Um grupo de alegres e simpáticos brasileiros vem sendo vilipendiado, torturado, massacrado, chicoteado, perseguido, espancado, pisoteado e submetido a públicas humilhações, tanto na internet, nas chamadas redes sociais, como também, principalmente, em toda a grande imprensa brasileira.

Aliás, não só na imprensa brasileira: os editores lá de fora se ocupam grotescamente desta tolice que virou uma pirâmide sem qualquer sentido.

Um grupo de torcedores brasileiros, pacificamente e sem qualquer gesto de violência, cercou uma moça russa e começou a fazer um corinho na base do “Buceta Rosa”, saudando a xereca e a cor da xereca da jovem, fazendo uma louvação e uma homenagem à melhor coisa que existe em cima da redondura do planeta Terra.

Pronto.

O mundo veio abaixo e os rapazes estão sendo xingados pelos tabacudos muderninhos e pelos descerebrados do pulticiamente correto, de machistas, misóginos, grosseiros e outros adjetivos sem qualquer cabimento.

Se vocês não gostam de exaltar a buceta, fiquem quietos e deixem que nós, que gostamos desta saudável gruta, façamos a sua exaltação.

Hoje pela manhã, no noticiário local aqui de Pernambuco, entidades de classe condenaram profissionais que aparecem no vídeo e prometeram tomar severas providências.

Um agrônomo está ameaçado de perder seu registro de trabalho “por possível conduta indecorosa”, isto porque exaltou publicamente uma buceta rosa.

Deve ser porque elogiar buceta prejudia a safra…

É pra arrombar a tabaca de Xolinha!!!!

E os pernambucanos citados, humildemente e cheios de constrangimentos, enviaram mensagens pedindo desculpa, dizendo que haviam “bebido um pouco mais” e que não tinham intenção de ofender ninguém.

Não peçam desculpas não, rapazes!!!

Vocês não cometeram crime algum!!!

Não agrediram nem estupraram. Sequer seguraram a moça.

O apresentador do noticiário disse que a moça russa aparece “constrangida” nas imagens.

Constrangida um caralho!!!

O moça aparece rindo, doida pra saber o que os brasileiros diziam e, tenham certeza, se ela soubesse a tradução, iria rir mais ainda e levar tudo na esportiva.

Bando de fariseus, canalhas, hipócritas, falsos moralistas, vocês vão tudinho tomar no meio do olho do furico, seus babacas

Vão arranjar uma lavagem de roupa ou uma limpeza de pinicos pra ocupar o tempo de vocês.

No vídeo aparece um jovem oficial da PM de Santa Catariana, um policial cuja missão é dar segurança à população e caçar bandidos, se divertindo em suas férias e vivendo o clima da copa do mundo.

Pois este tenente vai ser cretinamente prejudicado no início de sua carreira, por inquérito que será instaurado para “apurar” procedimento incompatível, bla, bla, bla, bla…

Estes tabacudos que estão torturando publicamente os rapazes não passam de um bando de idiotas descerebrados, retrógrados e inimigos da liberdade de expressão.

A doce e alegre liberdade de expressão carnavalesca, futebolística e macunaímica tipicas deste nosso Brasil!!!

Vocês que estão sendo massacrados por este bando de fariseus imundos contem com a minha solidariedade.

Estou aqui engrossando o coro:

Buceta rosa! Buceta rosa!

Vejam a babaquice do título do vídeo abaixo: Brasileiros faltam com respeito com torcedora russa.

Quem escreveu esta bobagem é que faltou com o respeito à lógica, ao bom senso e ao correto uso da razão.

Buceta rosa! Buceta rosa! Buceta rosa!

12 Comentários

  1. Caraca, Berto!
    Assim você me quebra as pernas.
    Estava preparando um artigo arretado para defender a rapaziada da buceta rosa e tu me destes um “furo” (EPAAAAA!!!!!) JORNALÍSTICO.
    Essa galera que ficou escandalizada deve ter tudinho a buceta preta e o grelo duro. Ou então, são aqueles rapazes que depilam o toba e adoram sentar numa piroca.
    Buceta rosa! Buceta rosa! Buceta rosa!

  2. Berto, numa terra onde dar o cu, é algo normal ou orientação sexual (opção, até posso aceitar. Mas, orientação?), você queria o que?

  3. Pois é, falei a mesma coisa no meu twitter e no meu FB. Não com a sua desenvoltura, claro.
    Se babaquice é crime não vai ter cadeia suficiente no Brasil, principalmente pros babacas politicamente corretos.

  4. Quando estudante, na terceira série ginasial, turno noturno, repara como sou antigo, em nossa classe, apenas 18 alunos, tudo certinho, nove moleques e nove garotas ,- um alemão e uma alemã. Ele eram a nossa alegria, imaginem o apelido de um lápis, de uma caneta, de uma bolsa, de um caderno. Caso fosse hoje, seguramente, iriamos mofar nas masmorras do “puliticamente correto” onde qualquer brincadeira passa a ser uma ofenca. Eramos amigos e continuaram nossos amigos, brincadeiras eram brincadeiras, Eles nos ensinavam palavrões em alemão e nós em portugues., assim como aprendemos muitos outros em japones . Riamos, eramos felizes, e livres desse patrulhamento idiota e estávamos vivendo, de acordo com essa corja, os anos negros.

  5. Legal é que se alguém reclamar de um funk (que tem muito mais bobagem que isso aí), os mesmos que estão escandalizados agora vão cair de pau em quem reclamou: “coxinha!”, “burguês!”, “preconceituoso!”, e por aí vai.

  6. O princípio da territorialidade acabou ? O tenente barriga verde ou, qualquer dos outro dos rapazes, podem ser punidos aqui, por uma brincadeira que fizeram em território de outro país ???

  7. O funcionário da Latam já foi demitido.

    O tenente de SC será advertido e perderá futuras promoções, ainda que salve milhares de vidas.

    São duas pessoas que foram linchadas em praça pública e terão seus nomes marcados para sempre.

    O adv. que já foi secretário de Ipojuca – PE e o Agrônomo do PI já foram condenados antes por corrupção e são esquerdóides. Para estes eu acho é pouco.

    No Brasil do Politicamente correto estes crimes merecem punição perpétua.

  8. É isso aí, caro editor. Salve então MC Carol. E o analfabeto do Lulla, quando perguntou onde estavam as mulheres de grelo duro do PT. Ninguém se horrorizou. E salve também a xoxota rosa, a xoxota preta ou negra, a xoxota amarela, a xoxota mulata, a xoxota verde e o caralho!

  9. Vou ter que discordar da opinião dos amigos! E antes que venham me chamar de santarrão, pudico, recatado, santo, virtuoso, pundonoroso e caraio a quatro, informo que sou um dos mais bocas sujas a comentar na Besta. O que aconteceu com esses malas na Rússia é bem um retrato do brasileiro, principalmente dos mais jovens. Foram (mal) criados com a ideia que na vida tudo é bônus! Para eles não há ônus! Não entendem que terão que responder pelas consequências de suas cagadas! Não lhes foi ensinado que a cada ação corresponde uma reação! Não pesam as consequências dos seus atos, só querem “zoar”, doa a quem doer! A melhor forma de julgá-los ainda é nos colocando no lugar das vítimas: Se algum Russo fizer um neto meu falar em russo “Dei o cú pro Neymar”! Ou ficarem falando absurdos em russo para minhas netas e eu estiver perto, meto-lhe a porrada no bebedor de lavagem e ele que vá para a puta que o pariu!

  10. Ô beleza é este JBF!
    Eu fiquei puto com a maré de santarrões indignados com a molecagem da galera mas, por outro lado, também achei que eles fizeram uma grande babaquice e pisaram na bola ao importunar a lourinha.
    Foi uma molecagem sem agressividade e sem consequência mas grosseira.

    O pior que é esse tipo de babaquice que constrói a imagem dos brasileiros em todos os outros países: Gente boa mas babaca e totalmente irresponsável.

  11. Vou deixar somente uma reflexão. Se ….. se o caso fosse aqui no Brasil, se estrangeiros gozassem da cara de uma brasileira, do mesmo jeitinho e essa brasileira fosse a filha ou esposa de vocês …. continuaria achando tão engraçado????
    É só uma reflexão. Não precisam responder, só pensem e guardem pra si a resposta.

Deixe o seu comentário!


© 2007 - 2018 Jornal da Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa