PEDRO MALTA – RIO DE JANEIRO-RJ

Berto,

Seguramente, o filme Colheita Amarga será muito bem aceito pela comunidade fubânica.

Com a duração aproximada de uma hora e quarenta minutos, narra o período entre as duas grandes guerras, quando a Rússia de Stalin promoveu o genocídio do povo ucraniano por fome, confiscando sua colheita, e levando mais tarde à anexação do território pela União Soviética.

R. Quem quiser assistir ao filme enviado pelo nosso estimado colunista fubânico, devidamente legendado, basta clicar aqui.

Grato pela dica e mande sempre as ordens.

Abraços

3 comentários

    • antonio rocha em 25 de junho de 2018 às 16:15
    • Responder

    Flime errado,

    Bittere Ernte é um filme de drama alemão de 1985 dirigido e escrito por Agnieszka Holland. Foi indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro na edição de 1986, representando a Alemanha Ocidental

    • antonio rocha em 25 de junho de 2018 às 16:33
    • Responder

    Filme correto da postagem.

    O filme ucraniano, que foi lançado em 2017, veio para mostrar ao mundo o horror do socialismo pleno, através do genocídio intencional por meio da fome. Ele se passa nos anos 30 na Ucrânia. Enquanto Stalin avança as ambições dos comunistas no Kremlin, o jovem artista Yuri luta para salvar a amada Natalka de Holodomor, o programa de morte por inanição que matou milhões de ucranianos.

    A ideia do filme é mostrar como Stalin massacrou uma população inteira em nome do poder, além de ter feito isso de uma forma extremamente cruel. Claro que dá para traçar paralelos com muitos outros genocidas, como Idi Amin Dada, Adolf Hitler, Pol Pot, Mao Tsé Tung, etc. O caso ucraniano, no entanto, é sem nenhuma dúvida um dos mais elementares.

    • Pablo Lopes em 25 de junho de 2018 às 20:08
    • Responder

    Para quem se interessar, recomendo a leitura do “Livro Negro do Comunismo”; obra monumental escrita por um grupo de historiadores franceses. Em suas mais de novecentas páginas a tragédia do comunismo é exibida em todo seu esplendor: mais de cem milhões de mortos!

    É estarrecedor.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.