24 maio 2018EM ESCALA PLANETÁRIA



O pedido do ex-presidente Lula ao Comitê de Direitos Humanos da ONU para “ser solto” no Brasil foi negado.

Uma simbólica derrota para o petista.

O pedido de Lula era baseado em uma mentira, a de que o juiz federal Sérgio Moro estaria sendo parcial no julgamento.

“O Comitê de Direitos Humanos não concederá medidas cautelares no caso de Lula da Silva”, declarou a porta-voz de Direitos Humanos da ONU, Julia Gronnevet.

Um dia antes de ser preso, enquanto Lula negociava com a Polícia Federal, seus advogados entraram com a “queixa” na ONU.

O apelo não foi considerado consistente em razão das provas contidas no processo de que Lula cometeu os crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

* * *

A prisão do corrupto petralha foi sacramentada em primeira, segunda, terceira, quarta e 13ª instância no Brasil.

Agora, a prisão está sacramentada em escala planetária.

A ONU botou sem pena e sem vaselina no furico do cabra safado.

3 Comentários

  1. a tal da onu, ao saber que
    O HEXA-MAIOR LADRÃO DA HISTÓRIA DA HUMANIDADE
    é o PRESIDIÁRIO, na Solitária, número 700004553280,
    não conseguiu digerir por que, no Brasil,
    tem tanto pulíticu ladrão já engaiolado,
    e apenas um pediu arrego.

  2. Bem…Se até a ONU considerou que há provas pra lá de suficientes nos autos do processo contra o salafrario,quero crer que isto encerra a polêmica sobre se é perseguido ou não. Qualquer outra argumentação não passará de chororô de maus perdedores.

Deixe o seu comentário!


© 2007 - 2018 Jornal da Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa