6 julho 2018 CHARGES

MÁRIO ALBERTO

6 julho 2018 A PALAVRA DO EDITOR

BRASIL

6 julho 2018 CHARGES

SPONHOLZ

CINCO MESTRES DO IMPROVISO E UMA DUPLA EM CANTORIA

O grande cantador pernambucano Ivanildo Vilanova, um mestre do improviso

Ivanildo Vilanova

Pelo vaqueiro que vaga
Por Pinto e sua viola
Por Zumbi, o Quilombola
Conselheiro e sua saga
Pelo baião de Gonzaga
E a luta de Virgolino
O barro de Vitalino
Pelo menino de engenho
Por isso tudo é que tenho
Orgulho de ser nordestino.

* * *

Lourival Batista

Amanhã, cedo do dia
vou à casa de Tatá.
Eu ficarei muito triste
se Tatá não tiver lá
mas a mãe de Tatá tando
é o mesmo que Tatá tá.

* * *

Bráulio Tavares

Entre as aves, eu lembro do pavão
de pés feios e penas coloridas
e se as aves são todas bem vestidas
o seu manto parece o de um sultão.
Sua cauda a se abrir com lentidão
ofuscante de cores e beleza
forma um leque que nem uma princesa
nem rainha nem rei já possuiu;
e esse leque, quem fez e coloriu?
Foi o grande poder da Natureza.

* * *

Manoel Xudu

A arte do passarinho
Nos causa admiração:
Prepara o ninho no feno,
No meio, bota algodão
Para os filhotes implumes
Não levarem um arranhão.

* * *

Zé Bezerra trabalhando o tema “Lá no sertão é assim”

O caboclo sertanejo
Convive em seu lugarejo
Do campo entende o manejo
Sabe encarar tempo ruim
Trabalhando no pesado
Cortando ração pra gado
O seu palco é o roçado
Lá no sertão é assim.

Esse homem de mão grossa
Sai cedo de sua choça
Para cultivar a roça
E a vazante de capim
Planta cana e bananeira
Dá duro a semana inteira
No domingo vai pra feira
Lá no sertão é assim.

Seu cardápio tem mistura
De feijão com rapadura
Às vezes é fava pura
E espécie de gergelim
Traíra assada e preá
Carne de peba ou jabá
Toucinho com mungunzá
Lá no sertão é assim.

A cabocla nordestina
Passeia pela campina
Não gosta de ser granfina
Nunca usa trancelim
Desde os tempos infantis
Ela só quer ser feliz
E com muito orgulho diz
Lá no sertão é assim.

* * *

MOACIR LAURENTINO E SEBASTIÃO DA SILVA IMPROVISANDO UM QUADRÃO PERGUNTADO

6 julho 2018 CHARGES

SPONHOLZ

6 julho 2018 A PALAVRA DO EDITOR

O HINO EM CORDAS

Para os leitores fubânicos que irão torcer hoje à tarde pelo Brasil, uma linda versão do nosso hino nacional.

Recebi de um amigo que é do meu grupo no zap-zap.

Infelizmente, ele não sabe quem são estas duas talentosas intérpretes.

Se alguém souber, por favor, nos informe pra ser dado o merecido crédito.

6 julho 2018 CHARGES

LEONARDO

COPA DO MUNDO MUSICAL – FINAL

6 julho 2018 CHARGES

VITOR TEIXEIRA

A ROLETA DE CU TRANCADO

Comentário sobre a postagem HOMENAGEM

José de Oliveira Ramos:

“Espie aqui Berto.

Daqui da minha São Luís te envio parabéns!

Mas fiquei pensando que, se fosse adindonde se joga na roleta de Cu Trancado, tu ias achar bem mió, nera não?

Nessa roleta miserenta, só quem ganha é tu, pois Cu Trancado fica te paparicando!”

* * *

Na foto acima, este Editor, em meio a profissionais do jogo, perdendo na roleta instalada na feira de Palmares. Ao contrário do que diz o colunista Zé Ramos, lá ninguém ganha. Ninguém. O dono da banca, Cu Trancado, à direita, faz pose para ser fotografado pela câmera fubânica

6 julho 2018 CHARGES

DUKE

LUA ALCOVITEIRA

Foto da colunista

A lua apontou no céu
O céu encheu-se de brilho
Do brilho nasceu meu verso
Do verso fiz estribilho.

Do verso fiz estribilho
Para cantar ao luar
A lua me enfeitiçava
Luzia pra me encantar.

Luzia pra me encantar
Do seu modo flamejante
Acendendo meu desejo
No beijo da boca amante.

No beijo da boca amante
Viu a lua alcoviteira
Em braços tão envolventes
Uma mulher ser inteira.

6 julho 2018 CHARGES

NICOLIELO

6 julho 2018 EVENTOS

É HOJE! – COLUNISTA FUBÂNICO NA RÁDIO CBN

O Poeta Jessier Quirino, colunista do JBF, comanda o programa Enxerido no Contexto na Rádio CBN Paraíba – João Pessoa e Campina Grande. 

Todas as sextas-feiras a partir das 11:50.

Clique na imagem abaixo para ouvir a Rádio CBN Paraíba.

Escolha: João Pessoa ou Campina

6 julho 2018 CHARGES

IOTTI

6 julho 2018 AUGUSTO NUNES

A FICHA CAIU

Paulo Pimenta revela que até Lula entendeu que deve continuar na cadeia

“Lula pede justiça e o cumprimento da Constituição Federal”.

Paulo Pimenta, deputado federal pelo PT gaúcho, informando que até Lula entendeu que deve continuar na cadeia.

6 julho 2018 CHARGES

J. BOSCO

6 julho 2018 DEU NO JORNAL

VAI TRABALHAR, PELEGADA ! ! !

O sepultamento do imposto obrigatório no Supremo Tribunal Federal é vitória do trabalhador contra oportunistas que fizeram da sindicalização um lucrativo negócio, que fez surgir no País as atuais 17.289 entidades criadas para se habilitar ao “bolo” anual de R$ 3,5 bilhões.

Dinheiro mais fácil não há, e sem qualquer obrigação de prestar contas.

Com isso, o Brasil concentra hoje 91% dos sindicatos existentes no planeta.

* * *

Vemos repetir:

Banânia tem 91% do total de sindicatos existentes em todos os países do Planeta Terra.

Conforme as últimas investigações, havia negociatas envolvendo cartas sindicais que eram traficadas por valores entre R$ 200 mil e R$ 4 milhões.

Detalhe que vale relembrar:

Foi aprovada uma lei estabelecendo que os sindicatos deveriam prestar contas ao TCU.

Mas a lei foi vetada.

Por quem?

Pelo atualmente prisioneiro Lula, cumprindo pena por grossa ladroagem.

O fubânico lulo-sindicaleiro Citador de Links dará mais detalhes sobre este veto pra vocês.

Enfim, o que vale mesmo e o que deve ser comemorado é a extinção desta putaria que era a taxa de roubalheira sindical.

A pelegada tá tendo dor de cabeça e sofrendo de insônia, apavorada com a perspectiva de ter que trabalhar.

O que é uma ótima notícia.

6 julho 2018 CHARGES

JORGE BRAGA

JOSÉ NÊUMANNE PINTO – SÃO PAULO-SP

Meu Papa,

você chegou a ouvirr a homenagem que fiz a Orlando Tejo?

Botei Beto Brito tocando com Zé Ramalho.

Está no comentário que fiz na Rádio Eldorado.

R. Ouvi sim, meu caro colunista fubânico.

E o leitor desta gazeta escrota que quiser ouvir também, basta clicar aqui 

Tanto Orlando Tejo quanto seu biografado Zé Limeira são ícones da cultura nordestina.

A antológica obra “Zé Limeira, o Poeta do Absurdo“, escrita e publicada por Orlando Tejo nos anos 70, foi um dos livros mais vendidos do Brasil à época do seu lançamento.

E continuou na liderança por muitos e muitos anos.

Meu querido amigo-irmão Orlando Tejo, que encantou-se no dia 1º deste mês julho – com quem tive uma convivência intensa e muito proveitosa -, continua vivo na minha estima e na minha lembrança.

No vídeo abaixo, o artista paraibano Beto Brito resume, com seu talento e sua rabeca, as estrepolias e os absurdos do poeta Zé Limeira, o biografado de Tejo.

Aliás, seu Brito, o senhor anda sumido. Nunca mais deu as caras aqui no JBF.

Apareça, sujeito!

Sei que sua agenda é cheia, mas arranje um tempinho pra gente.

Estamos sentindo muito sua falta.

6 julho 2018 CHARGES

AMARILDO

6 julho 2018 EVENTOS

IF SERTÃO-PE PRORROGA INSCRIÇÕES PARA CERTIFICAÇÃO MUSICAL

Seguem abertas até 07 de julho (sexta-feira) as inscrições para o Teste de Certificação Musical do IF Sertão-PE. A avaliação é destinada aos candidatos que desejam ingressar no curso de Licenciatura em Música do Campus Petrolina do IF Sertão-PE e podem ser realizadas por meio de formulário eletrônico (acesse aqui).

A comprovação de aptidão musical é requisito obrigatório para o ingresso no curso de Licenciatura em Música e deve ser apresentada na inscrição do vestibular, junto com a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 e outras documentações.

Além do teste de certificação realizado pelo IF Sertão-PE, serão aceitos documentos comprobatórios fornecidos por outras instituições de ensino, desde que reconhecidos pelo Conselho Nacional de Educação nos últimos cinco anos.

O teste de certificação será realizado em duas etapas: prova escrita e de múltipla escolha, de caráter eliminatório, já a segunda fase será constituída de gravação audiovisual, contendo a interpretação de um trecho de uma música. A primeira etapa acontecerá no dia 13 de julho, das 8h às 12h, e a segunda etapa, no dia 20 do mesmo mês.

O resultado definitivo da 1ª etapa está previsto para o dia 19 de julho, e o resultado final, para o dia 26.

Para fazer a inscrição é preciso ter uma conta no Google. Caso não tenha, crie uma conta gratuitamente aqui.

As inscrições também podem ser feitas presencialmente, na sala da Coordenação de Música, nos seguintes horários:

Segunda-feira: 10h às 18h
Terça-feira: 8h às 18h
Quarta-feira: 10h às 18h
Quinta-feira: 13h às 22h
Sexta-feira: 13h às 19h

Acesse aqui o Edital que rege o teste de certificação musical.

Maiores informações pelo fone/zap: 87.99603-1828 (Adelson Scotti – Coordenador da Licenciatura em Música)

6 julho 2018 CHARGES

CLAYTON

6 julho 2018 DEU NO JORNAL

DEIXOU O CAPITALISMO PRA TRÁS

A cidade cubana que torce sempre para o Brasil na Copa

Ruas de Bauta são pintadas de verde e amarelo e quem não consegue entrada para assistir no telão reúne amigos em casa para ver jogos da seleção brasileira.

A única vez que Cuba esteve em um Mundial de futebol foi em 1938.

Por isso, a cada torneio o país escolhe por qual seleção vai torcer, mas isso não acontece nessa cidade em que em toda Copa o coração de seus 50 mil habitantes é verde e amarelo.

As ruas da cidade são enfeitadas com bandeiras que proclamam “Ordem e Progresso” e os jogos são transmitidos no teatro do povoado.

Quem não consegue entrada para assistir no telão, se reúne em casa com os amigos para acompanhar a Seleção canarinho.

* * *

Para torcer pelo Brasil, os cubanos fazem passeatas em carros que são verdadeiras jóias da tecnologia automobilística.

Segundo Ceguinho Teimoso, os automóveis cubanos deixam os automóveis americanos pra trás muitas léguas.

Vejam só que modelo azul-58 do caralho:

O pezinho-de-rabo da cubana realça o amarelo da calçola, assim como o peitinho duro fica realçado na camisa verde.

Mais avançado que o carro, só mesmo a televisão de tubo, modelo Castro-58, onde a turma se reúne pra ver os jogos em preto e branco.

Ou, então, em vermêio foice-martelo.

Televisão de tubo e carros dos tempos de Fulgencio Batista…

Revolução comuno-socialista é desse jeito:

Ré na evolução!


© 2007 - 2018 Jornal da Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa