16 abril 2018CHARGE SPONHOLZ



2 Comentários

  1. Sponholz, suas charges são maravilhosas, continue assim, seja áspero, contundente, foda o Lula do primeiro ao quinto invertido, o Brasil decente o apoia! Pela primeira vez, me sinto feliz com a derrocada de um criminoso.

  2. Meu caro Altamir PINHEIRO. Você está se especializando em mulher bonita. Depois de
    Florinda, Liz, Claudia, vem com uma cronica estupenda sobre a divina B.B.
    Vou te contar o que aconteceu comigo, quando a B.B. esteve em Buzios. Na época eu era ainda um rapaz novo e apaixonado pela BB. Morava no Rio (sou carioca) e quando soube que a Deusa B.B estava a apenas alguns quilometros do Rio, (Buzios é um balneário, dentro da cidade de Cabo Frio, no estado do Rio de Janeiro) não perdi tempo larguei tudo e me mandei para Cabo Frio, pra ver ” ao vivo ” a mulher maravilhosa que eu tinha visto no filme ” E Deus criou a mulher”. Nunca vi nada igual ao corpo nú perfeitíssimo da B.B. no filme. Não sei como o ator principal sobreviveu inteiro, depois de contracenar com a B.B completamente nua e absolutamente deslumbrante.
    Bem, cheguei em Cabo Frio e me mandei para Buzios, que na época era apenas uma praia de pescadores, não tinha nada, nenhuma infra estrutura. Procurei a B.B. como um detetive de cinema e não encontrei . Foi a maior frustração da minha vida. Mas mesmo assim eu acho que valeu a pena, pois fiquei próximo da B.B. por apenas algumas
    centenas de metros. Voltei a Cabo Frio e nem pude acreditar, tinha milhares de pessoas
    sem ter aonde ir, sem hotel, (todos lotados), sem comida, pois acabou toda a comida
    dos bares e restaurantes, mas nin guém queria voltar, na esperança de v islumbrar, mesmo ao longe a maior estrela da época. Eles guardaram-na muito bem, pois os homens ( e também muitas mulheres ) pareciam famintos antropófagos e Ela corria o risco de ser devorada pela multidão.
    Isto que estou contando é para você
    ter uma idéia do que foi a primeira visita da querida Brigitre Bardot ao Rio de Janeiro.
    Um abraço, e obrigado pela sua ótima crônica.

Deixe o seu comentário!


© 2007 - 2018 Jornal da Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa