Berto, boa tarde.

Pelo combate implacável à corrupção, a realeza reverencia Sérgio Moro

É muito estranho os grandes meios de comunicações de Banânia não divulgarem tamanho acontecimento.

Agora, quando é algo referente a “diversidade”, é destaque e debate a semana inteira, em matéria de apologia a bandidagem e comportamentos de gênero, racial e outros “louváveis” para eles.

Clique aqui e leia no facebook.

R. Caro fubânico, a propósito desta notícia sobre o Dr. Sérgio Moro, recebi de outro leitor fubânico esta matéria que está abaixo transcrita, junto com um vídeo.

Veja:

De excelência a alteza – Homenageado na quarta edição do Brasil Mônaco Project, no último fim de semana, Sergio Moro foi recebido com honrarias no principado. O juiz assistiu a um concerto no camarote real da Opera Garnier, no cassino Monte Carlo, ao lado do príncipe Albert 2º. Depois, participou de jantar e prestigiou um leilão beneficente. O evento tem o apoio da realeza e já reverenciou personalidades como o ex-jogador Ronaldo. Convites para participar do ato foram vendidos por €1.000,00.

Dona da festa – A organizadora do evento é Luciana de Montigny, mulher do cônsul de Mônaco. Um vídeo com detalhes da noite de homenagem a Moro foi postado nas redes sociais. Segundo convidados, os recursos arrecadados seriam destinados a uma fundação chamada “Butterfly”.

Meu rei – Moro aparece em diversas imagens. No jantar, foi acomodado na mesa principal, quase de frente ao príncipe. Algumas obras do leilão foram arrematadas por mais de € 20 mil. Em um breve discurso, o juizagradeceu a contribuição das autoridades do principado com a Lava Jato.

Laços – Em 2015, os investigadores deflagraram a operação Conexão Mônaco e prenderam o ex-diretor da Petrobras Jorge Luiz Zelada. Ele e outros dirigentes da estatal tinham dinheiro no paraíso fiscal. 

2 Comentários

  1. Segundo o pessoal da seita lulística são os gringos do zóio azul reverenciando o agente da CIA que está infiltrado para dar as nossas riquezas aos estrangeiros.

    Eita imaginação!

Deixe o seu comentário!


© 2007 - 2018 Jornal da Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa