O SÍTIO DE ATIBAIA

Já anunciei por mais de uma vez que Lula é vítima de uma armação oportunista e muito oportuna para delatores.

As empreiteiras sempre estiveram sedentas de fazer agrados a autoridades, para, como é sabido e como declararam mais de uma vez representantes e donos de empresas, estarem bem com os governantes, vale dizer, com presidentes da república, deputados, senadores, governadores, prefeitos, bem como seus satélites, ou seja, seus auxiliares com poder de influência.

Não necessariamente os favores envolvem contrapartida, embora a contrapartida, na forma de corrupção, seja freqüente.

A quem parte da convicção de que isso é impossível, cito vários fatos, dentre eles o de que inúmeras empresas têm feito doações de campanha a milhares de candidatos a cargos políticos sem que isso, em geral, represente toma lá dá cá; assim como verificou-se que no caso do processo do armazenamento dos bens de Lula não se configurou corrupção por troca de favores, mas apenas a disposição da empreiteira envolvida em colaborar.

É assim que, no caso de Lula, empreiteiras pretenderam sempre estar um passo à frente dos interesses dele. Dotados de agudo sendo de oportunismo, sabiam que Lula não só se mantinha ativo dentro da política, como deveria voltar a ser a autoridade máxima do País.

Isso, que aconteceu na embrulhada do apartamento triplex do edifício Solaris, no Guarujá, repetiu-se no armazenamento dos bens do ex-presidente levados da presidência quando de sua saída do cargo, por força da legislação própria, bem como no interesse de Lula de adquirir um terreno para instalação de nova sede para o Instituto Lula e no de adquirir um sítio, no caso o de Atibaia, para usufruir de um recanto sossegado para o descanso dele e de sua família.

Assim como Dilma Roussef nunca cometeu o crime de responsabilidade pelo qual foi afastada, Luiz Inácio Lula da Silva jamais praticou atos de corrupção pelos quais foi condenado e está sendo investigado e processado.

Como de costume, quando se trata de Lula acompanho de perto desde às acusações, às investigações e denúncias ao julgamento e, quanto a este em andamento, além de ler o noticiário, com as revelações sobre os atos processuais, assisto aos vídeos dos depoimentos e, finalmente, assim como li no caso do triplex, lerei atentamente a sentença.

É claro, parto do princípio, pelos antecedentes, pelo que conheço de Lula, embora jamais tenha estado com ele, de que ele é um homem honesto, sem ignorar as concessões próprias da política – mas isso é outra história.

Concluindo: no caso “Sítio de Atibaia” os vídeos dos depoimentos de arrolados pela defesa de Jorge Bittar, do qual ele tem a escritura, adiantam a defesa de Lula, começando pelo de Paulo Okamoto, que diz saber que Lula já teve a intenção de adquiri-lo.

Espero que as pessoas que pensam conhecer o assunto, sem, muitas vezes, nada saber a respeito dos fatos, façam como eu e, além de inteirar-se do material disponível, usem o tempo necessário para assistir aos vídeos.

1) Depoimento de Paulo Okamoto:

2) Depoimento de João Muniz Leite, contador de Fernando Bittar:

3) Depoimento de Fernando Luiz Pinheiro:

4) Depoimento de Rafael Elias da Costa Leite:

5) Depoimento do empresário Paulo Fernandes:

6) Depoimento de Jorge Miguel Samek:

Assim, quem sabe, opiniões pertinentes poderão ser construídas, alheias à pura paixão.

51 comentários

Pular para o formulário de comentário

    • Maurício Assuero em 8 de Maio de 2018 às 17:46
    • Responder

    Goiano merece título de cidadão de Atibaia. Lula está sendo processado por ocultação de patrimônio. Ou seja, a escritura está em nome Bittar, mas Lula é o proprietário. Vou lhe perguntar de novo, Goiano. Por que o irmão de Bittar telefonou para Lulinha pedindo autorização para fazer uma farra, no sítio? Basta vc explicar isso. Vamos ouvir o depoimento de Emílio Odebrecht, de Marcelo, do engenheiro que fez as obras, vamos perguntar que relação Bittar tem com a Odebrecht para ganhar aqueles investimentos, vamos pedir a ordem se serviços da instalação da torre de telefonia. A PF tem um laudo. Leia Goiano, assim vc entenderá o que está se falando sobre o sítio.

      • Goiano em 8 de Maio de 2018 às 22:02
      • Responder

      1) Os depoimentos da defesa de Bittar apotam para o fato de que Bittar é o proprietário do sítio, parecendo demonstrar que era ele quem comandava tudo por lá, de modo que Lula aparece como um conv idado habitual e importante.
      2) Se o irmão de Bittar telefonou para Lulinha pedindo autorização, tanto quanto seu, para levar um amigo ao sítio, duas certezas decorrem:
      a) o irmão de Bittar é um tirador de casquinha;
      b) Lulinha é o verdadeiro dono do sítio.
      3) Quando eu peguei uma casa na praia por empréstimo de um amigo para passar um fim de semana, o dono da casa, foi me visitar, tocou a campainha, só entrou quando eu o introduzi e comportou-se como um convidado, pedindo licença para ir ao banheiro dar uma mijada; graças a isso eu entrei na justiça e provei que o apartamento era meu. Amigos são para essas coisas.
      4) Vamos sim. Vamos ouvir os depoimentos e vamos analisar, partindo do princípio de que Lula mão é corrupto.

        • Maurício Assuero em 8 de Maio de 2018 às 22:43
        • Responder

        Muito bem. Lula não agiu assim. Botou fotos, pedalinhos com fotos dos netos, camisa do timão, ganhou lago, churrasqueira, coisas pessoais foram encaminhadas para o sítio, dona Marisa fazia compra na padaria e lá todo mundo sabia que ela era dona, enfim. Faltou se comportar como seu anfitrião. O laudo da PF diz que ele agia como dono. Perca tempo não. Leia o laudo e conteste Não foi feito por Moro, foi feito com toda isenção pela PF. Apresente argumentos contra o laudo

        • Chatonildo em 8 de Maio de 2018 às 23:58
        • Responder

        Você deixou a escova de dentes e os remédios que você e sua senhora no apartamento? Quantas vezes você ficou no apartamento? Quanto ao irmão do dono (de acordo com a escritura) do sítio pedir ao Lulinha autorização para ir ao sítio é esquisito pois isso significaria que o sítio estava emprestado todo o tempo para a família Lula. É verdade as empreiteiras faziam doações para vários políticos, mas nunca reformou (pelo que se sabe) apartamentos ou sítios dos outros políticos! Doaram “por dentro” e “por fora” para a maioria, senão a totalidade dos políticos antes das eleições, mas depois das eleições acho que fizeram só corrupção pura.

          • Goiano em 9 de Maio de 2018 às 18:16
          • Responder

          Veja, Chatô, o depoimento (suspeito, é claro) do Gilberto Carvalho, dizendo, dentre outras coisas, que os donos do sítio, mais que amigos da familia Lula, como todos declaram, o ofereceram para dona Marina Letícia para que “o usassem como quisessem”.

          https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2018/05/09/ex-ministro-diz-que-lula-estava-em-duvida-sobre-comprar-sitio-em-atibaia.htm

          O que está prestes a acontecer é que Moro, partindo das tuas, sim, das tuas, Chatô, ilações e suspeitas, considerar como prova direta, e em contraste com prova direta, indícios como prova concreta. Da mesma forma que fez condenando Lula a nove anos de cadeia, que o TRF 4 achou pouco e aumentou a pena para doze anos e um mês, o que, segundo um ex-juiz federal foi feito para barrar a prescrição – e isso, caso pudesse ser provado (e não pode) demonstraria indubitável tendenciosidade.

            • Chatonildo em 9 de Maio de 2018 às 22:11

            E as empreiteiras fizeram as reformas no sítio emprestado por bondade, né? Ah, mas elas doaram dinheiro para vários outros políticos, né? Mas fizeram reformas em algum sítio de outros políticos? Contrataram algum outro político para fazer “palestras” em outros países “amigos” dos políticos? Não estou fazendo ilações e nem levantando suspeitas estou citando delações que me parece que são comprovadas por obras feitas e pagas pelas empreiteiras “amigas” , além das planilhas de pagamentos. Sinto muito, mas em minha opinião, está mais do que provado que se o sítio não é dele as benesses das empreiteiras foram feitas para ele e ele não as recusou!

      • Goiano em 9 de Maio de 2018 às 15:03
      • Responder

      Copiei de algum lugar por aí, não é difícil recuperar pelo Google:
      “O MP investiga também a aquisição, pela OAS, de móveis para o sítio em Atibaia. O pedido de compra é de 13 de março de 2014 e inclui cozinha de R$ 28 mil, refrigerador de R$ 9,7 mil, lava-louças de R$ 9,1 mil, forno elétrico de R$ 10,1 mil e uma bancada de R$ 43 mil.
      O endereço para entrega foi o Sítio Santa Bárbara, o mesmo ligado a Lula. A nota fiscal está em nome de Fernando Bittar, oficialmente um dos donos do sítio, mas é a OAS quem aparece como compradora.”
      A NOTA FISCAL ESTÁ EM NOME DE FERNANDO BITTAR!
      Mas é a OAS quem “aparece” como compradora.
      Logo, o sítio é do Lula…

        • Chatonildo em 10 de Maio de 2018 às 12:21
        • Responder

        Ou seja, a OAS resolveu fazer um agrado ao sr. Fernando Bittar, que nunca teve ligação alguma com a OAS! Vou ter que tomar cuidado, de repente a OAS resolve comprar uma cozinha para colocar em um terreno de 12×20 m que eu tenho lá no Paraná, mesmo que nesse terreno não haja nenhuma construção. Eita empreiteira boazinha!

    • Carlos Domingues em 8 de Maio de 2018 às 18:05
    • Responder

    Goiano tá cada dia pior, parecendo a Gleisi, desesperada com o ladrão preso e vislumbrando no horizonte mais uma penazinha de dez, quinze anos de gaiola. Como dizia Castelo: “vivandeiras alvoroçadas”. Todas fudidas.

      • Goiano em 8 de Maio de 2018 às 22:04
      • Responder

      Para não ficar numa saia justa, Moro terá de condenar Lula no processo do sítio.

        • Maurino Júnior em 9 de Maio de 2018 às 08:57
        • Responder

        E com certeza, o molusco será condenado no processo do sítio. Recomendo a leitura do livro “Lava Jato” do Vladimir Netto. Ou será que ali só contém mentiras golpistas e só a esquerda é que está certa? Tenham certeza de uma coisa: acabou para o Lularápio!!! O Partido Terrorista já era!!! Vamos dar a César o que é de César e a Luladrão o que é dele: mais uns 300 anos de cadeia!!! Acabou!!! Foi-se!!! Deu chabú!!!

          • Goiano em 9 de Maio de 2018 às 13:41
          • Responder

          Maurino, temos umas combinações antigas de tomarmos uns vinhos em Paris, juntos, o que poderá ocorrer no ano que vem – estou indo passar 2019 lá, e à mesa de um bistrô qualquer falaremos sobre bebidas, mulheres, músicas, futebol e religião, deixando de lado nossas divergências e tuas heresias sobre Lula, certo?
          Ah, prefiro o tinto em qualquer situação!

            • Maurino Júnior em 9 de Maio de 2018 às 15:39

            Com certeza!!! E mais: comprar uma baguete e andar com ela debaixo do braço, sentar às mesas do Cafe de Flore, na 172 Boulevard Saint-Germain-des-Prés; E tomar vinho tinto, de preferência um Cabernet Sauvignon seco!!!

            • Goiano, o Enólogo Cervejeiro em 9 de Maio de 2018 às 18:37

            Me amarro também no Bourgogne. Digo, qualquer Pinot Noir desce maravilhosamente. Cabernet Sauvignon, sem dúvida! E o popular Beaujolais, não tem erro.
            Na verdade, aprecio todos, e só preciso experimentar melhor os Tannat (Madiran), mas sou de paladar meio duro, de modo que posso tomar um Chateauneuf du Pape achando que é um Côte du Rhone.
            Ainda não sentei no Cafè de Flore, passei milhares de vezes em frente espiando para ver se via o Chico Buarque lá, mas nunca o achei. Costumo evitar de freqüentar alguns lugares muito badalados e turísticos para gastar menos euros. Algumas vezes me tiraram a pele por pura inadvertência: caí na besteira de tomar uma cerveja em um bar apinhado de turistas e quando o garçom me cobrou um absurdo eu reclamei, com meu acento claramente estrangeiro. Ele se justificou dizendo: – C’est la Fête de la Musique! E se afastou certo de que estava tudo bem explicado e eu tinha de pagar e não bufar porque na Fête de la Musique ele me cobra quanto ele quiser por um copo de cerveja…

      • Goiano em 9 de Maio de 2018 às 15:11
      • Responder

      Carlos, não há desespero por Lula estar preso. Nem dele, nem nosso. Lula preso segue o caminho de tornar-se uma espécie de São Estêvão.
      “Estêvão, cheio de graça e poder, fazia prodígios e grandes sinais entre o povo. Levantaram-se então alguns da sinagoga e começaram a discutir com Estêvão, e não puderam resistir à sabedoria e ao Espírito com que ele falava. Subornaram então alguns homens que disseram: ‘Ouvimo-lo proferir palavras blasfematórias contra Moisés e contra Deus’. E amotinaram o povo e os Anciãos e Escribas e apoderaram-se dele e conduziram-no ao Sinédrio; e apresentaram falsas testemunhas (…) E levantando um grande clamor, fecharam os olhos e, em conjunto, lançaram-se contra ele. E lançaram-no fora da cidade e apedrejaram-no (…). ”
      Condenar e prender Lula é um tiro no pé perante a História.

  1. Só queria entender como um cara que propiciou tudo de bom para as zelites, para os políticos de um modo geral, para as montadoras, para as empreiteiras e outras e outras categorias, está sendo perseguido desse jeito… arre égua!!!

      • Goiano em 8 de Maio de 2018 às 22:09
      • Responder

      Luiz, o PT ficou no poder por muitos anos, uns quatorze; Lula, com a sua profunda penetração, não deixava dar para mais ninguém. A turma cansou e condenou Dilma por crime inexistente. Faltava condenar Lula. Serviço completo, cabelo, barba, arco, tarco e verva. Caminho livre. Tudo a Temer.

        • Maurício Assuero em 8 de Maio de 2018 às 22:45
        • Responder

        Leia o laudo do TCU relatado pelo ministro José Múcio Monteiro.

          • Goiano em 9 de Maio de 2018 às 12:39
          • Responder

          Manda aí o link. O Zé relatou uma porrada.

      1. Olha a putaria!. “lula com profunda penetração”, “não deixava dar para mais ninguém”. Que isto? Pelo jeitão da Gleisi , pelas conversas da “filósofa” Marcia Tribufú , aquilo é um antro de de prostituição , uma boate gay, um cabaré de última linha. Não se discute mais política, apenas ladroagem , prostituição , promiscuidade ,etc.,etc.,etc…. ou a “política” de roubos e desvios do pt.

  2. Luladrão está sendo processado por ocultação de patrimônio.Ocultar patrimônio é possuir bens em nome de terceiros,coisa que está muito claramente configurada na perícia executada no sítio com fotos,notas fiscais de compra de materiais de construção pagos por outrem,depoimento da construtora contratada para o serviço e a cobrança de maior rapidez nas obras por parte de Dna Marisa e tudo o mais. Se a propriedade estivesse no nome dele ou da esposa,talvez,e só talvez,ele pudesse se livrar do crime. Quanto ao fato da correspondente contrapartida pelo recebimento do “mimo”,os testemunhos dos donos das respectivas empreiteiras presenteadoras,se encarregaram de colocar a devida pá de cal no “caixote” do meliante.

      • Goiano, o Cachorro em 9 de Maio de 2018 às 10:48
      • Responder

      Esse crime, pelo qual Lula está sendo acusado no Sítio de Atibaia, e foi condenado no apartamento triplexdo Guarujá, não é simplesmente por ocultação de patrimônio, mas por uma propriedade dissimulada de um bem que esteja direta ou indiretamente proveniente de uma infração penal.
      Isto não restou provado no caso do triplex, tanto quanto não ficou, digamos assim, “robustamente” demonstrado que o apartamento efetivamente pertencia a Lula.
      Porém, digamos que tenha sido. Seria preciso, ainda, provar que Lula recebeu, conscientemente e voluntariamente, favores de alguém em relação ao apartamento que, então sabidamente, era seu.
      Ainda não é suficiente para configurar crime de corrupção: seria necessário provar que os favorecimentos se relacionavam, direta ou indiretamente (e essa expressão “indiretamente” poderia significar, por exemplo, o uso, concreto, de uma terceira pessoa nas tratativas, mas as tratativas teriam de ter acontecido) à prática de corrupção.
      Neste caso, tudo provado, caberia a sentençapor crime de corrupção e por “lavagem de dinheiro”, em uma de suas formas requintadas.
      Não pode ser suficiente, no caso de um réu de passado limpo, ou primário, mas, muito , quanto a um réu sobre o qual pesa uma tensão política e social de tal envergadura, propiciando comoções e desvios ímpares, tanto conscientes quando inconscientes, deixar que o julgamento se conduza por induções lógicas simplistas, tipo, “dado isso, deve ser aquilo”.
      Há quem diga que as provas circunstanciais contra Lula eram muito fortes, sendo que em geral quem o diz nem sabe o que é prova circunstancial, que é aquela que que se baseia em indícios e deduções e não demonstra uma direta evidência dos fatos.
      Muios juristas apontaram essa falha, destacando que no caso de Lula, não por ele ser um cidadão “diferente”, mas pelas circunstâncias que o envolvem, no dado momento social e histórico, esses indícios e deduções não poderiam prevalecer contra ele.
      Pois, assim foi a condenação de Lula no caso do apartamento triplex e assim deverá ser no caso sítio de Atibaia.
      E nós, os cães, continuaremos ladrando, enquanto a caravana passa…

    • Paulo Terracota em 8 de Maio de 2018 às 18:39
    • Responder

    Nesse mundo tem bobo pra tudo.

      • Goiano em 9 de Maio de 2018 às 10:51
      • Responder

      Inclusive para apoiar erros históricos.

  3. Goiano porta-se como capacho. Mas não estamos nem tchum como ele escreve, a sua pura paixão por lula . Ele deve estar incluso no que vomitou Marcia Tribufú , doidinho para ……..
    Faz um pedido a juíza , para passar a noite lá , talvez assim sossegue . O bandido está preso por mínima coisa , mas já pensou na hora que todo desacerto vier a tona?. Dizem que esperam que seja solto esta semana. Tofolli, acompanhou Fachin, talvez até para disfarçar faltam ainda Gilmar, Celso, e Lewandowisk, será que não houve uma combinação? Algo assim você vota contra e nós a favor. Aí será 3 x 2 . O discípulo Tofolli, votando contra o mestre? Hum…………. podem tentar, mas que já passou da hora de dar um basta nisto, já passou faz tempo. E chega de pedidos para um condenado, estão dando mordomias igual deram para anta. Criminoso tem que pagar como os outros criminosos. Fora disso é justiça meia boca.

      • Goiano em 9 de Maio de 2018 às 10:58
      • Responder

      Joaquim Francisco, a prevenção contra uma pessoa gera esse tipo de pensamento que expressas: por mais que a pessoa demonstre sua cinceridade e honestidade, sempre se dirá que ela fez isso para disfarçar.
      A pessoa que age assim nunca perceberá seu comportamento.
      Isso quanto ao Tofolhe.
      Quanto ao criminoso Lula tem muito jurista dizendo que ele foi sacaneado:
      “A sentença que condenou o ex-presidente Lula tem, do ponto de vista técnico, evidentes falhas. Valendo-se de sofismas e argumentos pré-concebidos, modifica a acusação inicial e condena com base em presunções desprovidas do fundamento probatório necessário para justificar a condenação”, diz o criminalista Frederico Crissiuma de Figueiredo.

        • Goiano em 9 de Maio de 2018 às 10:59
        • Responder

        Sinceridade.

    • carlos Macaé em 8 de Maio de 2018 às 19:18
    • Responder

    Goiano.
    Sá as palavras das testemunhas da defesa são a expressão da verdade. Os de acusação são traidores da pátria a mando da Cia.

      • Goiano em 9 de Maio de 2018 às 11:06
      • Responder

      Nem tanto, Carlos Macaé, nem tanto. Essa coisa de CIA mais parece teoria da conspiração ou, mesmo, simples bobajada.
      A nosso ver, digo, de nós, que acreditamos na inocência de Lula e que julgamos que ele não pode e não deve ser condenado por indícios, deduções e suspeições que não demonstram uma direta evidência de fatos apontados como criminosos, os testemunhos acusatórios têm servido para a construção de argumentos dedutivos, além de, em certos sentidos, poderem estar seriamente contaminados por interesses de delatores e de não se corroborarem por provas concretas.

    • Saniasin em 8 de Maio de 2018 às 19:24
    • Responder

    ***
    Como é sabido o testemunho é a prostituta das provas.
    Logo, seja para inocentar, seja para condenar, a prova material deve ser apresentada.
    Se não há prova material do delito, o julgamento vira concurso de versões no qual, vencendo uma, paira sobre a sentença suspeição, posto que a outra (versão) poderia ser verdadeira.
    Uma justiça assim não pacifica.
    É uma discussão interminável.

    Se quiser aprender algo de como deve ser a gestão do dinheiro num estado que não precisa cobrar impostos leia Sílvio Gesell, o Copérnico da economia.

    Ipse dixit.

      • Goiano, o Anárquico Bagunçado em 9 de Maio de 2018 às 11:31
      • Responder

      Saniasin, falando sobre a prova testemunhal, a Joice Hartmann (não a Hasselmann!) diz , como tu destacas, que a prova testemunhal recebe muitas críticas no meio jurídico e diversos doutrinadores dizem que é a mais fraca dentre os meios probatórios, em virtude das falhas que podem ocorrer na memória da testemunha, pelas influências de cunho emocional que podem prejudicar as lembranças sobre os fatos ou até mesmo pela conduta dolosa da testemunha que pode acabar por distorcer a verdade dos fatos. E arremata, como tu destacas-te, que é justamente por tais motivos que a prova testemunhal é conhecida como a “prostituta das provas” ou como “vilã” das provas.
      Por isso, concordamos, deve ser tomada com muito cuidado seja para condenar, seja para absolver.
      Ela tem seu valor relativo, podendo servir para esclarecer ou reforçar outras provas.
      Bem, agora me vens com uma novidade: a economia de Gesell.
      E essa novidade nos levaria a um novo campo ideológico que causaria sérios tumultos no Jornal da Besta Fubana.
      Talvez seja melhor deixar para lá, uma vez que,lembrando que Gesell era anarquista – (sistema que tem alguma relação com o comunismo (seria, dizem alguns, o destino do socialismo), por defender o fim do capitalismo, da sociedade privada e até, pasmemos, do governo [“até” está mal colocado aqui, pois essa seria sua característica mais profunda – o fim do gov erno]) – esse tipo de coisa não pode ser nem pensado, ainda que por exercício intelectual, por uma boa quantidade dos nossos frequentadores…

        • Saniasin em 9 de Maio de 2018 às 13:10
        • Responder

        ***
        Tranquilo.
        Em bom tempo foi exigido a prova material do crime não podendo supri-la nem a confissão do acusado.

        Na moderna ciência criminalística o testemunho é tratado como informação.

        Ao se obter uma informação de onde encontrar o indício e, quiçá, o vestígio da infração penal, então esse testemunho se torna fidedigno quando permite que provas materiais do ilícito sejam levantadas, e devidamente analisadas, para apontar a autoria do crime.

        Fora isso é sempre “in dubio pro reo”, pois a Justiça existe para que jamais se puna o inocente.

        E nunca é demais dizer que é ignóbil a obtenção da informação mediante tortura.
        E que sua prática invalida qualquer processo de apuração criminal e as informações obtidas por tal meio.

        Veja o tamanho do dilema moral do inquisidor quando a cata de informações.
        E veja como é difícil administrar o Estado e aplicar a Serena Justiça.

        ***
        Quanto ao Gesell, sua contribuição para a política monetária foi, e é, aplicada nos Quantitative Easing, mostrando que a boa ciência é apartidária e acima dos “ismos” que a ignorância geral idolatra.

    • Nikolai em 8 de Maio de 2018 às 19:56
    • Responder

    “Assim, quem sabe, opiniões pertinentes poderão ser construídas, alheias à pura paixão.”

    Em matéria de pura paixão, a nível beático, Cegueta Apologeta do Lulopetismo é PH.d com Honoris Causa.

      • Goiano, o Apaixonado em 9 de Maio de 2018 às 11:35
      • Responder

      Nikolai, tenho confessado minha paixão, como assoalho das minhas convicções. Entretanto, tenho tido a capacidade de demonstrar que meus argumentos não são “puramente emocionais”.
      Nesta mesma oportunidade, em que os comentários giram em torno do texto que escrevi e que os encima, você constatará isto.

    • alberto santo andre em 8 de Maio de 2018 às 20:53
    • Responder

    so uma pergunta dentre estas testemunhas tem alguma que nao esteja sendo investigada por corrupçao ou lavagem de dinheiro, se para voce estas testemunhas yeem o privilegio da veracidade , , sendo um cara analitico como voce costuma dizer que e , o prque de voce simplesmente desacreditar as testemunhas de acusaçoa dentre eles o engenheiro que comandou as obras de restauraçao e o emgenheiro da oi que foi responsavel pela instalaçao da anetna de telefonia exclusiva para o sitio , , realmente o analista tendencioso e mais criminosos que o proprio acusado , visto que tenta incriminar aqueles que discordam deste , , como dizia meu professor de direito romano , o meio honesto e mais criminosos que o acusado. ,,, nao e goiano.

      • Goiano, o Falso Testemunhador em 9 de Maio de 2018 às 11:42
      • Responder

      Alberto, respondendo tua pergunta sobre as testemunhas, digo que as tgestemunhas da defesa de Bittar, tanto quanto sei, não estão sendo investigadas por corrupção e lavagem de dinheiro . podemos verificar isso, mas não me lembro de ver seus nomes incluídos nessas trambicagens.
      Quanto às testemunhas de acusação, depende. Creio que esses engenheiros a que te referes são gente boa, mas, certamente por uma falha minha, ainda não assisti aos vídeos com seus depoimentos.

    • alberto santo andre em 8 de Maio de 2018 às 20:57
    • Responder

    a sim, e no brasil temos uma enorme agravante em relaçao a outras justiças , de paises democraticos , onde o perjurio da cadeia , poremaqui no brasil e especialmente o lula , desmentem ate videos tape , ou gravaçoes , em ouros paises ele ja estari preso so por perjurio e mentiras .

      • Goiano em 9 de Maio de 2018 às 11:45
      • Responder

      É que o perjúrio, qualificado como um crime por mentir perante um juiz em tribunal, quando a testemunha está em compromisso de dizer a verdade, precisa ser provado. Aqui no Brasil também .

    • Jesus de Ritinha de Miúdo em 8 de Maio de 2018 às 21:29
    • Responder

    “(…) alheias à pura paixão.”
    Conveniente a fala do amigo.
    Muito conveniente.

      • Goiano, o Repeteco em 9 de Maio de 2018 às 11:47
      • Responder

      Jesus, como disse a Nikolai, repito a ti: tenho confessado minha paixão, como assoalho das minhas convicções. Entretanto, tenho tido a capacidade de demonstrar que meus argumentos não são “puramente emocionais”.
      Nesta mesma oportunidade, em que os comentários giram em torno do texto que escrevi e que os encima, você constatará isto.

    • Republicano de Curitiba em 8 de Maio de 2018 às 21:33
    • Responder

    Senhores

    Já disse uma vez. Torno a repetir. Goiano tem participação de lucro por comentários publicados. Cada ré plica ou tréplica ele embolsa milhagem. Ele quer vir para Curitiba fazer visita íntima para o molusco.

    É fácil acabar com todas as argumentações do goiano em defesa de seu deus pagão. O molusco supremo. Primeiro o molusco não é burro. Ele é um psicopata do sindicalismo. Ele nasceu para isso. Pior, foi adestrado para isso em Cuba. Se duvidam é só puxar o histórico de viagens que o mesmo fez para Cuba entre 1977 a 2003. Mas a sede de poder e a fome por dinheiro o levou a isso. Ele, como afirma o goiano, foi o melhor presidente do mundo ocidental, deveria saber que os fascistas iriam persegui-lo sem treguas. Por ciúme, por inveja, por por. Então, sendo um cara precavido e honesto, ético e puro, como todo santo o é, não iria dar margens para nenhuma mácula, nenhuma falcatrua que pudesse provocar a mínima convicção da sua desonestidade. Tipo “Mulher de Cesar não basta ser honesta. Tem que aparecer e parecer honesta”.

    Mas o que o deus pagão do goiano fez. Como ele tinha certeza da sua popularidade e da fé cega que move os militantes da sua seita. Ele abusou. Permitiu que prestassem favores a ele e sua família. Isto para mim basta. Todas as argumentações do Goaiano nada vale. ELE PERMITIU. Bastava dizer não. Mas ele sabia e deixou acontecer. Ou ele nada sabia goiano? Se esta for tua defesa para seu deus pagão vai cair por terra todas as ladainhas de elogios que sua ceguice não lhe deixa ver. Seu deus pagão é um tapado.

      • Goiano, o Assalariado em 9 de Maio de 2018 às 11:57
      • Responder

      Republicano, em umas coisas tens razão, em outras não: é certo, por exemplo, que já estou com passagem comprada para a Dinamarca em primeiro de abril de 2019, com a grana que Berto me paga para escrever a favor de Lula, porque ficaria muito chato o jornal só atacando, atacando, atacando, atacando.
      Mas não quero fazer visita a Lula, o cara deve estar a perigo e eu não sou nenhum menino, se é que entendes minha malícia…
      Deixas escapar que Lula não cometeu crime de corrupção, achas que ele apenas recebeu uns favorzinhos e que isso é suficiente para cadeia braba. Terias de reescrever o Código Penal.

    • Adônis Oliveira em 8 de Maio de 2018 às 21:35
    • Responder

    Se isso aqui fosse um país minimamente sério, esse filho de uma puta já teria encarado uma forca ou um pelotão de fuzilamento há muito tempo.
    Ele, junto com a corja todinha de baba-ovos que lhe acompanha na cachorrada.
    Chega! Meu saco estourou!

  4. Dizem que quando Galileu usou o telescópio para investigar o espaço e descobriu, entre outras coisas, as manchas solares e os satélites de Júpiter, chamou um religioso para ver aquilo. O cara viu, mas se recusou a acreditar, pois ia contra a interpretação literal da Bíblia.
    Não sei porque, me lembrei desse episódio ao ler mais essa defesa apaixonada do Goiano.
    Parabéns Cara, poucos seres humanos vivenciam uma crença tão intensa em alguém. Deve ser reconfortante, saber que há um Deus vivo pertinho de você.

      • Goiano em 9 de Maio de 2018 às 12:36
      • Responder

      IL, não confunda o telescópio de Galileu com o triplex de Lulalau.
      Galileu teve de renegar suas idéias para não ser lascado pela Igreja, mas nós não renegamos nossa crença de que Lula é o Sol e que nós giramos em torno dele, salvo se o Brasil se tornar um País minimamente civilizado e aí a gente vai ter de repensar para não sofrer a Maldição de Adônis.

    • Goiano em 9 de Maio de 2018 às 12:28
    • Responder

    Adônis, só que isso aqui não é um país minimamente civilizado como Coréia do Norte, China ou Cuba.

    • Pablo Lopes em 9 de Maio de 2018 às 14:39
    • Responder

    Não entro nos detalhes do processo; já se falou demais sobre isso por aqui.

    Tu tens a convicção de que Lula é honesto e, segundo entendi, vossas ponderações partem deste pressuposto.

    Assim, caro Goiano, gostaria que me esclarecesse quais são as concessões que a honestidade fazem à política.

    Grato.

      • Goiano em 9 de Maio de 2018 às 14:53
      • Responder

      Meu caro Pablo, o criminoso é desonesto, mas o desonesto pode não ser criminoso.
      É que honestidade quer dizer decência, e a política não pode ser decente, ou dificilmente o pode em um país ao nosso nível atual, ou com um sistema político como o nosso.
      Veja só, consta que comprar a adesão de políticos aos seus projetos é crime de quem o faz.
      Me diga se não é comprar adesão pagá-la com cargos.
      Mas isto é o “normal”, ninguém o esconde, os partidos pleiteiam cargos abertamente, como contrapartida por seu apoio – e fica difícil dizer que se isso não é também crime pode ser considerado decente. Ou honesto.
      Diga-me se é decente, ou honesto, a combinação, “só voto no teu se tu votares no meu”. Muitos projetos podem virar lei mediante tal tipo de acerto.
      Duvido que Joaquim Barbosa, Bolsonaro, Huck, Marina, tu, eu, Lula ou qualquer outro, entrando na política, talvez principalmente na presidência da república, possa garantir que, nesse sentido, ou segundo essa exemplificação, possa garantir decência. Ou honestidade.

    • Mauro Moreira em 9 de Maio de 2018 às 20:10
    • Responder

    Gente, não dá trela para esse cara não.
    Esse sujeito ficará atormentando incansavelmente e nenhum argumento o convencerá.
    A fixação dele no Lula é patológica e incurável.
    Tomará um tempo danado de todos nós e poluirá nossa Gazeta Escrota.
    Para chatos como esse, só o desprezo.
    Para o Goiano, Nelson Rodrigues não daria nem água.

      • Goiano, o Enólogo Cervejeiro em 10 de Maio de 2018 às 09:32
      • Responder

      Sinto muito, Mauro, mas as trelas tendem a continuar, porque é desesperadamente necessário tentar derrubar os argumentos que apresento .
      Foram para mais de vinte comentários tentando fazê-lo, sendo que algum até concordante.

    • Goiano em 14 de Maio de 2018 às 13:17
    • Responder

    Se vocês acham que acabou, leiam o próximo! Tá de fuder com as idéias pré-concebidas! Depois me digam se não ficram balançados nas bases. Eu sonhei, eu sonhei, eu sonhei que Lula vem aí.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.