COMPARSA BOTA NO FURICO DO CHEFE

* * *

Que notícia boa.

Foi abandonado até pelos comparsas.

Tá fudido!

Tá arrombado!

Vale uma música pra alegrar esta manhã de terça-feira.

 

5 comentários

Pular para o formulário de comentário

    • João Francisco em 8 de maio de 2018 às 08:55
    • Responder

    Tá sobrando pouca gente.

    É uma questão de tempo para ele começar a delatar tudo e todos.

    O Bicho é um frouxo, um X-9 e não tem têmpera para aguentar quieto.

    Se o Tófolli tem batom na cueca é bom botar as suas barbas de molho.

    Vai ser outro daqueles que era elogiado antes e depois passou a ser xingado.

  1. Será que algum General andou cochichando alguma coisa no ouvidinho do Tófi…???

    Não sei,é apenas uma dúvida banal.Afinal quem de nós dá uma guinada dessas indo contra um comportamento usual no dia a dia?

    Estranho,muito estranho,ou o mancebo andou fazendo um mea culpa.Caiu em si assim de repente?Crise de consciência?

    Melhor deixar pra lá…

    • Alamir Longo em 8 de maio de 2018 às 10:21
    • Responder

    Esse angu pode até ter caroço, mas mesmo assim comemoro:
    Aleluia! Aleluia!! Aaaaaaleluuuiaaaa!!!

    • Xico Bizerra em 8 de maio de 2018 às 12:28
    • Responder

    Jogada de Mestre de Fachim. Delegou à segunda turma o ônus de soltar Lula. A opinião pública não apoiaria a decisão e os ministros ficariam com o redondo na parede. Tem que ser muito macho pra soltar presidiário tão encalacrado. Restam Levianodovsky e Gilmar Boca de Coisa Boa. Serão machos?

    • Maurício Assuero em 8 de maio de 2018 às 12:38
    • Responder

    Eu vou pelo “esmola grande o cego desconfia”. Veio de Toffoli a ideia de enviar a delação da Odebrech para São Paulo, fato que criou uma celeuma no meio jurídico, alguns dizendo até que se o foro da causa for São Paulo, então a condenação de Lula seria invalidada. Anunciada a decisão, a defesa solicitou logo o envio do processo inteiro e pediu liminar até que fosse “pacificado” a questão do foro. Então, como uma “mão lava a outra”, isso pode ser uma orientação jurídica de como a defesa deve agir. Gilmar e Lewandoswki, devem votar pela soltura, afinal para eles lugar de delinquentes não é na cadeia.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.