O QUE É QUE TEM A VER O CU COM AS CALÇAS?

Todos sabem, mas os que querem condenar Lula fingem não saber (assim como os que afastaram Dilma sabiam que ela não cometera crimes, mas a condenaram como se ela os tivesse praticado):

– Lula não praticou atos de corrupção.

Quer dizer:

– É sabido que Lula nunca executou, direta ou indiretamente, ações ilegais para favorecer empresas em contratos da Petrobras, seja mandando que licitações fossem dispensadas irregularmente, seja ordenando que licitações fossem fraudadas, seja comandando malfeitores que assim agiam para que isso fizessem.

Tanto assim é que não constam dos depoimentos e delações acusações diretas a Lula nesse sentido.

A necessidade de envolvê-lo não chegou ao ponto de algum depoente declarar: Fiz isso ou aquilo como pagamento de propina a Lula por ter ele praticado tal ato criminoso em meu favor.

O máximo que se tem são sugestões de que algo foi feito em favor de Lula com dinheiro de alguma conta pretensamente usada como um espécie de fundo para o pagamento de comissões a agentes públicos e a partidos políticos por toma-lá-dá-cá.

Não se cogita o evidente: que as empresas tinham e têm interesse em favorecer partidos e políticos “to leave a good impression”, ou para “estar bem na fita”, de modo a poder contar com alguma influência nos momentos em que isso possa vir a ser necessário – inclusive quando da realização de lobbies para obtenção de seus interesses.

Se assim não fosse, nenhuma “doação legal” por empresas a partidos políticos poderia ser compreendida como algo isento, de modo que de qualquer forma as contribuições teriam de ser entendidas como o tal toma-lá-dá-cá.

As doações legais não eram feitas como contrapartida por corrupção, do mesmo modo que outros favorecimentos feitos a políticos e empresários, como viagens para eventos, vôos em jatinhos emprestados e outras “cortesias” passam e passavam por marketing de relações sociais.

Observa-se, então, que tais cortesias de empresas a políticos eventualmente independem de contrapartida, como ocorria nos casos citados, desde as vultosas doações políticas até aos pequenos favores.

No caso do Sítio de Atibaia, uma das pretensas caracterizações de corrupção seria a instalação de uma antena de telefonia pela Oi próxima àquela propriedade, constando que feita para favorecer as comunicações do ex-presidente, uma vez que só isso justificaria a sua colocação próxima à propriedade.

Outra, seria a participação de José Carlos Bumlai, dono da Usina São Fernando e amigo de Lula, nas reformas do sítio.

No caso da Oi, nenhuma atividade corrupta de Lula para obter o favor de apontou, apenas sugere-se uma distante relação da empresa com a empreiteira Andrade Gutierrez.

No caso do Bumlai, jamais se falou de alguma possível contratação irregular da Usina São Fernando ou das atividades pecuárias dele com corrupção junto ao governo, a justificar seus favores a Lula.

Desse modo, questiona-se:

– O que é que tem a ver o cu com as calças?

78 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Diziam os mais velhos : O pior cego é aquele que não quer ver. Lido ao pé da letra pode -se dizer , se é cego de que adianta querer ver?
    Porém o dito aqui é outro : O pior cego é o Goiano , pois alem de cego é doido. Acho que ele saqueou a carga de capim destinada ao acampajumento de Curitiba. Comeu tudinho , agora está meio indigesto .

      • Goiano em 14 de maio de 2018 às 18:05
      • Responder

      As pessoas, quando se deparam com verdades indigestas, é como se tivessem comido capim, não digerem legal e ficam escoiceando. Trágico.
      Beijo no teu coração, J(B)F

        • Monsenhor Marcos Tonizza em 14 de maio de 2018 às 23:15
        • Responder

        Provavelmente você ouviu isso de alguém quando estava defendendo o Lula e agora usa contra os outros. E bem típico de petista

          • Goiano em 15 de maio de 2018 às 16:27
          • Responder

          Você acha que petistas são pessoas horríveis.

  2. O cú é do lula e as calças, é a pajaraca do Dr, Sérgio Moro, não tem saída, aceita que dói menos, a defesa do meliante é pior que a da seleção brasileira de 2014, perde todas: 7 a zero, 5 a zero, 4 a zero e no STF, STJ e TRF 4º Região, A única saída possível, é cumprir a pena, fica frio Goiano, só faltam 12 anos (4380 dias), isto passa rápido e não vai doer nada, pense pelo lado positivo, ele não vai mais roubar e vai parar de beber a marvada 51 e a Johnnie Walker, já produziu a garrafa do Black em homenagem ao molusco, só vai ser vendida em 2030 e ainda falta a condenação pelo sítio dele, que não é dele, provar as palestras(?) e a compra do apartamento ao lado do dele. Seu gurú só não está mais fudido por falta de cú, Habilite-se, ele vai precisar!

      • Goiano em 14 de maio de 2018 às 18:07
      • Responder

      Oquei, Marcos, vou botar a bunda na janela.
      Beijo no teu coração também.
      Enquanto isso, aguarde as condenações que ainda faltam, não fique ansioso.

      1. A janela é de madeira ou alumínio. Ah!, é de madeira , madeira de lei!. Cuidado com o toba.

    • Alvaro em 14 de maio de 2018 às 14:00
    • Responder

    Lula era o grande corno de seu próprio governo: nunca sabia de nada.
    Acho que em todas as vésperas de Natal o Sr. Goiano escreve uma cartinha dizendo que se comportou bem o ano inteiro e põe junto com seus sapatinhos na janela para esperar Papai Noel. Afinal, quem acredita em Lula é capaz de acreditar em qualquer coisa.

      • Goiano em 14 de maio de 2018 às 18:10
      • Responder

      Alvaro, estás dizendo que cornos muitas vezes não sabem de nada?
      Isso não é científico, pois a sua turma sempre diz que Lula tinha de saber de tudo, igual pais que sabem sempre que os filhos estão fumando maconha.
      Eu ponho os sapatinhos na janela, sim, porque eu acredito em Papai Noel e isso me torna a vida mais bela.
      Beijo no teu também.

        • Alvaro em 14 de maio de 2018 às 19:51
        • Responder

        Quem acredita em sonhos tem a alma doce, Sr. Goiano. E quem poeteia, a tem mais doce ainda. Homens inteligentes não se ofendem por divergências de opinião. Grande abraço e muito grato por sua atenção ao responder meu comentário. O tempo dirá quem acertou na escolha.

          • Goiano em 17 de maio de 2018 às 18:29
          • Responder

          Álvaro, aproveito para agradacer-te também, por me dares a honra de vir aqui apresentar tuas idéias e convicções, entiquecendo o setor dos comentários com tua participação.

          • Goiano em 17 de maio de 2018 às 18:29
          • Responder

          Álvaro, aproveito para agradecer-te também, por me dares a honra de vir aqui apresentar tuas idéias e convicções, enriquecendo o setor dos comentários com tua participação.

    • José Crente em 14 de maio de 2018 às 17:31
    • Responder

    Goiano está certo, o Lula não praticou nenhum ato de corrupção, ele era o chefe, mandava os idiotas que foram presos antes dele praticar.
    Meu pai sempre me disse: cuidado, pois os larápios existem porque sempre tem um otário que cai na sua conversa, mas puxa vida, ninguém pode ser tão burro assim.

    • Marcelo em 14 de maio de 2018 às 17:55
    • Responder

    Dependendo de quem veste a calça, o cu pode perfeitamente também estar na cabeça.
    Petralhas, na sua maioria tem, não só na cabeça, como na língua.

      • Goiano em 16 de maio de 2018 às 16:44
      • Responder

      Porque ofendes os petralhas, se até cachorro também é gente?!

    • Sergio Rieffel em 14 de maio de 2018 às 18:02
    • Responder

    Com a notícia da delação do Palocci a Petezada estava meio escondida, talvez bolando as desculpas e a forma de desmentir o “italiano”. Como o assunto está meio que em banho-maria, eles estão, aos poucos, (tal a fênix) ressurgindo das cinzas.

      • Goiano em 16 de maio de 2018 às 16:47
      • Responder

      Palocci resolveu usar calça a meia-bunda, fazer o quê?
      c^.^.

  3. Segundo o nobre Goiano lula Braga Horta, a compra da ruivinha foi um ato humanitário da sujeita, a empresa belga precisava de dinheiro, e dilma precisava ferrar mais o país. Fora o resto que se sabe e o que ainda não foi investigado. Crime nenhum, só uma doida querendo fazer Graça . Já o criminoso condenado e ainda por receber mais condenações, já que não faltam crimes , não deu nota fiscal das falcatruas, não assinou nenhum recibo, um inocente ladrão, apoiado por gente que ele lá colocou , pois por via das dúvidas tinha que se proteger caso descobrissem. Quem tem cu ,tem medo.

      • Goiano em 16 de maio de 2018 às 16:52
      • Responder

      Esse negócio de dizer que corrupto não assina recibo é uma forma de dizer que não precisa de prova para condenar.
      Mas precisa sim.
      Quem acha que não precisa levanta a mão e vá tomar no rábo.

      1. O peste malcriado!

    • Suevan Braga em 14 de maio de 2018 às 18:36
    • Responder

    Amigo Goiano. Vc já foi a Curitiba dizer : Bom dia, Presidente?

      • Goiano em 16 de maio de 2018 às 16:53
      • Responder

      Todos os dias grito da minha janela bom dia sol, bom dia pássaros, bom dia flores, bom dia Lula.
      Um beijo no teu coração e aproveita e vai tomar dêntro.

    • H. Romeu Pinto em 14 de maio de 2018 às 19:05
    • Responder

    Todos os magistrados que o condenaram estão errados…
    Todos que viram o demiurgo enriquecer sem trabalhar, vivendo sempre de obséquios (apud Ulisses Guimarães), culpar a mulher (já falecida) pelas falcatruas, ver o juntador de bosta virar um “Ronaldinho” dos negócios, estão errados…
    Certo estão somente ele, a alma mais “onesta” que já cavalgou em pindorama e Goiano, tão ou mais demagogo que o papa da seita vermelha.
    É surpreendente que, com um rábula tão aguerrido como o Goiano, que o defenderia “pró-bono”, o jumento-mor da seita da istrela-vermêia tenha contratado (afinal, quem paga??) advogados caros e até um ex ministro do STF.
    Isto é incrível!!!

      • Goiano em 15 de maio de 2018 às 16:22
      • Responder

      Malícias:
      1) Viver sem trabalhar
      2) Culpar a mulher
      3) Pelas falcatruas
      4) Juntador de bosta
      5) Tão ou mais demagogo
      6) Quem paga?

    • alberto santo andre em 14 de maio de 2018 às 19:09
    • Responder

    como eu havia postado em comentario que nao consegui enviar , . digoque concordo como o goianoa e me aliarei a ele no slogam lula livre , assim que ele fizer ua petiçao para soltarem marcola , nem e fernandinho beira , estes tambem presos injustamente pos nao ha provas que eles mataram ou mandaram matar , , pois como chefes de quadrilha igua ao lula eles so diziam ou insinuavam o que poderia e deveria ser feito , assim como lula nao hha provas que estes tambem roubaram , e tampouco traficaram seja la o que for , portanto estes assim como lula teem a sua vida nababesca , conseguida honestamente , e estao presos sem provas , pois so sao baseadas em delaçoes e audios de criminosos que os queriam criminalizar portanto goiano come ce o abaixo assinado para soltarem nem da rocinha, marcola , e ferandinho beira , mar tao inocentes quanto lula e o coloque tambem na mesma petiçao que ai eu a assinarei , por uma questao de igualdade , nao por convicencia de honestidade;

      • Goiano em 15 de maio de 2018 às 16:25
      • Responder

      Alberto, não inventa, tá?

    • Arre-égua em 14 de maio de 2018 às 19:24
    • Responder

    Como o Goiano quer saber, as calças cobrem o cu, que normalmente já está protegido pela cueca; portanto, dupla proteção para o dono do cano de descarga da merda. Assim sendo, não há nada de diferente, tratando-se da proteção do chefão. No caso, seus afilhados e partidários atuam do mesmo modo que as calças e a cueca, tentam evitar que a merda denuncie quem é o responsável pela sujeira.
    Por outro lado, recomendamos calma, muita calma ao ilustre colunista. Na idade em que está o ilustre defensor do Lula – acreditamos que não seja mais um menino -, aguentar os ataques dos cabras desta gazeta escrota, além de outros eventuais insatisfeitos, e até de ex-associados do chefão e único candidato de PT, pode acabar sofrendo um piripaque qualquer e ficar afastado da defesa jornalística do “hômi”.

      • Goiano em 16 de maio de 2018 às 16:57
      • Responder

      Como as calças, assim como as cuecas, cobrem o que não se deve der vai e também servem para tomar esconder o que vai por baixo dos panos e inclusive na búnda podes agüentar isso sem chiar porque o que vai para fora também entra para dentro.

    • Policarpo em 14 de maio de 2018 às 19:26
    • Responder

    No caso do Lula, o cu sujou as calças.

      • Goiano em 16 de maio de 2018 às 17:00
      • Responder

      Policarpo, tu és parente do Metacarpo? Podias agasalhar um croquete em vez de falar e pensar mal do Lula.

    • Tomé em 14 de maio de 2018 às 20:30
    • Responder

    O Godfhater jamais precisa mandar matar alguém ele só dizia que fulano estava atrapalhando.

    No dia seguinte fulano aparecia morto.

    É assim que funciona na máfia.

    No entanto basta um soldado ou tenente da máfia romper a omertà e delatar que o capo é condenado.

    No mundo funciona assim, ceguinho.

      • Goiano em 16 de maio de 2018 às 17:01
      • Responder

      Tomé, vai tomá.

    • Pedro em 14 de maio de 2018 às 20:55
    • Responder

    O problema Goiano, é que entre o cu e as calças, existe uma cueca totalmente cagada e cheia de dinheiro. Só isso!!!

      • Goiano em 16 de maio de 2018 às 17:03
      • Responder

      Pedro, erraste a sintonia, isso é outra novela. No capítulo Lula não apareceu o dinheiro, nem a água, nem o sabão. Podias estar chupando um pirulito, em vez de ficar tomando o tempo dos outros com bestagens.

    • Jesus de Ritinha de Miúdo em 14 de maio de 2018 às 21:24
    • Responder

    Um grande filósofo contemporâneo, um dia desses, disse que “ao redor do buraco tudo é beira”.
    A humanidade nunca mais será a mesma.

      • Goiano em 16 de maio de 2018 às 17:08
      • Responder

      A filosofia, Ritinha, nos leva a pensar e aprofundar nesse buráco que é o universo, de modo que havemos de nos perguntar: – E em redor da beira?
      Tentei verificar concretamente, in loca, passar isso a limpo. E observei pelos.
      Pelos si, pelos não.

    • Goiano em 14 de maio de 2018 às 21:39
    • Responder

    Quero responder a todos os homocinéticos mas tive de fazer uma.pequena viagem e amanhã pretendo voltar pra enfiar o ferro nocêis.
    Uma curiosidade: vocês sabiam que “ritiba” quer dizer “do mundo” em tupi-guarani?

    • Neco do Sul em 14 de maio de 2018 às 21:41
    • Responder

    Esquerdismo é doença mental, alguém disse. Petismo mais Lulismo é

    Goiano é um caso triste, que mostra a que ponto pode chegar o fanatismo por um “ídolo”…Nem a verdade vai libertá-lo, porque não vê nada além de Lula e do PT.

      • Goiano em 15 de maio de 2018 às 16:16
      • Responder

    • Saniasin em 14 de maio de 2018 às 22:13
    • Responder

    ***
    Já faz mais de um mês que o Lula está encarcerado.
    Não é a pior das prisões, longe disso, mas gaiola é gaiola, mesmo que seja de ouro.
    Como já passou dos setenta anos, deve está sofrendo superlativamente no cárcere.
    É triste ver um idoso em tal situação.
    Terá Lula resiliência?

    ***
    Uma coisa que me confunde é o sebastianismo do perda total, que caminha para a irrelevância.
    Sem Lula – sem PT.
    Como o, hoje, aniquilado Lula eliminou qualquer um que lhe pudesse fazer sombra dentro da sigla, agora padece o partido da falta de lideranças.
    E o fato de ter-se aliado aos políticos profissionais tirou o povo da jogada.
    E como faz falta o legítimo apoio popular!
    Hoje, a proposta petista resume-se a idolatrar o condotieri.
    Bem dizia Jesus: são cegos guiando cegos.
    ***
    Por último, diria que, provavelmente, a agonia de Lula se estenderá até após a eleição.

    Ipse dixit.

      • Goiano em 15 de maio de 2018 às 16:14
      • Responder

      7 de abril de 2018:
      “Meus amigos, minhas amigas, tenho pensado muito sobre o caminho que nossas vidas tomaram. O futuro, no fim das contas, não parece ser um lugar assim tão distante, não é mesmo?

      Não que a nossa vida tenha sido fácil… Longe disso. Sentimos na pele o que passa um povo esquecido, mas sabemos que nenhum fardo é tão pesado que não se possa carregar. Quem sobrevive depois de passar por tanta dificuldade aprende, desde cedo, que a honra é o nosso bem mais valioso.

      Ao longo do caminho, conheci muita gente que precisava apenas de uma oportunidade para andar com as próprias pernas e construir com dignidade a própria vida. Foi essa ideia de um Brasil mais justo, que embalou nossos melhores e mais generosos sonhos.

      Um país sem fome, com escola, casa e emprego para todos. Olho pra trás e vejo que poderíamos ter feito mais. Sempre é possível fazer mais. Mas as oportunidades que criamos num país tão desigual e injusto parecem ainda maiores nos dias difíceis de hoje. Eu já fui preso uma vez, minha vida foi toda revirada, minha família foi perseguida e perdi minha eterna companheira…

      Eu não tenho medo do que está por vir. Enquanto me restar pelo menos um minuto de vida, esse minuto vai ser pra lutar pela dignidade do nosso povo. E defender a nossa honra. A honra do menino que cruzou o País pra vencer a fome e se tornou engraxate.

      Do adolescente que se tornou um jovem operário. Do homem que se tornou pai e lutou com todas as forças para representar o povo brasileiro. Nas tardes de incerteza da minha juventude nunca imaginei ser possível. Mas foi. Me tornei o presidente do povo brasileiro.

      Quem me condenou sem provas sabe que sou inocente e que governei com honestidade. Os que nos perseguem podem fazer o que quiserem comigo, mas jamais poderão aprisionar os nossos sonhos. Um beijo carinhoso do Lula”.

    • Monsenhor Marcos Tonizza em 14 de maio de 2018 às 23:18
    • Responder

    Meu, às vezes eu me pergunto. Você é doente?
    Ou pelo menos não sente vergonha de defender o indefensável? De não enxergar o que está batendo nas fuças? De pagar de idiota diante de algo tão elementar?

      • Goiano em 15 de maio de 2018 às 15:26
      • Responder

      Marcos, nada em direito é elementar. E não se trata de ver o que as aparências indicam, trata-se de pegar algo grosso e palpável.

        • Monsenhor Marcos Tonizza em 15 de maio de 2018 às 22:43
        • Responder

        Não, não se trata de nada palpável. Fernandinho beira Mar foi preso sem um mísero cigarrinho de maconha no bolso. Incrível não? Nada grosso e palpável.
        A Susane Richtofen não foi vista com o pedaço de pau que os irmãos cravinhos usaram para matar os pais dela. Esse caso foi grosso e palpável para você?
        A esperteza não é enxergar o grosso e palpável e sim aquilo que é sutil.
        Para isso precisa ter intelecto e não ser fanático.

          • Goiano em 16 de maio de 2018 às 17:17
          • Responder

          Se, como dizes, Fernandinho Beira Mar e Susane Richtofen foram condenados foram presos sem provas, apenas por sutilezas, urge entrar em favor deles com uma revisão criminal, se já não estiver precluso o prazo.
          Gilson Fonseca, professor universitário e juiz de direito, começa um texto dizendo:
          “Pode o juiz condenar alguém sem que a materialidade do delito esteja devidamente demonstrada pela prova dos autos? Segundo o Tribunal de Justiça de Minas Gerais, em se tratando do delito do art. 14 (associação para tráfico) da Lei 6.368/76, isto é perfeitamente possível, porque não se trata de crime que deixa vestígios.
          Permissa venia, tal decisão não tem juridicidade alguma, porque é inadmissível que se sustente, em um Estado Democrático de Direito como se pretende ser o nosso, que alguém possa ser condenado sem prova da existência do crime a si imputado. Condição sine qua non para que a sanção penal seja imposta a alguém é que a materialidade da infração esteja cumpridamente provada, pois em nosso sistema ninguém pode ser condenado sem que haja prova da existência do crime.”
          Sobre o negócio grosso e palpável, temos a seguinte lição:
          “Material é aquilo que diz respeito à matéria, em seu aspecto físico e corpóreo. Materializar, portanto, é tornar material alguma coisa, isto é, tornar alguma coisa sensível, com um corpo que possa ser apreciado. Ela revela a “existência real das coisas, que se vêem, se apalpam, se tocam, porque se constituem de substância tangível”, como ensina De Plácido e Silva, em Vocabulário Jurídico, 10ª. edição, vol. II e III, pag. 163.”

            • Monsenhor Marcos Tonizza em 16 de maio de 2018 às 21:24

            Você é um caso a ser estudado. Passe no diretório do PT mais próximo de sua casa, pegue seu pão com mortadela, seu diploma de louco e seja feliz.

    • Roberto em 15 de maio de 2018 às 07:55
    • Responder

    Simples: é muito cu para poucas calças…

      • Goiano em 15 de maio de 2018 às 15:24
      • Responder

      Não é o tamanho do cu que enche as calças, é o que sai dele.

    • Dr. Cuca Gando em 15 de maio de 2018 às 10:00
    • Responder

    Tou eu aqui quetim no meu cantim cheio de preguiça, sem querer comentar nada, vem o Goiano e “derruba um barro” fedorento destamanho. É de Lascar. Tá fartando tantim assim prá eu mandar ele ouvir a musica da Nicolotti. Te cuida, Goiano, tua vela tá só o cotoco.

      • Goiano em 15 de maio de 2018 às 15:22
      • Responder

      Caro Doutor, tu és parente do Cuca Gado?
      Tô andando pra ti.

    • John Doe em 15 de maio de 2018 às 14:51
    • Responder

    Goiano, estive pensando, daqui a mais uns meses vai sair outra condenação do Lula, certo? Aí você vai tirar no par ou ímpar se chora sobre a primeira ou a seginda condenação. Aproveita, que mais algum tempo e ele vai ser condenado de novo e aí não vai dar para tirar no par ou ímpar…. logo logo você vai jogar o dado para ver sobre qual condenação vai falar, né?

    • Goiano em 15 de maio de 2018 às 15:20
    • Responder

    Yes, Johnny, I’ll cry for all of it.

    • Monsenhor Marcos Tonizza em 16 de maio de 2018 às 16:39
    • Responder

    Meu, na boa, você nunca parou para pensar que pode estar errado? Nunca abriu a possibilidade de estar equivocado nos seus pensamentos, de estar considerando real uma coisa que na verdade é um sentimento ou desejo seu e não a verdade?
    Ou você é feito uma prima minha que disse a inteligentíssima frase: Eu penso assim e ninguém vai me fazer mudar de ideia.
    Não é linda essa frase? Não mostra um intelecto privilegiado?

      • Goiano em 16 de maio de 2018 às 17:19
      • Responder

      Marcos, eu nunca paro.
      Além do que, nunca erro.
      E tua prima deve ser Bolsonaro doente.

    • Republicano de Curitiba em 16 de maio de 2018 às 17:15
    • Responder

    Goiano

    Realmente você está perdido. Embora não concordasse com sua posição ideológica te respeitava porque é uma pessoa culta, erudita e estudada. Mas agora, estando sem argumentos você baixou o nível. Minha esposa gostava de ler suas matérias. Ela é uma pessoa sensata. gosta de discutir politica e tem posições contrárias a minha. Respeito-a pois nunca perde a postura, mantendo-se sempre educada. Mas agora você exagerou. Ela estranhou esse comportamento e me cobrou por que ainda leio este Blog. Além de utilizar palavras chulas e de mal gosto, exagerou no uso delas, cada sentença uma palavra chula. Lamento você ter chegado a esse ponto. Típico de petista. Quando percebe que perde a discussão, ou xinga ou parte para a agressão.

      • Goiano em 16 de maio de 2018 às 18:44
      • Responder

      Meu caro Republicano de Curitiba, eu sempre fui uma pessoa de alto calão, até começar a ser espinafrado e esculhambado no Jornal da Besta Fubana por pessoas eruditas, cultas, estudadas e bolsonáricas: – Não há erudição que agüente!
      Um jornal em que um se assina Dr. Cuca Gando, outro H. Romeu e assim por diante não é um ambiente recomendável para pessoas distintas.
      Um local onde uma ex-presidenta é chamada de Vaca Peidona, definitivamente não presta.
      Creio que eu não precisaria pinçar os inúmeros, milhares de locais onde não se dá o respeito, inclusive em porcos textos e comentários de minha autoria.
      Lamento ter caído de um conceito onde nunca deveria ter subido.
      Enfim, o Jornal da Besta Fubana é um Sítio pelo qual se recomenda passar ao largo e eu não compreendo como ainda tem gente que lê esta porcaria.
      Eu mesmo não leio. Me recuso a ler.
      Quem lê são meus assessores, os quais, inclusive, escrevem meus textos e meus comentários, inclusive este aqui.

      • Monsenhor Marcos Tonizza em 17 de maio de 2018 às 21:12
      • Responder

      Meu caro republicano.
      O lulopetismo nos mostrou coisas bizarras.
      Pessoas às vezes até queridas ou pessoas a quem tínhamos elevada estima e consideração, de repente se mostrou absolutamente idiota diante de uma situação tão simples.
      Imagine um filósofo como Leandro Karnal, um sujeito que por um lado, capaz de pensar com profundidade, analisar e entender os problemas e dramas humanos e ao mesmo tempo deixar se levar por paixão ideológica e questionar um crime de ocultação de patrimônio por falta de registro da ocultação.
      Coisa de doido mesmo.
      Por exemplo: Eu votei no Aécio. Não era por paixão, mas até achei que poderia ser uma opção. É neto do Tancredo, um cara que aparentemente tinha certa cultura e certo preparo. Ao ver as acusações e principalmente aquele áudio, já mudei de opinião e não estou questionando os investigadores, nem julgando daqui da minha poltrona sobre a falta ou não de provas. Para mim já é caso de colocar no paredão e pronto.

        • Goiano em 19 de maio de 2018 às 12:44
        • Responder

        O cara é capaz de pensar com profundidade, salvo se tiver uma compreensão diferente da tua profundidade em dada questão. Típico.

  4. Mas é muito cara de pau !!! Tu não vives sem este jornal!. Mas este jornal precisa de modos, onde já se viu chamar a vaca de peidona !.

    • Alvaro em 16 de maio de 2018 às 22:02
    • Responder

    Começo a achar que Goiano Braga Horta é, como está na moda dizer, “fake”. É um personagem criado pelo Berto para criar confusão nessa gazetinha safada. Como brilhante criador de personalidades, nosso Editor “pariu” o Ceguinho Teimoso, de inteligência rala, tosco, cérebro de ameba e adorador do Lula por ter recebido umas esmolas em forma de dinheiro público que espertalhão distribuía a esmo à cata de votos. Tipo Sílvio Santos com seu famoso “quem quer dinheiro?” Mas era preciso colocar alguém de nível intelectual e cultural superior, educado, escrevinhador, cronista e até poeta nas horas de lazer para fazer o contraponto. Afinal, quem sustentava Lula e fazia dele “o cara”, não poderia ser apenas a arraia miúda, os desfavorecidos, os ignorantes de pai, mãe, bisavó e parteira. Precisava que os providos de intelecto e status social também o incensassem de modo a haver algum equilíbrio na “peleia”. E eis que Luiz Berto Filho criou o Goiano Braga Horta, lulista da sola dos pés à raiz do cabelo, mas com sagacidade, inteligência, cultura e argumentos para se opor a todos que condenam o novo Messias tupiniquim.

      • Goiano em 17 de maio de 2018 às 18:17
      • Responder

      Nego tudo.

    • Goiano, o Alter Ego em 17 de maio de 2018 às 18:47
    • Responder

    Gotaria de avisar aos queridos leitores que meus assessores parece terem enlouquecido completamente e entraram em absoluto desvairio, escrevendo porcarias e coisas desagradáveis. Ao entrar hoje no recinto da redação deparei-me com essa turma de bêbados, virando Old Par como se fosse água e chamando Temer de “melhor amigo do Homem”. Fugiram do controle! Na parede pixaram: FORA, LULA!
    Julguei adivinhar nisso um sentido oculto, como no convite do gunverno para um ato patriótico confessando que o Brasil voltou vinte anos em dois mas mesmo assim não decreta o auto-impeachment, também conhecido como pedir o boné.
    Enfim, saibam que, como sempre, todos os textos que foram escritos por mim, inclusive os de baixo calão, assim como todos, absolutamente todos os comentários que eu escrevi no Jornal da Besta Fubana, inclusive este aqui, foram escritos pelos meus assessores malucos, porque eu mesmo nunca escrevi para este jornal, que sequer leio e saibam, isso é uma profissão de fé.

    • Chatonildo em 17 de maio de 2018 às 18:53
    • Responder

    Não tenho nenhuma dúvida. O Cu deu uma refinaria, perdoou a dívida de alguns amigos africanos, escolheu um poste para ferrar com a economia brasileira e comprar uma refinaria americana, além de não saber que seus “amigos” estavam fazendo falcatruas na Petrobras e nem mesmo o que o seu gerentão fazia no andar de cima. Ou seja, duvido que o cu não tenha nada a ver com as calças. Em minha opinião tem a ver com as calças, as calcinhas e com aquilo que era para ser excretado por ele mas só sai pela boca. VSF.

      • Goiano em 17 de maio de 2018 às 19:04
      • Responder

      Chatonildo, tu és muito chato! Chato demais! Vai ser chato assim lá nos pentelhos!

      • Goiano em 19 de maio de 2018 às 12:42
      • Responder

      Chatonildo, mereces uma resposta séria: vai te informar. Mas não te informar em fontes tendenciosas – não deixes que a imprensa te informe, informe-te com a imprensa.
      1) Refinaria de gás da Bolívia:
      Vejamos algumas observações técnicas e desapaixonadas sobre o assunto:
      Apesar de ter recebido menos do que investiu, a Petrobras fez um bom negócio ao vender as refinarias que possuía na Bolívia por US$ 112 milhões, avaliaram analistas um dia após o fim da negociação que se arrastou por meses e envolveu os presidentes dos dois países.
      Leia mais em:
      https://noticias.uol.com.br/economia/ultnot/2007/05/11/ult29u55342.jhtm
      2) Refinaria de Pasadena:
      Me diga como está hoje: a) Em 2014 – Com a divulgação, pela Petrobras, de seu relatório especial sobre a Refinaria de Pasadena, a população brasileira, que vinha sendo contaminada com informações agourentas sobre o negócio realizado, é informada de que o lucro líquido da estatal com ela neste 1º semestre de 2014 foi de US$ 73 milhões,
      isto é, R$ 160 milhões.Isso quer dizer que Pasadena pode pagar em menos de dois anos os R$ 700 milhões de prejuízo calculados pelo relator José Jorge, do TCU, e com sobra!
      b) EM 2017: Apesar da Petrobras, por meio de seu presidente, o tucano Pedro Parente, ter anunciado esta semana o balanço da companhia, com lucro de R$ 4,45 bilhões no primeiro trimestre, contra prejuízo de R$ 1,25 bilhão no mesmo período do ano passado, o assunto mais relevante da semana foi outro anúncio: o de que a estatal vai vender a refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, e sua participação na Petrobras Oil & Gas B.V., na África. Para o diretor de Relações Internacionais e de Movimentos Sociais da Federação Única dos Petroleiros (FUP), João Antônio de Moraes, a operação anunciada, além de contraditória, mostra a continuidade clara da política do governo: “Cada dia anunciam uma coisa. É uma liquidação”, diz. “As empresas vêm ao Brasil aproveitando a liquidação (da Petrobras) e o Brasil vende o que tem lá fora. É contraditório do ponto de vista do próprio neoliberalismo.”
      ENFIM,
      apesar de uma série de notícias negativas, há análises divergentes, fundadas em dados concretos, que informam que mesmo que a compra pudesse ser feita em condições mais vantajosas, algumas atitudes de internacionalização da Petrobras, como essa e na África, não chegaram a representar prejuízo e, até, muito pelo contrário.
      SEJA COMO FOR, a própria Maria das Graças Foster considerou que a compra não foi um bom negócio; alguns analistas consideram que, no entanto, melhores e piores negócios são contigências dos empreendimentos dentro do capitalismo e o que importa saber é se houve, ou não, interferência de corrupção nas negociações, o que atéo momento não foi demonstrado.

        • Chatonildo em 19 de maio de 2018 às 17:45
        • Responder

        Tá, mas o perdão das dividas dos “amigos” africanos como explicas? O gerentão Zé Dirceu fazia o que queria e o cara não sabia de nada, né? Mas apoiava!

          • Veranista curitibano em 20 de maio de 2018 às 10:24
          • Responder

          Goiano

          Tu és tendencioso mesmo.

          1 – Se informe melhor sobre dados da Petrobras. A venda das unidades da Petrobras para a Bolívia, depois que o governo deste país invadiu as instalaçóes por incentivo do Lula foi por 20% dos que elas valiam. Quem trabalha ou trabalhou na Petrobras sabe.

          2 – Nem vou comentar sobre a compra com ágio e multa da Refinaria de Pasadena pois seus números além de falsos são de uma burrice só. Tu és um cara tendencioso eu já sabia, cego eu já sabia, teimoso eu já sabia. Mas burrice, eu não sabia que era um de seus predicados . Acho que seus adjetivos de chamamento pelo editor do JBF ao mencionar seu nome deveria doravante ser “Cequinho teimoso e burro”.

          Outra coisa:

          Umas de minhas leituras diárias é o blog pseudo-jornalístico Brasil247. Dá uma ideia de como pensam e agem pessoas que têm a mesma doença tua. VERMESQUERDÓIDE CRÔNICA.

          Vamos às matérias do dito blog:

          Caiu avião em Cuba. Culpa dos embargos americanos

          Desgraça económica na Venezuela. Culpa dos embargos americanos

          Revolta na Nicarágua. Culpa dos revoltosos

          Vou me rebaixar ao seu nível goiano. Vá fazer visita íntima para o teu deus pagão. Você merece.

            • Goiano em 20 de maio de 2018 às 11:22

            Veranista, as coisas são assim: para reforçar minhas convicções, uso os dados que servem a isso. Para reforçar as tuas, carregas nas tintas que te interessam.
            A meu ver, muitas das atitudes que o governo petista adotou, e que são condenadas pelos opositores, podem não ter sido cem por cento adequadas, mas, em geral, tiveram objetivações pragmáticas em favor do bem-estar da Nação Brasileira.
            Digo isso porque entendo que a vontade política dos governos petistas, manifestada, especialmente, pela sua preocupação com o social, preocupação concretizada em atos de assistência, tanto direta, como as medidas assistencialistas de Bolsa Família e outras, quanto indiretas, como a transposição do rio São Francisco para dotar o semi-árido nordestino de água, demonstra que o governo visava esse bem-estar – e o visava sem desviar-se da democracia e do capitalismo, o que se verificou pela manutenção de todas as liberdades, no que respeita à democracia, e pelo florescimento mercantil, como se verificou pelo crescimento industrial e comercial, pelas exportações e importações e, até, pelos lucros do sistema financeiro.

          • Goiano em 20 de maio de 2018 às 11:10
          • Responder

          Chatonildo, nenhum governo é feito só de acertos. O interessante, no caso de alguns debates aqui no JBF, é que se algo é tomado como erro dos governos petistas, mas esse pretenso erro é revisto e passa a ser visto não mais como um erro, mas como um acerto, quem o apontava como erro logo se apressa a procurar algum outro pretenso erro, para reforçar suas próprias convicções contra os avanços que os governos petistas estabeleceram no Brasil.
          Assim é que agora vens com o refrão de que o perdão de dívidas de países africanos para com o Brasil foi um presente que o Brasil deu aos seus amigos ditadores africanos, quando, na verdade, tratou-se de uma tentativa estratégica do governo brasileiro de aumentar sua influência econômica na África, assim como fizeram os chineses, que perdoaram valores muito mais altos que os nossos, sem levarem em conta se os países beneficiados eram democracias ou ditaduras.
          É bom saber, inclusive, que o perdão das dívidas africanas, originadas em sua maioria de operações de financiamento às exportações brasileiras na época da ditadura militar em nosso País, não só foi ampla, técnica e ideologicamente (não no sentido político, mas no sentido de algo que é ideal, ou melhor em determinado momento e circunstâncias) motivado pelo governo, como foi aprovado pela Comissão de Assuntos Econômicos do Senado e em seguida aprovado pelo Plenário do Senado.
          Há muito material a respeito que pode ser consultado, sendo que muitas das opiniões têm o caráter condenatório apaixonado, sem atentar para as motivações pragmáticas do governo brasileiro.

            • Chatonildo em 20 de maio de 2018 às 12:59

            Em primeiro lugar, não mudei nada, se fores no meu primeiro post sobre o assunto : Chatonildo em 17 de Maio de 2018 às 18:53 comentei “O Cu deu uma refinaria, perdoou a dívida de alguns amigos africanos, escolheu um poste para ferrar com a economia brasileira e comprar uma refinaria americana, além de não saber que seus “amigos” estavam fazendo falcatruas na Petrobras e nem mesmo o que o seu gerentão fazia no andar de cima. ” Mas se queres dizer que eu procuro condenar por convicções anti-esquerdistas estás muito enganado. Condeno por beneficiar os “amigos”, sejam os africanos ou os bolivianos ou os que compraram a refinaria por X e venderam 50% da refinaria para a Petrobras por X (o mesmo X da compra), quanto aos chineses também perdoarem dívidas de países africanos é bom me explicares se os chineses tiveram o mesmo crescimento que o Brasil nessa época e se os chineses dão os mesmos direitos aos criminosos condenados que o PT exige para o teu condenado de estimação. Creio que se houvesse sido condenado na China não seria por apenas alguns poucos anos. Mas voltando ao título inicial desta tua postagem: duvido que o cu não tenha nada a ver com as calças. Em minha opinião tem a ver com as calças, as calcinhas e com aquilo que era para ser excretado por ele mas só sai pela boca.

            • Goiano em 20 de maio de 2018 às 13:27

            Tás muito exasperado. Keep calm and carry on, my friend. A segunda guerra acabou e agora é hora de curtgir a era Bolsomito. Vocês parecem (vocês, opositores ferrenhos do PT e de Lula) aqueles caras que a guerra acabou e eles não ficaram sabendo. Dilma foi deposta, Lula está preso e Bolsonaro lidera. Relaxem e aproveitem.

            • Chatonildo em 20 de maio de 2018 às 13:45

            Gozado dizeres que estou exasperado. Você é quem vive mandando os outros tomarem naquele lugar! Paro por aqui para não seguir o teu exemplo, lembrando que gostaria que TODOS os corruptos, não importa de que partido sejam, fossem fazer companhia ao teu condenado de estimação.

            • Goiano em 20 de maio de 2018 às 16:50

            Caro Chatonildo, eu sou uma pessoa ex-tre-ma-mente educada, mas às vezes bebo e é quando extrapolo e mando tomar dentro, mas em geral nem palavrões digo porque fui educado em uma moral rígida, nem podia apoiar os cotovelos na mesa na hora das refeições.
            Por isso, me desculpo contigo e com todos, eu nem sabia que tinha feito isso.
            Aproveito para mandar-te um beijo no coração.

    • Chatonildo em 17 de maio de 2018 às 19:06
    • Responder

    Mas para isso preciso que você me explique o que os pentelhos tem a ver com as calças.

      • Goiano em 19 de maio de 2018 às 12:12
      • Responder

      Entre as calças e os pentelhos ficam, eventualmente, os chatos.

        • Chatonildo em 19 de maio de 2018 às 17:47
        • Responder

        No meu caso fica a cueca. Usar calças sem cuecas é esquisito, pelo menos em minha opinião. Não usas cuecas? Sou chato, mas não tenho chatos.

    • Nikolai em 17 de maio de 2018 às 23:08
    • Responder

    Já disse e repito:

    o caso do Goiano é caso de PROERD.

      • Goiano em 19 de maio de 2018 às 12:11
      • Responder

      Se ser viciado em políticas sociais efetivas, em possibilitar alimento para os desvalidos, em redução da mortalidade infantil e em outros atendimentos emergenciais para os que não têm possibilidade de trabalho e encontram-se relegados à própria sorte, se ser viciado nisso é doença, podem me internar.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.