EDUARDO NASCIMENTO – QUEIMADAS-PB

Boa noite berto

escrevo pela primeira vez para essa gazeta escrota

mas hoje fiquei em casa a tarde

sou Eduardo trabalho com eletricidade paraibano da cidade de Queimadas;

hoje por falta de combustível tive que ficar em casa ;

fiquei matutando um deputado federal custa a nação mês em torno de trezentos mil ;

a presidência o senado, o famigerado supremo federal, os ministérios, cargos do primeiro e segundo escalão,

se tiracemos desse povo 30% sera que dava pra cobrir o rombo da previdência e equilibrar as contas publicas

geralmente o pau só quebra no rabo dos mais fracos

sera que não é hora de pedirmos

isso é um desabafo de alguém que trabalha que só jumento pra segurar uma turma de saguesuga do povo brasileiro

boa noite berto ;

lembrando que o exercito esta de olho e muito calados com tudo que vem ocorrendo no nosso brasil

obrigado

R. Pronto, caro leitor, seu desabafo tá publicado do jeito que você mandou.

Um abraço pra toda turma dessa bela Queimadas, aprazível recanto de mundo com 41.297 habitantes, localizado na região metropolitana de Campina Grande, terra do grande poeta paraibano Jessier Quirino, colunista desta gazeta escrota.

Disponha sempre deste espaço e tenha um excelente final de semana!

3 comentários

    • Flavio Feronato em 25 de maio de 2018 às 12:53
    • Responder

    Eduardo disse uma coisa bem pertinente sobre as FA. No momento são a única saída. Não há nenhum político com crédito para solucionar esses problemas do País. E eu conto com essa solução.

    • Maurício Assuero em 25 de maio de 2018 às 14:54
    • Responder

    Eduardo, o pau não quebra no rabo do mais fraco.. pelo contrário… fica mais duro…

    • Ex-microempresário em 25 de maio de 2018 às 14:57
    • Responder

    Você tem razões para se queixar, mas uma frase sua resume o problema todo:

    “sou Eduardo trabalho com eletricidade ”

    O Brasil não é para quem trabalha, Eduardo. Esse foi o seu erro. Você devia ter dado um jeito de ser assessor de um deputado, ou feito concurso da prefeitura para ser vigia do cemitério municipal, ou então simplesmente não fazer nada e viver de bolsa família. Agora, trabalhar é certamente uma escolha errada.

    Para explicar melhor, veja as notícias que estão correndo agora:
    “Polícia Federal abre investigação contra caminhoneiros”
    “AGU quer que greve dos caminhoneiros seja ilegal”
    “Michel Temer determinou o uso “das forças federais de segurança” contra os caminhoneiros”

    Pergunta: quando Caixa, Banco do Brasil, Correio, INSS, Receita Federal entram em greve, você vê algo parecido? Não, aí o papo é “direito de greve é garantido pela constituição”, “trabalhadores tem o direito de lutar pelos seus direitos”, e o povo que se dane, não é assim ?

    Lembrando que são órgãos com monopólio e cujos funcionários tem estabilidade (e ótimos salários, se comparados com a média nacional). Só para citar um caso pessoal: certa vez, quando eu ainda era empresário, um processo burocrático meu parou por falta de uma certidão do INSS. O INSS estava em greve. Quando voltou, explicaram que havia “muito serviço acumulado” (óbvio!) e que dariam prioridade para as “solicitações mais urgentes”. Bem, a minha certidão não era urgente para eles: levou SEIS MESES para sair. Mas nem o presidente, nem o exército, nem a policia federal acharam nada de errado na greve do INSS.

    Eduardo, meu caro, isso aqui não tem mais jeito. Se você é mais jovem que eu, aprenda outra língua e comece a planejar sua ida para um país que funcione e que valorize gente que trabalha. Conselho de amigo.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.