A FORÇA DO POVO

Enquanto nesse país
Pregarem desunião
Não vai ter povo feliz
Com força nessa nação.

Botam pobres contra rico
Qualquer patrão nessa luta
Não vale nada é um tico
Tacham de filho da puta.

E a classe politiqueira
Que ao rico pede propina
Dá esmola para o pobre
E a ser contra o rico ensina.

Se o povo for pau mandado
De político ladrão
Seguirá desgovernado
Sem mostrar força a nação.

Sei que força o povo tem
Se ele resolver lutar
Unido ele vai além
Basta só saber somar.

Nesse Brasil dividido
Reino de tantos ladrões
Se o povo não for sabido
Se lasca nas eleições.

2 comentários

    • Francisco Itaerço em 16 de Abril de 2018 às 15:38
    • Responder

    “Se o povo não for sabido/Se lasca nas eleições” , Minha querida poeta Dalinha, seus versos estão fantásticos, como sempre. Só não concordo com uma coisa, não há sabedoria que dê jeito, nós não temos opção.

    Um abraço amiga querida
    Itaerço
    Imperatriz-ma

    • violante Pimentel em 17 de Abril de 2018 às 21:37
    • Responder

    Parabéns pelos versos oportunos e verdadeiros, poeta Dalinha Catunda! O povo tem a memória curta e sempre “se lasca” nas eleições. rsrs
    Um abraço!

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.