílio Batista

Fazer o bem é perdido,
fazer o mal não convém,
entre a maldade e o bem,
quem faz o bem é traído.
Eu não fui compreendido,
quando tive compaixão
de quem me estendia a mão,
desejando ser feliz:
A quem mais favor eu fiz
Só me fez ingratidão.

 * * *

Francisco Caetano

Meu dom é dado por Deus
Quando eu morrer ele fica
Eu sou pobre igual a Jó
Mas a minha rima é rica
Possui o gosto da fonte
Do olho d`água da bica.

* * *

Oliveira de Panelas

Quando o óvulo fecundo acelerado ,
Gira o sangue com toda hemoglobina,
Nisso a mãe necessita proteina
Para dar a seu filho encarcerado
Onde todo o destino foi marcado
Logo após o contato conjugal
Na primeira carícia sensual;
O espírito na carne se mistura,
O destino de cada criatura
É traçado no ventre maternal.

* * *

AS PROEZAS DE JOÃO GRILO – Leandro Gomes de Barros

João Grilo foi um cristão
que nasceu antes do dia
criou-se sem formosura
mas tinha sabedoria
e morreu depois da hora
pelas artes que fazia.

E nasceu de sete meses
chorou no bucho da mãe
quando ela pegou um gato
ele gritou: não me arranhe
não jogue neste animal
que talvez você não ganhe.

Na noite que João nasceu
houve um eclipse na lua
e detonou um vulcão
que ainda continua
naquela noite correu
um lobisomem na rua.

Porem João Grilo criou-se
pequeno, magro e sambudo
as pernas tortas e finas
boca grande e beiçudo
no sitio onde morava
dava noticia de tudo.

João perdeu o pai
com sete anos de idade
morava perto de um rio
ia pescar toda tarde
um dia fez uma cena
que admirou a cidade.

O rio estava de nado
vinha um vaqueiro de fora
perguntou: dará passagem?
João Grilo disse: inda agora
o gadinho de meu pai
passou com o lombo de fora.

Clique aqui e leia este artigo completo »

26 maio 2017 FULEIRAGEM

VERONEZI – GAZETA DE PIRACICABA (SP)

A CAMINHO DO HEXA, LULA QUER ENSINAR A COMBATER A CORRUPÇÃO

Em pouco mais de 13 anos de governo, foram 26 ministros envolvidos em escândalos de corrupção

Lula assinou as medidas provisórias 471/2009 e 512/2010, que estão sob suspeita de terem sido compradas por esquema de corrupção

Denunciado pela força-tarefa da Lava Jato pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, desta vez cometidos durante as obras no sítio em Atibaia que lhe pertence, mas não é dele, Lula tem tudo para virar réu pela sexta vez. Consumada a façanha do ainda penta, ele vai alcançar o status de hexa com que a Seleção Brasileira de Futebol continua sonhando. Em homenagem à proeza, a coluna recorda algumas façanhas que enfeitam a trajetória campeã:

Joesley e Wesley Batista, donos da JBS, compraram quase 2 mil políticos e dezenas de partidos durante os governos do PT – graças aos bilhões de reais que ganharam do BNDES por determinação de Lula e Dilma Rousseff.

O Mensalão aconteceu no governo Lula.

O Petrolão aconteceu no governo Dilma.

A corrupção foi institucionalizada durante os governos do PT.

José Dirceu, Antonio Palocci, Guido Mantega, João Santana, Gleisi Hoffmann, Fernando Pimentel e outras celebridades do submundo do crime são coisa do PT.

Michel Temer é coisa do PT.

Em pouco mais de 13 anos no poder, o governo lulopetista teve três ministros da Fazenda. Joaquim Levy caiu fora depois de 11 meses. Antonio Palocci permanece preso em Curitiba. Guido Mantega, graças ao desempenho relatado nos depoimentos colhidos nas delações premiadas da Odebrecht e, agora, nas da JBS, pode em breve fazer companhia ao antecessor. Os sete chefes da Casa Civil estão submersos em bandalheiras. Tudo somado, já são 26 os ex-ministros envolvidos em escândalos de corrupção.

Deve ser por isso que, neste 20 de maio, durante a cerimônia de posse dos novos integrantes do diretório municipal de São Bernardo do Campo, Lula disse que “o PT pode ensinar a combater a corrupção” (assista ao vídeo abaixo). Sem dúvida. Pelo menos de corrupção ele entende como ninguém. Lula poderia começar a aula inaugural dando voz de prisão a ele mesmo.

26 maio 2017 FULEIRAGEM

J. BOSCO – AMAZÔNIA JORNAL (PA)

MÚSICA AO REDOR DO MUNDO

Míriam Makeba (1932-2008)

* * *

01 – Japão – Sukiyaki – (Rokusure Ei/H.Nakamura) – Kyu Sakamoto – 1962

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


02 – México – Me Voy P`al Pueblo – (Mercedes Valdés) – Trio Los Panchos – 1956

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


03 – Itália – Cose Della Vita – (Piero Cassano/A.Cogliati) – Eros Ramazzotti – 1993

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


04 – USA – Jambalaya – (Hank Williams) – Brenda Lee – 1956

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


05 – Inglaterra – Green Green Grass of Home – (Curly Putman) – Tom Jones – 1966

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


06 – Espanha – Baila me – (G.Kings) – Gipsy Kings – 1991

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


07 – Grécia – La Danse de Zorba – (Mikis Theodorakis) – Dalida – 1965

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


08 – África do Sul – Pata Pata – (Ragovoy/Makeba) – Míriam Makeba – 1967

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


09 – Portugal – Olhos Castanhos – (A.Coelho/F.José) – Francisco José – 1951

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


10 – Argentina – Garufa – (Juan A.Collazo/V.Soliño/R.Fontaina) – Julio Sosa – 1958

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


11 – Paraguai – Índia – (J.Flores/O.Guerrero) – Trio Cristal – 1952

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


12 – França – Ça Serait Beau – (F.Gerald/R.Anthony) – Richard Anthony – 1966

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


13 – Cuba – Oye Este Mambo – (Lino Frias) – Bienvenido Granda Y La Sonora Matancera – 1950

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


14 – Rússia – Moskau – (R.Siegel) – Dschinghis Khan – 1979

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


15 – Argélia – El Arbi – (Cheb Khaled) – Khaled – 2000

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


16 – Brasil – Delicado – (Waldir Azevedo) – Baby Consuelo & Ademilde Fonseca – 1985

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

26 maio 2017 FULEIRAGEM

SID – CHARGE ONLINE

JACOB FORTES – BRASÍLIA-DF

POVO QUE NÃO SONHA SE LIQUIDA

Não é apenas o provimento de bucho que sustenta um povo, mas também os sonhos. Tire os sonhos de um povo e o verá apagado, sem ânimo, abatido, fechado em si, emurchecido.

Não é de data moderna o sentimento de pesar dos brasileiros por se acharem impedidos de sonhar. O pesar surge sob a forma de doença. Essa doença, síndrome do confisco de sonhos, fora engendrada pelos corruptos. Os sonhos, pelo seu papel singular, são, por assim dizer, o estímulo, os estribos invisíveis do povo. Por mais que não se possa tocar nos sonhos eles são a entidade em que todos confiam para segredar propósitos, aspirações. São os sonhos que minimizam a crua realidade dos percalços; fazem o povo crer ser possível obrar feitos. Sem eles, no entanto, o povo chega a descrer de si mesmo. No dizer do poeta, “os sonhos são igualmente os brotos: vão rebentando e se abrindo em floradas”. Assim como a água da rega alegra as verduras, o povo carece dos borrifos de sonhos para não perder o viço, não emurchecer.

