GASTOU MUITO E NÃO PRODUZIU NADA

Comentário sobre a postagem SETENTA E SEIS BILHÕES DE REAIS

Tomé:

“Os EUA têm a moeda mais forte do mundo. Todos os países, TODOS, quando têm reservas para gastar, o têm em Dollar, ou seja, aplicam no tesouro americano, mesmo com uma taxa de juros de 2% ao ano.

A inflação é baixa, a taxa de crescimento nunca teve tão grande e o desemprego quase não existe, graças ao Trump.

Querer comparar a situação econômica do Brasil com os EUA é típico dos cretinos.

Você que gosta tanto de estatística, deveria saber que de tudo o que o governo arrecada 96% estão nas despesas obrigatórias (funcionalismo, aposentadorias, serviços da dívida e as tais despesas carimbadas).

Para o Brasil crescer é preciso incentivar investimento privado (o tal mercado), que tem muita grana.

Porém os investidores não gostam de jogar dinheiro fora. É preciso ter credibilidade para receber investimentos. O Lapa de Demagogo presodento e o Ciro estão fora, pois não têm credibilidade de quem tem grana.

O máximo que eles conseguiriam seria levar o Brasil para a situação da Venezuela, que é um dos maiores produtores de petróleo do mundo, porém não tem dinheiro nem para extrair seu petróleo, pois não tem grana e tampouco credibilidade.

Volto a repetir; para crescer tem que fazer a lição de casa (buscar o equilíbrio fiscal) e não fazer mais dívida.

O PT já gastou muito, duplicou a dívida e não produziu nada.”

* * *

8 comentários

Pular para o formulário de comentário

    • C Eduardo em 29 de junho de 2018 às 16:00
    • Responder

    Paty Not Set do Alferes, 29/06/2018

    Só hoje li o artigo do genial Goiano. Só tem duas alternativas para esse caso:

    1 – Se escreveu por deboche o caso é cadeia
    2 – Se acredita no que escreveu o caso é de hospício

    • Goiano em 29 de junho de 2018 às 17:41
    • Responder

    Segundo o Dr. Goyambú Bigeyes, os dois principais tipos de economia capitalista são a economia ativa e a economia paradaça.
    A economia ativa parte da atitude do governo de gastar, gastar muito, investir pra dedéu. Quando o governo investe, cria obras e investe em programas planejados, esse dinheiro não só influi diretamente nas taxas de emprego e no fluxo mercantil, como continua ativando o ciclo indiretamente – o que é fácil perceber, basta pensar: os empregados nas obras e demais programas repõem o dinheiro em circulação, uma fase do aquecimento, e as empresas contratadas botam a grana para girar, comprando os bens, os insumos, tudo o que for necessário para tocar os contratos, constituindo outra fase do aquecimento. Cada setor envolvido entra no esquema de modo que é como pedras jogadas em um lago de águas paradas, elas se agitam e os círculos formados vão crescendo.
    A economia paradaça é assim: o governo economiza, diminui salários e demite servidores, além de parar de fazer concursos, corta vantagens e diminui as aposentadorias. Faz cortes na previdência e para de gastar, corta onde for possível e até onde for impossível. Cria tetos de salários, limite de gastos e acaba com sistemas de progresso funcional. A niciativa privada se lasca porque o governo diminui drasticamente as compras e a contratação de serviços. Se tiver obras, manda parar. Se já estão paradas, ótimo, paradas ficarão. Enfim, corta tudo para equilibrar as finanças públicas. Os efeitos são, também, diretos e indiretos: Servidores demitidos não consomem; desempregados não farão concursos e também não consumirão. Os que ganharem menos gastarão menos. Quem devia ganhar pelo que trabalha, vai ganhar menos e gastar menos. As empresas que tinham como principal cliente o governo ou quebrarão ou diminirão a produção, esfriando também a economia. Os efeitos indiretos também são facilmente dedutíveis, e o que vemos é uma tendência a uma economia paradaça onde quem aplicaria dinheiro na produção vai aplicá-lo em dólares ou qualquer atividade especulativa e improdutiva,
    Lula sabe disso, compreende isso e é por isso que os pesquisados, ou melhor, os trinta por cento informados, informam que é Lula que pode botar pra jambar, porque sabem que Lula é gastador, em vez de demitir contrata, o maluco, em vez de parar obras cria mais o filho da puta. Só que a turma da paradaça conseguiu, Lula está condenado e preso.
    Parabéns, banda decente deste paiz.

      • João Francisco em 30 de junho de 2018 às 12:09
      • Responder

      Só tem uma coisa errada nesta equação.

      Não é só o governo que investe.

      A iniciativa privada investe sua poupança também e tem muito mais dinheiro que o governo.

      Só que eles não entram em barca furada, que é um governo em franca expansão da sua dívida.

      Me site apenas um governo que cresceu de forma sustentável, apenas gastando e sem nenhuma poupança.

      É mais fácil acreditar em saci pererê.

        • Goiano em 30 de junho de 2018 às 22:05
        • Responder

        Nenhum maluco aqui falou que só o governo que investe.
        Quem montou a equação com esse elemento pirou.
        Também ninguém falou em governo gastando sem poupança.
        Governo gasta o que tem, o que recolhe de impostos e outras fontes.
        Governo não pode poupar, poupança para governo é dinheiro inútil, que devia estar sendo aplicado, investido.
        Governo pode ter reservas, como estratégia, que precisam ser usadas nos momentos adequados, como para manter o equilíbrio monetário.
        A dívida pública dos Estados Unidos é de uns setenta trilhões de reais. A nossa deve ser uma merreca duns três trilhões de reais, já nem me lembro mais e estou com preguiça de voltar lá no texto que foi comentado para ver.

    • C Eduardo em 29 de junho de 2018 às 20:49
    • Responder

    Paty Not Set do Alferes, 29/06/2018

    Segundo a teoria do genial Goiano, não a vida sem governo.
    Toda humanidade vive para o governo e o governo existe para alimentar a corrupção

      • Goiano em 29 de junho de 2018 às 21:13
      • Responder

      C. Eduardo, a utopia máxima é o mundo, ou melhor, alguma sociedade sem governo. Falamos do anarquismo? A forma mais elevada de socialismo?
      Mas, aqui, no nosso mundinho, precisamos do governo – e os governos são os pilares das economias.
      Não é impossível que uma sociedade tivesse uma economia estável ou até expansiva sem que o governo participasse de alguma forma da atividade econômica, mas creio que não conheces exemplo disso no mundo capitalista (o socialista é outro papo).
      Quanto ao item derradeiro, sim, é verdade, a corrupção vive em torno dos governos e, é claro, penetra neles; e quanto mais riqueza, mais tentação.

    • alberto santo andre em 29 de junho de 2018 às 22:00
    • Responder

    sggundo dados do banco cetral , do banco mundial e do bird , que no minimo sao instituiçoes com um minimo de confiabilidade e credibilidade , [[[[[[a divida publica liquida do brasil aquela que e de origem ogoveno federal , e que se refere oas gastos deste]]] de 2003 , ate 2015 cresceram 473%, contra uma inflaçao de 272 %, portanto um crescimento real de mais de 50% mesmo corrigida pela inflaçao do periodo , aatingindo hoje a peque cifra de 970 bilhoes de dolares ao dia de hoje , contra uma divida liquida em 2002 de 230 bilhoes de dolares , a um dolar de paridade igual ou praticamente igual ao de hoje , devido a epoca do cuto lula/pt ,, hoje temos uma divida bruta, incluindo dividas de empresas como petrobras banco do brasil ,e outras ligadas ao governo que foram buscar dinheiro no exterior , e com o aval do governo na faixa de hum trilhao e quatrocentos bilhoes de dolares , o equivalente a cinco trilhoes e quinhentos bilhoes de reas, exatamente quinhentos por cento a mais que os 280bilhoes de dolares de 2003 no seu inicio , dizalguma coisa sobre a mediocridade e atraso que viveu o brasil nestes desgovernos petistas , ,,,, a sim em questao de duvidas procurem nos relatorios do banco mundial as posiçoes que o brasil ocupava frente os paises emergentes em 2002 e que ocupava em 20015 , vera que o brasil maravilha de lula e do pt so regrediu frente aos seus competidores diretos o que comprova indiscutivelmente o retrocesso do brasil , nos desgovernos populistas do pt , a pseudo melhora interna e so a somatoria de propagandas mediocrizadoras , que nao condizem com o avanço das naçoes com os quais competimos , hoje estamos no minimo trinata anos atrasados em relaçao aos nossos concorrentes se compararmos aos anos de 2002. esta e a realidade nua e crua …para definir o brasil podemos afirmar que ontem corriamos cinco kilometros por hora e hoje corremos sete kilometros por hora devido os avanços de treinamento , mas os nossos concorrentes que corrima seis kilometros por hora ontem , com os mesmos avanços hoje correm dez kilometros por hora devido os mesmos avanços tecnologicos, e e esta diferença que temos hojeno brasil com a mesmo avanço tecnologico acabamos ficando ainda mais distantes dos nossos competidores e este e o real atraso que temos no brasil

    • Goiano em 30 de junho de 2018 às 14:46
    • Responder

    A gente tá precisando ver essas coisas aí, questão de critérios, fontes, do que se trata, se falamos de rapidez em abertura de empresa, ou pib nominal, ou isso, ou aquilo.
    Assim variando fontes e no geral por atacado temos publicações que dão
    o Brasil como 5ª economia mundial, com somente EAS, China, Japão e Alemanha na frente.
    Em 2017 tem fonte que dá o Brasil em 8ª.
    Em 2016, em 5ª de novo.
    Em 2013 em 6ª.
    Em 2010 em 8ª.
    Aí vem o Alberto indicando que em ranking de negócios o Brasil ficou na 125ª posição em 2017, como citado em https://exame.abril.com.br/economia/brasil-cai-2-posicoes-em-ranking-de-negocios-do-banco-mundial/
    Dá para ficar perdidaço.
    Teríamos de combinar sobre o que se fala e qual a importância dos dados para o entendimento da situação dos países em dado momento.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.