Antes de mais nada, é bom que se diga que uma das minhas regras de vida que mais prezo é NÃO IDOLATRAR e NÃO REVERENCIAR NINGUÉM. A única exceção que tenho feito até hoje é à figura de Jesus, o Cristo, e assim mesmo com muitas restrições às inúmeras baboseiras que foram agregadas à sua memória por interesses diversos.

Assim, posso dizer que vou votar em Bolsonaro, bem como vou instar insistentemente todas as pessoas que conheço para que façam o mesmo, por uma série enorme de razões que passarei a detalhar abaixo.

Primeiramente, Jair Messias é hoje A ÚNICA BARREIRA que se interpõe entre o Brasil e o completo domínio de nosso país por essa esquerda patológica que se infiltrou em todos os escaninhos de nossa nação, especialmente nas esferas governamentais. CARACA!!!! Até eu já estou falando em “esferas” de governo. Esse linguajar escroto é grudento e invade nossas mentes,

Esse cara, e tudo o que ele representa, é a última tábua de salvação que nos resta, no meio desse mar tormentoso, contra o tsunami de mentiras, enganos, falácias, manipulações, cooptações com dinheiro público e conseguido através de propinas e extorsões, pressões as mais diversas, tais como a exclusão de círculos profissionais e acadêmicos, e por aí vai, de quem não se enquadra nos esquemas mentais definidos pelo partido “hegemônico”. Ou escolhemos Bolsonaro, ou aceitamos a barbárie bolivariana em toda sua força. O simples fato de Bolsonaro frequentar o Congresso nacional por diversos mandatos, sem nunca ter sido envolvido em nenhuma forma de corrupção, já o transforma numa espécie de virgem residindo em um puteiro de quinta categoria. O pior de tudo é que todas as rameiras gonorrentas da política sabem disso e lhe devotam ódio por não ter se curvado à práxis reinante no ambiente corrompido e putrefato.

A sua conhecida defesa de uma posição de rigor para com os bandidos, assim como a sua defesa de um total apoio às vítimas deles, vai frontalmente contra a pregação esquizofrênica das esquerdas, em que o criminoso seria “vítima da sociedade” e, portanto, estaria autorizado a cometer toda espécie de crime contra os cidadãos. O criminoso, na visão desta gangue política, seria pura e simplesmente mais um agente da revolução socialista e estaria antecipadamente absolvido de toda e qualquer atrocidade que viesse a cometer.

Bolsonaro representa, antes de mais nada, um basta à ditadura do “Politicamente Correto”, em que não se pode mais chamar as coisas pelo seu verdadeiro nome. Uma hipocrisia canalha e idiotizante, onde todos devem se pautar pelos chavões definidos pelo partidão e utilizar apenas eufemismos idiotas que nada dizem. Escondem mais do que revelam a verdadeira natureza das coisas e as intenções ocultas. Infiltram de maneira subliminar conceitos e ideologias caras às esquerdas e que visam única e exclusivamente minar e solapar o arcabouço civilizacional de nossa sociedade, preparando o terreno para a revolução socialista. Desta forma, as pessoas não seriam mais definidas pelo SEXO masculino ou feminino, já que o “GÊNERO”, segundo esse bando de imbecis venenosos, seria uma “construção social”. Acreditam esses jumentos que a realidade objetiva não existe. Tudo seria fruto de construções coletivas. Tudo seria relativo: A moral, a decência, os valores, os princípios, a ética. TUDO! O que deixaria o campo totalmente liberado para que a cúpula dirigente decidisse como moralmente aceitável tudo o que mais lhe conviesse. Querem ver um exemplo disso: A questão do aborto.

Tudo começa com a liberação geral de uma sexualidade sem freios e sem nenhum padrão de moralidade. Abandona-se de forma irreversível toda uma tradição de moral e de convivência civilizada construída através de muito esforço e de séculos de sofrimentos. Tudo, mas literalmente TUDO MESMO, passou a ser considerado permitido. Os meios de comunicação de massa, normalmente os grandes influenciadores do comportamento de uma multidão imensa de ignorantes descerebrados, passa a martelar consistentemente que o bonito é ser gay, que não há mal nenhum na promiscuidade mais desbragada, que a noção de pecado, de aberração e de abominação foi totalmente abolida. Deblaterar contra estas abominações passou a ser até CRIMINALIZADO! Dá para aceitar?

Na etapa seguinte, temos uma situação em que quase um terço de todas as crianças que nascem no Brasil são filhas de adolescentes com menos de 15 anos de idade. Ao final, bem mais que a metade das crianças brasileiras são criadas em lares onde só há um dos conjugues, normalmente a mãe. As abestalhadas pela pregação massiva dos meios de imbecilização de massas, chegam aos 19 ou 20 anos, normalmente analfabetas e ignorantes, totalmente despreparadas para uma vida produtiva e com 2 ou três filhos de pais diferentes que ninguém sabe direito por andam. Se tiverem sorte, recebem uma pensão miserável que mal e porcamente dá para comprar algum alimento. Os avós, quando existem, assumem parte deste descalabro para tentar salvar as crianças do desastre da criminalidade e das drogas, normalmente sem muito resultado. Esta é a militância que está sendo preparada pela pregação esquerdista: Um país de bastardos, criados de solta, feito bode na caatinga. Perfeito para a implantação do socialismo.

É então que a mãe, turbinada por algum álcool na ideia, depois de dançar bastante funk, parte para mais uma transa eventual de fim de semana. Engravida mais uma vez! A única saída que lhe parece aceitável passa a ser o aborto, a fim de evitar que mais um indesejado venha a se juntar àqueles que já estão lhe pesando na vida. Apela para alguma droga abortiva ou para um açougueiro indicado por alguma amiga de copo e de cruz que já passou por situação similar. É aí que milhares estão sendo atendidas nas emergências do SUS e muitas morrendo. É daí que sai um dos principais argumentos que estão sendo utilizados pelo governo para justificar o aborto: O imenso custo econômico para o sistema de saúde dessas internações e tratamentos. Minha sugestão é que sigamos raciocínio similar para os acidentes com motos, que custam muito mais ainda. Acidentou um motoqueiro? Não chame o SAMU! Passe com o carro por cima dele umas duas ou três vezes para assegurar que não vai necessitar de tratamento nenhum. Esta decisão dará uma economia imensa para todo o sobrecarregado SUS. Se podemos autorizar as mães a matar os seus próprios filhos, por que não podemos estender este “tratamento” aos motoqueiros?

Querem saber mais detalhes sobre as diferenças marcantes que nos levam à decisão por Bolsonaro?

Acessem o site Beraká. Boa parte dos argumentos e das imagens mostradas foram retirados de lá.

14 Comentários

  1. Adônis, o exercício da democracia cabe opiniões divergentes estas devem ser respeitadas. A intolerância gera barbárie. Você externou seu pensamento e, embora vendo razões discordantes, se não respeitar, no mínimo, estria impondo as minhas vontades. Não seria democracia. Eu vejo uma situação mais difícil para o Brasil é não vejo nenhum desses com capacidade de propor soluções.

  2. Prezado Maurício,
    Você é mais um colega fubânico que tem uma discordância tão elegante e atenciosa que mais parece uma concordância.
    Benditos sejam!

  3. Uma coisa tem me chamado a atenção. Vejo muita gente boa afirmar que o Bolsonaro é despreparado. Um sujeito que chegou somente ao posto de capitão do EB. Não entende de economia, biologia, física quântica, química, astronomia, relações exteriores e nem fluência em russo ou chinês tem…O curioso é que essa mesma gente boa votou num analfabeto em 2002, “revotou” em 2006 e ainda elegeu e reelegeu uma oligofrênica em 2010/2014. Essa gente não é nada boa, pensando bem.

  4. Concordando contigo, Adonis, em gênero, numero e caso, repito o que já comentei sobre o teu anterior artigo “O Cavaleiro Solitário”:

    “Quanto ao que sai na mídia, – com raríssimas exceções, prática e totalmente dominada pelos esquerdopatas!!! – “não tô nem aí!!!”.

    Nos meus quase 3/4 de século de vida, vi o que são capazes de fazer – para não perder as suas mamatas, os seus poderes, e a sua parte no botim – esse seres apelidados de políticos, interesseiros, abjetos e midiáticos, cujo lema é: “Menti, menti, que alguma coisa há de ficar!!!”, ou, então, “Acusa-o do que tu fazes e xinga-o do que tu és!!!”.

    E, baseado no que acontece com um travesseiro de penas aberto ao vento, espalham suas mentiras, sabendo que a população – cada vez mais emburrecida e, conseqüentemente, ignorante – pouco se importa em procurar saber da verdade, pois, propositalmente alienada, está, infelizmente, interessada e/ou preocupada somente com o que acontece nas novelas, no futebol, nos BBBs da vida e outras excrescências midiáticas – do seu, por isso mesmo, insignificante dia-a-dia.

    Quanto a capacidade e capacitação do ex-capitão BOLSONARO, (com a minha experiência de professor aposentado, após 35 anos no magistério), sei da excelência, da profundidade e das exigências profícuas dos e nos estudos e formação ampla de um militar de carreira, em qualquer das suas etapas, pois tenho vários ex-alunos, na ativa e/ou aposentados, inclusive um general.