Há decênios os corruptos não fazem outra coisa senão privar os brasileiros dos seus sonhos. Essa prática abominável de confisco enseja alguns mínimos questionamentos: por que será que esses honoráveis patifes, de paletó e gravata, preferem que suas memórias à posteridade contenham o timbre da canalhice, das malfeitorias? Será que no íntimo das consciências dessa chusma de salteadores não há um pugilo de remorso pelas impiedades que cometem contra os brasileiros e o Brasil? Que escarmento merecem esses solenizados calhordas por se haverem na continuada prática de despojar esses bens tão preciosos, os sonhos? Será que as súplicas dos brasileiros contra a ação nociva dessa irmandade biltre têm sido insuficiente, de pouco fervor? Que oração, em nível de recurso, se pode evocar para fazê-los emendar-se; demovê-los do nefando vício de expropriar os sonhos do povo?

Compulsando o catálogo dos rogos sugiro que comecemos pelo miserere, (salmo 51, da Bíblia), indicado para fazer aflorar a piedade alheia. Não surtindo o efeito desejado, e levando em conta não existir no Brasil o suplício capital, (e o fato de que as penas de reclusão lhes parecem água benta e os presídios escritórios para recalcitrar no crime) sobrerresta propor a criação de medida de espessura; aditar as leis penais, (hoje, brandas, românticas), de modo a que surjam normas de dentes afiados, mais imperativas, austeras, que cominem penas de maior acrimoniosidade.

Tivesse o Brasil severidade contra saqueadores, lesas-pátrias, não estaria claudicando nessa aridez, mas em radiante prosperidade, com seu terreiro limpo, desinfetado e, é claro, um gabinete dentário em cada esquina, além de metrôs de fazer a inveja sofrer.

Até quando essa malta lançará ao rosto do Brasil e de sua gente essa afronta? Até quando o povo gemerá debaixo de pedágio, escorchante, que sustenta o apetite de esponja dos ladravazes do Brasil? É perpétua a validade do alvará que permite a essa confraria de morcegos – uns anafados, outros de papadas pletóricas – vexar sadicamente o povo tal qual o gato faz o rato padecer?

Sentir-me-ei regiamente gratificado se tudo que deixei dito neste texto chegar às famílias dos corruptos, nomeadamente às suas mães; que não os tiveram para o crime.

“Os sonhos nos põem para além das nossas dimensões”.

26 maio 2017 FULEIRAGEM

ELVIS – AMAZONAS EM TEMPO

26 maio 2017 JOSIAS DE SOUZA

LULA E CIA. DEVERIAM SEGURAR OS SEUS RADICAIS

Lula e as forças políticas, sindicais e sociais que gravitam ao seu redor dançam algo muito parecido com a coreografia da insensatez. Nesta quarta-feira um elenco de arruaceiros marchou sobre a Esplanada à procura de encrenca. Exigiam a queda de um presidente que já está no chão. E guerreavam contra reformas que flertam com o arquivo. Perderam o nexo. Para não perder também a viagem, brigaram com a polícia e destruíram o patrimônio público.

Foi como se os devotos de Lula enxergassem a Esplanada dos Ministérios como uma loja de louças hipertrofiada. Marcharam em direção ao Congresso Nacional como uma manada de elefantes. A isto foram reduzidos os apologistas de Lula: elefantes itinerantes. Ora estão em Curitiba, ora na Avenida Paulista, ora em Brasília. Falta-lhes, porém, um rajá, isto é, um líder que os monte, apontando-lhes a direção e contendo-lhes os modos. Lula ainda não se deu conta, mas a hora é de moderação.

A Lava Jato transformou a briga entre o petismo e seus rivais numa gincana de sujos contra mal lavados. Lula roça as grades de Curitiba. Aécio Neves assiste ao funeral de sua carreira política em rede nacional. Temer virou caso para estudo: o primeiro político da história a se tornar ex-presidente ainda na Presidência. Num ambiente assim, quebra-quebra disfarçado de protesto, além de ser um crime, é um erro.

Lula faria um favor a si mesmo e ao país se segurasse seus radicais. Permitir que militantes dancem desgovernados é o mesmo que cutucar a sociedade com o pé para ver se ele morde. O brasileiro já parou de abanar o rabo para os políticos faz tempo. Não demora e começa a morder.

26 maio 2017 FULEIRAGEM

FERNANDES – DIÁRIO DO ABC (SP)

FAÇA-SE A VONTADE DO LEITOR

Comentário sobre a postagem ORGULHO CÍVICO

Leo Cavinati:

“Editor, lamento contrariá-lo.

Em geral eu concordo com tudo o que postas aqui nas páginas escrotas deste abestalhado jornal.

Escolheste a música errada.

Na minha humilíssima opinião, caberia aqui, nada mais nada menos, do que o “vai tomá no cú oficial”.

* * *

26 maio 2017 FULEIRAGEM

JARBAS – DIÁRIO DE PERNAMBUCO

A INTERNA

Dona Seráfica, antiga professora de Inglês de um Colégio de freiras, em uma cidade do interior nordestino, era muito querida pelas alunas, inclusive as internas. Nessa época, o internato era visto como uma espécie de castigo, a que os pais ricos submetiam as filhas insubordinadas. Geralmente, a história de cada aluna interna estava relacionada a um namoro precoce, ou uma paixão, que os pais queriam interromper a qualquer preço.

Dona Seráfica lecionou nesse Colégio nos idos de 56/70. Pelo seu modo maternal de tratar as alunas, era sempre procurada por elas, quando queriam conversar sobre algum problema pessoal. Isso acontecia durante o recreio e no intervalo das aulas. Com o tempo, a professora tornou-se uma espécie de confidente e orientadora das alunas, especialmente as internas.

Como mãe de cinco filhos, e de natureza boníssima, a professora sabia compreender a alma das alunas e tinha prazer em conversar com elas.

Por outro lado, as religiosas eram austeras e tratavam as alunas com muito rigor. Não havia entre elas conexão de amizade. Eram respeitadas e temidas por todas, em virtude dos castigos que costumavam aplicar.

Rosa, uma das filhas de Dona Seráfica, era colega de classe de Zuíla, a aluna interna, vinda da capital. Certa vez, ao terminar a aula, Rosa já se dirigia à saída do Colégio, quando, correndo, Zuíla a alcançou e pediu-lhe para entregar a Dona Seráfica uma carta, em um envelope fechado. Em seguida, a interna voltou ao interior do Colégio. Imediatamente, Irmã Florinda, uma religiosa alta e carrancuda, temida pelas alunas por seu modo grosseiro de tratá-las, gritou o nome de Rosa no portão do Colégio, ordenando que lhe devolvesse a carta de Zuíla:

– Devolva essa carta, Rosa! Você não vai levar carta de Zuíla pra ninguém! Você vai ser suspensa!!!

Ao ouvir a voz da detestável freira, Rosa, no vigor de seus 13 anos, de um fôlego só, desembestou em uma carreira, da porta do Colégio até a casa de sua mãe, a professora Dona Seráfica. Os gritos escandalosos da Irmã Florinda foram uma verdadeira convocação para que quase todas as freiras saíssem em disparada, correndo atrás de Rosa, para tomar-lhe a carta à força.

Dona Seráfica, que estava deitada e febril, assustou-se com a chegada brusca de Rosa, que lhe entregou a carta de Zuíla e lhe avisou que as freiras vinham correndo em seu encalço para tomá-la. Cinco minutos depois, a maratona das freiras esbarrou no portão, num verdadeiro escarcéu. Cada qual que gritasse mais alto, pedindo a carta de volta.

Quando Dona Seráfica ouviu o barulho, apareceu ao portão com a carta na mão, ao lado da filha Rosa e lançou o desafio:

– A carta da minha aluna está aqui, e eu quero ver qual de vocês terá o atrevimento de tomá-la da minha mão! Amanhã vou levar ao conhecimento da Madre Superiora esse ato ignóbil! Vocês não são dignas de vestir esse hábito de freira!

E as franciscanas, lideradas pela Irmã Florinda e completamente murchas, voltaram ao Colégio.

26 maio 2017 FULEIRAGEM

ED CARLOS – CHARGE ONLINE

O EXÉRCITO DE BADERNEIRO BATEU EM RETIRADA

  


© 2007 Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa