O acordo que garantiu a neutralidade do PSB na eleição presidencial mostra que, mesmo preso, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado na Operação Lava Jato, mantém forte influência no jogo político nacional.

Apesar de todas limitações impostas pelo cárcere, Lula comandou de dentro da prisão as negociações que levaram ao acordo.

No dia 5 de julho, quando a percepção geral era de que o PT precisaria se humilhar para tirar o PSB das mãos de Ciro Gomes (PDT), Lula orientou o líder do MST João Pedro Stédile e o ex-presidente do PT Rui Falcão – que foram visitá-lo na cadeia – a transmitir seu apoio entusiasmado à candidatura da vereadora petista Marília Arraes ao governo de Pernambuco.

A mensagem jogou a pressão no colo do governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), que se viu ameaçado pela crescente candidatura de Marília e temia perder o direito de usar o nome de Lula diante do eleitorado – o ex-presidente mantém altos índices de intenção de voto no Estado.

Catorze dias depois, bem ao seu estilo, Lula mandou outra mensagem, agora no sentido contrário, pedindo mais energia do PT na consolidação da aliança com o PSB e abrindo as portas para que a candidatura de Marília fosse rifada. 

* * *

Sendo o PT apenas uma propriedade particular de Lula, é claro que o dono do estabelecimento que usa sigla partidária pode fazer e desfazer do jeito que bem entender.

Wadih Damous, deputado federal petralha do Rio, cagou ontem no twitter um mensagem sobre a canalhice acontecida na escolha de um candidato para o governo de Pernambuco.

Vejam:

Sendo um bom e disciplinado cachorrinho luleiro, este tabacudo omitiu o nome do Capo, o prisioneiro que lá do fundo do cárcere ordenou o detonamento da candidatura da petista Marília Arraes para se aliar à campanha de reeleição do atual governador do PSB.

Como se o curral de antas pudesse tomar alguma decisão importante sem ter o aval de Lapa de Corrupto.

Outro babaca petralhal que também omitiu o nome de Lula foi o Tarso Tabacudo Genro:

Marília está desolada, chorando pelos cantos e completamente emputiferada com a decisão do proprietário do partido.

Chega faz pena…

Xiuf, xiuf, xiuf, snif, snif, snif…

O curral de antas da militância petêlha pernambucana está rasgando o furico de tanta raiva por ela ter sido alijada da campanha.

Uma indignação vermêio-istrelada que deixa a banda decente aqui do estado feliz que só a porra.

Garanto a vocês que vale a pena ler os comentários dos idiotinhas petêlhos daqui de Pernambuco.

É pra morrer de rir e levantar o astral.

Para ler o que dizem estas antas, é só clicar aqui 

O beijo de Judas: Lapa de Canalha osculando Marília Arraes

5 Comentários

  1. Se eles estão putos com a executiva do partido, eu estou estourando de rir. Que se canibalizem entre si , para o bem de Pernambuco e do Brasil.

  2. É como disse o velho e bom jornalista Ricardo Kotscho: “O que fizeram com Marília Arraes é tão grave e vergonhoso para a história do partido como aquela foto trágica de Lula e Fernando Haddad, na campanha municipal de 2012, pedindo apoio a Paulo Maluf, justo ele, o velho antagonista dos petistas, nos jardins da mansão dele, todos eles sorridentes”.

    P.S.: – NO CASO ESPECÍFICO DE PERNAMBUCO, NÃO HOUVE SEQUER UMA EXPLICAÇÃO PLAUSÍVEL, QUANTO MAIS, CONVINCENTE, SE É, QUE HAJA UMA.

  3. vendo estas noticias sobre pt e psb , dois extrumes da verdadeira politica, lembrei me de um , video do discovery , onde um pescador esvicerava um tubarao e o jogava entre o bando de tubaroes , dai a poco pouco sobrava daquele cardume de tubaroes que tinham se canabalizados uns aos outros apenas pelo fato de terem incentivado a canabalizaçao , que isto ocorra nacionalmente com a quadrilha pt e seus asseclas de apoio , que se canibalizem , o brasil honesto e trabalhador agradece .

Deixe o seu comentário!


© 2007 - 2018 Jornal da Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa