LUA ALCOVITEIRA

Foto da colunista

A lua apontou no céu
O céu encheu-se de brilho
Do brilho nasceu meu verso
Do verso fiz estribilho.

Do verso fiz estribilho
Para cantar ao luar
A lua me enfeitiçava
Luzia pra me encantar.

Luzia pra me encantar
Do seu modo flamejante
Acendendo meu desejo
No beijo da boca amante.

No beijo da boca amante
Viu a lua alcoviteira
Em braços tão envolventes
Uma mulher ser inteira.

4 comentários

Pular para o formulário de comentário

    • ALTAMIR PINHEIRO em 6 de julho de 2018 às 09:41
    • Responder

    ALCOVITEIRA não é muito novo não!!! Na verdade, alcoviteira é uma mulher, geralmente da vizinhança, que arranja casamento a moças que estão no caritó. Diga-se de passagem, toda alcoviteira é fofoqueira…

    P.S.: – Existe um adágio popular que diz: A mais certa alcoviteira que as filhas têm é a sua própria mãe…

    1. Altamir, a lua passa a ser alcoviteira, quando ela cria um clima para que o amor aconteça, quando existia só uma pequena possibilidade.

    • Pedro Fernando em 6 de julho de 2018 às 12:15
    • Responder

    Parabéns !

    Como sempre, brilhante e sensual.

  1. Obrigada, Pedro, meu abraço.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.