Meu caro Luiz Berto,

veja uma pequena comparação entre “nós e eles”, digo entre o Brasil e a Suiça:

Por uma acaso você sabe o nome do Presidente da Suíça? Não!

Pois é, este ano assumiu o ministro do Interior, Alain Berset, que foi eleito pelo parlamento para ser o presidente da Suíça para 2018. O cargo é rotativo e detido por um dos sete membros do Conselho Federal a cada ano. É isto mesmo, na Suíça eles trocam de presidente todos os anos.

A Suíça não tem um chefe de Estado como, por exemplo, um presidente da República, mas sim um representante da Confederação Helvética que exerce as funções de Presidente da nação.

O Presidente da Confederação Helvética é eleito pelo parlamento por um período de um ano.

Neste sistema colegial, o(a) presidente, com estatuto primus inter pares (ou seja, primeiro entre iguais) é um membro do conselho federal sem mais poderes do que os outros, mas tem a última palavra em caso de empate nas diversas votações que possam ocorrer quer no Conselho Federal ou nas duas alas políticas.

Acessoriamente ele(a) representa a nação, tanto a nível internacional como nacional.

É ele ou ela também quem, no dia 1° de janeiro de cada ano e no feriado nacional do dia 1° de agosto, se dirige à população através de comunicados pela televisão.

2 Comentários

  1. realidade dura esta , a sim e sobe os assassinatos o indice de criminalidade la e de de 0,6assasinatos por grupo de em mil habitantes , no brasil a media e de trinta assassinatos por grupo de cem mil hanitantes , e na suiça nao existe restriçoes a armas de fogo para seus cidadaos , assim como la tambem nao existe nem progressao e tampouco prescriçao de crime , pequenas diferenças que fazem grandes resultados , o artigo primeiro da constituiçao brasileira que diz que todos sao iguais perante as leis , la realmente e cumprida , e nao tem ninguem acima da lei , a sim poltico e juzesem geral nao teem nem mordomias e tampouco slarios nababescos e sao indicados aos cargos que sao rotativos pelo seu conhecimento e experiencia , , la um toffoli ou um gilmar mendes ou marco aurelio de melo , , nao so eles , mas acredito todos os juizes da suprema corte , pelo sistema de indicaçao que teem la, jamais seriam conduzidos a ocupar a suprema corte do pais , grande diferença que da uma diferença ainda maior na justiça.,,,,,,,,la

  2. Os suíços brincam dizendo que lá não há corrupção porquê se alguém quer corromper um político, não encontra nenhum.

    Deve ser estranho, quase insuportável para um brasileiro viver em um país onde cada um é responsável por sua vida e por suas decisões, sem um papai governo dizendo o que ele deve fazer, o que ele deve pensar, como ele deve agir…

Deixe o seu comentário!


© 2007 - 2018 Jornal da Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa