WALDIR CALMON E SUA ORQUESTRA & OS VELHINHOS TRANSVIADOS

Waldir Calmon e Sua Orquestra: faixas extraídas do LP “Samba…Alegria do Brasil” de 1956.

Os Velhinhos Transviados: faixas extraídas do LP “Os Velhinhos Transviados” de 1962.

* * *

01 – Na cadência do samba – (Luiz Bandeira) – Waldir Calmon e Sua Orquestra

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


02 – Las Secretárias – (Pepe Luiz) – Os Velhinhos Transviados

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


03 – Rio de Janeiro – (Ari Barroso) – Waldir Calmon e Sua Orquestra

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


04 – Nós, os carecas – (Arlindo M.Junior/Roberto Roberti) – Os Velhinhos Transviados

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


05 – Brasil Moreno – (Ari Barroso/Luiz Peixoto) – Waldir Calmon e Sua Orquestra

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


06 – Pierrô apaixonado – (Noel Rosa/Heitor dos Prazeres) – Os Velhinhos Transviados

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


07 – Exaltação à Bahia – (V. Paiva/C. de Garcia) – Waldir Calmon e Sua Orquestra

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


08 – Patrícia – (Perez Prado) – Os Velhinhos Transviados

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


09 – Na Baixa do Sapateiro – (Ari Barroso) – Waldir Calmon e Sua Orquestra

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


10 – Fica comigo esta noite – (A.Moreira/N.Gonçalves) – Os Velhinhos Transviados

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


11 – Aquarela do Brasil – (Ari Barroso) – Waldir Calmon e Sua Orquestra

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


12 – Chuá, Chuá – (Pedro S.Pereira/Ari Pavão) – Os Velhinhos Transviados

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


13 – Canta Brasil – (Alcir P.Vermelho/David Nasser) – Waldir Calmon e Sua Orquestra

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


14 – Trabalhar eu não – (Aníbal Alves de Almeida) – Os Velhinhos Transviados

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


15 – Isso é Brasil – (José M.de Abreu/Luiz Peixoto) – Waldir Calmon e Sua Orquestra

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


16 – Diz que tem – (Haníbal Cruz/Vicente Paiva) – Os Velhinhos Transviados

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

11 agosto 2017 FULEIRAGEM

JORGE BRAGA – O POPULAR (GO)

11 agosto 2017 PERCIVAL PUGGINA

A INTERNAUTA MILITANTE

A moça tem um cortejo de seguidores e funciona, naquele grupo, como uma professora de História do Brasil que preferisse o Paleolítico. Ataca as Grandes Navegações, as usinas hidrelétricas, o capitalismo e o “brutal bloqueio” norte-americano a Cuba. Ela descobriu que os coxinhas tiraram a Dilma para “botar o Temer lá” porque ele é o chefe da quadrilha e a Dilma ia estourar o ponto. A cada frase dessas, a galera esgota o estoque daquelas figurinhas “emojis” com palmas, socos, braços musculosos, polegares erguidos, sorrisos e corações. Juro que vi até um burrinho, mas foi coisa de alguém que clicou errado.

Na opinião dela, o Temer tem que sair. É um imperativo moral. Tão imperativo moral quanto a prisão de Sérgio Moro, a absolvição imediata de Lula em todos os processos, a execução de Eduardo Cunha, a volta de Dilma, a proscrição da Rede Globo e a capitalização da Carta Capital em joint venture com o BNDES. Posta diante da questão – “Tirar o Temer para pôr quem?” – ela estufa o democrático busto e pede eleições gerais.

Grande ideia! Para funcionar, há que:

1º) mudar a Constituição;

2º) alterar todos os prazos já definidos;

3º) redigir e aprovar as leis complementares necessárias para regrar o pleito;

4º) feito isso, esperar que o TSE redefina as muitas questões que lhe cabe normatizar a cada eleição;

5º) obter do governo a liberação dos tais R$ 3,6 bi ditos imprescindíveis ao financiamento público da campanha.

Sobre o fulano que vai presidir a República durante esse tempo eu só sei que se não for “companheiro” a tal internauta estará na rua com um cartaz “Fora fulano”.

Se o Congresso Nacional abraçar a solução proposta pelo elevado discernimento político da moça, é certo que a eleição fora de prazo vai acontecer realmente fora de prazo, lá por 2020. Fica a dica para Maduro, que está muito a fim de evitar uma eleição direta censitária.

Por falar nisso, ela é fã do Maduro. Encanta-se com aquele jeito de Mussolini de opereta e com o vocabulário “bolivariano” de 500 palavras. E está indignada (deve ter ouvido orientações de Gleisi Hoffmann) com as críticas que os coxinhas fazem ao camarada ditador da Venezuela sem terem ido lá para ver o que “realmente está acontecendo”. No post seguinte, de modo coerente, recomendou ler o que se escreve lá fora sobre o Brasil.

Tentei explicar que a Câmara dos Deputados não julgou e menos ainda absolveu Michel Temer; esclareci que cabia àquela Casa apenas definir se convinha ou não ao país que o presidente viesse a ser julgado pelo STF naquele momento. E afirmei que novos fatos ou diferentes circunstâncias poderão, no futuro, recomendar decisão diferente. Foi a conta! Recebi um página inteira de emojis malcheirosos e fui bloqueado. Não consegui dizer que em 2005 e 2006, quando estourou o mensalão e a Orcrim se tornou conhecida, 33 pedidos de impeachment de Lula foram protocolados e arquivados na Câmara dos Deputados. Nenhum de parlamentar. Por quê? Os políticos sabiam que havendo eleição logo adiante, um processo de impeachment complicaria a cena eleitoral, administrativa e econômica. As responsabilidades criminais seriam tratadas na Ação Penal 470, no devido tempo e no foro adequado. O que de fato aconteceu. Quem quer o circo pegando fogo está noutro lugar e com a vida ganha.

11 agosto 2017 FULEIRAGEM

NICOLIELO – JORNAL DE BAURU (SP)

NICOLAU CERANTULA – ANDRADINA-SP

Berto,

Veja esta cagada do senador Humberto Costa, que você denomina de Pato Rouco, e a resposta certeira de Magno Malta.

Um tapa sem luva.

Saudações paulistas!

R. Caro leitor, o vídeo a que o senador Magno Malta se refere neste seu discurso aí em cima, vídeo no qual Lula confessa que entregou o ouro negro brasileiro para o índio cocalero boliviano, o facínora Evo Morales, está lá no final desta postagem.

Lapa de Canalha abriu as pernas e entregou tudo de mão beijada. Nunca a palavra “entreguismo” foi tão bem empregada.

Note um detalhe no vídeo abaixo: Lapa de Corrupto começa sua diarreia oral dizendo “eu quero confessar pra vocês…“.

Enfim, ele confessou o pecado que cometeu contra a nossa pátria e contra os legítimos proprietários da maior estatal deste país, nós brasileiros, estatal que hoje está completamente arrasada pela fúria corrupcional da quadrilha vermêio-istrelada.

Na primeira parte do vídeo aí de cima, quando Pato Rouco fala em “golpe parlamentar“, se referindo a uma procedimento legal e previsto na Constituição – e que foi seguido à risca pelo parlamento brasileiro ao meter o pé na bunda da Vaca Peidona -, eu fico a imaginar o que tem na cabeça o eleitor babaca que dá seu voto a um canalha deste porte.

E estes idiotas que votaram nele são meus conterrâneos aqui de Pernambuco….

Putz…

Eu fico simplesmente pasmo ao constatar que ainda tem neguinho que acredita e louva este cabra safado chamado Lula e os meliantes que o cercam.

É phoda!!!

Quando eu penso que este mega-corrupto passivo, penta réu, com prisão já decretada, foi presidente de Banânia por duas vezes, eleito e reeleito, chega me dá um frio na barriga.

Como diz a letra de um famoso frevo pernambucano, “é de fazer chorar“.

11 agosto 2017 FULEIRAGEM

AMARILDO – A GAZETA (ES)

PRODIGALÍSSIMOS MILAGRES

Muitas vezes, fé demais (o cacófato é intencional) não cheira bem. Torna-se razão de desconfiança. A proliferação de igrejas e a consequente avalanche de milagres, por exemplo, do jeito que as coisas vão chegará o dia de sobrar templos mas faltar fiéis.

Na pouco falada Igreja Plenitude do Trono de Deus, diga-se, as promessas de paraíso – e não necessariamente o paraíso celeste – se sucedem ante um simples toque no pé da augusta bispa Ingrid Duque, mulher do apóstolo Agenor Duque que, segundo se propala, já teria ressuscitado uma pessoa. Trata-se do líder espiritual daquela igreja, etéreo embora sempre atento aos assuntos terrenos, como o Ferrari e o jato particular que possui.

Daí, sempre que os seguidores buscam soluções para os seus problemas o milagre tem seu preço. Afinal, alguém já sentenciou que templo é dinheiro, e para o rogo do milagre alcançar o Todo-Poderoso há que ter muita fé, mas, por via das dúvidas, também dinheiro.

Para tal, sentada numa poltrona a bispa deixa os pés ao alcance do seu rebanho, lembrando que para alcançar a graça basta o fiel tocar no seu (dela) pé descalço mas, que a fórmula só funciona com uma oferenda mínima de R$ 100,00.

Curioso é que os sagrados pés bispais estão edemaciados, apesar de ela garantir não ser problema renal, mas apenas retenção de líquidos, calor ou talvez gordura localizada. Não estariam eles intumescidos de curas? Afinal, capaz de curar dor de cabeça, enxaqueca e até impotência, a bispa é a panaceia universal.

11 agosto 2017 FULEIRAGEM

J. BOSCO – AMAZÔNIA JORNAL (PA)

FERNANDO ANTÔNIO GONÇALVES – RECIFE-PE

Gente amada:

No meu site Um Eterno Aprendiz, inserimos uma nova janela chamada SOBRE O AQUI E O ALÉM, contendo textos e informativos sobre a Doutrina Espírita. Que deverá ser semanalmente ampliada, respeitadas as crenças de cada um.

Para os que desejam apreender mais a codificação explicitada pelo Allan Kardec, a leitura dos textos em muito favorecerá a caminhada de muitos na direção de um aprimoramento interior.

Na janela SOBRE O AQUI E O ALÉM, exporemos ainda comentários sobre a Doutrina Espírita, com as reflexões que se fizerem necessárias. Esperamos que muitos ampliem suas “enxergâncias”, livrando-se dos procedimentos mágicos que apenas consolidam as rédeas criadas pelos poderosos. Afinal de contas, foi o próprio Homão da Galileia quem disse “Se tiveres fé fareis coisas melhores que eu.

Bom proveito para todos!!

Obrigado pela atenção.

As colaboração serão sempre benvindas!!

11 agosto 2017 FULEIRAGEM

FERNANDO – JORNAL DA CIDADE DE BAURU (SP)


STAND-UP COM POESIA

EU QUERIA SER PLURAL

No abraçar, no beijar,
No riso, nas lágrimas,
No toque, no olhar,
Na cama ao deitar,
No leito, do meu jeito…
Eu queria tanto, tanto
E de tanto eu querer
Acaso eu não consiga
Quero você, do mesmo jeito.

ANTES DOS OLHOS

Sempre projetei meus olhos
Para chegar antes de mim
Mas, como estava escuro
Eu tropecei em você
Chegando antes dos olhos
Acho, foi melhor assim

PENA DA PENA

Não me dá pena quando a pena
Seca pra dar vida ao poema.
Mas, me dá pena quando a pena
Seca pra não dar vida a cena.
Aí dá dó.

BAÚ DE POESIA

Levei alguns anos
Para descobrir a senha
Secreta da minha essência
Foram apenas alguns dias
Para perdê-la novamente.
Hoje amargo a agonia
Sem saber aonde se esconde
O meu baú de poesia.

O POETA

Na aridez dos meus dias
Eu não tenho fome de pão
Minha fome é de poesia

11 agosto 2017 FULEIRAGEM

OLIVEIRA – CHARGE ONLINE

11 agosto 2017 DEU NO JORNAL

TÁ EXPLICADA A DEMÊNCIA MENTAL

A ditadura de Nicolás Maduro, herdeiro político de Hugo Chávez na Venezuela, que para o PT é o “farol do socialismo”, empobreceu aquele país a tal ponto que o comércio com o Brasil despencou de mais de US$ 6 bilhões para US$ 1,3 bilhão por ano, segundo revelou o ministro Aloysio Nunes (Relações Exteriores). Os dados são de 2016.

A expectativa é que ao final de 2017 o resultado seja ainda mais trágico. 

Venezuela sofre a chamada “tempestade perfeita”: grave crise política, grave crise econômica e grave crise humanitária.

No terceiro trimestre de 2016 o Brasil exportou para a Venezuela cerca de US$ 980 milhões; representa queda de 60% em relação a 2015.

Sem divisas e sem mercado, economia em frangalhos, as importações venezuelanas caíram quase 90% no primeiro semestre de 2017.

* * *

Se Nicolás Maduro faliu um país, então tá explicado porque Lula e o seu bando idolatram o cruel tiranete do país vizinho.

Arrombar e arrasar um país é o tipo de atividade que seduz a elite petralha e a sua militância vermêia.

Um assassino que é unanimemente execrado e condenado por todas as nações democráticas do mundo, que recebeu condenação pública de órgãos internacionais e que causa horror a qualquer pessoa civilizada, tinha que ser mesmo canonizado pelos psicopatas vermêios.

De uma turma que idolatra desde Stalin, passando por Fidel Castro, até chegar em Kim Jong-un, não se poderia mesmo esperar outra coisa.

11 agosto 2017 FULEIRAGEM

J. BOSCO – O LIBERAL (PA)

DEZ MESTRES DO IMPROVISO E UM FOLHETO DE COLUNISTA FUBÂNICO

jo_patriota

Poeta cantador Jó Patriota (Jan/1929 – Out/1992)

Jó Patriota

Quando a dor se aproxima
Fazendo eu perder a calma
Passo uma esponja de rima
Nos ferimentos da alma.

Eu nasci em Itapetim
Lugar onde o camponês
Nunca estudou matemática
Nunca aprendeu português
Mas sabe fazer um verso
Que Castro Alves não fez.

* * *

Maria Rafael dos Anjos Ferreira (Rafelzinha)

Quem quiser sentir saudade
Faça do jeito que eu fiz
Deixe seu torrão natal
Sem querer como eu não quis
Saia por necessidade
Que depois você me diz

Para fazer como eu fiz
Não precisa ter coragem
Depende da precisão
Fazer de tudo embalagem
Se subir num caminhão
Chorar durante a viagem

Foi de cortar coração
Na hora da despedida
Saí de onde nasci
Pra terra desconhecida
Por contraste a incerteza
De arrumar o pão da vida

Foi na hora da partida
Quem assistiu lamentava
Era bem de tardezinha
Uma chuva se formava
Para o lado do nascente
Ai era que eu chorava.

Quanto mais longe eu ficava
Mais a saudade crescia
Olhava tanto pra trás
Que o pescoço me doía
Pra ver se ainda avistava
A casa que eu residia

Era tão grande o meu pranto
Que Joãozinho se comovia
De vez em quando eu olhava
Me ajeitava, me pedia
Lelê não chore tanto
Nós vamos voltar um dia.

* * *

Espedito de Mocinha

Eu nasci e me criei
Aqui nesse pé de serra
Sou filho nato da terra
Daqui nunca me ausentei
Estudei não me formei
Porque meu pai não podia
Jesus filho de Maria
De mim se compadeceu
E como presente me deu
Um crânio com poesia.

* * *

Oliveira de Panelas

Por este espaço onde moro
Meu sonho é tão colorido
Que eu tenho a doida impressão
Que ele foi construído
Por várias tintas confusas
De um arco-íris mexido.

* * *

Chico Alves

A ema tem ligeireza
Seja no claro ou na luz
Possui asas mas não voa
É parente de avestruz
E pesa setecentos gramas
O ovo que ela produz.

* * *

Inácio da Catingueira

Tenho pena de deixar
A Serra da Catingueira
A Fazenda Bela Vista
A maior dessa ribeira
O Riacho do Poção,
As quebradas do Teixeira.

* * *

João Paraibano

Poesia uma das flores
Que só Deus beija a corola
Joia que a mão não segura
Se aprende sem escola
Imagem que a gente amarra
Com dez cordas de viola.

* * *

Valdir Teles

Minha mulher já brigou
Com minha própria cunhada,
Chamou a irmã safada
Porque me cumprimentou.
Inda ontem perguntou
Por que é que essa cadela,
Só vem na minha janela
Quando você se apresenta?
Eita mulher ciumenta
Essa que casei com ela!

* * *

Lourival Batista

Sua vida inda está boa
A minha é que está ruim
Que você tá no começo,
Eu já tô perto do fim;
Tô perto de ficar longe
De quem tá perto de mim.

* * *

Assis Coimbra

Eu vou mandar construir
Cadeia para corrupto,
Pois pra mim é um insulto
Essa laia progredir.
E de lá só vão sair
Para o “roubo” devolver.
Depois eu torno prender,
Esse bando de safado,
Que muito já tem roubado,
Faça igual que eu quero ver.

* * *

MARCOS MAIRTON

O ADVOGADO, O DIABO E A BENGALA ENCANTADA

Meus amigos e amigas
O caso que eu vou contar
Ocorreu em Fortaleza
Na calçada de um bar:
Fingindo ser meu amigo
O diabo bebeu comigo
E depois não quis pagar.

Eu era advogado
E tinha uma mania
De segunda a quinta-feira
Trabalhava noite e dia
Mas não fazia segredo
Sexta parava mais cedo
E uma cerveja bebia.

Assim, numa sexta-feira
Estava anoitecendo
Eu saíra do trabalho
E estava no bar bebendo
Quando um sujeito chegou
Da mesa se aproximou
E foi logo me dizendo:

– Boa noite cidadão,
Posso me sentar aqui?
Pra ouvir sua conversa
E você também me ouvir?
Tomarmos uma cerveja
Comer um pouco que seja
Desse feijão com pequi?

Clique aqui e leia este artigo completo »

11 agosto 2017 FULEIRAGEM

MYRRIA – A CRÍTICA (AM)

11 agosto 2017 DEU NO JORNAL

PERDERAM MAIS UMA

Amanda Acosta

Na medida em que impetram recursos e sofrem derrotas, os advogados de Lula vão se enfraquecendo e perdendo toda a credibilidade.

Incompreensível como os causídicos não percebem. A situação piora quando o recurso é inapropriado para o caso.

Há poucos dias, quando Cristiano Zanin percorreu um tribunal em Brasília, ele próprio ficou incomodado. Risadinhas generalizadas acompanharam a sua caminhada. O advogado visivelmente foi motivo de chacota. Um funcionário teria disparado: ‘mais um recurso do engomadinho’.

Nesta quarta-feira (9) um novo pedido de Lula foi negado. Um Habeas Corpus. Mais um.

O ex-presidente pretendia que fosse declarada a suspeição do juiz Sérgio Moro, por sua postura durante audiência de instrução em uma das ações penais da Lava Jato.

Os advogados do ex-presidente afirmaram que Moro teria permitido ofensas de uma testemunha a Lula; feito provocações e debochado da defesa após o fim do depoimento, quando o equipamento de filmagem já estava desligado; e proibido ilegalmente a gravação de audiências sem sua prévia autorização.

O ministro foi taxativo, negou e ainda deu um ‘puxão de orelha’ na defesa, que, segundo ele, utilizou o recurso errado para situações desse tipo, ponderando que existe meio apropriado para corrigir eventuais equívocos processuais.

Em suma, o Habeas Corpus não é o meio apropriado.

Um erro infantil, que qualquer estagiário de direito poderia detectar.

Convém que Zanin e Teixeira em suas próximas investidas, consultem os estagiários de seu escritório.

11 agosto 2017 FULEIRAGEM

SPONHOLZ – JORNAL DA BESTA FUBANA

ADAIL AUGUSTO AGOSTINI – ALEGRETE-RS

Caro Editor:

Segundo o site Phys.orgum asteroide de, no mínimo, o tamanho de uma casa vai passar raspando pelo nosso planeta, amanhã, dia 12 de outubro de 2017, segundo a Agência Espacial Europeia. O objeto espacial vai passar a uma distância de 44 mil km da Terra, ou seja, a um pouquinho mais longe do que a dos nossos satélites estacionários (36 mil km) que retransmitem os sinais de rádio, TV, Internet e outros.

Essa distância é de apenas 1/8 da órbita da lua, que gira a 380 mil km do nosso planeta.

Sabemos com certeza que não há possibilidade do objeto atingir a Terra”, diz Detlef Koschny, que faz parte do grupo de pesquisadores de “Objetos Próximos da Terra” da Agência Espacial Europeia (ESA).

Não há perigo algum”, reitera.

O asteroide é chamado 2012 TC4, e passou pela Terra em 2012 a uma distância de 88 mil km e desapareceu de vista. Ele tem entre 15 e 30 metros de diâmetro, e viajava a uma velocidade de 14km/s – ou sejam, 50.400 km/h – quando foi avistado. Na época, astrônomos esperavam que ele voltasse a passar perto da Terra, mas não sabiam quão perto.

Agora, o Very Large Telescope do European Southern Observatory (ESO), no Chile, conseguiu localizar novamente o asteroide, a 56 milhões de km de distância de nós e determinar sua trajetória.

Está bastante próximo”, diz Rolf Densing, que lidera o European Space Operations Centre em Darmstadt (Alemanha).

Essa proximidade toda seria uma oportunidade perfeita para testar o sistema de defesa da Terra, que no momento está mais focado em alertas precoces do que em desvios de asteroides.

Uma nota da ESA diz que observar os movimentos do TC4 é “uma ótima oportunidade para testar as habilidades internacionais de detecção e acompanhamento de objetos próximos da Terra e analisar nossa habilidade de respondermos juntos a uma ameaça real de um asteroide”.

Asteroides são corpos que sobraram da formação do nosso sistema solar há 4,5 milhões de anos. Apesar de haver milhões deles, a maioria está em um cinturão entre as órbitas de Marte e Júpiter. Mas há os cuja órbita passa perto demais da Terra.

Lembremo-nos que um asteroide um pouco maior do que TC4, de 40 metros de diâmetro, causou o maior impacto recente na Terra quando caiu na Sibéria em 30 de junho de 1908, em Tunguska.

A queda desse asteroide provocou uma grande explosão, avaliada em 1.000 vezes a da bomba atômica lançada em Hiroshima, devastando uma área, em torno, de 2.150 km2 – menos de 1/10 da de Alagoas ou quase 1/10 da de Sergipe, derrubando mais de 80 milhões de árvores, e provocando um terremoto de 5 graus – de um máximo de 10 – na escala Richter.

Em 15 de fevereiro de 2013, um meteoro de 20 metros explodiu na atmosfera acima de Cheliabinsk, no centro da Rússia, e a energia resultante da explosão foi de 30 bombas atômicas de Hiroshima. A onda de choque resultante quebrou janelas de quase 5 mil prédios, e os estilhaços machucaram mais de 1.200 pessoas. O meteoro pegou todo mundo desprevenido.

Se um objeto do tamanho do TC4 entrasse na atmosfera da Terra, poderia ter um efeito muito maior do que o do evento de 2013, segundo a ESA. A diferença é que o meteoro daquele ano era um pedaço de cometa e era constituído de gelo, por isso se dissipou na atmosfera.

Já um asteroide é formado de material sólido, em sua maioria ferro, por isso não se despedaçaria com a mesma facilidade.

Caso o asteroide TC4 fosse se chocar com a Terra, a agência espacial teria que enviar um alerta geral, com tempo suficiente, para que a população – da região próxima do ponto de impacto – fugisse, e que ficasse longe das janelas e portas para evitar ferimentos com vidro e madeira.

Densing, que já criticou a falta de defesa da Terra em caso de algum impacto com asteroide, diz que está tranquilo em relação a este.

Porém, ele nos faz pensar sobre o que vai acontecer da próxima vez. Eu ficaria mais confortável se nós tivéssemos mais tempo de preparação. Eu me sentiria um pouco mais confortável se nós … tivéssemos um pré-aviso mais longo.”, diz ele.

Relembremos o impacto – e o clarão – do meteoro na atmosfera sobre a Rússia em 2013:

Um baita abração,

Desde o Alegrete- RS,

11 agosto 2017 FULEIRAGEM

CHICO CARUSO – O GLOBO

DEMOCRACIA É ISSO AÍ

Depois de conversar com Chávez em forma de passarinho, Maduro descobre que os oposicionistas mortos cometeram suicídio

“A direita continental rompeu as regras do jogo e da convivência”.

Nicolás Maduro, depois de uma conversa a dois com o passarinho que se apresenta como reencarnação de Hugo Chávez, atribuindo a uma misteriosa entidade conhecida pelo codinome “direita continental” o fechamento do Congresso, a prisão de 359 adversários da ditadura venezuelana e a morte de mais de 120 manifestantes oposicionistas nos últimos quatro meses.

11 agosto 2017 FULEIRAGEM

MARIANO – CHARGE ONLINE

O POETA E A VIDA – Anderson Braga Horta

“A alma galopa no corcel da vida,
em peregrinação áspera e dura.
Se alguma vez colhe uma rosa pura,
de toda hora é a chaga dolorida

de um espinho, de um seixo. Ah! que na lida
deste viver uma canção não dura!
Logo do tempo a trágica urdidura
vai deparar-lhe a dor, fera dormida.”

Assim falou, desiludidamente,
o sábio. Mas o poeta, alma risonha,
a plenitude da beleza sente:

arranca ao fado a máscara tristonha,
e entre os vaivéns da sorte oscila ardente…
e sofre e chora, sim… mas canta e sonha!

11 agosto 2017 FULEIRAGEM

THIAGO LUCAS – CHARGE ONLINE

11 agosto 2017 DEU NO JORNAL

SEGURANÇA BANÂNICA

Uma empresa de segurança e vigilância de valores em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife, foi assaltada na noite desta quinta-feira (10).

Apesar de não ter um número exato, o proprietário estima que cerca de 100 armas foram levadas pelos homens.

* * *

Uma empresa de segurança e vigilância de valores, que é encarregada da segurança e da vigilância dos seus clientes, é assaltada.

E tem roubado os seus valores, os seus instrumentos de trabalhos, 100 armas.

Só mesmo no Recife.

Só mesmo em Banânia.

11 agosto 2017 FULEIRAGEM

J. BOSCO – O LIBERAL (PA)

11 agosto 2017 JOSIAS DE SOUZA

LULA COMPARA PARTIDO A TIRADENTES: “PT É IMORAL”

À espera do julgamento do recurso judicial que pode convertê-lo em ficha-suja, Lula realizou nesta quarta-feira mais um ato de sua campanha fora de época. Postulante ao posto de vítima, discursou à noite para petistas de Franco da Rocha (SP). Disse que os ataques que lhe fazem são endereçados, na verdade, ao PT. E comparou a legenda a ninguém menos que Tiradentes. “O PT é imortal”, declarou a certa altura.

Disse Lula: “Esse país teve um homem chamado Tiradentes, que ousou começar a organizar o povo para lutar pela independência do Brasil. […] E resolveram matar esse cara. Mataram o cara, esquartejaram o cara, salgaram a carne dele e penduraram no poste, pra ninguém esquecer. O que aconteceu de verdade? O fato de você matar a carne não significa que você matou as ideias. E as ideias de independência desse país continuam…”

Mesmo sabendo que ninguém mais desconhece que os dois maiores escândalos da República – o mensalão e o petrolão – têm origem no seu reinado, Lula acredita que ainda pode dizer o que bem entender. Construiu um enredo de fábula. Nele, o PT é uma agremiação imaculada, que resiste às supostas tentativas de esquartejamento político.

“Desde dezembro de 2014 que eu disse que eles estavam querendo criminalizar o PT”, disse Lula, antes de emendar que, no vaivém das estatísticas, o partido continua ostentando “32% da preferência nacional” a despeito dos escândalos. “Eles precisam perceber que o PT é imortal, porque o PT é um conjunto de ideias. Não vão conseguir destruir o PT porque a ideia que o PT significa é muita coisa. […] O povo aprendeu a pensar com a sua cabeça, não quer mais ser mandato, não quer ser coadjuvante. Passou a ser sujeito da história.”

Lula fala das conquistas do seu governo sem mencionar que o poste Dilma Rousseff, eletrificado por ele um par de vezes, desfez tudo o que seu criador considera ter feito. Se Deus escolhesse um lugar para viver, não ousaria escolher senão o Brasil idealizado de Lula. Como não pode, o próprio Lula o substitui.

Condenado a nove anos e meio de cadeia por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, Lula fala como se o país inteiro estivesse disposto a pegar em lanças caso a Justiça se atreva a passá-lo na chave. “Se o problema é tentar evitar que o Lula seja candidato, isso não é problema. O problema do Brasil não é o Lula, são os milhões de lulas que existem nesse país – mulheres, homens e crianças que aprenderam a ter confiança.”

Lula insinua que sua punição prejudicaria “204 milhões de habitantes desse país.” O todo-poderoso do petismo lamenta tanta injustiça: “O que eu não acho justo é tentar prejudicar o país inteiro…” O orador ensinou à plateia que brigar por ele é como brigar por si próprio.

“A briga não é minha. A briga é nossa”, disse Lula. “Vocês têm sempre que ter em mente: eu não sou eu, eu sou o resultado de vocês. Eu sempre disse: eu sou o resultado do crescimento da consciência política do povo brasileiro.”

Esse mesmo tipo de lero-lero estimulou a ilusão de que o impeachment de Dilma incendiaria as ruas. Depois, propagou-se a fantasia de que o país entraria em combustão se Lula fosse condenado. Dependendo do veredicto do TRF-4, sediado em Porto Alegre, o grande líder logo perceberá que o pior tipo de solidão é a companhia dos presos da Lava Jato, em Curitiba. (Assista no vídeo abaixo o ato petista de Franco da Rocha. O discurso de Lula começa aos 7min52s)

11 agosto 2017 FULEIRAGEM

SPONHOLZ – JORNAL DA BESTA FUBANA

11 agosto 2017 DEU NO JORNAL

CHIFRES E PIXULECOS VERMÊIO-ISTRELADOS

A senadora Gleisi Hoffmann, presidente do PT, e seu marido, o ex-ministro Paulo Bernardo, vão sentar no banco dos réus pela primeira vez no próximo dia 28 de agosto.

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, marcou o depoimento no processo em que o casal é acusado de ter recebido R$ 1 milhão desviados da Petrobras para a campanha ao Senado em 2010.

A denúncia foi feita e acolhida em setembro do ano passado. A acusação é baseada nas delações do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa e do doleiro Alberto Youssef.

O dinheiro foi pedido por Paulo Bernardo ao ex-diretor da Petrobras.

* * *

Gleisi Ventinha foi a escolha mais coerente que o proprietário do PT, o também réu Lula, fez pra gerenciar seu estabelecimento: uma ré que consta na lista de propinas da Odebrecht.

Codinomes Amante e Coxa.

Eu acho que o codinome mais coerente seria No-Meio-das-Coxas

Se a gente fosse somar cada centímetro de pajaraca que ela já levou no furico e na bacurinha, daria pra mais de 171 quilômetros.

Chifreira e Chifrudo no carro adquirido com os pixulecos gerados por desvios da Petrobras; o teto do veículo tem proteção contra arranhadura de gaias

11 agosto 2017 FULEIRAGEM

DUKE – O TEMPO (MG)

O CASO DOS 3 CANIBAIS

Era só mais um caso de uso irregular de cartões de crédito. As câmaras da Chico Bijuterias revelaram Jorge Beltrão como principal suspeito. Numa compra de cinco reais. Em 11 de abril de 2012, o delegado Wesley Fernandes de Oliveira dirigiu-se à casa dele com um mandado de busca e apreensão. Chegou lá e encontrou, no pequeno terraço da frente, apenas uma menina que nem seis anos tinha. Disse “bom dia”. Silêncio. Foi até mais perto. Alisou aqueles cabelos mal penteados e perguntou onde estava seu pai. “Saiu”. O delegado mostrou foto de mulher, a dona do cartão, e perguntou se conhecia. “Painho mandou ela pro inferno”. Agora foi ele quem ficou mudo. A criança continuou: “Você quer ver a cabeça dela?”. Disse isso, pôs a boneca de lado e foi até o quintal. Nos fundos da casa. E apontou, com o dedinho, onde foi enterrada: “Está aqui”.

A cena se passou em Garanhuns, agreste meridional de Pernambuco. A 230 quilômetros do Recife. A cidade foi palco das três maiores tragédias já ocorridas no estado. Como se fosse maldição. O primeiro caso se deu há 100 anos, em 14 de janeiro de 1917. É conhecido, nos livros de História, como “A Hecatombe de Garanhuns”. Informada que seu marido – e prefeito eleito de Garanhuns -, Júlio Brasileiro, havia sido assassinado no Recife, a viúva, Ana Duperron, avisou que não receberia pêsames. E disse palavras ainda hoje lembradas: “Não derramarei nenhuma lágrima, se as outras não derramarem. E só vestirei luto depois que as outras vestirem”. Prenunciando mais viúvas que, por mãos dela, em breve seriam suas companheiras de infortúnio. […] Inimigos políticos na cidade, 18, acabaram mortos na cadeia pública. […] Nessa noite, a viúva Duperron se vestiu de preto. Fez o velório de seu marido. E chorou por muitos dias.

O segundo caso começou há 70 anos. Quando o bispo de Garanhuns, dom Francisco Expedito Lopes, deu ordens a um padre namorador de sua jurisdição, Hosana de Siqueira e Silva. Para desalojar, de sua casa, uma prima – ou sobrinha, ou protegida, ou lá o que fosse – por ele sustentada, Maria José Martins. Manda quem pode. O padre fez o que lhe mandaram. Obedece quem tem juízo. Muito contrariado. […] Em 16 de junho de 1957, Hosana dirigiu-se ao Colégio Santa Sofia. Onde morava dom Expedito. Para tomar satisfações. Depois de rápido bate-boca, mudou de ideia e deu-lhe três tiros na barriga. […] Depois de ter sido excomungado, e de cumprir pena, Hosana construiu pequena capela. Onde rezava missas diárias. Sem o prazer de ver um único fiel nas suas pregações. E sem notícias de se o Senhor, por conta de tão poucas rezas, terá perdoado tão grave crime. Em 7 de novembro de 1997, com 85 anos, também Hosana foi assassinado. A golpes de porrete na cabeça. Não se sabe por quem. Nem a polícia jamais teve qualquer interesse em descobrir.

Mas nenhum desses casos teve o impacto, nem despertou tanto interesse, nem provocou tanta indignação, como o caso dos 3 canibais. Que matavam mulheres e, para se purificar, comiam suas carnes – coxas, nádegas, braços. Os restos servindo como recheios para empadas e coxinhas de galinha, vendidas nas ruas.

NOTA. Início de conto que está no livro “Grandes Crimes”, da editora Três Estrelas (Folha/SP). Lançado agora na FLIP, em Paraty.

11 agosto 2017 FULEIRAGEM

CLAYTON – O POVO (CE)

NÉLIO SANTANA – SANTA MARIA-RS

Stalin e a galinha

Em uma de suas reuniões, Stalin pediu que lhe trouxessem uma galinha. Agarrou-a forte com uma das mãos enquanto a depenava com a outra. A galinha, desesperada pela dor, quis fugir, mas não pôde. Assim, Stalin tirou todas suas penas, dizendo aos seus colaboradores: “Agora, observem o que vai acontecer”.

Stalin soltou a galinha no chão e se afastou um pouco dela. Pegou um punhado de grãos de trigo e, enquanto seus colaboradores viam, assombrados, como a galinha, assustada, dolorida e sangrando, corria atrás de Stalin e tentava agarrar a barra de sua calça, enquanto este lhe jogava uns grãos de trigo, dando voltas pela sala. A galinha o seguia por todos os lados.

Então, Stalin olha para seus ajudantes, que estão totalmente surpreendidos e lhes diz: “Assim, facilmente, se governa os estúpidos. Viram como a galinha me seguiu, apesar da dor que lhe causei?”

Assim é a maioria das pessoas, seguem seus governantes e políticos, apesar da dor que estes lhes causam, pelo simples gesto de receber um benefício barato ou algo para se alimentar por um ou dois dias.

11 agosto 2017 FULEIRAGEM

AMORIM – CHARGE ONLINE

A REDE

Dr. Calvino, um conceituado dentista de uma cidade do interior nordestino, resolveu se mudar para Natal, com esposa e filho. Queria que o menino estudasse no Colégio Salesiano.

Feita a mudança, a família foi morar em uma excelente casa, num bairro nobre de Natal.

Para trabalhar, o dentista alugou duas salas conjugadas, no primeiro andar de um prédio comercial, no bairro do Alecrim.

Na primeira sala, instalou seu consultório odontológico. Na segunda, mandou colocar armadores, onde mantinha sempre armada uma bonita rede, com o seu nome bordado na varanda. Como bom nordestino, gostava muito de rede e não desprezava a sesta depois do almoço.

Muito gordo e brincalhão, certa vez, Dr. Calvino recebeu em seu consultório, Dona Dalva, uma senhora de 65 anos, de quem era contraparente. Após um exame minucioso dos seus dentes, falou para a mulher que ela precisava extrair os cacos de dentes que ainda restavam e depois colocar uma prótese dentária móvel. Em suma, Dona Dalva precisava de dentadura postiça completa (superior e inferior). A mulher concordou e o tratamento foi iniciado.

Depois de extraídos os cacos que restavam dos dentes, e a gengiva da paciente já haver cicatrizado, foi tirado o molde e encaminhado ao protético. Chegou o dia da prova da dentadura superior. Dr. Calvino pôs a peça na boca de Dona Dalva, tentando encaixar, mas não houve jeito. Alguma coisa estava errada. Depois de outras tentativas, o dentista disparou num riso incontrolável e falou para a mulher:

– Dalvinha, pelo amor de Deus, me desculpe! Essa peça não é a sua. É a dentadura nova de Seu Antônio Santos. Ele este aqui hoje pela manhã para provar. Dona Dalva ensaiou uma crise de vômito.

Dias depois, as próteses dentárias de Dona Dalva ficaram prontas, e impecáveis.

Numa tarde de sexta-feira, por volta das 14 horas, Dr. Calvino atendeu um antigo paciente, para uma extração dentária. Aplicou o anestésico e recomendou que ele ficasse de boca aberta. Aguardando o efeito da anestesia, deitou-se na sua inseparável rede. Ainda com o estômago pesado do almoço, o dentista ia começando um cochilo, quando o senso de responsabilidade o chamou. Lembrou-se do paciente que o aguardava na cadeira, com o dente anestesiado e de boca aberta. Quis se levantar da rede, mas não pôde. Tentou diversas vezes, até que o armador se quebrou e a rede despencou no chão. A situação piorou ainda mais.

Dr. Calvino, sentindo dores horríveis na coluna e sem conseguir se levantar, pediu socorro ao paciente, que ainda o aguardava na cadeira, de boca aberta. Pediu-lhe que telefonasse para seu filho, para acudi-lo com urgência. Rapidamente, o rapaz chegou e providenciou uma ambulância para transportar o pai ao Pronto-Socorro. A queda da rede, por um triz não o deixou paraplégico. Dr. Calvino sofreu uma séria fratura da coluna vertebral e passou vários meses afastado da suas atividades profissionais.

11 agosto 2017 FULEIRAGEM

SPONHOLZ – JORNAL DA BESTA FUBANA

PAZ DO MEU AMOR

No “Viola, minha viola”, da TV Cultura, em 2012, Luiz Vieira canta de sua autoria “Paz do meu amor“.

11 agosto 2017 FULEIRAGEM

PATER – A TRIBUNA (ES)


© 2007 Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa