NÃO AOS POLÍTICOS LADRÕES

Eu não sei se meus amigos
Notaram. Uns talvez, não.
Resolvi ficar calada
Por ter consideração
A cada amigo querido
Que os meus versos tem lido
A eles tenho atenção.

Porém o meu pensamento
Que inda continua são
Me diz e ainda repete
Que não temos solução
Ao ver na tela um político
O meu senso analítico
Me diz é mais um ladrão.

E quem quiser se rasgar
Brigar por politiqueiro
Vá brigar noutro lugar
Aqui não é picadeiro
Pegue boné e bandeira
Vá junto com a bandalheira
Gritar e fazer salseiro.

  Uma dedada desta colunista para os políticos ladrões

Diante de tantos réus
Eu não vejo um inocente
Assaltaram nossa pátria
Iludiram nossa gente
Eu quero é ver na cadeia
E até debaixo de peia
Eu não vou ser complacente.

Quem tiver sua paixão
Oferte cumplicidade
Quem tiver seus interesses
Distorça a realidade
Em Bangu ou na papuda
Minha gente não se iluda
Só tem ladrão de verdade.

O Julgado e condenado
Não é inocente não
Pra tirar um da Cadeia
Tira a lista de ladrão
Pra voltar a pindaíba
Soltem os de Curitiba
E elejam nessa eleição.

Estou fora de política
E vou ficar bem calada
Pois aqui em minha página
Eu não quero presepada
Nesse Brasil de bandido
Eu que não tenho partido
Não quero ser arrolada.

4 comentários

Pular para o formulário de comentário

    • alberto santo andre em 10 de junho de 2018 às 10:14
    • Responder

    parabens , dalinda pois em versos voce seimplesmente expos a luz a politicalha do brasil , pena que eu nao saiba escrever versos , para dar-lhe os parabens por estes tambem em versos .

    1. Amigos, eu acho até que é um luxo falar dessa corja em versos. Pra falar mal nem precisaríamos enfeitar. Muito obrigada pelo comentário. Meu abraço.

    • Aleixo em 10 de junho de 2018 às 10:28
    • Responder

    Politico ladrão safado
    matreiro, liso, dengoso
    desde já, va se cuidando
    preparando o fedegoso
    Va preparando a caminha
    Pois o dedo de Dalinha
    É grandão e poderoso.

  1. *
    Bem pior do que meu dedo
    É meu grito a bravejar
    Gritando, nessa eleição,
    Em ladrão não vou votar
    Porém fico sem saber
    O que eu devo fazer
    Pois ladrão não vai faltar.
    *
    Dalinha Catunda

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.