Joselito Müller

Numa eleição feita entre os profissionais da imprensa em atividade no Brasil, a cantora Pabllo Vittar foi eleita a mulher do ano.

No mesmo pleito, o ex-presidente Lula foi eleito a alma mais honesta do país.

Bruna Surfistinha foi eleita a mais donzela e Thammy Miranda o homem mais pica

Sarney, por sua vez, foi eleito como a revelação entre jovens políticos.

E Dilma Rousseff ficou com o prêmio de melhor oradora.

Os contemplados receberão comendas em suas homenagens em solenidade que ocorrerá em São Paulo ainda este mês.

Lula, a alma mais honesta, e Pabllo Vittar, a mulher do ano

3 Comentários

  1. .
    Na mesma votação haveria ainda:

    Ministro Lewandowski: homem orgulho do STF;

    Gleisi – melhor e mais lúcida dirigente partidária;

    Cristiano Zanin – Melhor advogado de porta de cadeia;

    Vanessa Grasiotin – prêmio democracia da Coreia do Norte;

    Ceguinho Teimoso – Homem Visão do ano.

  2. Papa Berto, essa foi boa.

    Eu sou do tempo em que mulher não tinha próstata, homem não menstruava e honesto valia o fio do bigode – sem qualquer referência à Capitania Hereditária do Maranhão, claro. Mas, os tempos hoje são outros… a mulher mais mulher do Brasil tem ppajaraca, o homem mais homem tem xibiu e o honesto mais honesta está preso. Parem o mundo que que quero descer.

Deixe o seu comentário!


© 2007 - 2018 Jornal da Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa