Por ser militar, a cada escândalo que explode sou questionado por diversas pessoas sobre o motivo de ainda não ter tido uma intervenção. Escuto barbaridades do tipo: “os militares estão comprados”; “os militares estão mancomunados com a esquerda”; ou até, “os militares são cagões”.

Agora, resolvi compartilhar a resposta que esses, digamos, desinformados, normalmente recebem de mim, com um pouco menos de palavras chulas. Sem nenhuma fica difícil.

Aqueles que pedem intervenção militar me lembram os filhinhos de papai, donos da verdade, que após cometerem alguma parvoíce correm para o colinho do genitor para que ele resolva a cagada que o neném fez.

Muitos deles, estão dentre os mais de 30 milhões que ao invés de terem exercido o seu direito de votar, preferiram fazer um churrasquinho ou ir à praia, afinal o seu voto “nada iria mudar”. Logo, são coniventes com a situação que vivemos hoje. Mesma coisa aqueles que votaram na Dilma (leia-se Temer) e nos seus asseclas e que agora estão arrependidos.

E de eleição em eleição, o desinteresse continua, a merda aumenta.

Agora reclamam, correm para o colinho dos militares para que eles abonem a sua falta às urnas ou o seu voto errado, pois eles, nessa hora lembram, que se as eleições existem é justamente porque os militares garantiram o seu direito de votar. Agora pedem para os mesmos militares que lhes retirem esse direito, visto que não souberam o que fazer com ele.

Aí evocam o Art.142 da Constituição e provam que o maior problema do Brasil é a falta de educação e cultura, pois qualquer um que tenha feito uma boa escola primária (aquelas da ditadura), sabe ler e interpretar um texto, coisa que os filhinhos de papai, bem ao seu estilo, não sabem, pois ao invés de estudar ficaram debaixo da saia da mamãe, recebendo a mesada do papai sem ter nenhuma preocupação com o seu futuro. O papai vai bancar.

Para os que não entendem, vou desenhar. Espero que pelo menos isso os filhinhos de papai que gazetearam a escola consigam compreender.

A Constituição Federal, no artigo citado diz: “As Forças Armadas, constituídas pela Marinha, pelo Exército e pela Aeronáutica, são instituições nacionais permanentes e regulares, organizadas com base na hierarquia e na disciplina, sob a autoridade suprema do Presidente da República, e destinam-se à defesa da Pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem.”

GARANTIR os poderes constituídos, para aqueles que não conseguem interpretar, quer dizer proteger o seu funcionamento. Se funciona bem ou se funciona mal, NÃO é responsabilidade dos militares, e sim de quem os colocou lá, ou seja, em uma democracia é do povo que votou, ou não. Dos filhinhos de papai que foram à praia.

POR INICIATIVA DE QUALQUER DELES, quer dizer que para lutar contra o crime as FFAA têm que ter o respaldo de um dos poderes.

Corrupção não é ruptura de poder constituído. Quem tem que resolver é a polícia, o judiciário e, em última instância, o povo pelo exercício do voto.

Qualquer intervenção militar, se não for respaldada por algum dos Poderes, é golpe. Não existe intervenção constitucional e a Carta Magna NÃO diz que o povo é poder constituído. Isso é burrice e fantasia daqueles que não conseguem interpretar um texto. Juristas ou não. Aliás, no Brasil, o que não falta é bacharel analfabeto.

Dissolver poder constituído é usurpação, não garantia. Em 64, com outra Constituição, os militares intervieram, arrumaram a bagunça e devolveram, como não podia deixar de ser, ao civis. Demoraram mais do que deviam, mas devolveram.

Os civis receberam, esculhambaram tudo, mentiram, passaram a caluniar os militares que arriscaram a vida pela democracia chamando-os de bandidos, tornaram heróis os verdadeiros bandidos, e agora querem colo?

Resolveram chamar os militares de cagões, quando quem fez a cagada foram eles. E esses que xingam, os filhinhos de papai, vão ser os primeiros a correrem para debaixo da cama caso surja uma luta armada, e não tenham dúvida, qualquer intervenção vai escancarar as portas para uma guerra civil e até mesmo para uma guerra externa. O filhote de passarinho megalomaníaco e seus comparsas latino-americanos certamente vão querer enviar armas e até tropas para defender os camaradas do Foro de São Paulo.

E, claro, durante a guerra, vão começar imediatamente a chamar os militares de gorilas, truculentos e assassinos, pois haverá a morte de inocentes e até crianças, efeito colateral de qualquer conflito, e os filhinhos de papai que só enxergam o lado descolado, politicamente correto, estarão escrevendo em seus blogs, escondidos do combate, provavelmente em outro país para o qual fugiram. Aí sim, veremos quem são os cagões. Veremos o comportamento daqueles especialistas em escrever besteira.

O que vocês, filhinhos de papai, hoje pedem do alto da própria ignorância, é justamente o que a corja instalada quer. Seria o melhor caminho para implantar o totalitarismo comunista e, vejam bem, com respaldo popular, porque eles seriam as “vítimas” do golpe que trouxe a guerra.

E o pior disso tudo é que tem gente fazendo campanha para anular o voto. Pura inteligência. Façam isso, depois chamem os militares.

Se estão insatisfeitos, tirem as suas bundas da poltrona, saiam da frente dos seus computares e, ao invés de escrever asneiras, vão para as ruas protestarem. Exijam o voto impresso e tirem toda essa corja do Executivo e do Legislativo, não permitam que os Renans da vida sejam reeleitos, pois isso sim, pode acabar de acabar com o Brasil.

26 Comentários

  1. PARABÉNS! Que belo artigo. PUTA QUE O PARIU. Todo brasileiro consciente deveria lê-lo sem preguiça. Se votássemos certo, pesquisando a Folha Corrida dos Candidatos, com certeza não teríamos GILMAR MENDES, TOFFOLI, MARCO AURÉLIO, ETC, no Supremo envergonhando a nossa nação. SIMPLES ASSIM. Demora fazer a faxina, mas agente consegue.

  2. Coronel, mais claro e didático do que isso é impossível, Grato pela sua aula de democracia.
    Graças a Deus ainda existem pessoas que usam o cérebro para pensar e raciocinar objetivamente. e por ainda existir pessoas como o senhor.

    Escreva mais , precisamos muito de sua inteligência.

  3. Graças a deus as FFAA são formadas por uma elite que enxerga a coisa de maneira estratégica. Estudam todos os cenários possíveis.

    A eleição é a melhor forma de depurar a política.

    Porém uma eleição limpa, sem criminosos condenados, com uma votação auditada, sem dinheiro para figuras carimbadas.

    É difícil atingir este objetivo e é para isso que deveríamos estar lutando.

    Aqueles que querem o Fora Temer, de direita ou esquerda; não querem a solução e portanto fazem parte do problema.

  4. Sr. Tito, continue inspirado em escrever e talvez consiga que gente preguiçosa aprenda a ficar com a boca fechada quando não sabe o que está falando ou melhor, escrevendo, o que é muito mais fácil, não precisa ler quando é contestado.

    Hoje, ouvi no meu programa de rádio predileto, um componente fixo da banca, explicando que as altas patentes que fazem parte da área militar, são pessoas que estudaram muito para chegar onde estão e conhecem a Constituição do Brasil.

    Excelente seu artigo.

  5. Senhor Tito Vieira, nossos políticos são como todos políticos do planeta, são homens que conquistando o poder, ainda que provisório, usam-no em proveito próprio.
    A diferença dos nossos políticos entre outros é que os outros são mantidos sob a observância da Justiça e pagam rapidamente por seus crimes, já os nossos, tem a mais absoluta proteção da mesma, como acaba de demonstrar Gilmar Mendes em relação ao tal pato preto, elo vital para chegar aos políticos e quem sabe a alguns gordos magistrado. Quando as instituições que protegem a sociedade falham o voto é inútil, mas concordo, a solução deve vir da sociedade.

  6. Caro Cel.Ronald Tito Vieira do Canto.
    Tudo que o Sr . falou tem um fundo de verdade, e acontece que a grande maioria dos filhinhos de papais de hoje são todos mal informados lêem pouco e votam sem um mínimo de interesse, mais fazem o obaba do que ir pesquisar as verdades de cada candidato . Estamos num impasse de escolher um candidato que literalmente não existe . Eu vivi toda a época do regime militar e sei a grande diferença que existe hoje. A situação urge por melhores opções.

    • Eu tenho candidato para presidente, até porque o conheço pessoalmente e sei que ele não é nada do que a mídia ideologizada fala, Bolsonaro. Já escrevi sobre ele.
      E vou votar, também, em militares candidato para o parlamento, são 86. E tenha certeza que os militares pensam no Brasil, antes de pensarem em si próprios. É da nossa educação.
      Grande abraço.

      • Eu tinha em mente o Alckimin, mas depois dos rumores de envolvimento na lava jato e sabidamente que também tem o pé na obras da CPTM e do METRO, mudei de opção, além de que é indeciso, não toma postura e fica em cima do muro.
        Na atual conjuntura, o único que resta também acho que seria o Bolsonaro.
        Eu gostaria de uma opinião o que o Sr . acha de lula, não como candidato mas como ex -Presidente , só para saber uma opinião de um ex militar .
        Agradeceria muito Vosso retorno.
        Tenha uma boa noite.
        Att.
        Kazuyuki Fukamizu

  7. Excelente texto Coronel Tito, em Brasília temos o General Paulo Chagas candidato a governador, vamos fazer as mudanças, começando pelas beiradas e quem sabe de cima pra baixo?

  8. Prezado Coronel,
    Como o Sr. bem sabe, já tivemos diversas divergências de opinião.
    Com referência ao seu artigo acima, porém, concordo integralmente com suas ponderações e dou-lhe parabéns pela clareza de visão.

  9. Se os militares não podem intervir, que ao menos resguardem a legitimidade dessas eleições, pq tá osso a possibilidade de mais quatro anos de Esquerda do jeito que tá o Brasil.

  10. Infelizmente, concordo com o Nelson em sua publicação de 31 Mai sobre o eleitor não escolher o candidato. Não escolhemos o candidato ! Quem escolhe é a “convenção partidária.” Os candidatos são IMPOSTOS a nós. É uma imposição. É utopia imaginar que simplesmente somos os culpados por escolhas equivocadas. Nós não escolhemos. Geralmente, em sua grande maioria, só nos resta a ilusão de votar no menos pior. Quem são os membros que compõe as convenções partidárias? O eleitor, a vítima, não sabe. Só irá saber o pré candidato. Se for honesto, em princípio, não passará na “convenção.” É oligarquia da pior espécie. Dificilmente vão querer largar o osso. Assim vivemos neste sistema viciado e corrupto. Talvez só irá mudar se chamarmos o “Capitão América” ou algum outro super herói. Os corruptos tomaram o poder de assalto e não reagimos. Aceitamos passivamente. Pior tomaram a mente dos inocentes úteis, aparelhando as escolas, as universidades, a imprensa falada, escrita e televisionada. Aquela imprensa que atinge a grande massa que é justamente a dos desavisados, desinformados. fanáticos ou oportunistas. O que fazer ? Só há uma solução: mudar o cenário. Mas isto demanda muito tempo, talvez décadas: educação, patriotismo, ausência de apatia, de desinteresse, de indolência, de conformismo. Se os cidadãos de bem, livres e de bons costumes tivesse a audácia dos vilões, com certeza esse país seria um dos expoentes do globo, digno, respeitado e admirado. Mas os vilões, para continuarem locupletando-se tudo farão para continuar na mamata. Mentirão, negarão as evidências e fatos, caluniarão tentando desacreditar os bem intencionados. Nisto eles são bons. Quase imbatíveis. Rui Barbosa que o diga.

  11. Sobre o Bolsonaro, eu voto nele por sua formação ética, cívica e probidade. No entanto preocupa-me o sistema de urnas viciadas que não permitem auditagem, recontagem de votos e favorecem a manipulação de resultados.

  12. Coronel Parabéns por esse texto muito esclarecedor, vivi os dois últimos governo militar e vivo a 32 anos esse governo esquerdista eu quero só frisar uma coisa a maioria do povo que elege bandidos propositadamente não tiveram e não tem ensino de qualidade pois a maioria depende de escolas do governo, eu agradeço a Deus que sempre estudei em escolas públicas tive a sorte de nascer no período do governo militar meus filhos ñ tiveram a mesma sorte e tenho que suar a camisa para eles terem um ensino particular de qualidade pois o ensino público está falido Obrigado e compartilharei com todos que eu poder esse valioso texto.

Deixe o seu comentário!


© 2007 - 2018 Jornal da Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa