PODES CRER: É VERDADE ! ! !

Uma interessante informação apareceu ontem no twitter do prisioneiro Luiz Inácio Lula da Silva, vulgo Lapa de Leitor.

Informação que foi redigida pelos seus bem remunerados baba-ovos, claro, já que o prisioneiro não sabe escrever porra alguma, embora leia com abundância incomum!

Vejam que coisa fabulosa:

Descontada a troca de posições de palavras, “preso político” ao invés da versão correta que é “político preso“,  eu achei fantástica esta informação:

Lapa de Corrupto leu 21 livros em menos de dois meses!!!

O Departamento de Investigações Literárias do JBF apurou que entre estas mais de duas dezenas de volumes, Lula devorou “Guerra e paz”, de Tolstoi (que foi concluído em dois dias), “Os irmãos Karamazov”, de Dostoiveski (que o petista leu em apenas seis horas) e, pra completar, Ulisses de James Joyce (lido em 43 minutos)

Detalhe importante: estes três clássicos foram lidos por Lula nos idiomas originais em que foram escritos.

Em português Lula leu “Os Maias“, de Eça de Queiros, em apenas 13 horas!!!!

Eu li a nota do presidiário no dia em que ele botou no ar, ontem, domingo.

Na manhã desta segunda-feira, fui aos correios e despachei meus três romances, todos autografados, para tão voraz leitor: Memorial do Mundo Novo, A Guerrilha de Palmares e O Romance da Besta Fubana.

Calculo que ele vai ler estes três volumes em uma única tarde, depois do lauto almoço que é servido na cadeia.

Quem quiser mandar mais livros, anote aí o endereço.

A Superintendência da Polícia Federal em Curitiba está localizada à Rua Profª Sandália Monzon, 210 – Santa Cândida, Curitiba – PR, 82.640-040 – Telefone: (41) 3251-7500.

Uma sumidade do porte deste prisioneiro-leitor eleva a cultura às mais altas culminâncias!

Cópia do recibo da ECT referente aos livros despachados por este Editor para o fantástico leitor-dinâmico Lula

17 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Isto não é nada, para um cara que escreveu a Bíblia!.

    • Henrique Teixeira em 4 de junho de 2018 às 13:12
    • Responder

    Enviarei para o Sr. Luis Inácio Lulalau da Silva o insuperável romance Os Miseráveis, do grande Victor Hugo. tenho a mais completa certeza de que será lido em apenas 1 hora e 13 minutos.
    Outra certeza é a de que o honorável preso político redigirá uma resenha em seu facebook digna de um Machado de Assis.

    • Maurino Júnior em 4 de junho de 2018 às 13:17
    • Responder

    Papa Berto!!! Issé sério?? Tu mandasse pro baibudin feladaputa teus livros, foi?? Minino!!! Esse mundo tá perdido mêrmo!!! Lularápio lendo!!!
    O que uma cadeia num faz, né mêrmo??!!

    • Maurício Assuero em 4 de junho de 2018 às 13:32
    • Responder

    Isso contradiz a crítica que ele fez do juiz que leu o processo dele em três dias…é possível quando se dedica.

    • Pablo Lopes em 4 de junho de 2018 às 13:52
    • Responder

    Vou enviar uma edição de Finnegans Wake, de James Joyce, na língua original. Tenho certeza que após lê-lo em 48 horas, Lula, o culto, fará a tradução para o português; tarefa que até hoje ninguém conseguiu concluir.

    • Sonia Regina em 4 de junho de 2018 às 14:48
    • Responder

    Será que os amigos do presidiário ligados a religião lhe deram algum livro?

    Torço para que ele leia Os Dez Mandamentos e decore ao menos o nº 7.

    • Observador em 4 de junho de 2018 às 14:58
    • Responder

    Pt que pariu… marmenino, que fantástido, como diria o intelequitual tiririca…

    • C Eduardo em 4 de junho de 2018 às 15:14
    • Responder

    Paty Not Set do Alferes, 04/06/2018

    Tenho dito que o Onesto está muito bem lá em Curitiba. Está progredindo a olhos vistos. A cadeia está transformando esse mau elemento num cidadão de bem. Deixe ele lá por muitos anos e teremos um novo cidadão erudito, cumpridor dos seus deveres, sem beber, um homem capaz de pensar. Coisa que ele nunca fez.

    • CÍCERO TAVARES em 4 de junho de 2018 às 16:44
    • Responder

    Como seria maravilhoso se alguém mandasse prele ler todos os livros do Dono do Maranhão, José Sarney. E, depois, como exigência para receber o canudo de leitor disciplinado: escrever uma dese mostrando a beleza narrativa do romance Marimbondo de Fogo!

    Após a leitura, se Lapa de Ladrão não endoidar de uma vez, Millôr Fernandes está errado ao dizer que o homem do Bigode de Buceta Raspada, é um debidoide!

    • Tito em 4 de junho de 2018 às 17:07
    • Responder

    Berto, você esqueceu de citar Xogum, de James Clavell, com seus dois volumes , cada um com 800 páginas escritas em arial 11. Esse ele demorou um pouco mais de 40 minutos.

    • Canindé em 4 de junho de 2018 às 18:14
    • Responder

    Tò enviando As vinhas da ira, Nos tempos do cólera (ou Cem anos de solidão) e Papilon. Acredito que lerá tudo no intervalo entre o jantar e a novela das nove.

    • Marcos Pontes/DF em 4 de junho de 2018 às 21:32
    • Responder

    O problema não é ler, é “escrever” uma resenha , quando da leitura da Branca de Neve e os Sete Anões, vejam o seu entendimento: aquela muler foi a qui robô o meu ispelho mágico ela é ingual ao Temi qui se juntô com rei Moro e prendeu os meu mininos, todos o sete (dirceu, paloci, delubio, genuino, vacari, ferreirinha e o silvo pereira) e inda mais, invenenou minha massã, mais num tem nada não, o meu principi encantadu Ciro Gomes, vai mim bêja na minha bôca, eu vô acordá e nois vai vivê filiz pra caraio, fodam-se oceis, agora min dêxe em paiz, qui eu vô colorir outro livro qui gleicinha min deu!

    • John Doe em 5 de junho de 2018 às 02:04
    • Responder

    Errata: segundo o cronista Goianovski, Lulla leu Os Irmãos Karamazov na tradução para o uzbeque. Fez diversos comentários à margem do texto corrigindo imprecisões do tradutor russo-uzbeque.

    Quanto ao Ulisses, desdenhou: “já escrevi coisa melhor num fim de semana em Atibaia”.

    • Cardeal XICO BIZERRA em 5 de junho de 2018 às 05:44
    • Responder

    Eu acho que ele vai ‘devorar’ a BESTA, em menos de 5 minutos, pensando tratar-se de sua biografia …

      • Maurino Júnior em 5 de junho de 2018 às 11:54
      • Responder

      Eitcha, carai!!! I num é que é mêrmo, esse mininu!!!

    • Arael M. da Costa em 5 de junho de 2018 às 11:09
    • Responder

    Infelizmente não me será possível atender a essa voracidade com a presteza requerida, pois desejava passar às mãos desse nóvel intelectual o livro “Uma história dos povos de língua inglesa” de autoria de Sir Winston Churchill, mas infelizmente a edição brasileira está esgotada.
    Assim tive de pedir, via Amazon, um exemplar da edição original, que devido aos liames burocráticos deste maravilhoso Governo que nos desgoverna demorará um pouco a chegar.
    Acredito, no entanto, que isto será benéfico para o ilustre leitor, que à época já deverá ter devorado todos as obras (atenção são obras literárias e não as que ele deita diuturna e noturnamente no ‘boi’ onde se aloja) que já lhe estão sendo enviadas.

    • DECO em 5 de junho de 2018 às 19:28
    • Responder

    Eu acho é que, verdadeiramente, o Lula está se preparando para fazer o ENEN. Adolescentes se cuidem!

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.