FRANCISCO ITAERÇO – IMPERATRIZ-MA

Meu querido Papa Berto,

publique esta notícia tão estapafúrdia quanto verdadeira.

Para deguste dos nossos leitores e colunistas, enquanto eu preparo mais um STAND-UPA COM POESIA.

Obrigado meu editor.

* * *

MARANHÃO UM PAIS À PARTE

Pra nascer, vá a Maternidade Marly Sarney

Para maorar, escolha uma das vilas: Sarney, Sarney filho, Kiola Sarney ou Roseana Sarney.

Para estudar há as seguintes opções de escolas: Sarney Neto, Roseana Sarney, Fernando Sarney, Marly Sarney e José Sarney.

Para pesquisar, apanhe um taxi no Posto de Saúde, Marly Sarney, e vá até a Biblioteca José Sarney, que fica na maior Universidade Particular do Estado do Maranhão, que o povo jura que pertence a um tal de José Sarney.

Para inteirar-se das notícias, leia o Jornal O Estado do Maranhão, ou ligue a TV na TV Mirante, ou se preferir ouvir rádio, sintonize as Rádios Mirante AM, e FM, do tal José Sarney.

Se estiver no interior do Estado, ligue para uma das 35 emissoras de rádios ou uma das 13 repetidoras da TV Mirante. Todas do mesmo propri(otário). Ou desculpem, proprietário. Otário, somo nós que aceitamos tudo isso.

Para saber sobre as contas públicas, vá ao Tribunal de Contas Roseana Murad Sarney (recém batizado com esse nome, coisa proibida pela Constituição, lei que no Estado do Maranhão não tem nenhum valor).

Para entrar ou sair da cidade de São Luiz, atravesse a Ponte José Sarney, vá até a Rodoviária Kiola Sarney. Lá se quiser, pegue um ônibus caindo aos pedaços, ande por algumas horas pelas esburacadas estradas maranhenses e aporte num dos municípios José Sarney.

Não concordou com nada disso? Então quer reclamar? Vá, então, ao foro José Sarney, procure o salão de imprensa Marly Sarney, informe-se e dirija-se à sala da Defensoria Pública Kiola Sarney…

Seria cômico, se não fosse tão trágico.

20 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Estas preparando um Stand Up ou este já é o Stand Up. Mas sossegue caro poeta logo ao que tudo indica haverá a Penitenciaria Sarney.

      • A. Luís em 22 de maio de 2018 às 09:38
      • Responder

      e eu, coitadim, já estava pensando:
      “É PRECISO rÒbÁ muito para sustentar tanta catrevage!!!”
      vige !!!

    • sergio soares em 22 de maio de 2018 às 08:57
    • Responder

    No meu tribunal penal, o senhor José Sarney está sentenciado ao artigo 355 do código militar por traição a pátria.Pena máxima ,PAREDÂO.
    http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/exclusivo-sarney-briga-na-justica-por-aposentadorias-de-r-73-mil-depois-de-obrigado-a-devolver-dinheiro/

    • Joaquim Marques de Souza em 22 de maio de 2018 às 09:35
    • Responder

    Tenho dó do Maranhão. Saiu o sarney e entrou o maduro junior.

    • Sergio R R em 22 de maio de 2018 às 09:38
    • Responder

    De todos os malefícios que estas tranqueiras fizeram ao país, talvez o pior tenha sido derrubar a velha lição que recebemos de nossos pais e tentamos repassar aos nossos filhos: A de que o crime não compensa!

    • Itaerço Bezerra em 22 de maio de 2018 às 11:24
    • Responder

    Não meu caro joaquimfrancisco, esse não é STAND-UP COM POESIA, o STAND-UP COM POESIA, nos faz rir, o texto acima só não chora quem não tem mais lágrimas para chorar. Só retratei algumas situações deprimente aqui nesse país a parte.

    Um forte abraço e o meu obrigado meu irmão.
    Itaerço
    Imperatriz-ma

    • Itaerço Bezerra em 22 de maio de 2018 às 11:40
    • Responder

    Meu caro A. Luiz, nem as toneladas de impostos que pagamos consegue saciar a sede dos políticos do nosso país. Haja malas, cuecas, meias… cheias de dinheiro para mandar para Suíça. A todos nós cabe a obrigação de pagar, a eles o direito de roubar. E ninguém venha me dizer que votei errado. Todos são iguais.

    Obrigado meu amigo
    Itaerço
    Imperatriz-ma

    • Itaerço Bezerra em 22 de maio de 2018 às 11:45
    • Responder

    Meu querido amigo sergio soares, tomara que seu Tribunal Penal, comece logo a funcionar, antes que o Maranhão se acabe. A coisa aqui está preta.

    Obrigado meu amgo
    Itaerço
    Imperatriz-ma

    • sergio soares em 22 de maio de 2018 às 13:18
    • Responder

    Na hora em que os maranhenses ,que ganham salário mínimo ou ao redor disso, souberem que o INSS fica “deficitário” porque é dali que tiram o dinheiro para aposentadorias “especiais”como as de Sarney , o processo ficará ainda mais rápido e veloz,com o poder literalmente emanando do povo; afinal ,apenas do Sarney ,terão 73.504,76 motivos para saírem da zona de desconforto que todos vivem.Aliás ,como as coisas estão mudando,essas 3 aposentadorias do Sarney estão sendo impugnadas :30.471,11 como governador do Maranhão,14.278,69 como servidor aposentado do Tribunal de Justiça maranhense, e mais R$ 29.036,18 mil como ex-senador.A FAXINA será completa. Obs.”Para a juíza Cristiane Pederzolli Rentzsch, da 21ª Vara Federal, que condenou o senador em 25 de agosto de 2016, a soma desses benefícios não poderia ultrapassar o teto remuneratório fixado pela Constituição. Sarney recorre da decisão. Além de determinar a devolução do dinheiro recebido ilegalmente, a juíza mandou o ex-presidente abrir mão de benefícios para se enquadrar no limite constitucional. Em sua sentença, Cristiane não fixa o valor a ser ressarcido aos cofres públicos. Se for aplicada a atual diferença entre o que o peemedebista embolsa e a remuneração de um ministro do STF, se considerado desde os cinco anos anteriores à data em que o processo foi autuado no tribunal, a conta pode passar dos R$ 4 milhões.”

    • Itaerço Bezerra em 22 de maio de 2018 às 13:25
    • Responder

    Meu caro joaquimfrancisco, se correr o bicho pega, se ficar o bicho come. Todos são iguais.

    Itaerço
    Imperatriz-=ma.

    • Maurício Assuero em 22 de maio de 2018 às 13:33
    • Responder

    Impressionante. O Maranhão é um dos estados mais sofridos em relação ao IDH. Merece desaparecer essa corja de pilantras. Mas, a eleição vem aí. Que o povo maranhense use com dignidade seu voto.

    • Itaerço Bezerra em 22 de maio de 2018 às 13:35
    • Responder

    Meu caro Sergio R R, Contrário a lição que recebemos de nossos pais e que estamos tentando passar aos nossos filhos, os políticos brasileiros acreditam que o crime compensa sim, desde que o produto deste furto seja enviado para um paraíso fiscal. Pois a justiça do Brasil tarda e falha. É claro que isso está mudando, mas é muito devagar. Obrigado pelo comentário querido amigo.

    Itaerço
    Imperatriz-ma

    • Itaerço Bezerra em 22 de maio de 2018 às 13:45
    • Responder

    Meu caro sergio soares, eu disse certa vez que o Brasil é um país de analfabeto e miserável, com algumas exceções, e o analfabeto é fácil de ser convencido e o miserável é fácil de ser corrompido. Só estou escrevendo este comentário porque no momento não havia cruz pronta, se tivesse eu estaria crucificado. No Maranhão as pessoas que recebem salario mínimo não têm condições de lutar contras a corja de ladrões aqui existente. Infelizmente.

    Obrigado pelo comentário querido amigo.
    Itaerço
    Imparatriz-ma

    • Marcão/DF em 22 de maio de 2018 às 15:06
    • Responder

    A única saída é mudar de Estado, como não é sempre possível, assuma uma posição viril, NÃO VOTE EM NENHUM VAGABUNDO COM ESTE SOBRENOME E QUE TAMBÉM SEJA APOIADO POR ELE. Se não for assim, sugiro o suicídio, fora disso, não existe saída. Boas eleições!

    • Itaerço Bezerra em 22 de maio de 2018 às 16:26
    • Responder

    Meu caro Mauricio Assuero, Sou paraibano de nascimento/Maranhense por opção/E pra meu contentamento/ Sou Imperatrizense de coração. Concordo que as mazelas Maranhenses, todas, é culpa dos políticos do Maranhão, todos. Não concordo que o eleitor com o seu voto tenha condição de mudar esse estado de coisa que aí existe, só seria possível se tivéssemos opção, não temos. Votei minha primeira vez com 18 anos de idade, hoje tenho 76 aninhos, nunca deixei de votar uma só vez, consciente de que nada mudaria. Aqui me criei, estudei, me formei, constitui família,formei meus filhos, quatro. Amo essa terra, sua gente, gente simples como eu e abomino os políticos, diferente de todos nós.

    Obrigado meu amigo, fico feliz em saber-me lido por você, meu comentário é apenas um desabafo de um cidadão que não vê saída. Não a curto prazo.

    Itaerço
    Imperatriz-ma

      • jairo braz em 23 de maio de 2018 às 15:39
      • Responder

      Se o senhor tinha consciencia que teu voto não mudaria nada, porque então votava? Não seria melhor ter anulado o voto ou votado em branco? Eu sei que pelo voto não pode mudar nesse país. Por isso não voto a exatos 32 anos. Não me considero responsável pelo atraso do Brasil. Nesse periodo eu me neguei a votar no menos pior.
      jairo braz de souza

    • Itaerço Bezerra em 22 de maio de 2018 às 16:33
    • Responder

    Marcão, meu querido amigo. “Daqui não saio, daqui ninguém me tira”… Também não vou cometer suicídio, Anular meu voto, uma boa opção; pensarei nisso.

    Obrigado pela sugestão e pelo comentário, um forte abraço.

    Itaerço
    Imperatriz-ma

    • Cícero Tavares em 23 de maio de 2018 às 09:44
    • Responder

    Itaerço Bezerra:

    Genial essa tiragem: “No estado do Maranhão, onde, se você for ao Cartório de Registro de Imóveis principal e tirar uma Certidão de Inteiro Teor e Ônus Reais, vai verificar que todo Maranhão é da Família Sarney. Lá a Constituição Cidadã é um rolo de papel higiênico e do mais beba! Daquele que rasga as bordas do furico dos mais fudidos!

    • Itaerço Bezerra em 23 de maio de 2018 às 11:53
    • Responder

    Falou muito bem meu caro Cícero Tavares, aqui tudo ou é Sarney ou seus apaniguados. O resto é só o resto, não há pra quem reclamar.
    Obrigado pelo comentário meu querido amigo.

    Itaerço
    Imperatriz-ma.

    • Itaerço Bezerra em 23 de maio de 2018 às 17:58
    • Responder

    Meu caro Jairo Braz, mesmo votando, nulo, branco, ou em qualquer um candidato, não sou responsável pela derrocada desse país, responsáveis são os políticos, mentirosos, enganadores, ladrões… não eu. Cumpri apenas meu dever cívico, nada mais.

    Um forte abraço e obrigado por me ler.
    Itaerço
    Imperatriz-ma

Deixe uma resposta para A. Luís Cancelar resposta

Seu e-mail não será publicado.