GEOGRAFIA DAS MÚSICAS – RIACHO DO NAVIO”

Riacho do Navio, caminho para o Pajeú; de lá ao São Francisco

O riacho do Navio é um curso d’água intermitente e afluente do rio Pajeú, atravessando o sertão pernambucano.

Sua fama se deve à música “Riacho do Navio”, composta por Luiz Gonzaga e Zé Dantas.

O riacho recebe esse nome por causa de uma pedra – na Fazenda dos Algodões, na zona rural de Floresta-PE, que lembra um navio.

A música propõe a filosofia de voltar para o simples, quando sugere que “se fosse um peixe” trocaria o imenso mar pela simplicidade do riacho do Navio. Para isso, porém, o tal peixe, mencionando na música, teria que nadar contra as águas.

Riacho do Navio – Luiz Gonzaga/Zé Dantas, com Gonzaga

Semana que vem tem mais..

2 comentários

  1. Quincas,

    Pobres dos peixes que nadam contra a maré!
    O simples neste caso é complicado!
    Adorei a explicação sobre o riacho do navio!

    • CARLOS EDUARDO CARVALHO DOS SANTOS em 15 de Maio de 2018 às 10:30
    • Responder

    É de impressionar a produção artística, tanto musical quanto as ilustrações.
    Já ouvi esta música inúmeras vezes, entretanto, jamais imaginei sua importância juntando a poesia dos lugares e sua importância geográfica.
    Mais uma vez grato aos idealizadores.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.