    E, além disso, só pelo fato dele ter sido eleito 7 vezes, com amplo número de votos, pelo estado mais apodrecido e corrupto do Brasil – Rio de Janeiro – e nunca, NUNCA, ter se envolvido em falcatruas e corrupções de qualquer tipo, é sinal de que, pelo menos, tem bom CARÁTER, ou seja, tem o que falta, permanentemente, na maioria absoluta dos nossos, auto-apelidados de políticos – candidatos e/ou já eleitos.

    Para mim, isso já é o bastante, já é o suficiente para eu – beirando os 75 anos – ir votar nele.

    Se vai ser eleito ou não (graças, também, as famigeradas urnas eletrônicas, passíveis de fraudes), vou fazer a minha parte:

    BOLSONARO 2018!!!”

  5. Caro Adonis, excelente texto. Concordo plenamente com você. O Brasil não suporta mais 4 anos de martírio sob a sanha totalitária de esquerdopatas insanos e insaciáveis.
    Caro amigo, democracia é um sistema tão… DEMOCRÁTICO!, que, através do voto popular, dá aos ditadores a oportunidade de instalar um governo totalitário e assassino, travestido de democrático. Veja a Venezuela e a Nicarágua. O risco ainda continua, mas o Brasil esteve muito próximo de amargar a mesma sorte(má) de venezuelanos e nicaraguenses. A esquerda latino-americana, sem exceção – a regra é estabelecida por ela -, rouba, mente, engana, corrompe, dissimula, manipula, frauda, persegue, censura, invade, destrói, vandaliza, desrespeita, ofende, cospe e defeca na cara das pessoas etc, etc, etc e, depois, sem o menor vestígio de rubor, exige dos outros paz, amor e tolerância! Os principais tributos que os governos esquerdistas instalados no centro-sul da América cobram de seus cidadãos e cidadãs, são a obediência coletiva, irrevogável, e o sequestro das liberdades individuais, inegociável. O sangue de inocentes é o combustível que movimenta o socialismo bolivariano. Sempre foi.

  6. so completaria o texto de adonis afirmando que nao voto em bolsonaro , pela saudade dos militares , mas sim pela saudades da segurança , e da honestidade dos presidentes que nao ficaram milionarios , e tambem da certeza que os politicos nao eram cumplices de criminosos , como os que ficaram no poder nos ultimos anos , e cujo indice de criminalidade comprova incondicionalmente isto ….

  7. Paty Not Set do Alferes, 06/08/2018

    Professor sonhou com o filme um dia de fúria e acordou inspirado para metralhar no seu artigo: “Acidentou um motoqueiro? Não chame o SAMU! Passe com o carro por cima dele umas duas ou três vezes para assegurar que não vai necessitar de tratamento nenhum”

    Professor, pega leve Mestre.

  8. Caro C Eduardo,
    É uma simples ironia.
    Se as feminazis se acham autorizadas a matar seus próprios filhos ainda em seus ventres, dentre outras razões por motivos econômicos, seremos então autorizados a fazer o mesmo com motoqueiros, judeus, ciganos, gays, e por aí vai.
    Tal e qual na época do nazismo.
    Perdida a sacralidade da vida humana, todo o resto da nossa moralidade vai para o vinagre rapidinho.

  9. Excelente artigo Mestre Adônis Oliveira, fruto de uma mente brilhante e sincera, independente e que não dá colher de chá para bandidos sebosos, venham-nos de onde vier!

    Também não abro mão da minha independência política. Depois de mais de quatorze anos na hibernação vou votar para presidente da república e como perdi e ilusão de ter ilusão, Álvaro Dias está comigo no primeiro turno; e se houver segundo, Jair Bolsonaro na cabeça!

  10. Caro Cícero,
    Obrigado pelas gentis palavras.
    Estas são minhas opções também, Só que invertidas.
    Creio que nos encontraremos no 2o turno. Se houver, é claro!

  11. Pode me explicar como o Presidente da República pode interferir nos valores pessoais de cada pessoa e nas suas decisões de foro íntimo?
    Que eu saiba o presidente tem que governar o país, não ficar se preocupando com o que as pessoas fazem de suas vidas
    De quer maneira ele vai construir uma base no congresso para aprovar as leis necessárias para a condução do país?
    Qual outra proposta para segurança pública além de entregar armas para a população?
    Qual a proposta para melhorar a educação além de construir um colégio militar em cada capital?
    Qual a proposta para a saúde?

  12. Prezado Juliano,

    As questões que colocas são realmente extremamente importantes.
    A minha mais sincera resposta a elas é: EU NÃO SEI!

    A minha disposição em apoiar Bolsonaro não é tanto por propostas específicas. É muito mais por seus princípios e suas atitudes. A forma como serão viabilizadas as suas ideias só o futuro dirá, a depender das circunstâncias.

Deixe o seu comentário!


© 2007 - 2018 Jornal da Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa