O TEMA É SAUDADE

Esta palavra saudade
Conheço desde criança
Saudade de amor ausente
Não é saudade, é lembrança
Saudade só é saudade
Quando morre a esperança

Pinto do Monteiro

A saudade é um parafuso
que quando a rosca cai
só entra se for torcendo
porque batendo não vai.
Mas quando enferruja dentro
nem distorcendo não sai.

Antônio Pereira

Saudade mata é verdade,
Mas dessa morte eu me esquivo.
Como morrer de saudade
Se é de saudade que eu vivo.

Antonio Pereira

Procuro uma explicação
Para a saudade viver
E ver tanto amor morrer
Como uma reles paixão
Nas brechas do coração
Existe um adjetivo
Onde meu mundo é nocivo
E uma pergunta me invade:
Como morrer de saudade
Se é de saudade que vivo?

Renato Santos

Não esqueço um só segundo
Dos dias da mocidade
Mas o tempo me roubou
Da vida mais da metade
Restando só amargura
Tristeza, dor e saudade.

Biu de Crisanto

* * *

SAUDADE SERTANEJA – Biu de Crisanto

A saudade que mais maltrata a gente,
Quando a gente se acha em terra alheia,
É ouvir um trovão para o nascente
Numa tarde de março, às quatro e meia.

A zoada do rio, a orla da corrente
Fazer lindos castelos de areia;
Uma nuvem cobrindo o sol poente
E uma serra pra cá da lua cheia.

Um vaqueiro aboiando sem maldade,
Com saudade do gado, e com saudade,
O gado urrando ao eco do vaqueiro;

O cantar estridente da seriema
E o cachimbo da velha Borborema
Nas manhãs invernosas de janeiro.

* * *

SAUDADE – Lamartine Passos

Nunca pensei que te amasse tanto,
Pois só depois que me perdi de ti
Que a solidão me assombra em cada canto
E grita, em silêncio, “estou morando aqui”.

Olho a palmeira, sem sentido, enquanto
Vejo o sanhaçu pousar sempre ali.
Mas sem ter força pra soltar seu canto,
Cala sentindo tudo que perdi.

É tanta dor que me envelhece a alma
E um tédio louco me adultera a calma
De tanta lágrima que já verti.

Já não me sinto em mim, não sou verdade.
E após beber mil goles de saudade
Não sei se ainda estou vivo ou se morri.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.