7 julho 2018 CHARGES

DUKE

7 julho 2018 A PALAVRA DO EDITOR

IMPROVISANDO

Não encontrei o nome da música. O título ‘Improvisando’ era o que estava escrito no vídeo do ensaio antes de uma apresentação no Teatro Apolo, aqui no Recife, em janeiro/18.

7 julho 2018 CHARGES

CACINHO

7 julho 2018 AUGUSTO NUNES

SERVIÇO COMPLETO

Gilmar avisa que precisa de mais 30 anos para concluir a obra de desmoralização do Supremo

“Acabo de falar em um seminário na Universidade de Londres. Aproveitei para dizer que, nos 30 anos da Constituição, nós devemos planejar os 30 anos vindouros. Após 30 anos de judicialização intensa, devemos preparar, cuidadosamente, um processo de desjudicialização”.

Gilmar Mendes, 62 anos, ameaçando continuar entrincheirado no Supremo até chegar aos 92 porque precisa de mais 30 para concluir a obra de desmoralização do Poder Judiciário.

7 julho 2018 CHARGES

DUM

7 julho 2018 CHARGES

CLÁUDIO

CARLOS ANASTÁCIO – DIVINÓPOLIS MG

Grande Berto,

Perdemos da Bélgica.

A copa já era.

O Brasil precisava de um que roubasse a bola.

7 julho 2018 CHARGES

BRUNO AZIZ

7 julho 2018 A PALAVRA DO EDITOR

O ELEITORADO BANÂNICO

A última pesquisa do Data Besta, que queria saber em quem os fubânicos iriam votar para presidente, terminou hoje.

Os números estão no final desta postagem.

Foi permitido aos votantes acrescentar nomes além dos sugeridos.

E os leitores/eleitores desta gazeta escrota acrescentaram os itens Polodoro, Michel Temer, Nenhum e Luiz Berto Filho.

Pois é. Os sacanas botaram até este Editor no balaio.

Além disto, os obtusos desrespeitadores da lei e da constituição acrescentaram o nome do incandidatável prisioneiro Luiz Inácio Lula da Silva, cumprindo pena por grossa ladroagem.

Se no Rio de Janeiro, nos anos 80, deram quase meio milhão de votos ao Macaco Tião pra ser prefeitoe se em Pernambuco, nos anos 60, deram expressiva votação ao Bode Cheiroso pra ser vereador, é altamente provável que o jegue fubânico Polodoro possa receber uma votação espetacular pra presidência deste país ajegalhado.

Pelo menos Polodoro tem uma pica de vários palmos de comprimento pra enfiar no furico dos corruptos de todos os partidos.

E, finalmente, se já elegeram para a presidência desta República Federativa de Banânia ladrões da cara séria como Collor e Lula, não custa nada votar num honesto de cara nada séria feito eu.

Três excelentes administradores para Banânia na era pós-PT: Macaco Tião, o Editor do JBF e Bode Cheiroso

Pra encerrar esta esclarecedora postagem, o compositor e cantor Luiz Wanderley conta a história da eleição do Bode Cheiroso pra vereador na cidade de Jaboatão, aqui em Pernambuco.

* * *
* * *
Resultado da última pesquisa Data Besta:

7 julho 2018 CHARGES

CLÁUDIO

7 julho 2018 DEU NO JORNAL

O DUPLO INFORTÚNIO DE EIKE

Revista Isto É

“X” DE XADREZ – Eike foi condenado por crimes de corrupção ativa e lavagem de dinheiro

Considerado o homem mais rico do Brasil e o 7º do mundo em 2012, com patrimônio avaliado em mais de R$ 30 bilhões, o empresário Eike Batista virou figurinha carimbada nas páginas policiais de 2017 para cá. Preso em janeiro do ano passado na operação Eficiência, um desdobramento da Lava Jato no Rio de Janeiro, por ter pago propina ao ex-governador do estado Sérgio Cabral, Eike Batista foi condenado na terça-feira 3 pelo juiz Marcelo Bretas a 30 anos de prisão por crimes de corrupção ativa e lavagem de dinheiro — quinze dias depois do falecimento de seu pai, Eliezer Batista da Silva, ex-presidente da Companhia Vale do Rio Doce e ex-ministro de Minas e Energia.

O ex-bilionário é acusado de ter repassado US$ 16,5 milhões (cerca de R$ 53 milhões) em vantagens indevidas a Sérgio Cabral. Em troca, as empresas de Eike seriam beneficiadas em contratos com o governo do Rio de Janeiro durante a gestão do ex-governador hoje preso.

Na sentença, Bretas teceu duras críticas à conduta do empresário. “A arquitetura criminosa foi engendrada pela própria empresa (de Eike). Trata-se de pessoa que, a despeito de possuir situação financeira abastada, revelou dolo elevado em seu agir”, afirmou o magistrado.

A decadência

Poucas pessoas no Brasil encarnam a rápida ascensão e queda tão bem quanto Eike Batista. O empresário sempre desfrutou do bom e do melhor. Estudou na Suíça, Alemanha e Bélgica e é fluente em cinco idiomas. De volta ao Brasil no início dos anos 1980, deu os primeiros passos para amealhar fortuna. Dedicou-se ao comércio de ouro e diamantes, e aos 29 anos, fundou seu primeiro grupo empresarial.

Em 2011, lançou o livro “O X da questão”, que conta sua ascensão no mundo dos negócios com dicas de empreendedorismo. Eike costumava batizar suas empresas sempre usando no nome a letra X. Depois de figurar no ranking dos dez homens mais ricos do mundo, Eike viu sua fortuna ruir. Em 2014, seu patrimônio foi reduzido a US$ 1,4 bilhão negativo. Em fevereiro de 2015, bens de Eike e seus familiares foram bloqueados.

O auge da decadência de Eike veio com a prisão na Lava Jato.

O empresário, que um dia sonhou em ser o homem mais rico do mundo, agora terá de amargar muitos anos na prisão em condições bem diferentes das que se acostumou a vida inteira.

7 julho 2018 CHARGES

SPONHOLZ

7 julho 2018 A PALAVRA DO EDITOR

DIA DE CELEBRAÇÃO

Hoje, dia 7 de julho de 2018, se completam três meses que o chefe do maior esquema de corrupção já surgido neste país completa três meses de engaiolamento.

Condenado em todas as instâncias ou, como se diz no jogo do bicho, condenado do primeiro ao quinto, Lapa de Corrupto anunciou que vai recorrer à Comissão de Direitos Humanos de ONU.

Motivo?

Seus advogados alegam que ele está sendo submetido a uma tortura brutal, pois já fazem 90 dias que ele não rouba, não bebe cachaça e ainda é obrigado pelos seus carcereiros a ler um livro por dia.

O Serviço de Fuxicos do JBF descobriu que Lapa de Canalha chora todos os dias: de noite, quando vai dormir, e de manhã, quando acorda.

Pensando nisto, no choro do prisioneiro, vamos comemorar com chorinho o seu terceiro mês de merecido encarceramento.

Bom sábado pra todos nós ! ! !

7 julho 2018 CHARGES

NEWTON SILVA

SONETO DE DESPEDIDA

Novamente fechada está minha alma,
fugida a última ilusão dileta.
De novo a mão do gelo aqui se espalma.
Adeus! Volta ao silêncio e à sombra o poeta.

De minha alma no fundo de tua alma
fique apenas vibrando esta secreta,
inominada luz que é fúria e calma
e que aos céus e aos infernos me projeta.

De mim o puro Canto imaginado
leva contigo. Apague-se a voz rouca.
De ti não levo mais do que o sonhado…

O teu olhar no meu — volúpia louca!
Este incêndio em meus olhos derramado!
Esse gosto de estrela em tua boca!

7 julho 2018 CHARGES

PATER

7 julho 2018 AUGUSTO NUNES

O FILHO DE MARÍLIA É FILHOTE DE DIRCEU

7 julho 2018 CHARGES

GABRIEL RENNER

7 julho 2018 CHARGES

SERI

7 julho 2018 DEU NO JORNAL

LULA NA PRESIDÊNCIA DO SUPREMO

A pouco menos de três meses de assumir a presidência do Supremo Tribunal Federal no lugar da ministra Cármen Lúcia, o ministro José Dias Toffoli se ocupa em montar um time de ouro de assessores e conselheiros para auxiliá-lo na tarefa pelos próximos dois anos.

Por ora, e informalmente, quem o orienta na área de comunicação e de relações com a mídia é o jornalista Franklin Martins, ex-ministro da Secretaria de Comunicação Social do governo Lula entre 2007 e 2010.

Martins foi responsável pela campanha de Dilma nas redes sociais na eleição de 2014.

Toffoli serviu ao PT como advogado, depois como assessor do ministro José Dirceu de Oliveira na Casa Civil, e mais tarde como Advogado Geral da União.

Embora reprovado duas vezes em concurso para juiz em São Paulo, foi indicado por Lula em 2009 para ministro do Supremo.

Se depender dele, a prisão em segunda instância da Justiça será revogada, Lula acabará solto apesar de condenado a 12 anos e um mês de cadeia, e a Operação Lava Jato levará um poderoso chega para lá.

Apreciador de boas marcas de uísque, Toffoli voltou a consumi-las depois de um largo período de abstenção.

* * *

Ontem, no passeio diário que faço pela selva dos horrores, entrei numa destas páginas zisquerdóides escritas por tabacudos descerebrados.

Tava lá um artigo sobre o militante petista Dias Toffoli, ardentemente elogiado pela publicação luleira.

A defesa, a exaltação e o explicacionismo que foram feitos pra este canalha, reprovado DUAS VEZES vezes em concurso pra juiz de primeira instância e condenado por crime do corrupção – coisa que é uma rotina na ficha de qualquer petista ilustre -, me deixam desesperançado e desiludido com o gênero humano.

A consciência de que pertenço a esta raça de bípedes que explica e justifica a nomeação de Tofinho pro STF e enaltece a podridão que permeia a justiça de Banânia, me deixa amargurado.

Einstein estava coberto de razão.

7 julho 2018 CHARGES

THIAGO LUCAS

A HUNGRIA DE PUSKAS

Estátua de Puskas em Budapeste

O futebol é o esporte mais surpreendente e mais empolgante do mundo. Foi inventado pelos ingleses e incorporado à cultura brasileira. Afinal o Brasil conquistou cinco campeonatos mundiais em 20 Copas realizadas. O brasileiro inventivo acrescentou gírias e filosofias ao mundo do futebol. Um exemplo significativo é a “Zebra”, sinônimo de um resultado inesperado, um time mais fraco ganhar do mais forte. Conta a lenda que durante um treino da Portuguesa do Rio, um jornalista perguntou ao técnico, o pernambucano Gentil Cardoso, o que ele esperava de seu time considerado pequeno enfrentar o poderoso Vasco da Gama. Gentil, um filósofo do futebol, respondeu ao repórter, “pode dar Zebra”. Uma metáfora ao Jogo do Bicho, onde diariamente é sorteado um número correspondente a um dos 25 bichos relacionados. A zebra não está na relação do jogo do bicho. A Portuguesa ganhou do Vasco por 2 x 1; na segunda-feira o Jornal dos Sports abriu a manchete: ‘DEU ZEBRA, VASCO PERDEU”. A partir desse dia entrou no linguajar do futebol a significativa metáfora da Zebra, e a loteria esportiva através da TV popularizou o termo.

Na história da Copa do Mundo a zebra já galopou nos quatros cantos do mundo, em todos os estádios, em todas as épocas. As duas maiores zebras consideradas pelos especialistas são inesquecíveis, na Copa de 1950 o incipiente futebol dos Estados Unidos derrotou e eliminou a poderosa Inglaterra por 1 x 0. A zebra galopou na Copa de 1966 no jogo Coreia do Norte 1 x 0 Itália. Em decisões da Copa uma zebra fez chorar mais de 80 milhões de brasileiros em 1950 quando o Uruguai ganhou a final do Brasil de 2 x1. Em 1974 a Alemanha ganhou a final contra a favorita Holanda. E em 1982 a Itália bateu no Brasil, uma das melhores seleções da história do futebol.

Grandes seleções foram formadas no mundo, o Brasil teve em sua história brilhantes seleções. Outros países formaram inesquecíveis equipes, como o Carrossel da Holanda em 1974, porém a mais brilhante seleção de todos os tempos foi a da Hungria entre 1950 e 1956. A seleção húngara formada basicamente pelo Honved, time do Exército da Hungria, tinha em suas fileiras craques extraordinários como, Puskas, Czibor, Kocsis, Hidegkuti, Bozsic.

A Seleção da Hungria passou quatro anos sem perder um jogo entre 1950 e 1954. Conquistou a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Helsinque em 1952, e foi vice-campeã da Copa do Mundo de 1954 na Suíça, ao perder, uma autêntica zebra, para a Alemanha, depois de saírem vencendo por 2 a 0, os “Magiares Mágicos” levaram a virada por 3 a 2, na partida que ficaria conhecida pela eternidade como “O Milagre de Berna”.

Em 1956 aconteceu a Revolução Húngara, uma revolta popular contra as políticas impostas pela União Soviética. O movimento durou de 23 de outubro até 10 de novembro de 1956. A revolta espalhou-se pela Hungria, e o governo soviético caiu. O novo governo húngaro declarou a sua intenção de retirar-se do jugo soviético e anunciou eleições livres restabelecidas. Depois de negociar a retirada das forças soviéticas da Hungria, a URSS mudou de ideia e um grande exército soviético invadiu Budapeste e outras regiões do país. A resistência húngara durou até 10 de novembro. O novo governo soviético foi restabelecido na Hungria e suprimiu toda a oposição pública.

Alguns jogadores do time do Honved, formado por militares húngaros, como Puskas e outros craques, aproveitaram uma partida na Bélgica pela Copa dos Campeões, e não regressaram à Hungria. Puskas voltou a jogar em 1958, conseguiu naturalizar-se espanhol e defender o Real Madrid, ao lado de Di Stefano, Kopa, Didi. Foram novos anos de glórias para Puskas. Em oito temporadas, foi campeão mundial de clube, tricampeão da Copa dos Campeões, pentacampeão espanhol e vencedor de uma Copa do Rei. Foi artilheiro do Campeonato Espanhol quatro vezes. Puskas aposentou-se do futebol aos 40 anos, em 1967. Voltou à Hungria depois da queda do Muro de Berlim em 1989 quando terminaram as ditaduras comunistas nos países da Europa Oriental. Virou técnico, tendo inclusive dirigido a Seleção da Hungria em 1993. Em 2006, Puskas morreu em consequência de Alzheimer.

A FIFA em 2009 instituiu o Prêmio Puskas ao melhor gol do ano no mundo. Puskas, Pelé e Maradona são considerados os melhores jogadores da história do futebol. Ano passado fui à Budapeste tirei uma foto da estátua de Puskas em uma praça daquela belíssima e sofrida cidade.

7 julho 2018 CHARGES

ZÉ DASSILVA

7 julho 2018 DEU NO JORNAL

PÉ-FRIO AFUNDOU O SONHO DO HEXA

Lula, o hóspede ilustre da carceragem da PF em Curitiba, mandou um “Vem, Hexa!” em sua conta oficial no Twitter antes da derrota do Brasil para a Bélgica.

Não contente com isso, ainda colocou a hashtag #BrasilHexaLulaTri.

Já não conseguiu a primeira coisa, BrasilHexa, e, se as leis do Brasil valerem, também não conseguirá a segunda, LulaTri.

* * *

Agora tá explicada a derrota.

O presodenciável Lula Pé-Frio azarou a seleção.

Cada terra tem o Átila que merece.

O nosso flagelou a canarinho.


© 2007 - 2018 Jornal da Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa