SONETILHO DE AMOR

Fotos da colunista

Às vezes sou lua
Que nua vagueia
A todos enleia
Porém sou só sua.

Ás vezes sou sol
Trazendo calor
Derreto de amor
Em nosso lençol.

Às vezes sou brisa
Que ofega em seu rosto,
Ladina lhe alisa.

E sempre sou nós
Depois do sol posto
Juntinhos e a sós…

4 comentários

Pular para o formulário de comentário

    • Pedro Fernando Malta em 20 de junho de 2018 às 11:46
    • Responder

    Simplesmente lindo !

    1. Obrigada, Pedro. Meu abraço.

    • violante Pimentel em 21 de junho de 2018 às 18:17
    • Responder

    Lindíssimos versos, cheios de lirismo, poeta Dalinha! Adorei !!!
    Um abraço!

  1. Violante, quando faço versos bonitos singelos é quando eu recebo a musa. Já quando eu faço meus versos escrachados é quando recebo a Maria Molambo. É desse jeito. Bjs, amiga.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.