TEMER TREME

Você não tem como contestar. Nem ninguém. O arsenal da oposição é temível, tanto quanto o estadunidense ou o norte-coreano. As ogivas que antes cruzavam os céus como mera demonstração de força, agora começam a atingir seus alvos. A crise dos caminhões, por exemplo, foi o veículo (sem trocadilho) da sucumbência do governo, uma espécie de Exército de Brancaleone a defender interesses durante uma guerra que se avizinha, o pleito eleitoral.

No filme, demonstra-se que a Idade Média não foi feita apenas de belos reis, rainhas e castelos, de riqueza e de ostentação, mas igualmente de miseráveis. Conta-se a história de Brancaleone da Nórcia, um cavaleiro fracassado, que em busca de um feudo lidera um grupo de maltrapilhos e famintos. A diferença da arte para a vida é que, na versão política, o palácio está ocupado por Brancaleone que, mesmo assim, com a arma da caneta todo-poderosa na mão, não consegue fazer prevalecer seus pontos de vista.

Negociação, por exemplo, implica flexibilidade das partes envolvidas, mas não foi o que se viu. O governo, que já fizera enormes concessões na véspera, teve que fazer outras tantas no dia seguinte. E assim iam os grevistas aceitando qualquer negociação, desde que ao final as coisas acontecessem como eles queriam.

Esdrúxula negociação!

A fragilidade do governo é evidente, e ao agir ele não impõe nem propõe, mais parece suplicar. Sem alavanca e sem ponto de apoio, a cada dia fica mais insustentável, especialmente pelo gosto de vingança, a contrapartida do impedimento da senhora Dilma Rousseff. De qualquer forma, pergunta-se: como pode um presidente que tirou o país da recessão, reduziu dramaticamente a inflação, baixou os juros e amenizou a sangria dos empregos ser tão impopular?

2 comentários

    • Maurício Assuero em 4 de junho de 2018 às 19:44
    • Responder

    Na verdade os 13 milhões de desempregados são mais do que suficientes para manter a inflação baixa. Os juros baixos poderia ser um incentivo ao consumo, pois ficaria menos atrativo aplicar em títulos. O governo Dilma foi uma desgraça. Temer só esticou um pouquinho tal desgraça. Na verdade ele muito popular. Tão popular quanto mãe de juiz de futebol

    • a verdade está lá fora em 5 de junho de 2018 às 10:51
    • Responder

    Caro Marcelo

    Qual seria a sua solução para a greve dos caminhoneiros que agradace:
    1-Caminhoneiros
    2-Baixasse o diesel
    3-Não aumentasse a carga tributária
    4-Que fosse bom para a Petrobrás
    5-Que fosse bom para os políticos
    6-Que fosse bom para a Globo
    7-Que fosse bom para os colunistas

    Você pode colocar no mínimo 5 itens acima juntos???
    Numa guerra o médico vai primeiro salvar quem pode voltar ao combate e depois vai tratar os casos mais graves.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.