O Ministro Marco Aurelio Mello contrariou o entendimento do plenário do STF sobre prisão em segunda instância para dar habeas corpus que beneficiou Leomar Oliveira Barbosa.

Conhecido como Playboy, Leomar cumpria pena por tráfico de drogas e é apontado como ex-braço direito de Fernandinho Beira-Mar.

Na decisão de cinco páginas, do dia 20 de junho, o ministro do STF ordenou a soltura dele e de outros dois réus do mesmo processo “se por outra razão não estivessem presos”.

Em razão de um suposto erro — chamado de “desastre” pelo ministro Raul Jungmann –, Playboy deixou a penitenciária de Formosa (GO) mesmo diante de outros mandados de prisão que continuavam em vigor. Agora, é considerado foragido.

Em sua decisão, Marco Aurélio nem sequer tratou da alta periculosidade do traficante. Segundo o ministro, a prisão dos três após condenação em segunda instância era uma “precipitação” da execução provisória da pena.

* * *

O traficante Playboy foi julgado no foro adequado: o mesmo onde são julgados bandidos políticos de alta periculosidade, traficantes de influência da pesada, como a senadora Gleisi Amante Hoffmann e o senador Renan Guabiru Calheiros.

O fato de Marco Aurélio Babaca de Mello não atentar para a “alta periculosidade” do bandido é coisa comum no amerdalhado e avacalhado “supremo” de Banânia.

É só ver a atuação da 2ª turma, composta por petralhas de toga.

Não atentam para a periculosidade dos bandidos políticos e também não atentam para o desastre que estão montando pro futuro do país.

Francamente, chega dá vontade de vomitar…

3 Comentários

  1. A realidade, é que o STF é o maior antro de bandidos que temos no país. A quem recorrer? Eles são “supremos”, eles decidem a vida (soltura de traficantes), a política,( vejam o caso da Dilma e do Dirceu), a tentativa surreal de soltura do Luladrão. Com este supremo presidido por Tofinho, o céu, é o limite! GOD SAVE THE BRASIL!

  2. se tivessemos realmente uma justiça que tivesse como norte as leis e a constituiçao certamente o brasil seria outro , assim como certamente teriamos moros no stf e nao glmares , toffolis , marcos aurelio de melo , elewandovisck na suprema corte ,visto que cumplices de criminosos estariam impedidos pelas leis e pela constituiçao de ocuparem cargos aos quais nao teem nem moral , nem honestidade e sobretudo sapiencia juridica , pois caso a tivessem nao tomariam decisoes de alta corte , de justiça ,como cumplices de criminosos que sao ,,

  3. Pode vomitar Papa Berto, agora seria melhor se fosse na toga dele. Esse cretino também soltou o assassino de Dorothy, no Pará. Vamos aproveitar a ideia é criar no JBF “Em quem você vomitaria”. Se Raúl Gil tira a chapéu, a gente pode vomitar.

Deixe o seu comentário!


© 2007 - 2018 Jornal da Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa