O PINTO DE DÃO

Dão de Jaime em foto desta colunista

Contratei uma pessoa
Pra cuidar do meu pintinho
Nunca deixar ele à toa
Pra dar comida e carinho
Quando o dia amanhece
O meu pintinho entristece
Mas ela sabe ajeitar
Por incrível que pareça
Alisa sua cabeça
Pro bichim se levantar

Dão de Jaime

Eu não posso acreditar
Nesse pinto esmorecido
E que só sendo acudido
Consegue se levantar
Eu aqui vou confessar
E não falo com desdém
Pra comer do meu xerém
Pinto tem que ser raçudo
Pois pinto fraco e miúdo
Eu prefiro ficar sem.

Dalinha Catunda

Dão de Jaime, seu pintinho
Tá um pouco moleirão
Precisa passar a mão
Pra ficar animadinho
Apalpar, dá um jeitinho
Para ele se alegrar
Dê-lhe cuscuz no jantar,
Logo que o dia amanheça
“Alisa sua cabeça
Pro bichim se levantar”!

Bastinha Job

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.