17 fevereiro 2017VENTO FRIO



Vento, vento, vento frio
Vento frio, vento malvado
Por que vens da cordilheira
Castigar as costaneiras
Do meu rancho esburacado?

Vento mau, vento danado
Vento atroz e arredio…
Com teu sibilar cortante
Vens de plagas tão distante
Só pra me ver passar frio?

Mas há ventos mais pungentes
Que você, vento cigano!
O vento da falsidade
E o vento de iniquidade
Com sopros de desengano.

Tem o vento do desprezo
E o vento frio da traição
Tem o vento da maldade
Ventos de mediocridade
E ventos de solidão.

Tem o vento da injustiça
Com seu sopro de maldade
Tem o vento da inclemência
Soprando com prepotência
Nos porões da sociedade.

Há ventos de intolerância
E o de falta de humildade
Tem ventos de hipocrisia
E vento de nostalgia
Carregado de saudade.

Entre os ventos mais cruéis
Que castigam minha choupana
Não há outro vento frio
Pra me dar mais calafrio
Que o da ingratidão humana…

Compartilhe Compartilhe

12 Comentários

  1. violante pimentel disse:

    Parabéns pelo belo poema, prezado poeta Alamir Longo! Você é excelente na poesia e na prosa! Adorei! Há uma canção antiga, do compositor Fernando Mendes e gravada pelo Trio Irakitan, que termina assim:
    “……Vento diga, por favor,
    Aonde se escondeu o meu amor”..

    Um grande abraço!

    Violante Pimentel Natal (RN)

  2. Alamir Longo disse:

    Agradeço o “excelente”, caríssima escritora Violante, mas por aqui, no meio de tantos poetas incríveis e talentosos, sou apenas um pássaro novo ensaiando seu primeiro voo à beira do penhasco.

    Grato pela sempre honrada visita, e um ótimo fim de semana.

  3. violante pimentel disse:

    Você faz parte desse “show”! É excelente mesmo!!!

  4. Glória Braga Horta disse:

    Parabéns, Alamir Longo, pelo magnífico poema!
    Abração.

    • Alamir Longo disse:

      Grato poetisa e grande cantora glória, pela honrosa visita.

      Sabe o que estou ouvindo agora aqui em casa num churrasco”de patrão” com meus amigos?

      Teu mano véio, o Goiano. Todo mundo gostou.

      Pedi e recebi do Editor Berto um CD gravado por ele.
      O CARA É FERA!

      Se bobear vão furtar o CD. Mas eu tô de olho.

      Brigadão.

      • Goiano disse:

        Obrigado, Alamir! Fico contente quando apreciam meu trabalho musical; e este contentamento é ainda mais expressivo quando vem de uma pessoa com a tua sensibilidade artística, revelada, mesmo, por poesias como a que acabas de publicar!

      • Alamir Longo disse:

        Goiano , se eu cantasse como você eu estaria fazendo turnê pelo Brasil e mundo afora.

        Parabéns, e quando sair o próximo trabalho, está intimado para me avisar, porque quero adquiri-lo.

        Grande abraço.

      • Goiano disse:

        Alamir, Glória e eu fizemos muito boteco juntos, por anos, mas o peso dessa atividade noturna vai apertando com a idade. Nas épocas de mais vigor deu para fazer casamento, lançamento de livro, desfile de moda, show de universidade etc., mas largando o principal, que é a noite, vai-se deixando de lado os mais eventuais, de modo que, profissionalmente, dependuramos o microfone. Agora ficamos por conta de estúdio de gravação e uma ou outra canja para amigos.
        Terei prazer em oferecer algum novo trabalho que surja, aos amigos que, como tu, apreciam nossos esforços e a boa música que costumamos selecionar para o nosso repertório. Grande abraço!

  5. Regiopidio Lacerda disse:

    Espero que o vento traga
    Mais um tempo de bonança
    Que abrande nossa alma
    Que nos dê sossego e calma
    Que renove a esperança.

    Desculpe pelo atrevimentos, parabéns pelos versos. Abraço!

    Regiopidio Lacerda

    Juazeiro do Norte, CE

    • Alamir Longo disse:

      Meu caro poeta Regiopidio,

      Depois de um churrasco de ovelha e gado que fiz hoje aqui em casa (tradição fronteiriça), me deparo com esses seus belos versos nessa sua honrosa visita.

      Bom, depois dessa, só me resta fechar a noite com chopp uruguaio “bien frio”.

      Abração.

  6. Mauro Pereira disse:

    Foram artistas da dimensão poética de Alamir Longo e Fred Monteiro que fizeram eu me tornar um apreciador do poema e da poesia.
    Ler seus poemas, caríssimo amigo, é só valorizar o belo.
    Parabéns!

  7. Alamir Longo disse:

    Meu caro Mestre Mauro Pereira, grande arquiteto das letras!

    Tenho um arquivo somente destinado a seus artigos. A onde encontro textos escritos por Mauro Pereira, copio e salvo na hora. São relíquias literárias.

    Grande abraço, caro Mestre.

Deixe o seu comentário!


© 2007 Besta Fubana | Uma gazeta da bixiga lixa